Orquestra Lira Sanjoanense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lira Sanjoanense)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Parte manuscrita do violino I dos Duetos concertantes de Gabriel Fernandes da Trindade, no arquivo da Orquestra Lira Sanjoanense.

A Orquestra Lira Sanjoanense é um grupo musical brasileiro baseado na cidade de São João del-Rei.

É o primeiro conjunto profissional de que se tem notícia no Brasil,[1] a mais antiga orquestra da América ainda em atividade[2][3] e uma das mais antigas do mundo.[4] Foi fundada em 1776 por um grupo de músicos liderados por José Joaquim de Miranda, com o nome de Companhia de Música, organizada para atender a um contrato com a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário a fim de encarregar-se da música do culto religioso,[1] mas também participava de outras atividades, como récitas operísticas, teatro musicado e bailes.[5] Na época a maior parte dos seus integrantes eram mulatos.[1] Em 1846 Francisco de Paula de Miranda redigiu novos estatutos, alterando o nome para Philarmonica Paulina. Em meados do século XIX passou a se denominar Sociedade Musical Lyra São Joannense, e em meados do século XX o maestro Pedro de Souza simplificou a denominação para a forma que mantém até hoje, de Orquestra Lira Sanjoanense.[6]

A Lira criou uma sólida tradição. Pelas suas fileiras passaram importantes músicos e compositores, e seu acervo preserva uma rica coleção musical, contendo algumas das mais antigas composições brasileiras conhecidas, além de correspondência, instrumentos antigos e outros documentos, que tem subsidiado uma quantidade de estudos especializados.[7][2][8] Seu bicentenário em 1976 foi marcado pelo lançamento de um selo pelos Correios,[9] por solenidades e por uma variada programação, na qual fizeram parte destacados grupos musicais brasileiros. O evento contribuiu para despertar o interesse da crítica e dos musicólogos pela pesquisa e interpretação da música brasileira dos períodos colonial e imperial, até então um campo pouco conhecido e pouco estudado.[7] Mantendo o espírito original de dedicação à música sacra, conta hoje com um coral e apresenta-se regularmente nas funções das irmandades do Rosário, Mercês e Nossa Senhora da Boa Morte da Paróquia de Nossa Senhora do Pilar. Em parceria com a Universidade Federal de São João del-Rei, a Lira desenvolve o Projeto Orquestra Escola, voltado para a iniciação musical de crianças e adolescentes.[2]

Referências

  1. a b c Rizzi, Celso. Música brasileira: O chorinho através dos tempos. Galáxia, 2016
  2. a b c "Lira Sanjoanense: 240 anos de tradição na música em SJDR". Vertentes Agência de Notícias, 05/06/2016
  3. Robinson, Gardenia & Robinson, Alex. Brazil Footprint Handbook. Footprint, 2014
  4. Dourado, Henrique Autran. Dicionário de termos e expressões da música. Editora 34, 2004, p. 186
  5. Almeida, Marcelo Crisafuli Nascimento. "A Música e suas Manifestações populares em São João Del Rei (1870-1920)". In: XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009
  6. Viegas, Maria Salomé de Resende. O solo de flauta do IV responsório das matinas de natal do Padre José Maria Xavier: aspectos históricos, estéticos e interpretativos. Universidade Federal de Minas Gerais, 2006, pp. 2-3
  7. a b Viegas, Aluísio José. "O Arquivo Musical da Orquestra Lira Sanjoanense de São João Del-Rei (MG)". In: Anais do I Colóquio Brasileiro de Arquivologia e Edição Musica. Mariana, 18-20/07/2003
  8. Marcolin, Neldson. "Música para Deus". Agência Fapesp, 14/05/2004
  9. Prieto, José Carlos Hernández. "São João del-Rei e a Filatelia. Registros Históricos sobre os Correios". In: Tirado, Abgar Campos; Guimarães, Betânia Maria; Andrade e Silva, Mariluze. (orgs.). São João del-Rei: 300 anos. Academia de Letras de São João del-Rei / Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei, 2013

Ver também[editar | editar código-fonte]