Lista de cidades em Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lista de cidades de Portugal)

Esta é uma lista de todas as cidades portuguesas. Em 2021 existem em Portugal 159 povoações com a categoria de cidade[1].

A seguinte lista mostra o número de habitantes e a densidade populacional de cada respectiva cidade. Só são contados os habitantes que vivem na zona urbana e não os habitantes que vivem em todo o município.

No caso de grandes cidades como Vila Nova de Gaia, Braga, Coimbra e Setúbal, os habitantes de todo o município não estão listados, porque o município não inclui apenas a cidade, mas também outras vilas e aldeias em torno da cidade, que no entanto pertencem ao município, mas formam uma freguesia separado e, portanto, não pertencem à respectiva cidade.

No caso de grandes cidades como Lisboa, Porto, Amadora e Funchal, os habitantes de todo o município são listados porque a cidade se espalha por todo o município e as respectivas freguesias dentro do município são vistos como "bairros".

Cidade Sub-região Região População (2021) Área (km2) Densidade populacional Data de elevação
Abrantes Médio Tejo Centro 16.138 64,47 250 1916 (14 de junho)[2]
Agualva-Cacém Área Metropolitana de Lisboa 81.020 10,42 7.775 2001 (12 de julho)[3]
Águeda Região de Aveiro Centro 13.710 36,03 380 1985 (14 de agosto)[4]
Albergaria-a-Velha Região de Aveiro Centro 11.060 47 235 2011 (17 de junho)[5]
Albufeira Algarve 28.640 41,17 649 1986 (20 de agosto)[6]
Alcácer do Sal Alentejo Litoral Alentejo 7.733 888 8 1997 (12 de julho)[7]
Alcobaça Oeste Centro 7.243 9,81 738 1995 (30 de agosto)[8]
Alfena Área Metropolitana do Porto Norte 14.439 15,70 919 2011 (22 de junho)[9]
Almada Área Metropolitana de Lisboa 88.202 13,98 6.309 1973 (14 de junho)[10]
Almeirim Lezíria do Tejo Alentejo 12.370 69,13 179 1991 (16 de agosto)[11]
Alverca do Ribatejo Área Metropolitana de Lisboa 36.470 23,92 1.525 1990 (9 de agosto)[12]
Amadora Área Metropolitana de Lisboa 171.179 23,79 7.195 1979 (17 de setembro)[13]
Amarante Tâmega e Sousa Norte 11.565 15,21 760 1985 (14 de agosto)[14]
Amora Área Metropolitana de Lisboa 49.352 27,31 1.807 1993 (2 de julho)[15]
Anadia Região de Aveiro Centro 6.240 14,40 433 2004 (9 de dezembro)[16]
Angra do Heroísmo Açores 11.958 18,02 663 1534 (21 de agosto)[17]
Aveiro Região de Aveiro Centro 58.142 81,19 716 1759 (11 de abril)[18]
Barcelos Cávado Norte 14.774 15,19 973 1928 (6 de setembro)[19]
Barreiro Área Metropolitana de Lisboa 63.119 14,92 4.230 1984 (28 de junho)[20]
Beja Baixo Alentejo Alentejo 24.079 73,77 326 1521 (10 de abril)[21]
Borba Alentejo Central Alentejo 3.391 41,52 81 2009 (12 de junho)[22]
Braga Cávado Norte 144.362 61,38 2.352 1070[23]
Bragança Terras de Trás-os-Montes Norte 22.693 35,69 636 1464 (23 de fevereiro)[24]
Caldas da Rainha Oeste Centro 30.443 59,20 514 1927 (26 de agosto)[25]
Câmara de Lobos Madeira 16.556 7,62 2.173 1996 (2 de agosto)[26]
Caniço Madeira 24.049 12 2.004 2005 (10 de junho)[27]
Cantanhede Região de Coimbra Centro 8.832 54,09 163 1991 (16 de agosto)[28]
Cartaxo Lezíria do Tejo Alentejo 12.302 28,23 436 1995 (30 de agosto)[29]
Castelo Branco Beira Baixa Centro 34.471 170,26 202 1771 (20 de março)[30]
