Lista das maiores goleadas do Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Estádio Anacleto Campanella foi o palco da maior goleada da história da Série D, após greve dos jogadores do São Caetano.

Esta é uma lista das maiores goleadas do Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D, competição nacional de clubes de futebol do Brasil, organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que equivale à quarta divisão do futebol brasileiro. Ao contrário de outros países onde o futebol é um esporte popular e tradicional, como a Inglaterra, que possui 24 divisões nacionais,[1] o sistema de ligas nacionais no Brasil por muitos anos chegava apenas à Série C, equivalente à terceira divisão. A primeira edição da Série D foi realizada em 2009, após confirmação da CBF no ano anterior promovendo o decréscimo de participantes da Série C de 64 para 20 clubes. Inicialmente, o regulamento previa a participação de 40 equipes selecionadas através das competições estaduais, mas o Acre desistiu de enviar representantes e, exclusivamente naquele ano, a disputa ficou com 39 times. Ao longo dos anos, a competição passou por alterações de tamanho e formato até chegar ao cenário atual, no qual conta com 64 equipes.

Uma goleada é caracterizada como uma vitória por uma ampla diferença, de gols, mas essa diferença não é quantificada. Alguns comentaristas e analistas de futebol consideram goleada qualquer triunfo a partir de três gols de diferença,[2][3][4] enquanto outros só consideram a partir de quatro gols.[5] Há também quem utilize uma soma de ambos os critérios, considerando goleada a diferença de três ou mais gols, desde que seja marcado pelo menos quatro gols por uma mesma equipe, excluindo por exemplo o placar de 3–0.[6]

A maior goleada da história da Série D, considerando a diferença de gols, é um 9–0 que ocorreu na partida entre São Caetano e Pelotas, válida pelo Grupo A8 da edição de 2020. Na ocasião, o time do ABC Paulista precisou escalar às pressas jogadores das categorias de base para evitar um W.O., uma vez que o elenco profissional entrou em greve e se recusou a jogar: o clube não pagava salários há quatro meses, além de direitos de imagem, premiações e demais benefícios. Ao todo, o São Caetano conseguiu reunir 16 jogadores dos elencos sub-17 e sub-20. Um dos atletas chegou ao Anacleto Campanella apenas às 17h50 para a partida que estava marcada para às 18h. Das maiores goleadas da história da competição, esta é a única em que o time goleado era o mandante.[7][8] Outros dois confrontos tiveram uma equipe marcando nove gols: em 2011, o Plácido de Castro aplicou 9–1 no Vila Aurora, mesmo placar da goleada do ABC sobre o Caucaia, dez anos depois.[9][10] Já a equipe que mais vezes marcou em uma mesma partida foi o Trem, que fez 10–2 contra o Náutico-RR na edição de 2022, a segunda maior goleada de todos os tempos da quarta divisão.[11]

A única partida da listagem de maiores goleadas da Série D que não aconteceu na fase de grupos foi Atlético Acreano versus Náutico-RR: na edição de 2016, o time roraimense fez história como a primeira equipe do estado a avançar de fase na quarta divisão, mas sucumbiu no confronto de ida do primeiro mata-mata e levou 5–1 dos acreanos, mesmo jogando em Boa Vista.[12] Para o jogo da volta, o time perdeu sete atletas e viajou com apenas 12 jogadores, sofrendo nova goleada, dessa vez por 8–0. No placar agregado, o Atlético-AC aplicou 13–1 sobre o Náutico-RR.[13][14] Já em finais de Série D, a maior diferença de gols aconteceu na decisão de 2017: na partida de ida em Ceará-Mirim, na Grande Natal, o Operário-PR fez 5–0 sobre o Globo, praticamente garantindo o título, que se confirmou no jogo da volta mesmo após a derrota por 1–0 em Ponta Grossa, interior do Paraná.[15]

Lista[editar | editar código-fonte]

Estas são as 36 maiores goleadas da história da Série D, considerando como principal critério de desempate a diferença de gols e, posteriormente, o número de gols marcados pela equipe vencedora.[16]

