Lista das pessoas mais ricas do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta é uma lista das pessoas mais ricas do Brasil de acordo com a revista Forbes. Essa publicação lança listas anuais gerais com bilionários e bilionárias do Brasil,[1] como também de grupos específicos como pastores evangélicos,[2] políticos[3] e pessoas do mercado financeiro.[4]

Lista geral[editar | editar código-fonte]

Abilio Diniz em 2016

A listagem foi originalmente divulgada em 2019, mas os dados incluídos abaixo foram atualizados em abril de 2022.[5]

# Nome Fortuna (USD) Idade Fonte da riqueza Fontes
&0000000000000001.0000001 Jorge Paulo Lemann 16,7 bilhões 83 AB InBev, 3G Capital & outros [6][7]
&0000000000000002.0000002 Eduardo Saverin 12,9 bilhões 40 Facebook (co-fundador) [8]
&0000000000000003.0000003 Marcel Herrmann Telles 11 bilhões 72 AB InBev, 3G Capital & outros [9]
&0000000000000004.0000004 Jorge Moll Filho 10,4 bilhões 76 Rede D'Or [10]
&0000000000000005.0000005 Carlos Alberto Sicupira 9,2 bilhões 74 AB InBev, 3G Capital & outros [11]
&0000000000000006.0000006 Família Safra[nota 1] 8,4 bilhões Banco Safra [12]
&0000000000000007.0000007 André Esteves 6,6 bilhões 54 BTG Pactual [13]
&0000000000000008.0000008 Luciano Hang 5,3 bilhões 58 Havan [14]
&0000000000000009.0000009 Alexandre Behring 5,3 bilhões 54 3G Capital [15]
&0000000000000010.00000010 Joesley Batista 5 bilhões 49 JBS [16]
&0000000000000011.00000011 Wesley Batista 5 bilhões 48 JBS [17]
&0000000000000012.00000012 Maria Helena Scripilliti 4,4 bilhões 90 Votorantim [18]
&0000000000000013.00000013 Ermirio Pereira de Moraes 4,4 bilhões 88 Votorantim [19]
&0000000000000014.00000014 Walter Faria 3,7 bilhões 65 Grupo Petrópolis [20]
&0000000000000015.00000015 Candido Koren de Lima 3,6 bilhões 74 Hapvida [21]
&0000000000000016.00000016 Miguel Krigsner 3,6 bilhões 71 Boticário [22]
&0000000000000017.00000017 José João Abdalla Filho 3,3 bilhões 75 Banco Clássico, Eletrobras, Cemig [23]
&0000000000000018.00000018 Abilio Diniz 3,1 bilhões 85 Grupo Pão de Açúcar, Carrefour, BRF [24]
&0000000000000019.00000019 Maurizio Billi 3,1 bilhões 63 Eurofarma [25]
&0000000000000020.00000020 Alceu Elias Feldman 2,5 bilhões 71 Fertipar [26]
&0000000000000021.00000021 Lírio Parisotto 2,6 bilhões 67 Videolar [27]
&0000000000000022.00000022 Roberto Irineu Marinho 2,3 bilhões 75 Grupo Globo [28]
&0000000000000023.00000023 João Roberto Marinho 2,3 bilhões 69 Grupo Globo [29]
&0000000000000024.00000024 José Roberto Marinho 2,3 bilhões 66 Grupo Globo [30]
&0000000000000025.00000025 Alexandre Grendene Bartelle 2,1 bilhões 71 Grendene [31]
&0000000000000026.00000026 Pedro Moreira Salles 2,1 bilhões 63 Itaú, CBMM [32]
&0000000000000027.00000027 Guilherme Benchimol 2,1 bilhões 45 XP Inc [33]
&0000000000000028.00000028 Julio Bozano 2 bilhões 85 Banco Bozano, Azul Linhas Aéreas [34]
&0000000000000029.00000029 Fernando Moreira Salles 2 bilhões 74 Itaú, CBMM [35]
&0000000000000030.00000030 João Moreira Salles 2 bilhões 59 Itaú, CBMM [36]
&0000000000000031.00000031 Walther Moreira Salles 2 bilhões 59 Itaú, CBMM [37]
&0000000000000032.00000032 Luis Frias 2 bilhões 57 Grupo Folha, UOL, PagSeguro [38]
&0000000000000033.00000033 Alfredo Villela Filho 2 bilhões 51 Itaú [39]
&0000000000000034.00000034 Antonio Luis Seabra 1,9 bilhão 78 Natura, Avon [40]
&0000000000000035.00000035 José Luis Cutrale 1,9 bilhão 74 Cutrale, Chiquita Brands International [41]
&0000000000000036.00000036 Luiza Helena Trajano 1,9 bilhão 72 Magazine Luiza [42]
&0000000000000037.00000037 Dulce Pugliese de Godoy Bueno 1,9 bilhão 73 Amil, Dasa [43]
&0000000000000038.00000038 Jorge Koren de Lima 1,8 bilhão 48 Hapvida [44]
&0000000000000039.00000039 Ana Lucia Villela 1,8 bilhão 47 Itaú [45]
&0000000000000040.00000040 Jayme Garfinkel 1,6 bilhão 75 Porto Seguros [46]
&0000000000000041.00000041 Rubens Menin 1,6 bilhão 64 MRV Engenharia, CNN Brasil, Rádio Itatiaia [47]
&0000000000000042.00000042 Carlos Sanchez 1,6 bilhão 58 EMS [48]
&0000000000000043.00000043 Liu Ming Chung 1,6 bilhão 58 Nine Dragons Paper [49]
&0000000000000044.00000044 João Alves de Queiroz Filho 1,5 bilhão 68 Hypera Pharma [50]
&0000000000000045.00000045 David Feffer 1,5 bilhão 64 Suzano [51]
&0000000000000046.00000046 Daniel Feffer 1,4 bilhão 61 Suzano [52]
&0000000000000047.00000047 Ruben Feffer 1,4 bilhão 49 Suzano [53][54]
&0000000000000048.00000048 Lily Safra 1,3 bilhão 83 Banco Safra [55]
&0000000000000049.00000049 Jose Isaac Peres 1,3 bilhão 80 Multiplan, Vepan [56]
&0000000000000050.00000050 Pedro de Godoy Bueno 1,2 bilhão 29 Dasa [57]
&0000000000000051.00000051 Guilherme Peirão Leal 1,1 bilhão 70 Natura [58]
&0000000000000052.00000052 Pedro Grendene Bartelle 1 bilhão 71 Grendene [59]
53 Eleonor Oscar Becker 1 bilhão 49 Lojas Becker, Becker Financeira, TransBecker [59]
&0000000000000054.00000054 Franco Bittar Garcia 1 bilhão 37 Magazine Luiza [60]