Chaves Alto Tâmega Norte 17.207 33 521 1929 (18 de março)[31]
Coimbra Região de Coimbra Centro 99.792 94,65 1.054 1080[32]
Costa da Caparica Área Metropolitana de Lisboa 13.972 10,18 1.372 2004 (9 de dezembro)[33]
Covilhã Beiras e Serra da Estrela Centro 18.220 25,95 702 1870 (20 de outubro)[34]
Elvas Alto Alentejo Alentejo 14.438 202,70 71 1513 (21 de abril)[35]
Entroncamento Médio Tejo Centro 20.141 13,73 1.467 1991 (16 de agosto)[36]
Ermesinde Área Metropolitana do Porto Norte 39.095 7,65 5.110 1990 (10 de agosto)[37]
Esmoriz Região de Aveiro Centro 11.924 9,05 1.317 1993 (2 de julho)[38]
Espinho Área Metropolitana do Porto Norte 10.434 1,77 555 1973 (14 de junho)[39]
Esposende Cávado Norte 12.267 17,31 709 1993 (2 de julho)[40]
Estarreja Região de Aveiro Centro 9.914 31,85 311 2004 (9 de dezembro)[41]
Estremoz Alentejo Central Alentejo 7.890 63,9 123 1926 (31 de agosto)[42]
Évora Alentejo Central Alentejo 43.652 112,06 183 1165[43]
Fafe Ave Norte 15.456 7,97 1.939 1986 (23 de agosto)[6]
Faro Algarve 46.310 74,75 619 1540 (7 de setembro)[44]
Fátima Médio Tejo Centro 13.212 84,97 155 1997 (12 de julho)[45]
Felgueiras Tâmega e Sousa Norte 17.695 17,44 1.015 1990 (10 de agosto)[46]
Figueira da Foz Região de Coimbra Centro 31.032 33,26 933 1882 (20 de setembro)[47]
Fiães Área Metropolitana do Porto Norte 7.097 6,58 1.078 2001 (12 de julho)[48]
Freamunde Tâmega e Sousa Norte 7.557 4,68 1.618 2001 (12 de julho)[49]
Funchal Madeira 105.795 76,15 1.389 1508 (21 de agosto)[50]
Fundão Beiras e Serra da Estrela Centro 12.641 57,83 221 1988 (19 de abril)[51]
Gafanha da Nazaré Região de Aveiro Centro 15.553 16,44 946 2001 (21 de julho)[52]
Gandra Área Metropolitana do Porto Norte 6.967 12,06 578 2003 (26 de agosto)[53]
Gondomar Área Metropolitana do Porto Norte 69.172 47,40 1.797 1991 (16 de agosto)[54]
Gouveia Beiras e Serra da Estrela Centro 3.151 35,46 89 1988 (1 de fevereiro)[55]
Guarda Beiras e Serra da Estrela Centro 26.446 37,66 702 1199 (27 de novembro)[56]
Guimarães Ave Norte 31.950 48,19 663 1853 (22 de junho)[57]
Horta Açores 5.615 8,48 662 1833 (13 de julho)[58]
Ílhavo Região de Aveiro Centro 16.677 39 428 1990 (9 de agosto)[59]
Lagoa (Açores) Açores 8.936 20,47 436 2012 (22 de março)[60]
Lagoa Algarve 10.145 39,13 259 2001 (12 de julho)[61]
Lagos Algarve 23.653 29,15 811 1573 (27 de janeiro)[62]
Lamego Douro Norte 12.073 20,20 598 1147[63]
Leiria Região de Leiria Centro 60.876 108,05 633 1545 (13 de junho)[64]
Lisboa Área Metropolitana de Lisboa 545.923 100,05 5.456 1147[65]
Lixa Tâmega e Sousa Norte 6.082 13,47 451 1995 (30 de agosto)[66]
Lordelo Área Metropolitana do Porto Norte 9.107 9,25 984 2003 (26 de agosto)[67]
Loulé Algarve 24.739 108,90 227 1988 (1 de fevereiro)[68]
Loures Área Metropolitana de Lisboa 14.260 32,82 434 1990 (9 de agosto)[69]
Lourosa Área Metropolitana do Porto Norte 8.005 5,77 1.387 2001 (12 de julho)[70]
Macedo de Cavaleiros Terras de Trás-os-Montes Norte 6.138 15,34 400 1999 (24 de junho)[71]
Machico Madeira 9.828 17,41 564 1996 (2 de agosto)[72]
Maia Área Metropolitana do Porto Norte 40.535 10,80 3.753 1986 (23 de agosto)[6]
Mangualde Viseu Dão-Lafões Centro 9.858 46,25 213 1986 (23 de agosto)[6]
Marco de Canaveses Tâmega e Sousa Norte 11.069 17,49 633 1993 (2 de julho)[73]
