Lista das alterações previstas pelo acordo ortográfico de 1990

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Acordo Ortográfico de 1990 prevê alterações na maneira de escrever das pessoas que falam a língua Portuguesa. No Brasil as alterações serão mais ao nível da acentuação e nos restantes países terá mais efeito nas consoantes designadas mudas.

O que muda no Brasil[editar | editar código-fonte]

Estas alterações incidem, nomeadamente, na completa eliminação do trema e eliminação dos acentos em terminações "-eia", "-oo" e "-oio" e do acento agudo nos hiatos paroxítonos precedidos por ditongo.

Eliminação do trema[editar | editar código-fonte]

Norma atual (br) Acordo ortográfico
lingüiça linguiça
seqüência sequência
freqüência frequência
qüinqüênio quinquênio
pingüim pinguim
cinqüenta cinquenta

Eliminação do acento agudo nos hiatos paroxítonos precedidos por ditongo[editar | editar código-fonte]

Norma atual (br) Acordo ortográfico
assembléia assembleia
idéia ideia
européia europeia
apóio (v.) apoio
alcatéia alcateia
andróide androide

Eliminação do acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo decrescente[editar | editar código-fonte]

Norma atual (br) Acordo ortográfico
apazigúe apazigue
feiúra feiura
bocaiúva bocaiuva

Eliminação do acento circunflexo das palavras terminadas em êem e ôo(s)[editar | editar código-fonte]

Norma atual (br) Acordo ortográfico
abençôo abençoo
enjôo enjoo
vôo voo
crêem creem
dêem deem
dôo doo
lêem leem
magôo magoo
perdôo perdoo
vêem veem
zôo zoo

O que muda em Portugal e nos restantes países lusófonos[editar | editar código-fonte]

Segundo especialistas, em Portugal e nos restantes países lusófonos que não o Brasil (quer dizer nos PALOP, Timor-Leste e Macau), as alterações mais significativas encontram-se na eliminação das consoantes mudas. Outra alteração significativa corresponde à utilização de letra inicial minúscula nos nomes dos meses, estações do ano e pontos cardeais. Por fim, as formas do verbo haver ligadas à preposição de deixarão de ter hífen.


O que muda em todos os países[editar | editar código-fonte]

Suprimem-se alguns acentos de palavras paroxítonas ou graves contendo o ditongo "oi" e de um pequeno número de outras palavras.

Norma actual Acordo ortográfico
bóia boia
asteróide asteroide
heróico heroico
jóia joia
Norma actual Acordo ortográfico
dêem deem
lêem leem
pára para
pêlo pelo
pêra pera
pólo polo

Hífen[editar | editar código-fonte]

As regras de hifenação sofrem alterações, fazendo com que uns sejam eliminados e outras palavras passem a ser hifenizadas quando até agora não o eram.

Exemplos de eliminação de hífen
Norma actual Acordo ortográfico
anti-semita antissemita
anti-religioso antirreligioso
contra-regra contrarregra
extra-escolar extraescolar
co-administrador coadministrador
co-herdeiro coerdeiro[1][2]
Elimina-se o hífen em palavras que perderam a noção de composição
Norma actual Acordo ortográfico
pára-choque parachoque
manda-chuva mandachuva
pára-quedas paraquedas
Elimina-se o hífen em palavras compostas com elementos de ligação
Norma actual Acordo ortográfico
pé-de-moleque pé de moleque
dia-a-dia dia a dia
fim-de-semana fim de semana
cor-de-vinho cor de vinho
ponto-e-vírgula ponto e vírgula
cara-de-pau cara de pau
maria-vai-com-as-outras maria vai com as outras
leva-e-traz leva e traz
deus-me-livre deus me livre
bicho-de-sete-cabeças bicho de sete cabeças
faz-de-conta faz de conta

Exceções: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, ao deus-dará, à queima-roupa, gota-d’água, pé-d’água, espécies animais e botânicas.

Exemplos de introdução de hífen
Norma actual Acordo ortográfico
microondas micro-ondas
arquiinimigo arqui-inimigo

Dupla grafia[editar | editar código-fonte]

De forma a contemplar as diferenças fonéticas existentes aceitam-se duplas grafias em algumas palavras. Estas duplas grafias são divididas em dois grupos. O primeiro consiste na existência de algumas palavras que possuem consoantes que, dependendo do uso individual ou nacional, podem ser pronunciadas ou não. O segundo grupo inclui variações ao nível da acentuação das letras e e o em certas palavras. No Brasil usa-se acento circunflexo, nos restantes países usa-se o acento agudo.


Consoantes "mudas" mantidas[editar | editar código-fonte]

Conservam-se também palavras com sequências consonânticas que são invariavelmente proferidas por todos os falantes cultos da língua portuguesa:

Novo alfabeto[editar | editar código-fonte]

As letras "k", "w" e "y" passarão a ser oficialmente incorporadas ao alfabeto da língua portuguesa. Os dicionários já registram essas letras; os países africanos possuem muitas palavras escritas com elas. Assim, o alfabeto da língua portuguesa passa a ser formado por vinte e seis letras, cada uma delas com uma forma minúscula e outra maiúscula:

a A (á) n N (ene)
b B (bê) o O (o)
c C (cê) p P (pê)
d D (dê) q Q (quê)
e E (é) r R (erre)
f F (efe) s S (esse)
g G (gê ou guê) t T (tê)
h H (agá) u U (u)
i I (i) v V (vê)
j J (jota) w W (dâblio/dáblio)
k K (capa ou cá) x X (xis)
l L (ele) y Y (ípsilon)
m M (eme) z Z (zê)

Por fim, as denominações apresentadas a cada letra no texto do Acordo não excluem outras formas regionais ou nacionais de denominação, tais como "fê", "lê", "mê" e "nê" para F, L, M e N, por exemplo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A Notícia (19 de março de 2009). «É coerdeiro e não co-herdeiro». 19/03/2009. Consultado em 25 de maio de 2011 
  2. Mudança preconizada pelo VOLP da ABL. É possível que a ACL tenha outro entendimento.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]