Mandante Placar Visitante Estádio Data Ano Ref.
1 São Caetano São Paulo 0–9 Rio Grande do Sul Pelotas Anacleto Campanella 24 de outubro 2020 [8]
2 Trem Amapá 10–2 Roraima Náutico-RR Zerão 6 de junho 2022 [17]
3 Plácido de Castro Acre 9–1 Mato Grosso Vila Aurora Arena da Floresta 10 de setembro 2011 [9]
ABC Rio Grande do Norte 9–1 Ceará Caucaia Frasqueirão 9 de agosto 2021 [10]
5 Atlético Acreano Acre 8–0 Roraima Náutico-RR Florestão 7 de agosto 2016 [14]
América de Natal Rio Grande do Norte 8–0 Paraíba Serrano-PB Arena das Dunas 9 de junho 2019 [18]
Mirassol São Paulo 8–0 Paraná Nacional-PR Maião 17 de outubro 2020 [19]
Ferroviária São Paulo 8–0 Minas Gerais URT Fonte Luminosa 17 de abril 2022 [20]
Porto Velho Rondônia 8–0 Roraima Náutico-RR Aluizão 16 de julho 2022 [21]
10 Santos-AP Amapá 8–1 Acre Plácido de Castro Zerão 27 de maio 2018 [22]
América de Natal Rio Grande do Norte 8–1 Ceará Crato Arena das Dunas 10 de julho 2022 [23]
12 ABC Rio Grande do Norte 7–0 Alagoas Jacyobá Frasqueirão 27 de setembro 2020 [24]
Itabaiana Sergipe 7–0 Alagoas Jacyobá Etelvino Mendonça 8 de novembro 2020 [25]
Cabofriense Rio de Janeiro 7–0 Paraná Nacional-PR Correão 13 de novembro 2020 [26]
Ferroviária São Paulo 7–0 Mato Grosso do Sul Águia Negra Fonte Luminosa 3 de julho 2021 [27]
Sousa Paraíba 7–0 Ceará Caucaia Marizão 10 de julho 2021 [28]
Afogados Pernambuco 7–0 Paraíba São Paulo Crystal Vianão 16 de julho 2022 [29]
18 River-PI Piauí 7–1 Ceará Guarany de Sobral Albertão 21 de setembro 2014 [30]
Galvez Acre 7–1 Pará Independente-PA Arena Acreana 21 de novembro 2020 [31]
São Raimundo-RR Roraima 7–1 Acre Atlético Acreano Canarinho 5 de setembro 2021 [32]
21 Cianorte Paraná 6–0 São Paulo Marília Olímpico 24 de junho 2012 [33]
Sampaio Corrêa Maranhão 6–0 Amapá Santos-AP Nhozinho Santos 12 de agosto 2012 [34]
Friburguense Rio de Janeiro 6–0 Minas Gerais Guarani-MG Eduardo Guinle 26 de agosto 2012 [35]
São Raimundo-RR Roraima 0–6 Acre Rio Branco-AC Ribeirão 20 de setembro 2014 [36]
Boavista-RJ Rio de Janeiro 0–6 Santa Catarina Metropolitano Eucy Resende 21 de setembro 2014 [37]
CSA Alagoas 6–0 Ceará Guarani de Juazeiro Rei Pelé 19 de junho 2016 [38]
São Raimundo-PA Pará 6–0 Acre Rio Branco-AC Colosso do Tapajós 10 de julho 2016 [39]
Serrano-PB Paraíba 0–6 Rio Grande do Norte América de Natal Amigão 4 de maio 2019 [40]
Novorizontino São Paulo 6–0 Rio de Janeiro Itaboraí Jorjão 9 de junho 2019 [41]
Mirassol São Paulo 6–0 Paraná Toledo Maião 30 de setembro 2020 [42]
São Raimundo-RR Roraima 6–0 Roraima Baré Canarinho 13 de novembro 2020 [43]
Jacyobá Alagoas 0–6 Rio Grande do Norte ABC Fumeirão 21 de novembro 2020 [44]
Caxias Rio Grande do Sul 6–0 São Paulo São Caetano Centenário 28 de novembro 2020 [45]
Águia Negra Mato Grosso do Sul 0–6 Minas Gerais Caldense Ninho d'Águia 1 de agosto 2021 [46]
Náutico-RR Roraima 0–6 Amazonas Amazonas Canarinho 9 de julho 2022 [47]
Amazonas Amazonas 6–0 Acre Humaitá Colina 17 de julho 2022 [48]