Marinha Grande Região de Leiria Centro 32.330 138,87 233 1988 (19 de abril)[74]
Matosinhos Área Metropolitana do Porto Norte 49.046 11,28 4.348 1984 (28 de junho)[75]
Mealhada Região de Coimbra Centro 6.376 21,40 297 2003 (26 de agosto)[76]
Mêda Beiras e Serra da Estrela Centro 2.399 50,95 47 2004 (9 de dezembro)[77]
Miranda do Douro Terras de Trás-os-Montes Norte 2.064 37,48 55 1545 (10 de julho)[78]
Mirandela Terras de Trás-os-Montes Norte 11.404 29,78 383 1984 (28 de junho)[79]
Montemor-o-Novo Alentejo Central Alentejo 10.842 419,49 26 1988 (19 de abril)[80]
Montijo Área Metropolitana de Lisboa 41.411 31,46 1.316 1985 (14 de agosto)[81]
Moura Baixo Alentejo Alentejo 8.039 287,42 28 1988 (1 de fevereiro)[82]
Odivelas Área Metropolitana de Lisboa 59.604 5,02 11.873 1990 (10 de agosto)[83]
Olhão Algarve 14.207 9,43 1.506 1985 (14 de agosto)[84]
Oliveira de Azeméis Área Metropolitana do Porto Norte 20.672 25,95 797 1984 (16 de maio)[85]
Oliveira do Bairro Região de Aveiro Centro 6.391 23,28 273 2003 (26 de agosto)[86]
Oliveira do Hospital Região de Coimbra Centro 5.835 13,67 427 1993 (2 de julho)[87]
Ourém Médio Tejo Centro 7.250 20,52 353 1991 (16 de agosto)[88]
Ovar Região de Aveiro Centro 29.436 86,40 341 1984 (28 de junho)[89]
Paços de Ferreira Tâmega e Sousa Norte 13.418 8,31 1614 1993 (2 de julho)[90]
Paredes Área Metropolitana do Porto Norte 20.591 21,51 957 1991 (16 de agosto)[91]
Penafiel Tâmega e Sousa Norte 15.677 22,52 696 1770 (3 de março)[92]
Peniche Oeste Centro 13.212 8,34 1.584 1988 (1 de fevereiro)[93]
Peso da Régua Douro Norte 8.906 9,94 896 1985 (14 de agosto)[94]
Pinhel Beiras e Serra da Estrela Centro 3.293 44,65 73 1770 (25 de agosto)[95]
Pombal Região de Leiria Centro 16.884 97,61 173 1991 (16 de agosto)[96]
Ponta Delgada Açores 29.622 23,41 1.265 1546 (2 de abril)[97]
Ponte de Sor Alto Alentejo Alentejo 10.507 332,82 31 1985 (14 de agosto)[98]
Portalegre Alto Alentejo Alentejo 14.318 23,51 609 1550 (23 de maio)[99]
Portimão Algarve 49.263 75,69 650 1924 (11 de dezembro)[100]
Porto Área Metropolitana do Porto Norte 231.962 41,42 5.166 1112[101]
Póvoa de Santa Iria Área Metropolitana de Lisboa 40.872 9,16 4.462 1999 (24 de junho)[102]
Póvoa de Varzim Área Metropolitana do Porto Norte 49.690 29,24 1.699 1973 (14 de junho)[103]
Praia da Vitória Açores 5.957 30,15 197 1981 (20 de junho)[104]
Quarteira Algarve 24.421 38,16 640 1999 (24 de junho)[105]
Queluz Área Metropolitana de Lisboa 100.228 29,49 3.399 1997 (24 de julho)[106]
Rebordosa Área Metropolitana do Porto Norte 8.496 11,17 761 2003 (26 de agosto)[107]
Reguengos de Monsaraz Alentejo Central Alentejo 6.773 101,68 66 2004 (9 de dezembro)[108]
Ribeira Grande Açores 12.870 66,55 193 1981 (29 de junho)[109]
Rio Maior Lezíria do Tejo Alentejo 12.517 82,94 151 1985 (14 de agosto)[110]
Rio Tinto Área Metropolitana do Porto Norte 65.473 15,04 4.353 1995 (30 de agosto)[111]
Sabugal Beiras e Serra da Estrela Centro 2.604 56,34 46 2004 (9 de dezembro)[112]
Sacavém Área Metropolitana de Lisboa 24.681 3,89 6.344 1997 (4 de junho)[113]
Samora Correia Lezíria do Tejo Alentejo 17.704 321,29 55 2009 (12 de junho)[114]
Santa Comba Dão Viseu Dão-Lafões Centro 4.407 27,11 162 1999 (24 de junho)[115]
