Linhares Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por o extinto clube sediado em Linhares (Espírito Santo), veja Linhares Esporte Clube.
Linhares
Linhares Futebol Clube Escudo Novo.png
Nome Linhares Futebol Clube
Mascote Coruja Azul
Principal rival São Mateus
Fundação 16 de agosto de 2001 (18 anos)
Presidente Adauto Menegussi
Treinador Yupi Silva
Patrocinador Lixo Esporte
Material (d)esportivo Cristmara
Competição Capixaba - Série A
Copa Espírito Santo
Website Linhares Futebol Clube
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Linhares Futebol Clube é um clube de futebol brasileiro do município de Linhares, no Espírito Santo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O ex-jogador Adauto Menegussi fundou em 1997 a Escolinha de Futebol Companhia de Craques. A escolinha serviu de embrião para o novo clube. Em 2001 a escolinha dava lugar ao Centro de Futebol Linhares. O atual Linhares não tem nenhuma relação com o extinto Linhares Esporte Clube que foi tetracampeão estadual na década de 1990.[1][2]

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Em 2004, o Centro de Futebol Linhares disputa pela primeira vez o Campeonato Capixaba da Segunda Divisão, com atletas formado na categoria de base do clube. O clube utilizava um uniforme verde claro com faixas negras na lateral, homenageando as cores da escolinha que o originou. No ano seguinte o clube mudou as cores para azul e branco, simbolizando a bandeira da cidade, agora com com mais investimento, disputa a Segunda Divisão novamente e consegue o acesso para a elite do futebol capixaba, a Primeira Divisão.[1]

Em 2006, o Linhares estreia na Primeira Divisão, fazendo uma bela campanha ficando em terceiro lugar.[1]

Em 2007, o clube muda o nome para Linhares Futebol Clube e conquista seu primeiro título na história do clube, tornando-se campeão do Capixabão, garantindo a vaga na Copa do Brasil.[1]

Em 2008, faz novamente uma bela campanha no Campeonato Capixaba, mas perde na semifinal e fica em terceiro lugar. Disputa pela primeira vez a Copa do Brasil, enfrentando o Juventude do Rio Grande do Sul empatando o jogo em casa e também em Caxias do Sul por 0 a 0. Nos pênaltis perde para o clube gaúcho e é eliminado da competição.

O Linhares FC fez um grande Campeonato Capixaba em 2009, mas não consegue ir para as semifinais, terminando em quinto lugar.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010, o Linhares tem um início de campeonato muito ruim, mas se recupera e termina em sexto lugar. Já na Copa Espírito Santo, o clube veio sem promessa alguma com um ex-preparador físico, como técnico e com um time praticamente de juvenis, somente Wilker e Hiran do time do Capixabão de 2010. Porém o time fez uma campanha aplaudível, eliminando o Grêmio Laranjeiras nas quartas de finais, sendo desclassificado pelo Vitória-ES (que era o atual campeão da competição) nas semifinais.

Em 2011, o Linhares torna-se vice-campeão capixaba, jogando a final contra o São Mateus.

No ano de 2012, o clubes não se classifica para as semifinais porque tinha perdido seis pontos no TJD por escalar um atleta irregular e em 2013, faz uma boa participação no campeonato ficando em quinto lugar.

Em 2014, o clube foi vice-campeão capixaba perdendo o título para Estrela do Norte.[3]

Em jogo da segunda rodada da primeira fase do Capixabão de 2016, o time enfrentou o Sport Club Linharense no novo clássico da cidade, vencendo o jogo por 3 a 2 no Estádio Joaquim Calmon.[4] O clube termina o campeonato na quarta colocação no hexagonal final, a apenas quatro pontos dos finalistas Espírito Santo e Desportiva Ferroviária.[5]

No Capixabão de 2017, Linhares é rebaixado à Série B com uma rodada de antecedência sem ganhar nenhum jogo. Este é o primeiro rebaixamento da sua história.[6] Em 2018, Linhares desiste da participação da Série B.[7]

Em 2019, no retorno à Série B, empata na estreia em 1 a 1 com o ESSE no Estádio Justiniano de Mello e Silva em Colatina.[8] Na final perde o título na disputa por pênaltis para o rival do norte São Mateus no Estádio Sernamby. Com o vice-campeonato retorna à Série A.[9]

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Espírito Santo (estado) Campeonato Capixaba 1 2007

