Lista de dubladores dos programas Chespirito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Esta é uma lista dos vários dubladores das famosas séries de televisão El Chavo del Ocho, El Chapulin Colorado e Chespirito.[1]

Versão Maga (1984–1992) - SBT, Band, TLN, Cartoon Network, Netflix, Boomerang, TBS, Multishow[editar | editar código-fonte]

Chaves e Chapolin[editar | editar código-fonte]

A dublagem de Chaves e Chapolin teve início no Brasil quando Silvio Santos comprava os direitos de exibição das famosas novelas mexicanas da Televisa para o SBT. Quando se deparou com uma parte dos episódios dos dois seriados mexicanos que foram enviados como um brinde caso a emissora paulista se interessasse em exibir a série, Silvio teve um receio inicialmente, pois nunca havia trazido um seriado de comédia mexicano para o Brasil. Os seriados do gênero que sempre trazia eram americanos.[2]

Na época, seu núcleo de dublagem, que se situava nos antigos estúdios da TVS no Carandiru, em São Paulo, tinha como maior responsável pelas dublagens, Marcelo Gastaldi. O núcleo era dirigido por Salathiel Lage e dentro dele haviam alguns estúdios, que mais funcionavam como um grande estúdio coletivo e repartido. Gastaldi que era dono da prestadora Maga, atuante também no núcleo, foi procurado por Silvio Santos e o mesmo o indagou, perguntando se essas séries de fato fariam sucesso no Brasil. Gastaldi analisou as séries, as piadas, o tipo do humor e achou que fariam sucesso sim, falando até mesmo que se tornariam muito famosas no Brasil, como dizem alguns colegas seus. Nenhum diretor artístico do SBT, nem o próprio Silvio simpatizaram com os seriados e foi com a ajuda de Salathiel Lage que as séries entraram na grade de programação. Gastaldi então ficou responsável pela escalação e direção das séries.[2]

Os testes de dublagem começaram em 1983 e Gastaldi buscou os profissionais mais próximos que tinha e que cabiam perfeitamente com os personagens. Nelson Machado, Carlos Seidl, Mário Vilela, Potiguara Lopes e Sandra Mara Azevedo eram dubladores que já atuavam nas dublagens de seu estúdio e de outros estúdios do núcleo de dublagem do SBT. O diferencial foram duas atrizes: Helena Samara e Marta Volpiani. Marta Volpiani era atriz de novelas do SBT, na ocasião atuando em Meus Filhos, Minha Vida. Gastaldi a chamou para fazer o teste para a Dona Florinda, pois tinha certeza que ela caberia perfeitamente no papel. Já Helena Samara, veterana da área já na época, não trabalhava no núcleo e estava sem trabalho, quando foi a procura do SBT. Gastaldi se deparou com Helena e ofereceu a ela a dublagem da Bruxa do 71. A voz da dubladora ficou tão marcante na personagem, que todos os estúdios que posteriormente dublaram trabalhos da atriz Angelines Fernández, a Dona Clotilde, sempre escalaram Helena para dublá-la. Silton Cardoso e Older Cazarré nunca foram considerados fixos na série, pois seus personagens (Godinez e Jaiminho), apareciam esporadicamente. Silton era um dublador ativo na Maga e também na "BKS". Já Older, quando estava em São Paulo, atuava também nos mesmos estúdios e teve a sorte de estar na cidade na época e assim ser escalado para o personagem.[2]

A partir daí, as séries começaram a serem traduzidas e adaptadas. Quem comandava a direção das séries era o próprio Gastaldi. Por ser o dono do estúdio, o trabalho começou a ficar um pouco pesado e ele deixou a direção nas mãos de Potiguara Lopes, que já traduzia ambas as séries, ficando apenas com a dublagem de Roberto Gomes Bolaños, o Chaves / Chapolin. Potiguara traduz e dirige as séries por um tempo, além de fazer a voz do Professor Girafales, mas por estar muito mais ocupado com a tradução, que lhe pegava muito tempo, deixa o personagem e a direção nas mãos de Osmiro Campos, ficando apenas com a tradução. Potiguara era um excelente tradutor, tendo traduzido quase tudo de Chaves e Chapolin. Osmiro Campos por sua vez dirigiu o maior número de episódios dos seriados, cerca de 80%. Por ser o braço direito de Gastaldi no estúdio, Osmiro abandona a direção de dublagem, com outras ocupações no estúdio. Quem entra em seu lugar é Nelson Machado, que fica responsável pelo final das dublagens das séries. Potiguara também sai da tradução e Nelson Machado também entra como tradutor.[2]

O que se pode destacar dos trabalhos de tradução de Potiguara, seriam, principalmente, os episódios que ele atuava como Professor, entre eles o famoso "O Caçador de Lagartixas", e claro, boa parte das séries. Com a tradução de Nelson, ganham destaque os episódios da Escolinha do Professor Girafales, como por exemplo, o episódio "Uma Aula de História", entre outros. Com o fim do Núcleo de Dublagem do SBT, por volta de 1989/90, a empresa Maga se transfere para os estúdios da Marshmellow no bairro do Campo Belo. Na Marshmellow continuaram as dublagens de Chaves e Chapolin, sempre com tradução de Nelson Machado, e agora com a direção do compositor, amigo e ex-colega de banda de Marcelo Gastaldi, Mário Lúcio de Freitas.[2][3]