Santa Cruz Madeira 7.136 28,10 254 1996 (2 de agosto)[116]
Santa Maria da Feira Área Metropolitana do Porto Norte 19.792 23,52 841 1985 (14 de agosto)[117]
Santana Madeira 2.838 17,80 159 2000 (6 de julho)[118]
Santarém Lezíria do Tejo Alentejo 30.021 55,46 541 1868 (24 de dezembro)[119]
Santiago do Cacém Alentejo Litoral Alentejo 7.892 204,74 38 1991 (16 de agosto)[120]
Santo Tirso Área Metropolitana do Porto Norte 20.595 23,24 886 1985 (14 de agosto)[121]
São João da Madeira Área Metropolitana do Porto Norte 22.144 7,94 km2 2.789 1984 (28 de junho)[122]
São Mamede de Infesta Área Metropolitana do Porto Norte 28.819 5,21 5.531 2001 (12 de julho)[123]
São Pedro do Sul Viseu Dão-Lafões Centro 5.497 21,13 260 2009 (12 de junho)[124]
Seia Beiras e Serra da Estrela Centro 8.707 45,53 191 1986 (23 de agosto)[125]
Seixal Área Metropolitana de Lisboa 45.607 24,09 1.893 1993 (2 de julho)[126]
Senhora da Hora Área Metropolitana do Porto Norte 21.019 3,80 5.531 2009 (12 de junho)[127]
Serpa Baixo Alentejo Alentejo 5.601 443,15 12 2003 (26 de agosto)[128]
Setúbal Área Metropolitana de Lisboa 90.396 51,49 1.756 1860 (19 de abril)[129]
Silves Algarve 10.663 177,45 60 1189; 1253[130]
Sines Alentejo Litoral Alentejo 13.109 132,42 99 1997 (12 de julho)[131]
Tarouca Douro Norte 4.334 21,95 197 2004 (9 de dezembro)[132]
Tavira Algarve 15.434 147,99 104 1520 (16 de março)[133]
Tomar Médio Tejo Centro 16.932 30,38 557 1844 (12 de fevereiro)[134]
Tondela Viseu Dão-Lafões Centro 5.215 15,75 331 1988 (1 de fevereiro)[135]
Torres Novas Médio Tejo Centro 16.109 61,64 261 1985 (14 de agosto)[136]
Torres Vedras Oeste Centro 27.781 62,44 445 1979 (3 de fevereiro)[137]
Trancoso Beiras e Serra da Estrela Centro 3.192 58,04 55 2004 (9 de dezembro)[138]
Trofa Área Metropolitana do Porto Norte 21.375 27,48 778 1993 (2 de julho)[139]
Valbom Área Metropolitana do Porto Norte 16.011 4,39 3.647 2004 (9 de dezembro)[140]
Vale de Cambra Área Metropolitana do Porto Norte 5.350 13,29 402 1993 (2 de julho)[141]
Valença Alto Minho Norte 5.259 9,49 554 2009 (12 de junho)[142]
Valongo Área Metropolitana do Porto Norte 25.883 24,10 1.074 1990 (10 de agosto)[143]
Valpaços Alto Tâmega Norte 4.661 39,15 119 1999 (24 de junho)[144]
Vendas Novas Alentejo Central Alentejo 10.640 222,39 48 1993 (2 de julho)[145]
Viana do Castelo Alto Minho Norte 25.158 11,86 2.121 1848 (20 de janeiro)[146]
Vila Baleira Madeira 5.151 42,48 121 1996 (6 de agosto)[147]
Vila do Conde Área Metropolitana do Porto Norte 31.699 8,94 3.546 1988 (1 de fevereiro)[148]
Vila Franca de Xira Área Metropolitana de Lisboa 18.336 212,86 86 1984 (28 de junho)[149]
Vila Nova de Famalicão Ave Norte 23.230 11,45 2.029 1985 (14 de agosto)[150]
Vila Nova de Foz Côa Douro Norte 3.101 90,17 35 1997 (12 de julho)[151]
Vila Nova de Gaia Área Metropolitana do Porto Norte 188.443 56,22 3.352 1984 (28 de junho)[152]
Vila Nova de Santo André Alentejo Litoral Alentejo 10.310 74,32 139 2003 (26 de agosto)[153]
Vila Real Douro Norte 24.112 16,39 1.471 1925 (20 de julho)[154]
Vila Real de Santo António Algarve 11.754 61,25 192 1988 (19 de abril)[155]
Viseu Viseu Dão-Lafões Centro 59.469 64,85 917 1147[156]
Vizela Ave Norte 11.073 7,68 1.442 1998 (1 de setembro)[157]