As dez primeiras colocações por ano[editar | editar código-fonte]

2022[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes.

Nome Fortuna
(em bilhões de US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
1 Estável Jorge Paulo Lemann 13,4 Prejuízo 83  Brasileira 3G Capital, AB InBev
2 Aumento Marcel Herrmann Telles 9,2 Prejuízo 72  Brasileira 3G Capital, AB InBev
3 Aumento Carlos Alberto Sicupira 7,6 Prejuízo 74  Brasileira 3G Capital, AB InBev
4 Baixa Eduardo Saverin 7,6 Prejuízo 40  Brasileira Facebook
5 Aumento Família Safra 7,5 Lucro  Brasileira Grupo Safra
6 Aumento Lúcia Maggi 6,6 Lucro 89  Brasileira Amaggi
7 Aumento André Esteves 5,7 Lucro 54  Brasileira BTG Pactual
8 Baixa Alexandre Behring 3,0 Prejuízo 55  Brasileira 3G Capital
9 Baixa Jorge Moll Filho 4,7 Prejuízo 76  Brasileira Rede D'or São Luiz
10 Aumento Luciano Hang 4,6 Lucro 60  Brasileira Havan

2021[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes.

Nome Fortuna
(em bilhões de US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
1 Aumento Jorge Paulo Lemann 16,8 Lucro 82  Brasileira 3G Capital, AB InBev
2 Aumento Eduardo Saverin 14,6 Lucro 39  Brasileira Facebook
3 Aumento Marcel Herrmann Telles 11,5 Lucro 71  Brasileira 3G Capital, AB InBev
4 Aumento Jorge Moll Filho 11,3 Lucro 75  Brasileira Rede D'or São Luiz
5 Estável Carlos Alberto Sicupira 8,7 Lucro 73  Brasileira 3G Capital, AB InBev
6 Baixa Família Safra 7,1 Prejuízo  Brasileira Grupo Safra
7 Baixa Alexandre Behring 7,0 Lucro 54  Brasileira 3G Capital
8 Estável Dulce Pugliese de Godoy Bueno 6,0 Lucro 74  Brasileira Amil, Dasa
9 Aumento Alceu Elias Feldman 5,4 Lucro 70  Brasileira Fertipar
10 Aumento Luiza Helena Trajano 5,3 Lucro 73  Brasileira Magazine Luiza

2020[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes.