Nessa época também houve algumas mudanças de vozes. Sandra Mara muda-se para Itália e a Chiquinha passa a ser dublada por Cecília Lemes. Godinez passa a ser dublado por Élcio Sodré, pois Silton havia se afastado da dublagem e ido morar em Minas Gerais. Alguns anos depois, com a morte de Older Cazarré, os personagens de Raúl Padilla ganham a voz de Eleu Salvador.[2]

A dublagem de Chaves e Chapolin na versão Maga foi dividida em 4 lotes de episódios: 1984, 1988, 1990 e 1992.

Personagem Dublador
Chaves, Chapolin Colorado, Beterraba (Chômpiras), Dr. Chapatin e demais personagens de Roberto Gómez Bolaños Marcelo Gastaldi (1984-1992)
Quico, Quase Nada, Lagartixa, Carlitos e demais personagens de Carlos Villagrán Nelson Machado (1984-1992)
Seu Madruga, Tripa Seca, Super Sam, Peterete, Alma Negra e demais personagens de Ramón Valdés Carlos Seidl (1984-1992)
Mário Lúcio de Freitas (canções)
Chiquinha, Dona Neves e demais personagens de Maria Antonieta de las Nieves Sandra Mara Azevedo (1984-1988)
Cecília Lemes (1990-1992)
Valeriane Firmo (canções)
Dona Florinda, Pópis, Rosa Rumorosa e demais personagens de Florinda Meza Marta Volpiani (1984-1992)
Sarah Regina (canções)
Dona Clotilde e demais personagens de Angelines Fernández Helena Samara (1984-1992)
Senhor Barriga, Nhonho, Pança Louca, Botina e demais personagens de Edgar Vivar Mário Vilela (1984-1992)
Professor Girafales, Nenê, Poucas Trancas, Matador e demais personagens de Rubén Aguirre Potiguara Lopes (1984)
Osmiro Campos (1984-1992)
Mário Lúcio de Freitas (canções)
Godinez e demais personagens de Horácio Gómez Bolaños Silton Cardoso (1984-1990)
José Soares (Chaves: "A Aula de Matemática")
Mário Vilela (Chapolin: "Cleópatra" - 1ª dublagem)
Élcio Sodré (1992)
Jaiminho e demais personagens de Raúl Padilla Older Cazarré (1984)
José Soares (Chapolin: "O Futebol é Minha Melhor Medicina / Vinte Mil Beijinhos Para Não Morar Com a Sogra")
Gervásio Marques (Chaves - "Antes um tanque funcionando que uma lavadora encrencada" - 1ª dublagem)
Potiguara Lopes (Chaves: "Antes um tanque funcionando que uma lavadora encrencada" - 2ª dublagem)
Eleu Salvador (Chapolin: "A Troca de Cérebros")
Paty (Ana Lilian de la Macorra) Leda Figueiró (1984, 1990-1992)
Noeli Santisteban (Chaves: "O Sonho Que deu Bolo")
Cecília Lemes (1988)
Glória (Regina Torné) Sandra Campos
Paty (Rosita Bouchot) Leda Figueiró
Cecília Lemes (Chaves: "A chegada das novas vizinhas - Parte 2")
Glória (Olivia Leiva) Denise Simonetto
Leda Figueiró (Chaves: "A Chegada das Novas Vizinhas - Parte 2")
Paty (Patty Juárez) Cecília Lemes (Chaves: 1ª dublagem de "Uma Vizinha - Parte 2" e "Beijinhos")
Leda Figueiró (Redublagem de "Uma Vizinha - Parte 2")
Glória (Maribel Fernández) Márcia Gomes (Chaves: 1ª dublagem de "Uma Visita Muito Importante - Parte 1" e "Uma Nova Vizinha - Parte 2")
Noeli Santisteban (2ª dublagem de "Uma Visita Muito Importante - Parte 1" e "Uma Nova Vizinha - Parte 2")
Seu Furtado (Ricardo de Pascual) Luiz Carlos de Moraes
Senhor Calvillo (Ricardo de Pascual) Potiguara Lopes
Garçom do Restaurante (Ricardo de Pascual) José Soares
Héctor Bonilla Luiz Carlos de Moraes
Seu Madroga / Seu Romão (Germán Robles) Luiz Carlos de Moraes (1ª dublagem de 1988)
Jorge Pires (2ª dublagem de 1990)
Malicha (María Luisa Alcalá) Zayra Zordan (Chaves: "Como Sujar Uma Roupa de Festa")
Cecília Lemes (Chaves: "O Caçador de Lagartixas")
Leda Figueiró (Chaves: "O Festival da Burrice")
Elizabeth (Marta Zabaleta) Márcia Gomes
Cândida (Ángel Roldan) Noeli Santisteban
Yara (Angélica Maria) Liria Marçal
Dona Edwiges, a Louca da Escada (Janet Arceo) Gessy Fonseca
Dono do Parque de Diversões (Abraham Stavans) Olney Cazarré
Cliente do restaurante em "Chaves - Os Churruminos" (Abraham Stavans) Fabio Vilalonga
Guarda em "Chaves - A Exibição de Iôiôs" (José Luís Amaro) Olney Cazarré
Homem da Roupa Velha (José Luis Fernández) José Carlos Guerra
Contrabandista #2 em "Dr. Chapatin: Os Contrabandistas de Joias"(José Luis Fernández) Jorge Pires
Mata Fácil (José Luis Fernández) Nelson Batista
Capataz em "Chapolin - Para Fugir da Prisão" (Ramiro Orcí) Nelson Batista
Policial em "Dr. Chapatin - O Julgamento" (José Antônio Mena) Nelson Batista
Astronauta em "Chapolin - O Planeta Vênus" (José Antônio Mena) Francisco Borges
Bandido em "Chapolin - Arruceiros / Os Prisioneiros" (José Antônio Mena) Eudes Carvalho
Bandido 2 em "Chapolin - Arruceiros" (Raúl "Chóforo" Padilla) Francisco Brêtas
Bandido 3 em "Chapolin - Arruceiros" (Arturo García Tenorio) Tatá Guarnieri
Bebê Jupteriano (Arturo García Tenorio) Cecília Lemes
Empregada / Artrites (Rosita Bouchot) em "Chapolin - Cleópatra" Sandra Mara Azevedo (1ª dublagem de 1984) / Zodja Pereira (2ª dublagem de 1990)
Conde Terranova (Edgar Wald) Luiz Carlos de Moraes
Marido em "O Roubo das Maçãs" (Edgar Wald) João Paulo Ramalho
Pouco Pelo (Ricardo de Pascual) Élcio Sodré
Narrador Osmiro Campos (Chaves: "O Desjejum do Chaves - Parte 2", 1ª dublagem de 1984)
Marcelo Gastaldi
Daniel Müller (Multishow)