Designação cidade[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, uma localidade só pode ser chamada de cidade se mais de 8.000 habitantes viverem na área urbana da cidade. Além disso, pelo menos metade das seguintes infra-estruturas devem estar presentes:[158]

  • Hospital
  • Farmácia
  • Bombeiros
  • Centro de eventos e centro cultural
  • Museu e biblioteca
  • Hotel
  • Escola primária e secundária
  • Pré-escola e jardim-de-infância
  • Transportes públicos
  • Jardim ou parque público

Cidades sendo vilas[editar | editar código-fonte]

Em Portugal existem localidades com mais de 8.000 habitantes e com as infra-estruturas requisitas instaladas, mas não tendo a designação de "cidade", mas sim como "vila", por exemplo:

Vilas sendo cidades[editar | editar código-fonte]

Como existem "cidades" sendo "vilas", também existem "vilas" sendo "cidades", porque tem as infra-estruturas requisitas instaladas, mas não tem mais de 8.000 habitantes ou porque desde que a localidade recebeu a designação de "cidade" perdeu ao longo dos anos os 8.000 habitantes, por exemplo:

Áreas metropolitanas[editar | editar código-fonte]

As duas áreas metropolitanas de Portugal, Lisboa com mais de 2,8 milhões de habitantes e Porto com mais de 1,7 milhões de habitantes, são as maiores aglomerações do país. Nas duas áreas metropolitanas, para além das grandes cidades de Lisboa e Porto, existem outras cidades que, em conjunto, formam a área metropolitana.

A Área Metropolitana de Lisboa é constituída pela grande cidade de Lisboa, mas também pelas cidades da Amadora, Queluz, Setúbal, Almada, Agualva-Cacém, etc.

A Área Metropolitana do Porto é constituída pela grande cidade do Porto, mas também pelas cidades de Vila Nova de Gaia, Gondomar, Rio Tinto, Póvoa de Varzim, Matosinhos, etc.

Grandes cidades fora das áreas metropolitanas[editar | editar código-fonte]

Há também grandes cidades em Portugal que não pertencem a nenhuma área metropolitana. Estas cidades são na sua maioria capitais de sub-regiões que não são consideradas áreas metropolitanas porque a população está principalmente localizada na capital da sub-região.

A grande cidade de Braga é a capital da sub-região do Cávado.

A grande cidade do Funchal é a capital da região autónoma Madeira.

A grande cidade de Coimbra é a capital da sub-região Região de Coimbra.

Número de cidades por sub-regiões e regiões[editar | editar código-fonte]

Em todas as sub-regiões e regiões existem cidades, dos quais sempre a capital de cada sub-região e região sendo também considerada cidade. O número de cidades de cada sub-região e região depende da zona do país, nas sub-regiões do litoral por exemplo regista-se mais cidades, comparados com as sub-regiões do interior, aonde existem menos cidades.

Açores 6
Alentejo 21 Alentejo Central 6
Alentejo Litoral 4
Alto Alentejo 3
Baixo Alentejo 3
Lezíria do Tejo 5
Algarve 11
Área Metropolitana de Lisboa 17
Centro 43 Beira Baixa 1
Beiras e Serra da Estrela 9
Médio Tejo 6
Oeste 4
Região de Aveiro 9
Região de Coimbra 6
Região de Leiria 3
Viseu Dão-Lafões 5
Madeira 7
Norte 54 Alto Minho 2
Alto Tâmega 2
Área Metropolitana do Porto 27
Ave 4
Cávado 3
Douro 5
Tâmega e Sousa 7
Terras de Trás-os-Montes 4