Nome Fortuna
(em bilhões de US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
01 Estável Joseph Safra 19,9 Prejuízo 81  Brasileira Banco Safra
02 Estável Jorge Paulo Lemann e família 10,4 Prejuízo 80  Brasileira 3G Capital, AB InBev
03 Aumento Eduardo Saverin 8,4 Prejuízo 38  Brasileira Facebook
04 Baixa Marcel Herrmann Telles 6,5 Prejuízo 70  Brasileira 3G Capital, AB InBev
05 Estável Carlos Alberto Sicupira e família 4,8 Prejuízo 72  Brasileira 3G Capital, AB InBev
06 Aumento Alexandre Behring 4,3 Lucro 53  Brasileira 3G Capital, AB InBev
07 Aumento Luciano Hang 3,6 Lucro 57  Brasileira Havan
08 Aumento Dulce Pugliese de Godoy Bueno 3,5 Lucro 72  Brasileira Amil, Dasa
09 Aumento Miguel Krigsner 3,4 Lucro 70  Brasileira O Boticário
010 Baixa André Esteves 2,9 Prejuízo 51  Brasileira BTG Pactual

2019[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes.

Nome Fortuna
(em bilhões de US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
01 Aumento Joseph Safra 25,2 Lucro 80  Brasileira Banco Safra
02 Baixa Jorge Paulo Lemann e família 22,8 Prejuízo 79  Brasileira 3G Capital, AB InBev
03 Estável Marcel Herrmann Telles 9,9 Prejuízo 69  Brasileira 3G Capital, AB InBev
04 Aumento Eduardo Saverin 9,7 Prejuízo 37  Brasileira Facebook
05 Baixa Carlos Alberto Sicupira e família 8,9 Prejuízo 70  Brasileira 3G Capital, AB InBev
06 Aumento Juca Abdalla 3,2 Lucro 73  Brasileira Banco Clássico
07 Aumento Abilio dos Santos Diniz 3,1 Prejuízo 82  Brasileira GPA
07 Baixa Pedro Moreira Salles 3,1 Prejuízo 59  Brasileira Itaú Unibanco
07 Estável Fernando Roberto Moreira Salles 3,1 Prejuízo 73  Brasileira Itaú Unibanco
07 Estável João Moreira Salles 3,1 Prejuízo 57  Brasileira Itaú Unibanco
07 Estável Walter Moreira Salles Junior 3,1 Prejuízo 62  Brasileira Itaú Unibanco
08 Aumento André Esteves 3,0 Lucro 50  Brasileira BTG Pactual
09 Aumento Alfredo Egydio Arruda Villela Filho 2,6 Lucro 50  Brasileira Grupo Itaúsa
010 Aumento Jayme Garfinkel 2,5 Lucro 72  Brasileira Porto Seguro Seguros

2018[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes.

Nome Fortuna
(em US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
01 Estável Jorge Paulo Lemann 27,4 Prejuízo 78  Brasileira 3G Capital, AB InBev
02 Estável Joseph Safra 23,5 Lucro 79  Brasileira Banco Safra
03 Estável Marcel Herrmann Telles 14,0 Prejuízo 68  Brasileira 3G Capital, AB InBev
04 Estável Carlos Alberto Sicupira 12,0 Prejuízo 70  Brasileira 3G Capital, AB InBev
05 Estável Eduardo Saverin 10,1 Lucro 36  Brasileira Facebook
06 Aumento Pedro Moreira Salles 5,1 Lucro 58  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento Fernando Roberto Moreira Salles 5,0 Lucro 72  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento João Moreira Salles 5,0 Lucro 56  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento Walter Moreira Salles Junior 5,0 Lucro 62  Brasileira Itaú Unibanco
08 Estável Abilio dos Santos Diniz 3,5 Lucro 81  Brasileira GPA
09 Baixa Walter Faria 3,2 Prejuízo 63  Brasileira Grupo Petrópolis
010 Aumento Luiz Frias 3,0 Lucro 55  Brasileira Grupo Folha, Universo Online, PagSeguro

