Linha 13 da CPTM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 13 - Jade
Mapa das estações
Mapa das estações
Inauguração: 31 de março de 2018 (0 mês)
Estações: 3
Comprimento: 12,2 km
Velocidade máx.: 100 km/h (62,1 mph)
Estado: Em fase de testes
Unknown route-map component "exCPICla"
Engenheiro Goulart Acesso à Linha 12blue.png
Unknown route-map component "exBHF"
Guarulhos-CECAP Acesso a Rodoviária de Guarulhos
Unknown route-map component "exKBHFe"
Aeroporto-Guarulhos Acesso ao Aeroporto de Cumbica

A Linha 13–Jade da CPTM compreende o trecho da rede metropolitana definida entre a Estação Engenheiro Goulart e a Estação Aeroporto–Guarulhos, passando pela Estação Guarulhos-CECAP, também em Guarulhos.[1]

Esta foi a primeira linha totalmente construída e operada pela CPTM, começando a operar em de 31 de março de 2018, inicialmente em fase de testes.[2]

Serviços Expressos[editar | editar código-fonte]

A partir de junho de 2018, o usuário contará com o serviço Connect, com trens partindo da Estação Brás até a Estação Aeroporto–Guarulhos nos horários de pico (das 5h às 9h e das 16h às 20h), sem a necessidade de baldeação na Estação Engenheiro Goulart.

A partir de julho de 2018, entrará em operação o serviço CPTM Airport-Express, que levará os usuários sem paradas, da Estação Aeroporto–Guarulhos até a Estação da Luz, permitindo transferências para as linhas 7-Rubi, 11-Coral, 1-Azul e 4-Amarela da rede metropolitana.

História[editar | editar código-fonte]

Obras do trecho elevado da Linha 13 em Guarulhos
Trem da série 9500, a única a operar na Linha

Desde o início da década de 2000 o governo paulista planejava a construção de uma linha de trens ligando Guarulhos ao restante da malha metropolitana[3][4]. Inicialmente, previam-se dois serviços de passageiros que não avançaram[5]:

  • Trem de Guarulhos : Atual Linha 13–Jade, uma linha de trem metropolitano operada pela CPTM e composta por três estações (Brás, Engenheiro Goulart e Zezinho Magalhães-CECAP);
  • Expresso Aeroporto : Antiga Linha 14–Onix, uma linha de trem exclusiva entre Brás e o Aeroporto operada pela iniciativa privada (PPP) com tarifa diferenciada, espaço para bagagens e check-in nas estações. Após algumas tentativas de licitar o projeto, a CPTM abandonou o Expresso Aeroporto alegando falta de interesse da iniciativa privada, indefinição da expansão do Aeroporto de Guarulhos e a concorrência do projeto com o TAV Rio-São Paulo.[6].

Em 2012, o projeto do Trem de Guarulhos foi retomado e renomeado para Linha 13-Jade. A fase I foi definida com 12,2 quilômetros de extensão e três estações (Engenheiro Goulart, Guarulhos CECAP e Aeroporto–Guarulhos), sendo parte do trajeto feita em superfície (4,3 km) e outra em elevado (7,9 km)[7].

No final de 2012, foi lançado o edital de licitação das obras e após vários meses de contestações judiciais por parte das empresas interessadas nas obras, a licitação de R$ 1,1 bilhão foi dividida em quatro lotes, sendo vencidos por dois consórcios [8]:

  • Consórcio HFTS Jade (Helleno e Fonseca-Trail-Spavias), lotes 1 e 3;
  • Consórcio CST Linha 13–Jade (Consbem-Serveng-TIISA), lotes 2 e 4;

Em dezembro de 2013, o governo paulista iniciou as obras, logo após a liberação de verbas do PAC pelo governo federal[9].

Ônibus do GRU Airport para o translado gratuito entre a Estação Aeroporto e os Terminais.

Na Estação Aeroporto–Guarulhos foi construída uma passarela que a liga ao Terminal 1 do aeroporto, de onde parte um "transporte", sob responsabilidade da concessionária que administra o aeroporto, que percorrerá todos os outros terminais transportando os usuários gratuitamente.[10]

Em maio de 2016, o consórcio formado pelas empresas chinesa Shifang e a brasileira Temoinsa, venceu a licitação internacional para a produção de oito novos trens para a atender a Linha 13–Jade. As composições chamadas de TUE CRRC, formarão a primeira série de origem chinesa da companhia e começarão a ser entregues em 2019.