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. https://www.pordata.pt/Municipios/Cidades-51
  2. Lei n.º 601, de 14 de junho de 1916 (Diário do Governo n.º 118, I Série, de 14-VI-1916).
  3. Lei n.º 34/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  4. Lei n.º 30/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  5. Lei n.º 34/2011, de 17 de junho (Diário da República n.º 116, I Série, de 17-VI-2011).
  6. a b c d Lei n.º 28/86, art.º 1.º, de 23 de agosto (Diário da República n.º 193, I Série, de 23-VIII-1986).
  7. Lei n.º 43/97, de 12 de julho (Diário da República n.º 159, I Série-A, de 12-VII-1997).
  8. Lei n.º 37/95, de 30 de agosto (Diário da República n.º 200, I Série-A, de 30-VIII-1995).
  9. Lei n.º 38/2011, de 22 de junho (Diário da República n.º 119, I Série, de 22-VI-2011).
  10. Decreto n.º 308/73, de 16 de junho (Diário do Governo n.º 141, I Série, de 16-VI-1973).
  11. Lei n.º 70/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  12. Lei n.º 36/90, de 9 de agosto (Diário da República n.º 183, I Série, de 9-VIII-1990).
  13. Lei n.º 58/79, de 17 de setembro (Diário da República n.º 215, I Série, de 17-IX-1979).
  14. Lei n.º 31/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  15. Lei n.º 20/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  16. Lei n.º 4/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  17. Carta Régia de 21 de agosto de 1534.
  18. Alvará de 11 de abril de 1759.
  19. Decreto n.º 15929, de 6 de setembro de 1928 (Diário do Governo n.º 205, I Série, de 06-IX-1928).
  20. Lei n.º 23/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  21. Carta Régia de 10 de abril de 1521.
  22. Lei n.º 70/2009, de 6 de agosto (Diário da República n.º 151, I Série, de 6-VIII-2009).
  23. Data da restauração definitiva da arquidiocese de Braga; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Braga foi fundada como cidade romana no ano 14 a.C., com o nome de Bracara Augusta.
  24. Carta Régia de 23 de fevereiro de 1464.
  25. Decreto n.º 14157, de 26 de agosto de 1927 (Diário do Governo n.º 186, I Série, de 26-VIII-1927).
  26. Decreto Legislativo Regional n.º 17/96/M (Diário da República n.º 178, I Série-A, de 2-VIII-1996).
  27. Decreto Legislativo Regional n.º 8/2005/M (Diário da República n.º 111, I Série-A, de 9-VI-2005).
  28. Lei n.º 69/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  29. Lei n.º 38/95, de 30 de agosto (Diário da República n.º 200, I Série-A, de 30-VIII-1995).
  30. Alvará de 20 de março de 1771.
  31. Decreto n.º 16621, de 18 de março de 1929 (Diário do Governo n.º 62, I Série, de 18-III-1929). De notar que Chaves já havia sido considerada cidade na Antiguidade Romana, sob o nome de Aquae Flaviae (como sede da diocese do mesmo nome), tendo perdido este estatuto com a extinção do bispado, em data desconhecida).
  32. Data da restauração definitiva da diocese de Coimbra; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Coimbra foi definitivamente reconquistada aos muçulmanos por Fernando I de Leão e Castela em 24 de julho de 1064.
  33. Lei n.º 10/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  34. Decreto de 20 de outubro de 1870.
  35. Carta Régia de 21 de abril de 1513.
  36. Lei n.º 68/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  37. Lei n.º 40/90, de 10 de agosto (Diário da República n.º 184, I Série, de 10-VIII-1990).
  38. Lei n.º 21/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  39. Decreto n.º 309/73, de 16 de junho (Diário do Governo n.º 141, I Série, de 16-VI-1973).
  40. Lei n.º 28/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  41. Lei n.º 3/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  42. Decreto n.º 12227, de 31 de agosto de 1926 (Diário do Governo n.º 192, I Série, de 31-VIII-1926).
  43. Data da restauração definitiva da diocese de Évora; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Évora foi refundada pelos romanos como Ebora Cerealis e depois Liberalitas Julia sobre um povoado celta em 27 a.C., e tomada definitivamente aos muçulmanos por Geraldo Sem-Pavor em 1165.
  44. Carta Régia de 7 de setembro de 1540.
  45. Lei n.º 42/97, de 12 de julho (Diário da República n.º 159, I Série-A, de 12-VII-1997).
  46. Lei n.º 41/90, de 10 de agosto (Diário da República n.º 184, I Série, de 10-VIII-1990).
  47. Decreto de 20 de setembro de 1882.
  48. Lei n.º 31/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  49. Lei n.º 36/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  50. Carta Régia de 21 de agosto de 1508.
  51. Lei n.º 36/88, de 19 de abril (Diário da República n.º 91, I Série, de 19-IV-1988).
  52. Lei n.º 32/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  53. Lei n.º 74/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  54. Lei n.º 65/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  55. Lei n.º 6/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  56. Carta de foral de D. Sancho I de Portugal.
  57. Decreto de 22 de junho de 1853.
  58. Decreto de 13 de julho de 1833.