Essa foi a primeira dublagem brasileira de Chaves e Chapolin, sendo considerada a melhor e mais clássica dublagem do Brasil, o que ajudou em muito o sucesso de ambas as séries no país.[4]

Chespirito (1981): "Chapolin: Aventuras em Marte (Partes 1 e 2)"[editar | editar código-fonte]

“Aventuras em Marte” é um episódio de duas partes do Chapolin dentro do Programa Chespirito exibido originalmente em 1981, após o fim dos seriados Chaves e Chapolin. Foi exibido pela primeira vez em 1999 pelo SBT anunciado como "O Filme do Chapolin".

O episódio é um remake de outros episódios onde Chapolin viaja para Marte. Edgar Vívar, interpreta um cientista que pretende ir para Marte, porém seu projeto não é aprovado. Indignado, ele chama o Chapolin para que ele o ajude. Chapolin e mais dois astronautas acabam viajando para Marte. E nisso, muitas confusões acontecem!

Ramón Valdés aparece nesse episódio, após ter deixado a série em 1979, já que havia retornado brevemente ao Programa Chespirito em 1981.

Personagem Dublador
Roberto Gómez Bolaños (Chapolin Colorado) Marcelo Gastaldi
Ramón Valdés (Astronauta) Carlos Seidl
Rubén Aguirre (Astronauta) Osmiro Campos
Édgar Vivar (Cientista) Mário Vilela
Florinda Meza (Marciana) Marta Volpiani
Angelines Fernández (Robô) Helena Samara
Horácio Gómez Bolaños (Ajudante do Cientista) Élcio Sodré
Arturo García Tenorio (Marciano) Luiz Antônio Lobue
  • Versão: Maga, dublada nos estúdios da Marsmallow (1992)
  • Mídia: TV Aberta (SBT) / Netflix

Charrito (1984)[editar | editar código-fonte]

Charrito, um Herói Mexicano é um filme de comédia de 1984 escrito e dirigido por Roberto Gómez Bolaños e produzido no México. No Brasil, foi lançado em VHS em 1992 pela Carat Home Video, sendo o único filme de Bolaños lançado em vídeo no Brasil. A dublagem foi realizada pela extinta MAGA, que também foi responsável pelas dublagens dos seriados Chaves, Chapolin e Kiko.

Personagem Ator Dublagem
Charrito Roberto Gómez Bolaños Marcelo Gastaldi
Filha do Xerife / Professora Florinda Meza Marta Volpiani
Estrellita Perez María Antonieta de las Nieves Cecília Lemes
Diretor Rubén Aguirre Osmiro Campos
Produtor Víctor Alcocer João Ângelo
Xerife Raúl "Chato" Padilla Hélio Vaccari
Contra-regra / Assistente de Produção Horacio Gómez Bolaños Élcio Sodré
Vilão (Hermano Brothers) Benny Ibarra de Llano Tatá Guarnieri
Maquiadora Angelines Fernández Helena Samara
Galã Gilberto Román Guilherme Lopes
Vilão (Hermano Brothers) Arturo García Tenorio Fabio Villalonga
Palmira Claudia Ivette Marli Bortoletto

Estúdio: Maga (estúdios da Marsh Mellow)

Mídia: VHS

Outras séries[editar | editar código-fonte]

"Kiko, o Menino do Jornal (El Niño de Papel) (1981-1982)", "Kiko (Federrico) (1983-1984)" e "Kiko Maleta (Kiko Botones) (1986)"[editar | editar código-fonte]

São 3 séries de Carlos Villagrán (Kiko) depois que ele deixou o elenco de Chaves e Chapolin. No Brasil, essas 3 séries foram exibidas como uma só e com o mesmo título, Kiko. Foram exibidas apenas na Rede Bandeirantes em 1991.