Em 31 de março de 2018, após treze anos de construção, a primeira fase da linha foi inaugurada pelo governador Geraldo Alckimin, inicialmente funcionando nos fins de semana das 10 às 15 horas.[11][12]

Em paralelo às obras da fase I, a CPTM abriu licitação para desenvolvimento do projeto funcional para a extensão da linha em Guarulhos (fase II).

Extensão da linha[editar | editar código-fonte]

A CPTM trabalha no projeto de uma futura expansão da linha até a Estação Chácara Klabin, onde se conectará com a 2-Verde e com a 5–Lílas. Também está previsto a futura Estação Parque da Mooca, onde se conectará com a 6–Laranja e com a 10–Turquesa, além da futura Estação Gabriela Mistral, onde também se conectará com a Linha 2–Verde.[13][14]

Na outra ponta da linha em Guarulhos, o projeto prevê a expansão para os bairros Jardim São João e Bonsucesso. No total serão mais quatro estações no município, sendo Jardim dos Eucaliptos, São João, Presidente Dutra e Bonsucesso.[15][16]

Estações[editar | editar código-fonte]

Sigla Estação Integração
EGO Engenheiro Goulart Aiga railtransportation 25.svg Gratuita com a Linha 12-Safira (CPTM).
GCE Guarulhos-CECAP Terminal rodoviário Tarifada com a Estação Parada Rodoviária do Corredor Metropolitano Norte (EMTU) e com o Terminal Municipal de Guarulhos.
AGU Aeroporto–Guarulhos Terminal rodoviário Tarifada com a Estação Taboão do Corredor Metropolitano Norte (EMTU)
Aiga departingflights.svg Translado gratuito para o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos.

(OBS: A integração com a Linha 12 - Safira só se tornará gratuita após o fim dos testes durante a "Operação Assistida")

Referências

  1. «Linha 13 Jade» (PDF). CPTM. Consultado em 21 de julho de 2016 
  2. «Trem para o Aeroporto de Guarulhos começa a funcionar após 14 anos de atraso». G1 
  3. Alencar Izidoro (13 de março de 2002). «SP faz convênio para levar trem a Cumbica». Folha Online. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  4. Enerconsult-Mabe (dezembro de 2001 a setembro de 2002). «Estudo de Viabilidade do Expresso Aeroporto e do Trem de Guarulhos». Arcadis Logos. Consultado em 14 de outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. Renato Viegas (1 de julho de 2006). «Trem de Guarulhos-Expresso Aeroporto» (PDF). CPTM/Revista Ferroviária. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  6. Renato Machado (19 de outubro de 2010). «Estado desiste de fazer Expresso Aeroporto». Jornal da Tarde. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  7. «Apresentação de audiência pública para linha 13 Jade» (pdf). cptm.sp.gov.br. Consultado em 3 de agosto de 2013 
  8. Eurico Cruz (2 de setembro de 2013). «Obras do trem de Guarulhos começam em um mês». Diário de Guarulhos. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  9. http://www.antp.org.br/noticias/clippings/dilma-libera-r-54-bi-para-o-metro-de-sp.html
  10. «Ligação da estação de trem ao Aeroporto de Guarulhos será improvisada». Rodrigo Russo, Folha de S.Paulo. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  11. «Após atrasos, Alckmin promete entregar linha que liga SP ao aeroporto de Cumbica até o início de abril». G1 
  12. «Trem que liga São Paulo a aeroporto de Guarulhos começa a funcionar este sábado». epocanegocios.globo.com 
  13. «Conheça a futura estação Parque da Mooca». Ricardo Meier, MetroCPTM. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  14. «Projeto de expansão da linha 13 da CPTM» (PDF) 
  15. «Projeto de extensão da Linha 13 até Bonsucesso». Guarulhos em Rede. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  16. «Governo diz que Linha 13 da CPTM irá além do aeroporto de Guarulhos» (html). g1.globo.com. 3 de julho de 2013. Consultado em 3 de agosto de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Linha 13 da CPTM
Ícone de esboço Este artigo sobre transportes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.