  59. Lei n.º 34/90, de 9 de agosto (Diário da República n.º 183, I Série, de 9-VIII-1990).
  60. Decreto Legislativo Regional n.º 17/2012/A (Diário da República n.º 72, I Série, de 11-IV-2012).
  61. Lei n.º 47/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  62. Carta Régia de 27 de janeiro de 1570.
  63. Data da restauração definitiva da diocese de Lamego; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Lamego foi tomada definitivamente aos muçulmanos por Fernando I de Leão e Castela em 29 de novembro de 1057.
  64. Carta Régia de 13 de junho de 1545.
  65. Data da restauração definitiva da diocese de Lisboa; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Lisboa foi refundada como município romano com o nome de Felicidade Júlia Olisipo (Felicitas Julia Olissipo), cerca de 27 a.C., tendo sido tomada definitivamente aos muçulmanos por Afonso I de Portugal com o auxílio de uma frota de cruzados em 25 de outubro de 1147. Para efeitos eclesiásticos, por bula do papa Clemente XI de 7 de novembro de 1716, foram criados o Patriarcado de Lisboa (Ocidental) e o Arcebispado de Lisboa (Oriental), o que se traduziu na divisão civil da cidade em Lisboa Ocidental e Lisboa Oriental, com duas câmaras e dois senados, por alvará de D. João V de 15 de janeiro de 1717; o arcebispado foi reintegrado no Patriarcado de Lisboa por bula do papa Bento XIV de 13 de dezembro de 1740 e a divisão da cidade cessou por novo alvará de D. João V de 31 de agosto de 1741.
  66. Lei n.º 39/95, de 30 de agosto (Diário da República n.º 200, I Série-A, de 30-VIII-1995).
  67. Lei n.º 73/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  68. Lei n.º 4/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  69. Lei n.º 35/90, de 9 de agosto (Diário da República n.º 183, I Série, de 9-VIII-1990).
  70. Lei n.º 30/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  71. Lei n.º 55/99, de 24 de junho (Diário da República n.º 145, I Série-A, de 24-VI-1999).
  72. Decreto Legislativo Regional n.º 15/96/M (Diário da República n.º 178, I Série-A, de 2-VIII-1996).
  73. Lei n.º 22/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  74. Lei n.º 38/88, de 19 de abril (Diário da República n.º 91, I Série, de 19-IV-1988).
  75. Lei n.º 10/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  76. Lei n.º 70/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  77. Lei n.º 6/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  78. Carta Régia de 10 de julho de 1545.
  79. Lei n.º 12/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  80. Lei n.º 39/88, de 19 de abril (Diário da República n.º 91, I Série, de 19-IV-1988).
  81. Lei n.º 32/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  82. Lei n.º 8/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  83. Lei n.º 38/90, de 10 de agosto (Diário da República n.º 184, I Série, de 10-VIII-1990).
  84. Lei n.º 33/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  85. Lei n.º 22/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  86. Lei n.º 69/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  87. Lei n.º 23/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  88. Lei n.º 72/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991). A lei alterou também o nome da povoação, de Vila Nova de Ourém para apenas Ourém.
  89. Lei n.º 9/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  90. Lei n.º 24/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  91. Lei n.º 67/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  92. Alvará de 3 de março de 1770.
  93. Lei n.º 7/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  94. Lei n.º 34/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  95. Alvará de 25 de agosto de 1770.
  96. Lei n.º 71/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  97. Carta Régia de 2 de abril de 1546.
  98. Lei n.º 35/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  99. Carta Régia de 23 de maio de 1550.
  100. Lei n.º 1692, de 11 de dezembro de 1924 (Diário do Governo n.º 276, I Série, de 11-XII-1924). A lei alterou também o nome da povoação, de Vila Nova de Portimão para apenas Portimão. De notar que Portimão já havia sido anteriormente elevada a cidade por D. José I, em 16 de janeiro de 1773, tendo perdido o estatuto com a subida ao trono de D. Maria I, em 31 de maio de 1777).
  101. Data da restauração definitiva da diocese do Porto; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. O Porto foi definitivamente conquistado numa acção de presúria levada a cabo por Vímara Peres em 868.
  102. Lei n.º 54/99, de 24 de junho (Diário da República n.º 145, I Série-A, de 24-VI-1999).
  103. Decreto n.º 310/73, de 16 de junho (Diário do Governo n.º 141, I Série, de 16-VI-1973).
  104. Decreto Regional n.º 7/81/A (Diário da República n.º 139, I Série, de 20-VI-1981).
  105. Lei n.º 52/99, de 24 de junho (Diário da República n.º 145, I Série-A, de 24-VI-1999).
  106. Lei n.º 88/97, de 24 de julho (Diário da República n.º 169, I Série-A, de 24-VII-1997).