Kiko - O Menino do Jornal (El Niño de Papel) (1981-1982)

  • Carlos Villagrán (Kiko): Nelson Machado
  • Simon Garcia (Sargentão): Daoiz Cabezudo
  • Senhorita Rubaldina: Leda Figueiró
  • Gerúndio: José Soares
  • Trompete: Nelson Batista
  • Professora: Arlete Montenegro
  • Negro de Bigode: Muíbo César Cury

Kiko (Federrico) (1983-1984)

  • Carlos Villagrán (Kiko): Nelson Machado
  • Ramón Valdés (Seu Madruga): Carlos Seidl
  • Simon Garcia (Simão): Daoiz Cabezudo
  • Nancy Soto (Dona Carlota): Isaura Gomes
  • Honório Torrealba (Ioiô): Nelson Batista
  • Maribel Ponte (Lilica): Márcia Gomes
  • Roberto Hernandez (Seu Júlio): Mário Jorge Montini
  • Professor: Waldir Wey
  • Romelia Aguero: Zayra Zordan
  • Martha Pinango: Leda Figueiró

Kiko Maleta (Kiko Botones) (1986)

Parisi Vídeo/BKS (1997) - CNT Gazeta[editar | editar código-fonte]

Chespirito[editar | editar código-fonte]

A CNT Gazeta consegue os direitos da série do Programa Chespirito no ano de 1997 e começa a dublar os episódios. São episódios correspondentes ao período entre 1990 a 1995. Principalmente histórias do hotel onde Chompiras trabalha e algumas esquetes de Chapolin Colorado e Chaves, que nunca haviam sido exibidas na televisão brasileira.

Nessa altura, dubladores como Marcelo Gastaldi e Older Cazarré já haviam falecido e por isso, foram substituídos. A série foi dublada na BKS e do elenco original, apenas Marta Volpiani, Helena Samara e Sandra Mara Azevedo (a primeira dubladora da Chiquinha) foram escaladas. Mário Vilela (o dublador original do Sr. Barriga e do Nhonho), por sua vez, foi escalado mais tarde, para dublar o Jaiminho nos episódios finais, substituindo Eleu Salvador[2], porém os episódios em que dublou não foram ao ar.

Personagem Dublador
Chaves, Chapolin Colorado, Chompiras, Chaparrón Bonaparte, Dr. Chapatin, Chespirito e demais personagens de Roberto Gómez Bolaños Sérgio Galvão
Chimoltrúfia, Pópis e demais personagens de Florinda Meza Marta Volpiani
Professor Girafales, Sargento Refúgio, Lucas Pirado e demais personagens de Rubén Aguirre Sidney Lilla
Botijão, Nhonho e demais personagens de Edgar Vivar Ivo "Tatu" Roberto
Chiquinha, Marujinha e demais personagens de Maria Antonieta de las Nieves Sandra Mara Azevedo
Dona Nachita e demais personagens de Angelines Fernández Helena Samara / Gessy Fonseca
Godinez e demais personagens de Horácio Gómez Bolaños Wellington Lima / César Leitão / José Parisi Jr.
Delegado Morales, Policial e demais personagens de Raúl Padilla Eleu Salvador / César Leitão (no episódio My fair lady... de 1994)
Dona Espotaverderona (Anabel Gutiérrez) Isaura Gomes / Helena Samara
Seu Cecílio (Moises Suarez) Fábio Moura
Ramiro Orcí (vários personagens) Dráuzio de Oliveira / José Parisi Jr.
Ricardo de Pascual (Sr. Navarro) José Parisi Jr.
Susana (Maria Goretti) Tânia Gaidarji
Vizinha do Chaparrón e outros personagens (Paulina Gomez) Daniela Piquet / Márcia Regina
Arnaldo Picazzo (vários personagens) Leonardo Camilo
Juan António Edwards (Hipólito) Tatá Guarnieri / Flávio Dias
Narrador Sérgio Galvão
  • Direção de Dublagem: Sandra Mara Azevedo / José Parisi Jr.
  • Estúdio: BKS e Parisi Vídeo
  • Mídia: Televisão (CNT / Gazeta)

A Parisi Vídeo e a BKS dublaram o programa Chespirito, não os programas Chaves e Chapolin. Em 2000, a CNT/Gazeta se torna CNT e Rede Gazeta e deixa de exibir Chespirito. Infelizmente os episódios dublados na Parisi nunca foram exibidos. Essa dublagem não é tão conhecida no Brasil.