Referências

  1. «Conheça a pirâmide do futebol inglês». Verminosos. 22 de abril de 2014. Consultado em 19 de maio de 2018 
  2. «A democracia decidiu: 3 x 0 é goleada, sim. Mas quem disse que precisa ser?». DF Sports+. 19 de julho de 2019. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  3. «Goleada por 3 a 0 sobre o Cruzeiro é ponto fora da curva do ano oxo do JEC». Ge.globo. 14 de dezembro de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  4. «River Plate é goleado pelo Olímpico mas se classifica paras as finais». Ge.globo. 29 de abril de 2012. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  5. «Santos faz 3 a 0 no Galvez e elimina jogo de volta na Copa do Brasil». Estadão. 11 de maio de 2016. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  6. «Goleada». Todo Prosa. 4 de abril de 2009. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  7. «Entenda a crise que levou o São Caetano a entrar em greve e recorrer à base para evitar W.O na Série D». O Globo. 24 de outubro de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  8. a b «São Caetano é atropelado pelo Pelotas após montar time às pressas e evitar W.O». Só Notícias. 24 de outubro de 2020. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  9. a b «Plácido aplica goleada histórica de 9×1 no Vila Aurora, do MT». Ac24Horas. 11 de setembro de 2011. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  10. a b «Série D: ABC "atropela" o Caucaia no Frasqueirão e faz 9 a 1». Tribuna do Norte. 9 de agosto de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  11. «Em jogo de 12 gols, Trem atropela Náutico-RR e entra no G4 do Grupo 1 da Série D». Ge.globo. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  12. «Galo massacra e tira invencibilidade do Náutico-RR em casa em noite de Rafael Barros». Ge.globo. 30 de julho de 2016. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  13. «Série D: Náutico-RR pega Atlético-AC com quatro jogadores improvisados». Ge.globo. 6 de agosto de 2016. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  14. a b «Com maior goleada da D, Atlético-AC humilha Náutico-RR e está nas oitavas». Ge.globo. 7 de agosto de 2016. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  15. «Operário-PR faz 5 a 0 contra o Globo FC fora de casa e fica próximo do título da Série D». Ge.globo. 3 de setembro de 2017. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  16. «Maiores goleadas da história da Série D». Vermelho de Paixão. 9 de junho de 2022. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  17. «Trem-AP marca dez vezes e atropela o Náutico-RR». Gazeta Esportiva. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  18. «Sem piedade, América-RN faz 8 a 0 no Serrano-PB e avança em primeiro do Grupo A6». Ge.globo. 9 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  19. «Mirassol atropela o Nacional-PR e assume a vice-liderança do Grupo 7 da Série D». Ge.globo. 17 de outubro de 2020. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  20. «Atropelo! Ferroviária aplica impiedosa goleada sobre a URT na estreia das equipes pela Série D do Brasileiro». Ge.globo. 17 de abril de 2022. Consultado em 17 de abril de 2022 
  21. «Porto Velho aplica goleada sobre o Náutico-RR em despedida da Série D». FFER. 16 de julho de 2022. Consultado em 17 de julho de 2022 
  22. «Parecia a Alemanha! Santos-AP goleia o Plácido de Castro-AC e avança à próxima fase da Série D». Ge.globo. 27 de maio de 2018. Consultado em 27 de maio de 2018 
  23. «América faz 8 a 1 no Crato e vai para última rodada dependendo apenas de si». Tribuna do Norte. 10 de julho de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  24. «Em jogo fácil, ABC goleia Jacyobá no Frasqueirão». Ge.globo. 27 de setembro de 2020. Consultado em 27 de setembro de 2020 
