Linha Oeste do Metrô de Fortaleza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Linha Oeste: Caucaia ↔ Chico da Silva é uma das linhas do Metrô de Fortaleza. A Linha oferece transporte ágil e seguro interligando o centro de Fortaleza ao município de Caucaia, na região metropolitana da capital cearense. São 6,5 mil pessoas transportadas por dia, em média. De uma ponta a outra, são 19,5 km de extensão, passando por 10 estações. A Linha Oeste do sistema metroferroviário de Fortaleza opera com Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), movidos a diesel. As duas unidades de VLT em operação tem capacidade para transportar até 1532 pessoas por viagem. Os percursos interligando o centro de Fortaleza ao centro de Caucaia são realizados de segunda a sábado. Os veículos passam por manutenções corretivas e preventivas no pátio de manutenção Vila das Flores, em Pacatuba.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A origem da linha Oeste vem por meio do trecho da estrada de ferro de Sobral que ligava Sobral a Ipu. Em 1909, toda a estrada de ferro de Sobral (Camocim-Ipu) foi juntado com a estrada de ferro de Baturité para se criar a Rede de Viação Cearense, imediatamente arrendada à South American Railway. Em 1915, a RVC passa à administração federal. A linha da antiga estrada de ferro de Sobral chega a seu ponto máximo em Oiticica, na divisa com o Piauí, em 1932, dezoito anos antes de Sobral ser unida a Fortaleza pela estrada de ferro de Itapipoca (1950). Esses dois trechos passam então a constituir a linha Norte. Em 1957 passa a ser uma das subsidiárias formadoras da RFFSA e em 1975 é absorvida operacionalmente por esta. Em 1996 é arrendada juntamente com a malha ferroviária do Nordeste à Cia. Ferroviária do Nordeste (RFN). Trens de passageiros percorreram a linha Norte até o dia 12 de dezembro de 1988, sobrando depois disso apenas cargueiros e trens metropolitanos no trecho Fortaleza-Boqueirão.[1]

A linha era administrada inteiramente pela CBTU na época em que todo o seu trajeto era feito por trens urbanos. Em 2010, a Metrofor investiu cerca de R$ 125 milhões com as estações e a reforma de treze trens conhecidos como Pidners. Quatro locomotivas foram modernizadas e 31 carros de passageiros receberam nova fuselagem e sistema de climatização.[2] Além da reforma e aquisição de novos veículos, foram recuperados 17 quilômetros de via permanente e duplicados outros 2,5 quilômetros, reformadas nove estações, e realizado o trabalho de sinalização das passagens de nível. Também foi concluído o viaduto rodoviário Visconde de Cauípe, em Caucaia. Cerca de 13 mil passageiros, que fazem o trajeto Caucaia-Fortaleza diariamente, serão beneficiados a ação.[3] Com as melhorias, mais passageiros estão utilizando a linha. Em 2011, os trens da linha Oeste transportaram mais de 3,46 milhões de passageiros.[2] Ao todo a Linha Oeste é composta por 46 viagens diárias.[3] Provavelmente em extensão à Linha Oeste, está em estudo um ramal metroviário até o Terminal Portuário do Pecém, localizado na região metropolitana de Fortaleza.

Estações[editar | editar código-fonte]

Tipo Estação Ligações Plataformas Posição Cidade
Central Central-Chico da Silva Aiga railtransportation 25.svg Linha Sul, Linha Leste Centrais Subterrânea Fortaleza
Integração Tiról Aiga railtransportation 25.svg Linha Leste Centrais Superfície Fortaleza
Comum Francisco Sá Centrais Superfície Fortaleza
Comum Álvaro Weyne Laterais Elevada Fortaleza
Comum Floresta Centrais Superfície Fortaleza
Comum Padre Andrade Central Superfície Fortaleza
Comum Antônio Bezerra Laterais Elevado Fortaleza
Comum São Miguel Centrais Superfície Fortaleza
Integração Parque Albano Centrais Superfície Fortaleza
Comum Conjunto Ceará Central Superfície Fortaleza
Comum Jurema Central Superfície Caucaia
Comum Araturi Central Superfície Caucaia
Comum Nova Metrópole Central Superfície Caucaia
Comum Parque Soledade Centrais Superfície Caucaia
Comum Caucaia Centrais Superfície Caucaia

Referências

  1. «Caucaia -- Estações Ferroviárias do Estado do Ceará». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 22 de fevereiro de 2018 
  2. a b «De Fortaleza a Caucaia de trem. Conheça a linha Oeste». Metrofor. Consultado em 21 de julho de 2013. Arquivado do original em 10 de janeiro de 2014 
  3. a b «Metrô de Fortaleza: Primeiro VLT da Linha Oeste começa circular». Secretaria da Infraestrutura. 13 de junho de 2011. Consultado em 21 de julho de 2013. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2016 

Linhas do Sistema[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]