Gota Mágica (1999) - SBT e TLN[editar | editar código-fonte]

Chespirito[editar | editar código-fonte]

A redublagem do Programa Chespirito (fase 1990-1995) ocorre em 1999 quando o SBT resolve exibir a série. Dessa vez, a dublagem contava com boa parte do elenco da dublagem original: Osmiro Campos, Cecília Lemes, Marta Volpiani e Helena Samara. A crítica fica em cima da tradução, que foi muito inferior à realizada pela versão Maga, exibida pelo SBT. Os fãs também ficaram ofendidos com a inserção de várias piadas e expressões de duplo sentido, coisa bastante comum nos humorísticos do Brasil, mas que não é uma característica do trabalho de Chespirito. Outra crítica foi a escalação da terceira voz de Roberto Gomes Bolaños, no caso Cassiano Ricardo, o qual não ficou próximo ao que Marcelo Gastaldi tinha feito anteriormente na Maga. Contudo, apesar de ter a voz completamente diferente da de Gastaldi, Cassiano foi o dublador mais semelhante de Bolaños na fase de 1990-1995, quando a voz do ator envelheceu e se tornou muito rouca por decorrência do cigarro. A outra escalação que não trouxe satisfação para os fãs foi a voz de César Leitão como Édgar Vivar. E o que entristeceu ainda mais os fãs foi que assim como a BKS/Parisi, a Gota Mágica não quis colocar Mário Vilela (voz clássica de Vivar no Brasil), alegando que ele não conseguiria dublar o personagem Botijão, porque o mesmo tinha as falas muito rápidas. Outros já dizem que é pelo fato de que Mário demorava demais para dublagem e o SBT queria a série entregue logo. De qualquer jeito, a série não fez sucesso no Brasil, muito em conta pelas ausências de Ramón Valdés e Carlos Villagrán (que deixaram as séries em 1979) e assim, o SBT tira a série do ar, retornando com os episódios das séries clássicas, deixando de exibi-la permanentemente.[2]

Personagem Dublador
Chaves, Chapolin Colorado, Chaveco, Pancada Bonaparte, Dr. Chapatin, Dom Caveira e demais personagens de Roberto Gómez Bolaños Cassiano Ricardo
Dona Florinda, Pópis, Chimoltrúfia, Enfermeira e demais personagens de Florinda Meza Marta Volpiani
Professor Girafales, Sargento Refúgio, Lucas Pirado e demais personagens de Rubén Aguirre Osmiro Campos
Senhor Barriga, Nhonho, Botijão e demais personagens de Edgar Vivar César Leitão
Chiquinha, Dona Neves, Marujinha e demais personagens de Maria Antonieta de las Nieves Cecília Lemes
Dona Clotilde, Dona Cotinha e demais personagens de Angelines Fernández Helena Samara
Godinez e demais personagens de Horácio Gómez Bolaños Mário Lúcio de Freitas
Jaiminho, Delegado Morales, Policial e demais personagens de Raúl Padilla Jorge Alex / César Leitão (no episódio Os maluquinhos vendem flores, de 1991)
Dona Agrimaldolina (Anabelle Gutiérrez) Alna Ferreira
Seu Cecílio (Moisés Suárez) Emerson Caperbat
Sr. Lúcio (Carlos Pouliot) Renato Márcio
Sr. Belo Rosto (Ramiro Orcí) Faduli Costa
Delegada Justina (Maricarmen Vela) Zodja Pereira
Vizinha do Pancada (Paulina Gomez) Isabel de Sá / Cristiane Bullara
Susana (Maria Goretti) Isabel de Sá
Arnaldo Picazzo (vários personagens) Orlando Viggiani / Silvio Giraldi
Ricardo de Pascual (participação em "Dom Caveira") Mário Lúcio de Freitas / Silvio Giraldi
Juan António Edwards (Hipólito e outros personagens) Silvio Giraldi
Narrador Cassiano Ricardo

Essa foi a 2ª dublagem do Programa Chespirito, que nessa versão foi nomeado "As novas aventuras de Chaves" e depois "Clube do Chaves".

Estúdios Gábia (2005–2008) - Amazonas Filmes[editar | editar código-fonte]

Chaves, Chapolin e Chespirito[editar | editar código-fonte]