2017[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes no dia 20 de março de 2017.[61]

Nome Fortuna
(em US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
01 Estável Jorge Paulo Lemann 29,2 Lucro 77  Brasileira 3G Capital, AB InBev
02 Estável Joseph Safra 20,5 Lucro 78  Brasileira Banco Safra
03 Estável Marcel Herrmann Telles 14,8 Lucro 67  Brasileira 3G Capital, AB InBev
04 Estável Carlos Alberto Sicupira 12,5 Lucro 69  Brasileira 3G Capital, AB InBev
05 Estável Eduardo Saverin 7,9 Lucro 35  Brasileira Facebook
06 Aumento Ermirio Pereira de Moraes 3,9 Lucro 84  Brasileira Grupo Votorantim
06 Aumento Maria Helena Moraes Scripilliti 3,9 Lucro 86  Brasileira Grupo Votorantim
07 Baixa Roberto Irineu Marinho 3,8 Prejuízo 69  Brasileira Grupo Globo
07 Baixa José Roberto Marinho 3,8 Prejuízo 61  Brasileira Grupo Globo
07 Baixa João Roberto Marinho 3,8 Prejuízo 63  Brasileira Grupo Globo
08 Baixa Abilio dos Santos Diniz 3,3 Prejuízo 80  Brasileira GPA
08 Aumento Walter Faria 3,3 Lucro 60  Brasileira Grupo Petrópolis
09 Baixa Pedro Moreira Salles 3,2 Prejuízo 57  Brasileira Itaú Unibanco
09 Baixa Fernando Roberto Moreira Salles 3,2 Prejuízo 69  Brasileira Itaú Unibanco
09 Baixa João Moreira Salles 3,2 Prejuízo 55  Brasileira Itaú Unibanco
09 Baixa Walter Moreira Salles Junior 3,2 Prejuízo 60  Brasileira Itaú Unibanco
010 Aumento Rossana Camargo de Arruda Botelho 3,1 Lucro 67  Brasileira Grupo Camargo Corrêa
010 Aumento Renata de Camargo Nascimento 3,1 Lucro 66  Brasileira Grupo Camargo Corrêa
010 Aumento Regina de Camargo Pires Oliveira Dias 3,1 Lucro 63  Brasileira Grupo Camargo Corrêa

2016[editar | editar código-fonte]

As listas foram publicadas pela Forbes no dia 1 de março de 2016.[62]

Nome Fortuna
(em US$)
Idade Cidadania Origem do dinheiro
01 Estável Jorge Paulo Lemann 27,9 Lucro 76  Brasileira 3G Capital, AB InBev
02 Estável Joseph Safra 17,8 Lucro 77  Brasileira Banco Safra
03 Estável Marcel Herrmann Telles 13,2 Prejuízo 66  Brasileira 3G Capital, AB InBev
04 Estável Carlos Alberto Sicupira 11,8 Lucro 68  Brasileira 3G Capital, AB InBev
05 Aumento Eduardo Saverin 7,1 Lucro 34  Brasileira Facebook
06 Baixa Roberto Irineu Marinho 5,4 Prejuízo 68  Brasileira Grupo Globo
06 Baixa José Roberto Marinho 5,4 Prejuízo 60  Brasileira Grupo Globo
06 Baixa João Roberto Marinho 5,4 Prejuízo 62  Brasileira Grupo Globo
07 Aumento Pedro Moreira Salles 3,9 Lucro 56  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento Fernando Roberto Moreira Salles 3,9 Lucro 69  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento João Moreira Salles 3,9 Lucro 54  Brasileira Itaú Unibanco
07 Aumento Walter Moreira Salles Junior 3,9 Lucro 59  Brasileira Itaú Unibanco
08 Baixa Abilio dos Santos Diniz 3,6 Prejuízo 79  Brasileira GPA
09 Aumento Jorge Neval Moll Filho 3,5 Lucro 71  Brasileira Rede D'Or
010 Aumento Walter Faria 3,2 Lucro 60  Brasileira Grupo Petrópolis

Por grupos específicos[editar | editar código-fonte]

Pastores evangélicos[editar | editar código-fonte]

Em 2013, a Forbes listou os pastores evangélicos mais ricos do Brasil. Na primeira posição, está o bispo Edir Macedo, que tem uma fortuna estimada em dois bilhões de reais, segundo a revista.[2][63]

