Linfocitopenia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Linfocitopenia
Linfócito, visto por um microscópio eletrônico.
Especialidade hematologia
Classificação e recursos externos
CID-10 D72.8
CID-9 288.51, 288.8
DiseasesDB 7677
MeSH D008231, D008231
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Linfocitopenia ou linfopenia é a condição de ter um nível baixo de linfócitos no sangue, menos de 1500 células por microlitro de sangre em um jovem, menos de 1000/μL em um adulto ou menos de 800/μL em adultos maiores. Os linfócitos são glóbulos brancos com funções importantes no sistema imunológico. O oposto é a linfocitose, que refere-se a um nível excessivo de linfócitos.

Linfocitopenia pode estar presente como parte de uma pancitopenia, quando o número total de todos os tipos de células do sangue são reduzidos.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Em alguns casos, a linfocitopenia pode ser classificada de acordo com o tipo de linfócitos que estão reduzidos. Se todos os três tipos de linfócitos são suprimidos, então o termo é usado sem qualificação adicional. Normalmente linfócitos T são 70%, linfócitos B são 25% e outros linfócitos são 5%.

  • Linfocitopenia T: há poucos linfócitos T, mas números normais de outros linfócitos. Predispõe a pneumonia, toxoplasmose e micoses graves. Geralmente é causado por infecção por HIV (AIDS) ou por quimioterapia, mas pode ser uma linfocitopenia CD4+ idiopática (ICL), que é uma doença muito rara definida por contagens de células T CD4 + abaixo de 300 células / μL na ausência de qualquer outra causa de deficiência imune conhecida. [1]
  • Linfocitopenia B: há poucos linfócitos B, mas com números normais de outros linfócitos. Se manifesta como uma deficiência de anticorpos (humoral). Geralmente é causada por medicamentos que suprimem o sistema imunológico.
  • Linfocitopenia NK: há poucos linfócitos NK (natural killer cells, células exterminadoras naturais), mas números normais de outros linfócitos. Isso é muito raro.

Causas[editar | editar código-fonte]

As causas podem ser congênitas (primárias) ou adquiridas (secundárias)[2]:

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

A linfocitopenia não causa nenhum sintoma por si, mas deixa o indivíduo vulnerável a infecções e câncer.

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

O valor normal de linfócitos no sangue depende da idade[3]:

  • Menos de 1 ano: em média 5690/μL (entre 3320 e 7006), logo menos de 3320 é linfopenia.
  • De 1 a 2 anos: em média 4685 (3873–6141)
  • De 2 a 6 anos: em média 3800 (2340–5028)
  • De 6 a 12 anos: em média 2500 (1662–3448)
  • De 12 a 18 anos: em média 2285 (1340–3173)

Entre adultos os valores normais são de 1000 a 4800/μL, e segue diminuindo lentamente com a idade, de modo que 800 pode ser considerado um valor normal para idosos.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Depende da causa, cada causa tem um tratamento diferente. Se foi uma gripe pode melhorar sem tratamento, se foi efeito colateral melhora interrompendo a medicação, se é um problema medular pode ser necessário um transplante de medula óssea...[4]

Referências

  1. Malaspina A, Moir S, Chaitt DG, et al. (March 2007). "Idiopathic CD4+ T lymphocytopenia is associated with increases in immature/transitional B cells and serum levels of IL-7". Blood. 109 (5): 2086–8. doi:10.1182/blood-2006-06-031385. PMC 1801046 Freely accessible. PMID 17053062
  2. Causes of Lymphocytopenia
  3. Lymphocytes Subsets Reference Values in Childhood
  4. Tratamiento de linfocitos bajos