Em 2005, uma empresa chamada Amazonas Filmes, foi responsável por lançar os DVDs de Chaves e Chapolin no Brasil. Porém, a distribuidora Televisa não permitiu que as dublagens da versão Maga fossem mantidas e pediu uma redublagem, feita nos Estúdios Gábia. Muitos episódios inéditos foram também dublados para os DVDs. A partir daí, entra uma outra fase triste na história da dublagem de Chaves. Como a dublagem de Cassiano Ricardo foi muito criticada, resolveram trocá-lo por Tatá Guarnieri. Este último, mesmo sendo um dublador renomado, não conseguiu encontrar uma voz definitiva para os personagens de Chespirito que mantivesse o que Marcelo Gastaldi tinha feito no passado. Apesar de todo o elenco da versão Maga ter sido mantido (com exceção de Older Cazarré e Silton Cardoso, os quais foram substituídos por Gustavo Berriel e Alexandre Marconatto, coisa que já havia acontecido nas dublagens da BKS/Parisi, Gota Mágica e na própria Maga), o peso da idade em todos os dubladores originais também fez com que essa dublagem ficasse um pouco diferente da versão clássica. Mário Vilela chegou a ser escalado e já tinha começado a gravar, quando infelizmente veio a falecer no meio das gravações, sendo substituído dessa vez por Fadu Costa e posteriormente por Gilberto Baroli no papel do Sr. Barriga e por Gustavo Berriel no Nhonho, os quais, também não agradaram em nada o público. Isso tudo influenciou nas vendas dos DVDs, o que fez com que fosse abaixo do esperado. Os fãs ainda preferem manter gravado os episódios que eram exibidos no SBT, do que ter que assistir um trabalho diferente do que foram acostumados a assistir por décadas, o que de fato é completamente compreensível.[2]

Personagem Dublador
Chaves, Chapolin Colorado, Chompiras, Chaparron Bonaparte, Dr. Chapatin e demais personagens de Roberto Gómez Bolaños Tatá Guarnieri
Quico e demais personagens de Carlos Villagrán Nelson Machado
Seu Madruga e demais personagens de Ramón Valdés Carlos Seidl
Chiquinha, Dona Neves e demais personagens de Maria Antonieta de las Nieves Cecília Lemes
Dona Florinda, Pópis e demais personagens de Florinda Meza Marta Volpiani
Dona Clotilde e demais personagens de Angelines Fernández Helena Samara
Professor Girafales e demais personagens de Rubén Aguirre Osmiro Campos
Senhor Barriga e demais personagens de Edgar Vivar (exceto Nhonho) Faduli Costa / Gilberto Baroli
Nhonho (Edgar Vivar) Gustavo Berriel
Godinez e demais personagens de Horácio Gómez Bolaños Alexandre Marconatto
Jaiminho e demais personagens de Raúl Padilla Gustavo Berriel
Paty (Anna Lilian de la Macorra e Patty Juárez) Leda Figueiró
Glória (Olivia Leiva) Tânia Gaidarji
Glória (Maribel Fernández) Isabel de Sá
Senhor Calvillo (Ricardo de Pascual) Luiz Carlos de Moraes
Homem da Roupa Velha (José Luis Fernández) Armando Tiraboschi
Malicha (María Luisa Alcalá) Leda Figueiró
Seu Cecílio (Moisés Suárez) Carlos Campanile
Vizinha do Chaparrón (Paulina Gómez) Tânia Gaidarji / Fátima Noya
Dona Espotaverderona (Anabel Gutierrez) Rosa Maria Baroli
Susana (Maria Goretti) Denise Reis
Arnoldo Picazzo (vários personagens) Alfredo Rollo / Fábio Moura
Juan António Edwards (Hipólito) Figueira Júnior
Narrador Elly Moreno

Essa foi a 2ª dublagem para as séries Chaves (El Chavo) e Chapolin (El Chapulín Colorado) e a terceira para Chespirito (com episódios de temporadas até então inéditas na televisão brasileira), para DVD.

Outras séries[editar | editar código-fonte]

Kiko e Sua Turma (¡Ah qué Kiko!)[editar | editar código-fonte]

¡Ah qué Kiko! (Kiko e Sua Turma, no Brasil em DVD) é um programa de televisão mexicano criado e estrelado por Carlos Villagrán, exibido originalmente entre 1987 e 1988 pela emissora Telerey e posteriormente pela Imevisión (agora TV Azteca). Apesar da baixa audiência na época, o programa foi reprisado em diversos países da América do Sul. No Brasil, a série foi exibida pelo canal NGT entre 2011 e 2012.

Chaves em Desenho Animado: Herbert Richers e Álamo (2006-2010), RioSound e Dubrasil (2011-) - SBT, Cartoon Network e TLN[editar | editar código-fonte]

Esta é a versão de dublagem do desenho animado inspirado no seriado Chaves, que vem sendo exibida desde 2007 pelo SBT e também pelos canais de TV por assinatura TLN e Cartoon Network.

A Herbert Richers, em conjunto com a Álamo, dublou os episódios da 1ª, 2ª e 3ª temporada. A Herbert Richers, no Rio de Janeiro, era o estúdio responsável pela dublagem mas como alguns dubladores residiam em São Paulo, a Álamo foi alugada para que esses dubladores pudessem dublar de lá, o material feito por eles era posteriormente enviado à Herbert Richers para a edição final e mixagem. Após o fechamento da Herbert Richers e da Álamo, a série animada passou a ser dublada na empresa carioca RioSound que, em conjunto com a empresa paulista Dubrasil, repetiu o esquema anterior.

