Line Records

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Line Records
Fundação março de 1991
Fundador(es) Edir Macedo
Gênero(s) Música gospel
País de origem  Brasil
Localização Rio de Janeiro, RJ
Página oficial www.linerecords.com.br

Line Records é uma gravadora de música gospel, um selo da Record Produções e Gravações.[1] Foi fundada no Rio de Janeiro, em março de 1991 com o objetivo de atender à demanda de música no mercado gospel e também no mercado secular.[2] É associada à ABPD.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A Line Records surgiu em 1991 para suprir a demanda do mercado gospel que estava em amplo crescimento naquela época. É ligada a Igreja Universal do Reino de Deus, e pertence ao grupo Record Produções.[4] A gravadora foi responsável por lançar vários cantores, entre eles, Jamily, Gisele Nascimento, Michelle Nascimento, Beno César, Ísis Regina, Melissa, entre outros.

A gravadora também lançou diversas coletâneas. Uma das mais populares era as intituladas Louvor Delas, onde havia uma seleção com músicas de cantoras e Louvor Deles, só com músicas dos cantores.[5] Outra coletânea de marca registrada é As canções preferidas do Bispo Macedo. Lançada em 6 volumes, as coletâneas registravam as músicas preferidas do Bispo. Alguns volumes registraram vendas de mais de 100 mil cópias.[6]

Mas a partir de 2003, a gravadora colocou no mercado a Seleção de Ouro, a coletânea mais popular. Inicialmente, dez cantores tiveram suas seleções lançadas, mas devido ao grande sucesso a gravadora decidiu lançar seleções de mais cantores. E logo depois, algumas seleções tiveram segundo volume. O diferencial desta coletânea é que não apenas as músicas de sucesso eram incluídas no CD. Além disso, nas seleções não havia músicas apenas gravadas na Line, mas sim em outras gravadoras também.[7]

Para divulgar melhor os seus produtos, a gravadora apostou em um programa de televisão, chamado Gospel Line. O programa estreou em 1995 e diversos cantores apresentaram o programa, entre eles o pastor Nil e a cantora Mara Maravilha. Ficou no ar até 2007.

Em 12 de julho de 2007, para comemorar os 15 anos da gravadora, foi feito um show no Vivo Rio, com a participação de vários artistas do cast. Este show foi lançado em DVD.[8] A gravadora também acumula uma série de prêmios. Entre eles , três vitórias no Grammy Latino com os álbuns Deixa o Teu Rio me Levar, Tengo Sed de Ti e Som da Chuva, todos da cantora Soraya Moraes.[9]. Além disso, a gravadora também ganhou o prêmio Brazilian Gospel Music em 2010, na Categoria Gravadora Destaque nos Estados Unidos.[10] E também acumula vários prêmios no Troféu Talento, em diversas categorias.

A Line Records foi a primeira gravadora a adotar a política de baixos preços. Ou seja, numa tentativa de evitar a pirataria, alguns CDs eram comercializados a preços baixos para estimular a compra dos trabalhos originais.[11]

Em fevereiro de 2012, foi anunciado que a Line Records estaria pretendendo finalizar as atividades e quitar suas dívidas nos próximos cinco anos.[12][13] Em 2013, os artistas que estavam na gravadora foram transferidos para a MC Editora Gospel, de Mauro Macedo.[14] Em maio de 2016, a gravadora retomou as atividades.

Artistas exclusivos[15][editar | editar código-fonte]

  • Adilson Silva
  • Cristiane Cardoso
  • Edir Macedo
  • Ísis Regina
  • Marcello Brayner
  • Renato Cardoso
  • Ronaldo Carneiro
  • Sergio Corrêa
  • Viviane Freitas

Ex-artistas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Luz, Érica de Campos Visentini da (2008). A produção musical evangélica no Brasil (PDF). (Tese, Doutorado em História). São Paulo: USP - Biblioteca Digital. p. 142 
  2. «Line Records». Line Records. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  3. «Line Records - ABPD». ABPD. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  4. «Série gravadoras gospel: Line Records». Gospel Prime. 26 de setembro de 2011. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  5. «Line Records lança o oitavo volume das coletâneas Louvor Delas e Louvor Deles». Gospel Mais. 3 de outubro de 2008. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  6. «As músicas preferidas do Bispo Macedo virarão CD produzido pela Line Records». Gospel Mais. 13 de julho de 2009. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  7. «Sucesso de vendas, coletânea da Line ganhará segundo volume, incluindo disco do grupo Som Maior». Universo Musical. 20 de agosto de 2004. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  8. «Line Records comemora 15 anos com show e DVD». Efrata Music. 13 de julho de 2007. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  9. «Soraya Moraes vence o Grammy Latino em três categorias». Assembléia de Deus Maringá. 14 de novembro de 2008. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  10. «Line Records é homenageada no Canta América 2010». O Melhor do Gospel. 23 de agosto de 2010. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  11. «Line Records combate a pirataria com a política de preços baixos». Gospel Prime. 26 de outubro de 2010. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  12. Lauro Jardim (11 de fevereiro de 2012). «Fim de linha». Radar On Line. Veja. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  13. «Edir Macedo fecha gravadora Line Records». NaTelinha. UOL. 13 de fevereiro de 2012. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  14. Lauro Jardim (16 de janeiro de 2013). «Rival retaliado». Radar On Line. Veja. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  15. «Artistas». linerecords.com.br. Consultado em 13 de outubro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]