Liro Vendelino Meurer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Liro Vendelino Meurer
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Santo Ângelo

Título

Bispo da Diocese de Santo Ângelo
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Leomar Antônio Brustolin
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Santo Ângelo
Nomeação 24 de abril de 2013
Entrada solene 16 de junho de 2013
Predecessor Dom José Clemente Weber
Mandato 2013 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 12 de dezembro de 1981
por Dom João Cláudio Colling
Nomeação episcopal 14 de janeiro de 2009
Ordenação episcopal 22 de março de 2009
Catedral Metropolitana de Porto Alegre
por Dom Dadeus Grings
Lema episcopal SERVIR COM ALEGRIA
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Salvador do Sul
13 de julho de 1954 (68 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Ágata Catarina Meurer
Pai: Jacob Edvino Meurer
Funções exercidas -Bispo-auxiliar de Passo Fundo (2009-2013)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Liro Vendelino Meurer (Salvador do Sul, 13 de julho de 1954) é um bispo católico, atual bispo da Diocese de Santo Ângelo.

Vida[editar | editar código-fonte]

Dom Liro é o terceiro filho de seis irmãos do casal Jacob Edvino Meurer e Ágata Catarina Meurer. Nasceu no dia 13 de julho de 1954, na localidade de Linha de Júlio de Castilhos, município de Montenegro, atualmente Salvador do Sul.

Seus estudos primários foram realizados em sua terra natal. Em 1967 ingressou no Seminário São João Maria Vianney em Bom Princípio, onde permaneceu dois anos. Entre os anos 1969 e 1974 estudou no Seminário São José de Gravataí, completando o ginásio e cursando o ensino médio.

Iniciou a Faculdade de Filosofia no Seminário Maior Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Viamão e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Sacerdócio[editar | editar código-fonte]

Sua ordenação sacerdotal aconteceu no dia 12 de dezembro de 1981 por Dom Cláudio Colling, sendo o primeiro sacerdote ordenado pelo Arcebispo de Porto Alegre. Durante seus 27 anos de sacerdócio exerceu as funções de vigário paroquial da paróquia Santo Antônio de Estrela, em 1982, e foi assistente dos seminaristas do Seminário São José de Gravataí.

Nos anos 1984 a 1990 foi diretor e assistente do propedêutico no mesmo Seminário. No mesmo período fez curso de formadores, com especialização em psicopedagogia, no Seminário de Viamão.

Em 1991 foi pároco da Paróquia Nossa Senhora do Mont’Serrat, em Porto Alegre, e diretor espiritual no Seminário São José de Gravataí. De 1992 a 1996, ele foi reitor do Seminário São João Maria Vianey em Bom Princípio.

De 1997 a 2006 foi pároco da Paróquia São João Batista, em Camaquã, e simultaneamente o primeiro vigário episcopal do Vicariato Camaquã-Guaíba, durante três anos.

Em 2007 foi pároco da Paróquia Santa Luzia, em Porto Alegre e em 2008 foi nomeado pároco da Paróquia São Geraldo, em Porto Alegre, sendo que também é assessor eclesiástico do Movimento de Cursilho de Cristandade.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de janeiro de 2009 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo auxiliar da Diocese de Passo Fundo com a sede titular de Thucca in Numidia[1], foi ordenado na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, no dia 22 de março de 2009. Escolheu como lema de vida episcopal: SERVIR COM ALEGRIA. Foi apresentado a Diocese de Passo Fundo e iniciou suas atividades pastorais no dia 5 de abril de 2009.

Desde 2010 é o Bispo referencial da Pastoral Carcerária do Regional Sul 3 (Rio Grande do Sul) da CNBB.

Aos 24 de abril de 2013 o Papa Francisco o nomeou para bispo da Diocese de Santo Ângelo[2], tomando posse em 16 de junho do mesmo ano.

Lema e brasão[editar | editar código-fonte]

Lema: SERVIR COM ALEGRIA. Como bispo, Dom Liro, quer servir com alegria como manifestação da dedicação ao chamado de Deus e a construção do seu reino. Alegria que vem da fé em Jesus Cristo e do anúncio da Boa Notícia.

Brasão: a) Raios de Sol: significam as luzes do Espírito Santo que iluminará o ministério episcopal de Dom Liro. O Bispo quer estar sempre atento às inspirações das luzes do alto para que o Espírito Santo o anime e o renove para atualizar a mensagem de Cristo; b) Cruz: que Jesus carregou e na qual morreu por amor à humanidade, quer lembrar que o serviço a Deus deve ser entrega total; c) Báculo: o cajado do pastor, que lembra a missão de apascentar o rebanho do Senhor. O Bispo conduz e defende os que lhe são confiados; d) Bíblia: A Palavra de Deus, fonte da vida cristã. Pela escuta, acolhida e prática da Palavra de Deus tornamo-nos discípulos missionários de Jesus Cristo e servidores desta sua Palavra; e) Lava-pés: deverá sempre lembrar ao bispo o verdadeiro espírito de servir. Jesus ensina a servir lavando os pés dos discípulos. “Assim como eu fiz, vós também façais” (Jo 13, 15); f) A cor vermelha: representa alegria, que deverá ser uma marca de quem serve a Cristo ressuscitado, a alegria de ser discípulo missionário.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Liro Vendelino Meurer
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Liro Vendelino Meurer

Precedido por
José Clemente Weber
Bispo de Santo Ângelo
2013 - atualidade
Sucedido por
Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.