Antes da dublagem começar, o SBT pretendia trocar todos os dubladores originais da série. Os fãs protestaram e pediram que os dubladores originais fossem mantidos.[5] O SBT então aceitou contratar os dubladores originais para dublar a série animada. Porém, inicialmente, os únicos dubladores originais que aceitaram dublar o desenho foram Carlos Seidl e Osmiro Campos, dubladores do Seu Madruga e do Professor Girafales respectivamente. Os dubladores Nelson Machado, Helena Samara e Marta Volpiani se recusaram a dublar o desenho, por não concordarem com o salário oferecido. Foram feitos testes para substituí-los e todas as dubladoras que fizeram testes para as personagens de Marta Volpiani foram reprovadas. Depois disso, o SBT e Marta Volpiani conseguiram chegar a um acordo e Marta aceitou dublar a Dona Florinda e a Pópis no desenho.[6] O SBT chegou a confirmar a dubladora Beatriz Loureiro para dublar a Dona Clotilde, mas os fãs fizeram um abaixo-assinado pedindo que Helena Samara fosse mantida na personagem, assim como Nelson Machado no Quico. Graças ao abaixo-assinado, também foi feito um acordo com Helena e ela foi mantida. Mas com Nelson Machado, não houve acordo, e assim a Herbert Richers o substituiu no desenho por Sérgio Stern na voz do Quico.[7]

Para os personagens Chaves, Jaiminho, Senhor Barriga, Nhonho (cujos dubladores originais já haviam falecido) e Godinez, a Herbert Richers abriu testes para definir os dubladores. O dublador Waldir Fiori ficou com o Jaiminho. Hamilton Ricardo foi cotado para dublar o Chaves,[6] mas o papel ficou com Tatá Guarnieri, que já vinha dublando o personagem na redublagem do seriado para os lançamentos em DVD. Gustavo Berriel e Alexandre Marconatto, que dublaram respectivamente o Nhonho e o Godinez nos DVDs, também foram escolhidos para dublar os mesmos personagens no desenho. Gilberto Baroli, que dublou o Senhor Barriga nos DVDs, também fez o teste para o desenho mas não foi aprovado pelo SBT[8] e a Herbert Richers escolheu para o papel o dublador Marcelo Torreão. Marcelo foi o último dublador escolhido para a dublagem. Antes dele, vários dubladores fizeram os testes e foram reprovados - com isso, o dublador do Senhor Barriga foi o mais difícil de escolher.

Ainda na 1ª temporada, as personagens Paty e Glória apareceram. A pedido de Carlos Seidl, que além de dublar o Seu Madruga também dirigia a dublagem do desenho na Herbert Richers, o SBT escalou para os papéis as dubladoras Leda Figueiró (uma das dubladoras originais da personagem) e Tânia Gaidarji (que dublou a Glória nos DVDs da série original).[9]

Após a dublagem da 1ª temporada, a dubladora Helena Samara faleceu. Ruth Gonçalves chegou a ser cotada para substituí-la, mas a Herbert Richers acabou por dar o papel para Beatriz Loureiro, que já havia sido confirmada para dublar a Dona Clotilde na 1ª temporada, quando Helena ainda não havia fechado acordo com o SBT para dublar.[10] Por motivo desconhecido, Alexandre Marconatto, dublador do Godinez, saiu do elenco da dublagem após a primeira temporada (a versão mais provável de sua saída, contudo, teria sido que o próprio Marconatto pediu para sair da dublagem por falta de tempo, já que estava trabalhando como diretor de dublagem em outro estúdio) e foi substituído por Duda Espinoza.[11] Marcelo Torreão também saiu do elenco. Foram feitos testes e Gustavo Berriel, que já dublava o Nhonho, também passou a dublar o Senhor Barriga. Devido a dificuldades de manter contato com Leda Figueiró, a Herbert Richers também trocou a dubladora da Paty, que passou a ser feita por Aline Ghezzi.[12]

Silton Cardoso, dublador original do Godinez, não dublou o desenho porque, quando as dublagens começaram, ele estava afastado da dublagem e havia boatos de que teria se aposentado. Posteriormente, ele foi localizado, mas Duda Espinoza já havia se consolidado como dublador do personagem na animação. Com isso, Nelson Machado e Silton Cardoso foram os únicos dubladores originais que não participaram da dublagem do desenho, sem contar a dubladora Cecília Lemes, já que a sua personagem, a Chiquinha, não aparece na animação.

A partir da 5ª temporada Tatá Guarnieri e Carlos Seidl foram substituídos por Daniel Müller e Marco Moreira. Com a morte de Waldir Fiori e Osmiro Campos, não se sabe quem serão os próximos dubladores do Jaiminho e Professor Girafales no desenho.[2]

