Linha Tronco (Estrada de Ferro Noroeste do Brasil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Linha Tronco da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil
EF EF-265[1]
Área de operação São Paulo e Mato Grosso do Sul
Tempo de operação 1906–Presente
Bitola Bitola métrica
1 000 mm (3,28 ft)
Extensão 1 330,5 km (827 mi)
Interconexão Ferroviária Ramal de Bauru (Estrada de Ferro Sorocabana)
Linha Tronco Oeste (Companhia Paulista de Estradas de Ferro)
Ramal de Ponta Porã
Ramal de Porto Esperança
Ramal de Porto Ladário
Portos Atendidos Porto Esperança
Porto Seco Agesa
Operadora Rumo Logística

A Linha Tronco da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil é uma ferrovia transversal brasileira, em bitola métrica, que liga Bauru (SP) à Corumbá (MS), na fronteira com a Bolívia. Possui mais de 1.300 km de extensão, atravessando cidades como Araçatuba, Três Lagoas e Campo Grande. Atualmente é operada pela Rumo Logística.

História[editar | editar código-fonte]

Em julho de 1905, iniciou-se em Bauru a construção da Linha Tronco pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. A inauguração do primeiro trecho se deu em 29 de setembro de 1906, até Lauro Müller (km 92), no atual município de Guarantã. A construção foi prosseguindo gradativamente e em 2 de dezembro de 1908, a Estação de Araçatuba foi inaugurada. Dali a linha tomou rumo à margem esquerda do Rio Tietê, prosseguindo a Oeste, rente ao leito do mesmo, até atingir Itapura (próximo à foz do Rio), no início de 1910.

Em maio de 1908, iniciou-se a construção da ferrovia de Itapura até Corumbá (MS). Duas equipes trabalharam simultaneamente nas duas extremidades, uma a partiu de Itapura atravessando o Rio Paraná e adentrando o estado do Mato Grosso do Sul, e a outra a partiu de Porto Esperança, distrito de Corumbá, as margens do Rio Paraguai. A ligação entre as frentes de trabalho foi feita em 1914. A partir daí, a linha estava completa desde o Rio Paraguai, ao sul de Corumbá, até Bauru[2].

A margem do Rio Tietê, onde passava a ferrovia após Araçatuba até Itapura, era região infestada de malária e outras doenças tropicais, algo que no início do século XX preocupava muito. Assim, a partir da década de 1920, iniciou-se a construção da Variante de Jupiá, mais ao Sul, seguindo o espigão divisor de águas dos rios Aguapeí (ou Feio) e Tietê. A variante foi completada em 1940, quando então passou a ser considerada a Linha Tronco.

A sede do município de Corumbá, distante cerca de 70 km do distrito de Porto Esperança, somente foi alcançado pelos trilhos em 1952, seguindo até pouco adiante na fronteira com a Bolívia.

A Linha Tronco da Noroeste é composta por duas grandes pontes ferroviárias. A primeira delas sobre o Rio Paraná, foi inaugurada em 1926 como Ponte Francisco de Sá, sendo que até a inauguração a travessia das composições era feita por balsa. Já a segunda delas sobre o Rio Paraguai, foi inaugurada em 1947 com o nome de Ponte Barão do Rio Branco (atualmente Ponte Eurico Gaspar Dutra), após uma década de construção.

Operação[editar | editar código-fonte]

Em 1996, a Linha Tronco da Noroeste foi concedida pela RFFSA como parte da Malha Oeste, juntamente com os ramais oriundos da Noroeste. Em 2002, o trecho entre Bauru e Mairinque da Sorocabana, passou a fazer parte da Malha Oeste como um "prolongamento" da Linha Tronco.

Atualmente a concessão pertence a concessionária Rumo Logística, que opera os trens de celulose de Três Lagoas-MS até o porto de Santos-SP (seguindo pela Linha Mairinque-Santos), e aos trens de minério das minas da região de Corumbá até o porto de Ladário-MS.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.