Categoria de base[editar | editar código-fonte]

  • Campeão Capixaba Sub-15 (2012 e 2014)
  • Campeão Capixaba Sub-17 (2008 e 2010)
  • Campeão da Copa 'A Gazetinha' Sub-11 (2007)
  • Campeão Capixaba 14/15 (2011)
  • Campeão da Copa da Colonização (2006)
  • Campeão Municipal Sub-11 (2006)
  • Campeão da Copa 'A Gazetinha' Sub 12-13 (2005)
  • Campeão da Copa Janc (2004)

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2020
Competição Temporadas Melhor campanha Anos P Aumento R Baixa
Espírito Santo (estado) Campeonato Capixaba 13 Campeão (2007) 2006-2017, 2020 1
Série B 3 Vice-campeão (2005 e 2019) 2004-2005, 2019 2
Brasil Série C 2 29º colocado (2007) 2007-2008
Copa do Brasil 1 39º colocado (2008) 2008

Retrospecto em competições nacionais[editar | editar código-fonte]

Última atualização: Série C de 2008.

Competição Temporadas Títulos Pts. J V E D GP GC
Brasil Série C 2 13 18 3 4 11 21 42
Copa do Brasil 1 2 2 0 2 0 0 2

Diretoria[editar | editar código-fonte]

  • Presidente: Adauto Menegussi
  • Diretor de futebol: Itajiba Marques

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Última atualização: 30 de janeiro de 2017[10]

Legenda
  • Capitão: Capitão


Goleiros
N.º Jogador
1 Brasil Adriano
12 Brasil Felício
Defensores
N.º Jogador Pos.
4 Brasil João Marcos Z
3 Brasil Diego Brum Z
14 Brasil Rhuan Z
2 Brasil Lucas LD
15 Brasil Dodô LD
6 Brasil Matheus Eduardo LE
13 Brasil Bruno LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
5 Brasil Pedro V
8 Brasil Léo Coutinho V
7 Brasil Carlos M
10 Brasil Weslley M
20 Brasil Guilherme M
Atacantes
N.º Jogador
9 Brasil Wenderson
11 Brasil Ramon
16 Brasil Clifton
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Yupi Silva T
Brasil Gil AS
Brasil Alex AS
Brasil Ozório Galdino PF
Brasil Lehrback TG
Brasil Geraldo Cupertino MA

Revelações[editar | editar código-fonte]

  • Brasil Fabinho Fiorot (1991) - Apesar da curta carreira, passou pelo poderoso Arsenal da Inglaterra, ganhando experiência na categoria de base do clube inglês. Além dos Gunners, Fabinho integrou também equipes da categoria de base do Fluminense.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Temporada 2019[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 2

Temporada 2017[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 2

Temporada 2016[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 2

Temporada 2015[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme nº 2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «História do Linhares FC». FES. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  2. «Brasil Afora: zebra em 94, Linhares renasce de uma escolinha de futebol». globoesporte.com. 22 de setembro de 2010. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  3. «Estrela do Norte vence o Linhares e conquista o título inédito do Capixabão». globoesporte.com. 7 de junho de 2014. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  4. «Linhares abre vantagem, leva susto, mas vence o Sport em jogo recheado de emoção». globoesporte.com. 14 de fevereiro de 2016. Consultado em 14 de fevereiro de 2016 
  5. «Waldyr Lacerda é confirmado como técnico do Linhares na Copa ES 2016». globoesporte.com. 19 de julho de 2016. Consultado em 19 de julho de 2016 
  6. «Linhares pressiona o Tupy-ES, não marca e está rebaixado para a Série B». globoesporte.com. 1 de abril de 2017. Consultado em 2 de abril de 2017 
  7. «Com duas desistências, FES divulga a tabela da Série B do Capixabão 2018». globoesporte.com. 24 de janeiro de 2018. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  8. «Esse e Linhares empatam no encerramento da rodada de estreia da Série B Capixaba». globoesporte.com. 7 de abril de 2019. Consultado em 9 de abril de 2019 
  9. «No escuro, São Mateus vence o Linhares nos pênaltis e é campeão da Série B Capixaba 2019». globoesporte.com. 8 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  10. «Em dia de homenagem à Kempes e Canela, Vitória-ES vence o Linhares na estreia do Capixabão». globoesporte.com. 28 de janeiro de 2017. Consultado em 30 de janeiro de 2017