Imediatamente após a divulgação da lista, o pastor Silas Malafaia declarou que iria processar a revista. Sobre Anderson Antunes, autor da reportagem, disse: "Safado, sem vergonha, bandido e caluniador tem em tudo que é lugar (...), quando a Forbes faz uma declaração dessa, não é uma declaração qualquer. Eu vivo de que pessoas acreditem em mim. (...)O que a Forbes está falando é mentira. O correspondente que escreveu essa matéria vai perder o emprego. Vou processar a Forbes nos EUA, não vou processar aqui, aqui não tem graça. Vou fazer doer lá."[64] Apesar de ter dito que processaria a revista nos Estados Unidos, a ação judicial por calúnia e difamação ocorreu na 5.ª Vara Cível da Barra da Tijuca (Rio de Janeiro).[65] Após um acordo de retratação, a revista publicou em maio de 2019 uma nota de esclarecimento se desculpando com o pastor.[66]

Pastor Fortuna Igreja Segmento
1.ª Edir Macedo US$ 950 milhões Igreja Universal do Reino de Deus Neopentecostalismo
2.ª Valdemiro Santiago US$ 220 milhões Igreja Mundial do Poder de Deus Neopentecostalismo
3.ª Silas Malafaia US$ 150 milhões Assembleia de Deus Vitória em Cristo Neopentecostalismo
4.ª R. R. Soares US$ 125 milhões Igreja Internacional da Graça de Deus Neopentecostalismo
5.ª Estevam e Sônia Hernandes US$ 65 milhões Igreja Renascer Neopentecostalismo

Políticos[editar | editar código-fonte]

Baseado em dados do TSE, a Forbes elaborou em 2014 uma lista com os políticos mais ricos do Brasil. Os cinco políticos citados na matéria apresentavam um patrimônio estimado de quase 3,2 bilhões de dólares.[67][3]

Nome Fortuna Fonte da fortuna Segmento
1.ª Lírio Parisotto US$ 1,9 bilhões Videolar Indústria petroquímica
2.ª Blairo Borges Maggi US$ 960 milhões Grupo André Maggi Agronegócio
3.ª Marcelo Almeida US$ 200 milhões Grupo CR Almeida Logística
4.ª Otaviano Olavo Pivetta US$ 100 milhões Vanguarda Agro Agronegócio
5.ª Paulo Maluf US$ 33 milhões Eucatex Indústria moveleira

Empresários do setor financeiro[editar | editar código-fonte]

Em sua 89ª edição, em 2021, a Forbes listou os 10 maiores bilionários do setor financeiro no Brasil.[4]

Nome Fortuna Fonte da fortuna
1.ª André Santos Esteves R$ 39,5 bilhões Banco Pactual
2.ª Vicky Sarfati Safra R$ 37 bilhões Banco Safra
3.ª Jacob Safra e irmãos R$ 35,5 bilhões Banco Safra
4.ª Pedro Moreira Salles R$ 14 bilhões Unibanco/CBMM
5.ª Guilherme Benchimol R$ 13,6 bilhões XP Investimentos
6.ª Fernando Roberto Moreira Salles R$ 13,5 bilhões Unibanco/CBMM
7.ª João Moreira Salles R$ 13,5 bilhões Unibanco/CBMM
8.ª Walter Moreira Salles Jr. R$ 13,5 bilhões Unibanco/CBMM
9.ª André Street R$ 11,5 bilhões StoneCo
10.ª Eduardo Cunha R$ 11,5 bilhões StoneCo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Filhos de Joseph Safra (Jacob Safra, David Safra, Alberto Safra e Esther Safra Dayan) e a viúva Vicky Safra.

