Linhas da Umbanda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Linhas da umbanda)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As linhas da Umbanda são, dentro da doutrina daquela religião, sete diferentes tipos de irradiações dos orixás, cada uma delas atuando num padrão vibratório que estimula e dá sustentação aos seres viventes.[1]

Assim, as linhas da Umbanda são sete partições da energia divina. As linhas da Umbanda não devem ser confundidas, deste modo, com as Linhas de Trabalho, que referen-se a características afins de entidades,[2][3] que se apresentam em um corpo fluídico com determinadas características, numa espécie de arquétipo.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1925, portanto, dezessete anos após a fundação da Umbanda, Leal de Souza apresentou pela primeira vez a codificação das sete linhas.[5] Outras variações das sete linhas foram apresentadas posteriormente, ao longo da história da religião, conforme novas escolas foram surgindo, mas sempre mantendo-se o número de sete.[5]

Referências

  1. Umbanda Eu Curto (7 de maio de 2017). «Linhas de Umbanda Sagrada». Consultado em 3 de novembro de 2018. 
  2. Stephen C. Finley; Torin Alexander (2009). African American Religious Cultures. ABC-CLIO. p. 393. ISBN 978-1-57607-470-1.
  3. Edmondo F. Lupieri; James Hooten; Amanda Kunder (2011). In the Name of God: The Making of Global Christianity. Wm. B. Eerdmans Publishing. pp. 137 – 138. ISBN 978-0-8028-4017-2.
  4. Umbanda eu Curto. «Preto-Velho». Consultado em 3 de novembro de 2018. 
  5. a b paimane.com. «As Sete Linhas de Umbanda». Consultado em 3 de novembro de 2018.