  25. «Itabaiana goleia o Jaciobá e assume a liderança do Grupo 4 da Série D». Ge.globo. 8 de novembro de 2020. Consultado em 8 de novembro de 2020 
  26. «Cabofriense goleia o Nacional-PR e assume a liderança provisória». Futebol Interior. 13 de novembro de 2020. Consultado em 13 de novembro de 2020 
  27. «Ferroviária atropela o Águia Negra com sete gols e se isola liderança do grupo». UOL Esporte. 3 de julho de 2021. Consultado em 3 de julho de 2021 
  28. «Sousa aplica goleada e atropela o Caucaia para assumir liderança na Série D». Ge.globo. 10 de julho de 2021. Consultado em 10 de julho de 2021 
  29. «Afogados atropela o São Paulo Crystal, é salvo pelo Globo e conquista vaga dramática na Série D». Ge.globo. 16 de julho de 2022. Consultado em 3 de agosto de 2022 
  30. «À la Alemanha, River-PI faz 7 a 1 no Guarany na despedida da Série D». Ge.globo. 21 de setembro de 2014. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  31. «Galvez massacra o Independentee assume a ponta do Grupo A1». Futebol Interior. 21 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  32. «Tomaz marca quatro e Mundão faz a maior goleada do time na história da Série D». Ge.globo. 5 de setembro de 2021. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  33. «Cianorte atropela o Marília e goleia por 6 a 0 em estreia na Série D». Ge.globo. 24 de junho de 2011. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  34. «Sampaio Corrêa-MA 6 x 0 Santos-AP - Goleada e classificação na Série D!». Futebol Interior. 12 de agosto de 2011. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  35. «Friburguense goleia o Guarani-MG e avança em primeiro no Grupo A6». Ge.globo. 26 de agosto de 2011. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  36. «Com 80 pessoas presentes, Rio Branco humilha o São Raimundo: 6 a 0». Ge.globo. 20 de setembro de 2014. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  37. «Metrô atropela o já eliminado Boavista com seis gols e avança na Série D». Ge.globo. 21 de setembro de 2014. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  38. «Sem forçar, CSA passa por cima do Guarani-CE no Estádio Rei Pelé: 6 a 0». Ge.globo. 19 de junho de 2016. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  39. «São Raimundo-PA goleia Rio Branco no Pará e avança à 2ª fase da Série D». Ge.globo. 10 de julho de 2016. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  40. «América derrota o Serrano por 6 a 0 e mostra força no Brasileirão». Tribuna do Norte. 4 de maio de 2019. Consultado em 5 de maio de 2019 
  41. «Novorizontino 6 x 0 Itaboraí-RJ - Tigre atropela e termina Série D em grande estilo». Futebol Interior. 9 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  42. «Mirassol goleia o Toledo e vence a primeira na Série D». Ge.globo. 30 de setembro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  43. «Mundão massacra o Baré no clássico e fica a dois pontos do G-4 do grupo 2 da Série D». Ge.globo. 13 de novembro de 2020. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  44. «Jaciobá-AL 0 x 6 ABC-RN - Wallyson brilha, Elefante massacra e garante vaga». Futebol Interior. 21 de novembro de 2020. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  45. «Caxias goleia o São Caetano, conta com resultados paralelos e avança à segunda fase». Pioneiro. 28 de novembro de 2020. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  46. «Caldense goleia Águia Negra pela Série D; Patrocinense e Uberlândia perdem». Superesportes. 1 de agosto de 2021. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  47. «Amazonas goleia o Náutico-RR por 6 a 0 e se mantém na liderança do grupo A1 da Série D». Ge.globo. 9 de julho de 2022. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  48. «Ítalo faz três e Amazonas goleia o Humaitá em duelo da última rodada da primeira fase». Ge.globo. 17 de julho de 2022. Consultado em 4 de agosto de 2022