Referências

  1. «The World's Billionaires». Forbes. Consultado em 6 de março de 2019 
  2. a b «Com fortuna de R$ 2 bilhões, Edir Macedo é o pastor evangélico mais rico do Brasil, diz revista». UOL. 18 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 1 de novembro de 2021 
  3. a b «Conheça os políticos mais ricos do Brasil, segundo a Revista Forbes». Extra Online. Consultado em 5 de maio de 2022 
  4. a b «Os dez maiores bilionários do setor financeiro no Brasil». Forbes Brasil. 8 de setembro de 2021. Consultado em 5 de maio de 2022 
  5. «THE RICHEST PEOPLE IN THE WORLD». Forbes. 2019. Consultado em 6 de abril de 2022 
  6. «#35 Jorge Paulo Lemann & family». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  7. «21 fatos curiosos sobre o bilionário Jorge Paulo Lemann». Forbes. 22 de maio de 2019. Consultado em 6 de abril de 2022 
  8. «#3 Eduardo Saverin». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  9. «#138 Marcel Herrmann Telles». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  10. «#1057 Jorge Moll Filho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  11. «#162 Carlos Alberto Sicupira & family». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  12. «#358 Safra siblings». Forbes. Julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  13. «#745 Andre Esteves». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  14. «#1057 Luciano Hang». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  15. «#369 Alexandre Behring». Forbes. Julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  16. «#1717 Joesley Batista». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  17. «#1717 Wesley Batista». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  18. «#1057 Maria Helena Moraes Scripilliti». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  19. «#1057 Ermirio Pereira de Moraes». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  20. «#1008 Walter Faria». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  21. «#1008 Candido Pinheiro Koren de Lima». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  22. «#1818 Miguel Krigsner». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  23. «#645 Jose Joao Abdalla Filho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  24. «#715 Abilio dos Santos Diniz». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  25. «#1941 Maurizio Billi & family». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  26. «#1057 Alceu Elias Feldmann». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  27. «#1511 Lirio Parisotto». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  28. «#916 Roberto Irineu Marinho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  29. «#916 Joao Roberto Marinho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  30. «#916 Jose Roberto Marinho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  31. «#1168 Alexandre Grendene Bartelle». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  32. «#715 Pedro Moreira Salles». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  33. «#1205 Guilherme Benchimol». Forbes. Junho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  34. «#1281 Julio Bozano». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  35. «#715 Fernando Roberto Moreira Salles». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  36. «#715 Joao Moreira Salles». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  37. «#715 Walther Moreira Salles Junior». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  38. «#1057 Luis Frias». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  39. «#877 Alfredo Egydio Arruda Villela Filho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  40. «#1349 Antonio Luiz Seabra». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  41. «#1057 Jose Luis Cutrale». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  42. «#1425 Luiza Helena Trajano». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  43. «#1168 Dulce Pugliese de Godoy Bueno». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  44. «#1818 Jorge Pinheiro Koren de Lima». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  45. «#962 Ana Lucia de Mattos Barretto Villela». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  46. «#916 Jayme Garfinkel». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  47. «#1941 Rubens Menin Teixeira de Souza». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  48. «#1281 Carlos Sanchez». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  49. «#1605 Liu Ming Chung». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  50. «#1281 Joao Alves de Queiroz Filho». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  51. «#1511 David Feffer». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  52. «#1511 Daniel Feffer». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  53. «#1511 Ruben Feffer». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  54. «Ruben Feffer». Suno Research. Consultado em 6 de abril de 2022 
  55. «#1717 Lily Safra». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  56. «#1511 Jose Isaac Peres & family». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  57. «#1008 Pedro de Godoy Bueno». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  58. «#1372 Guilherme Peirao Leal». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  59. a b «Transparencia.cc». Transparencia.cc. Transparencia.cc. 6 de fevereiro de 2022. Consultado em 6 de abril de 2022. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2022 
  60. «#859 Franco Bittar Garcia». Forbes. 7 de julho de 2021. Consultado em 6 de abril de 2022 
  61. «20 maiores bilionários do mundo em 2017». Forbes. 20 de março de 2017 
  62. «Os 20 maiores bilionários do mundo em 2016, pela Forbes». Exame. 1 de março de 2016 
  63. Antunes, Anderson (17 de janeiro de 2013). «The Richest Pastors In Brazil» [Os pastores mais ricos do Brasil]. Forbes (em inglês). Cópia arquivada em 4 de novembro de 2021 
  64. «Pastor Malafaia sobre fortuna: vou processar a 'Forbes' nos EUA». Terra. 4 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  65. Jardim, Lauro (16 de abril de 2015). «Processo contra a Forbes». Veja. Arquivado do original em 22 de abril de 2015 
  66. «NOTA DE ESCLARECIMENTO». Forbes Brasil. 3 de maio de 2019. Consultado em 5 de maio de 2022 
  67. «Os 5 políticos mais ricos do Brasil, segundo a Forbes». Exame. 4 de fevereiro de 2014. Consultado em 5 de maio de 2022