Linor Abargil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Linor Abargil, (17 de fevereiro de 1980) de Israel, foi a vencedora do concurso Miss Mundo 1998. Ela foi a primeira israelense a levar a coroa. Ela é também modelo, atriz e advogada.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Abargil nasceu em Netanya, Israel, filha de Aliza e Jackie Abargil.

Em outubro de 1998, algumas semanas antes do Miss Mundo, então com 18 anos de idade, ela foi seqüestrada e estuprada por Shlomo Nour, um agente de viagens posteriormente condenado pela Corte Suprema de Tel Aviv.[1] . Na época ela morava na Itália onde trabalhava como modelo. "Nunca passou pela minha mente que aquele 'bom' homem iria me prejudicar. Mais tarde, percebi que este ato foi cuidadosamente planejado e a visão daquela noite terrível esteve em meus pesadelos por muitos anos", declarou ela anos depois.[2] Em 2013, a história de seu rapto virou um documentário, Brave Miss World (Admirável Miss Mundo, em português), produzido por Cecilia Peck, filha de Gregory Peck. Abargil também tornou-se uma ativista contra a violência sexual.[3]

Em 2014 sua história também virou seriado no Netflix.[4]

Casou-se em 2006 com o jogador de basquete lituano Šarūnas Jasikevičius de quem se divorciou em 2008. Em 2010 casou-se com Oren Halfon, com quem tem três filhos.

Participação no Miss Mundo[editar | editar código-fonte]

Linor venceu o Miss Israel em março de 1998. Posteriormente ela declarou: "nunca pensei em participar de concursos, mas os prêmios, uma viagem à Tailândia e um carro novo, eram bons prêmios para quem vem de uma cidade pequena".[3] Em novembro de 1998, ela foi coroada Miss Mundo em Seicheles, vencendo outras 85 concorrentes.

Referências

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.