Linha da Frente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Linha da Frente
Informação geral
País  Portugal
Período em atividade 1999 - 2002
Afiliação(ões) Megafone, Sitiados, Ramp, Kussondulola, Despe & Siga
Integrantes João Aguardela
Viviane
Luís Varatojo
Rui Duarte
Dora Fidalgo
Prince Wadada
Janelo da Costa

Linha da Frente é um projecto de música e músicos portugueses, de Rock e Revolução.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sob o título Rock e Revolução, este projecto nasceu da conjugação de esforços de um conjunto de pessoas: João Aguardela (Sitiados e Megafone), Luís Varatojo (Despe & Siga), Viviane (Entre Aspas), Dora Fidalgo (Delfins), Janelo (Kussondulola), Prince Wadada e Rui Duarte (Ramp).[1]

Baseado em poemas extraordinários de autores portugueses como Fernando Pessoa, Natália Correia, António Aleixo, Manuel Alegre, António Ramos Rosa, Ary dos Santos e Alexandre O'Neill,[2] o projecto começa em 1999[3] como forma de celebrar os 25 anos do 25 de Abril.

Em 1999 lançaram um Cd-single, em edição de autor, com uma versão de "Mudam-se os Tempos, Mudam-se a Vontades". As receitas reverteram a favor do CNRT.

Em 2002 foi editado o álbum homónimo. Ainda nesse ano foi promovido um concurso destinado a premiar a melhor remistura para o tema "As Facas".

"Solidariedade (remix)" foi incluído na compilação "Mundial 2002".

Alguns dos temas dos A Naifa, grupo de João Aguardela e Luís Vatojo, tinham sido feitos para A Linha da Frente.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 2002 - Linha da Frente (Universal)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - "Mudam-se os Tempos, Mudam-se a Vontades" (Ed. Autor)
  • 2001 - "Não Posso Adiar o Coração" (Universal)

Referências