  107. Lei n.º 72/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  108. Lei n.º 5/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  109. Decreto Regional n.º 9/81/A (Diário da República n.º 146, I Série, de 29-VI-1981).
  110. Lei n.º 36/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  111. Lei n.º 40/95, de 30 de agosto (Diário da República n.º 200, I Série-A, de 30-VIII-1995).
  112. Lei n.º 8/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  113. Lei n.º 45/97, de 12 de julho (Diário da República n.º 159, I Série-A, de 12-VII-1997).
  114. Lei n.º 68/2009, de 6 de agosto (Diário da República n.º 151, I Série, de 6-VIII-2009).
  115. Lei n.º 56/99, de 24 de junho (Diário da República n.º 145, I Série-A, de 24-VI-1999).
  116. Decreto Legislativo Regional n.º 14/96/M (Diário da República n.º 178, I Série-A, de 2-VIII-1996).
  117. Lei n.º 39/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985). A lei alterou também o nome da povoação, de Vila da Feira para Santa Maria da Feira.
  118. Decreto Legislativo Regional n.º 14/2000/M (Diário da República n.º 154, I Série-A, de 6-VII-2000).
  119. Decreto de 24 de dezembro de 1868.
  120. Lei n.º 66/91, de 16 de agosto (Diário da República n.º 187, I Série-A, de 16-VIII-1991).
  121. Lei n.º 37/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  122. Lei n.º 13/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  123. Lei n.º 35/2001, de 12 de julho (Diário da República n.º 160, I Série-A, de 12-VII-2001).
  124. Lei n.º 67/2009, de 6 de agosto (Diário da República n.º 151, I Série, de 6-VIII-2009).
  125. Lei n.º 28/86, art.º 1.º, de 23 de agosto (Diário da República n.º 193, I Série, de 23-VIII-1986).
  126. Lei n.º 25/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  127. Lei n.º 69/2009, de 6 de agosto (Diário da República n.º 151, I Série, de 6-VIII-2009).
  128. Lei n.º 71/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  129. Decreto de 19 de abril de 1860.
  130. Data da primeira restauração da diocese de Silves por Sancho I de Portugal (1189) e data restauração definitiva da mesma por Afonso X de Leão e Castela (1253); na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Silves foi conquistada aos muçulmanos primeiro em 1189, perdida em 1191 e apenas reconquistada definitivamente em 1246.
  131. Lei n.º 44/97, de 12 de julho (Diário da República n.º 159, I Série-A, de 12-VII-1997).
  132. Lei n.º 11/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  133. Carta Régia de 16 de março de 1520.
  134. Decreto de 13 de fevereiro de 1844.
  135. Lei n.º 9/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  136. Lei n.º 38/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  137. Lei n.º 5/79, de 3 de fevereiro (Diário da República n.º 29, I Série, de 3-II-1979).
  138. Lei n.º 7/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  139. Lei n.º 29/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  140. Lei n.º 9/2005, de 26 de janeiro (Diário da República n.º 18, I Série-A, de 26-I-2005).
  141. Lei n.º 26/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  142. Lei n.º 66/2009, de 6 de agosto (Diário da República n.º 151, I Série, de 6-VIII-2009).
  143. Lei n.º 39/90, de 10 de agosto (Diário da República n.º 184, I Série, de 10-VIII-1990).
  144. Lei n.º 53/99, de 24 de junho (Diário da República n.º 145, I Série-A, de 24-VI-1999).
  145. Lei n.º 27/92, de 2 de julho (Diário da República n.º 153, I Série-A, de 2-VII-1993).
  146. Decreto de 20 de janeiro de 1848, que também alterou a designação da povoação, de Viana da Foz do Lima para Viana do Castelo.
  147. Decreto Legislativo Regional n.º 18/96/M (Diário da República n.º 181, I Série-A, de 6-VIII-1996).
  148. Lei n.º 5/88, de 1 de fevereiro (Diário da República n.º 26, I Série, de 1-II-1988).
  149. Lei n.º 14/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  150. Lei n.º 40/85, de 14 de agosto (Diário da República n.º 186, I Série, de 14-VIII-1985).
  151. Lei n.º 41/97, de 12 de julho (Diário da República n.º 159, I Série-A, de 12-VII-1997).
  152. Lei n.º 15/84, de 28 de junho (Diário da República n.º 148, I Série, de 28-VI-1984).
  153. Lei n.º 75/2003, de 26 de agosto (Diário da República n.º 196, I Série-A, de 26-VIII-2003).
  154. Lei n.º 1804, de 20 de julho de 1925 (Diário do Governo n.º 159, I Série, de 20-VII-1925).
  155. Lei n.º 37/88, de 19 de abril (Diário da República n.º 91, I Série, de 19-IV-1988).
  156. Data da restauração definitiva da diocese de Viseu; na Idade Média, apenas se atribuía o título de cidade às sedes de bispado. Viseu foi definitivamente reconquista aos muçulmanos por Fernando I de Leão e Castela em 1057.
  157. Lei n.º 63/98, art.º 1.º, n.º 2, de 1 de setembro (Diário da República n.º 201, I Série-A, de 1-IX-1998). Pela mesma lei, foi Vizela elevada também a sede de município (art.º 1.º, n.º 1).
  158. Assembleia Da República (2 de junho de 1982). «Lei 11/82, de 2 de Junho». Consultado em 6 de março de 2022