Lillian Fontaine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lillian Fontaine
Lilian Fontaine.jpg
Nome completo Lilian Augusta Ruse (nome de batismo)
Lilian Augusta de Havilland (após primeiro casamento);
Lilian Augusta Fontaine (após segundo casamento)
Nascimento 11 de junho de 1886
Reading, Inglaterra, Reino Unido
Nacionalidade Reino Unido Britânica
Morte 20 de fevereiro de 1975 (88 anos)
Santa Bárbara, Califórnia, Estados Unidos
Ocupação Atriz
Cônjuge Walter Augustus de Havilland (1914-1925; divorciados)
George Milan Fontaine (1925-1956; até a morte dele)
IMDb: (inglês)

Lillian Fontaine, também conhecida como Lili Fontaine (nascida Lilian Augusta Ruse; Reading, Inglaterra, 11 de junho de 1886 - Santa Barbara, EUA, 20 de fevereiro de 1975) foi uma atriz britânica, mãe das famosas atrizes ganhadoras do Oscar de melhor atriz Olivia de Havilland (1916) e Joan Fontaine (1917 - 2013). Destas, encontra-se viva Olivia de Havilland, que reside em Paris. Joan Fontaine faleceu em 15 de dezembro de 2013, aos 96 anos de idade, de causas naturais.

Lillian iniciou sua carreira atuando nos palcos, mas após o casamento Walter Augustus de Havilland, em 1914, decidiu abandonar a carreira de atriz ao se estabelecer com o marido em Tóquio, no Japão, onde este trabalhava como professor de inglês e francês na Universidade de Tóquio antes de se tornar advogado de patentes com prática no Japão. A 1º de julho de 1916 nasce a primogênita do casal, Olivia Mary de Havilland, e, 15 meses mais tarde, a 22 de outubro de 1917, nasce a filha caçula, Joan de Beauvoir de Havilland. Este não foi um casamento feliz, devido às infidelidades de Walter, que tinha casos com garotas gueixas. Em 1919, a família partiu para a Califórnia, e lá decidiram tratar da saúde de Olivia, fragilizada por causa de uma bronquite. Depois disso, Joan acabou contraindo pneumonia e, por indicação médica, a família se estabeleceu na cidade de Saratoga, estado da Califórnia, a 80km ao sul de San Francisco. Passado algum tempo Walter deixou sua esposa e voltou para a sua amante japonesa, com quem se casaria após oficializar o divórcio com Lilian, assinado a 23 de fevereiro de 1925, 6 anos após estarem vivendo separados. Lilian também se casaria novamente: em abril de 1925 ela oficializou a união com um gerente de uma loja de departamentos chamado George Milan Fontaine, um homem severo, detestado por Olivia e Joan, de quem Lilian fora esposa até 1956, quando da morte dele.

Ao decidir que se tornaria uma atriz, Joan usaria no nome artístico o sobrenome adotado por sua mãe após o segundo casamento, pois Lillian não permitiu que ela usasse o mesmo sobrenome que o da irmã Olivia, já uma estrela em ascensão; Lillian não aprovava que Joan seguisse carreira artística - segundo ela, só haveria em Hollywood apenas uma De Havilland (referindo-se à Olivia). Além desse fato, as garotas nunca tiveram um bom relacionamento; após a morte de Lillian, em 1975, Olivia e Joan não mais se falariam enquanto em vida.

Lillian só voltou a atuar como atriz na década de 40, depois que as filhas já haviam conquistado a fama, fazendo pequenos papéis em filmes e aparecendo na TV. Alguns dos filmes em que a atriz apareceu foram dois dos quais Joan Fontaine estrelou: Ivy (1947) e The Bigamist (1953).

Ela faleceu na cidade de Santa Barbara, estado da California, aos 88 anos de idade, vítima de câncer.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.