Personagem Dublagem México Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil
Chaves Jesus Gúzman Mona Marshall Tatá Guarnieri (quatro primeiras temporadas)
Daniel Müller (quinta temporada)
Quico Sebastián Llapur Doug Erholtz Sérgio Stern
Seu Madruga Mario Castañeda Doug Erholtz Carlos Seidl (quatro primeiras temporadas)
Marco Moreira (quinta temporada)
Dona Florinda e Popis Erica Edwards Kate Higgins (primeira temporada)
Laura Post (segunda temporada em diante)
Marta Volpiani
Professor Girafales Juan Carlos Tinoco (duas primeiras temporadas)
Moisés Suárez Aldana (terceira temporada em diante)
Bob Buchholz Osmiro Campos
Dona Clotilde Erika Mireles Mona Marshal Helena Samara (primeira temporada)
Beatriz Loureiro (segunda temporada em diante)
Nhonho Mario Castañeda Yuri Lowenthal Gustavo Berriel
Seu Barriga Víctor Delgado (quatro primeiras temporadas)
Sebástian Llapur (quinta temporada em diante)
Dave Marllow Marcelo Torreão (primeira temporada)
Gustavo Berriel (segunda temporada em diante)
Godinez Jesus Gúzman Kate Higgins (primera temporada)
Erin Fitzgerald (segunda temporada)
Alexandre Marconatto (primeira temporada)
Duda Espinoza (segunda temporada em diante)
Jaiminho Leonardo Garcia (cinco primeiras temporadas)
Hector Miranda (sexta temporada em diante)
Dave Marllow Waldir Fiori
Paty Maggie Vera Tara Platt Leda Figueiró (primeira temporada)
Aline Ghezzi (segunda temporada em diante)
Glória Julieta Rivera Tara Platt Tânia Gaidarji (primeira temporada)
Andrea Murucci (segunda e terceira temporadas)
Isis Koschdoski (quarta e quintas temporadas)
Seu Furtado Duda Espinoza

Show do Chaves Animado - Teatro (2011) BKS / Televisa[editar | editar código-fonte]

Esta é a versão de dublagem do espetáculo Show do Chaves Animado, que foi apresentada inicialmente no HSBC Brasil em São Paulo nos dias 30 de abril e 1 de maio de 2011. Depois de viajar por outros países da América Latina e pelos Estados Unidos o espetáculo volta ao Brasil em 2012 para novas apresentações em Outubro.

A história da peça começa com a decisão do Sr. Barriga de vender a vila. O comprador, Rufino Malfeitor, promete muitos benefícios a todos, mas somente Seu Madruga suspeita da situação. Até que ele desaparece misteriosamente, o Chaves e seus amigos embarcam em uma aventura para poder resgatá-lo: enfrentando fantasmas, sombras e casas mal-assombradas.[13]

RioSound/DuBrasil (2012) - SBT[editar | editar código-fonte]

Chaves[editar | editar código-fonte]

No início de 2014, o SBT anunciou a exibição de episódios inéditos de Chaves, entre os anos de 1972 a 1979 que nunca tinham sido dublados e exibidos pela emissora. Os episódios começaram a ser exibidos em 6 de janeiro de 2014. Como era esperado, a dublagem não agradou os fãs. Poucos dubladores originais estão vivos e Seu Barriga, Chaves e Dona Clotilde, nunca agradaram com outras vozes. Mas o que deixou os fãs mais tristes, é que Nelson Machado e Carlos Seidl, respectivamente Quico e Seu Madruga, não aceitaram o acordo proposto pelo SBT e resolveram não dublar.[2]

Seidl afirmou: "Já se passaram 28 anos desde que começaram a exibir o Chaves sem pagar nossos direitos pela dublagem. Não vou assinar um compromisso de passar esses direitos. A cada vez que o SBT reapresenta diariamente a série, deveríamos receber por isso"[14] Em seu lugar, entrou o dublador Marco Moreira, que também dublou o Seu Madruga no desenho do Chaves na 5ª temporada. Nelson Machado foi substituído por Vinícius Souza.

Daniel Müller, que substituiu Tatá Guarnieri no Chaves em desenho, também pegou o personagem na série. O mesmo ocorreu com Beatriz Loureiro na Dona Clotilde (devido a morte de Helena Samara) e Gustavo Berriel, no Seu Barriga e no Nhonho.

Foram dublados 14 episódios inéditos, além da redublagem de 9 episódios conhecidos, por ordem do SBT, para assim padronizarem a dublagem. Os episódios foram divididos pelas respectivas épocas em que Sandra Mara Azevedo e Cecília Lemes dublaram a Chiquinha, para assim ficar fiel com o que foi dublado na Maga. Além de Sandra e Cecília, Osmiro Campos, Marta Volpiani e Silton Cardoso (Professor Girafales, Dona Florinda e Godinez), também voltaram nessa dublagem.[2]

Personagem Dublador
Chaves (Roberto Gómez Bolaños) Daniel Müller
Quico (Carlos Villagrán) Vinícius Souza / Flávio Back (esquete: "O Marujo Enjoado")
Seu Madruga (Ramón Valdés) Marco Moreira
Chiquinha (Maria Antonieta de las Nieves) Sandra Mara Azevedo (episódios de 1972, 1973, 1975, apenas 1 de 1976 e 1979)
Cecília Lemes (episódios de 1976, 1977 e 1978)
Dona Neves (Maria Antonieta de las Nieves) Sandra Mara Azevedo
Dona Florinda e Pópis (Florinda Meza) Marta Volpiani / Marcia Coutinho (Canções)[15]
Professor Girafales (Rubén Aguirre) Osmiro Campos / Mauro Ramos (Canções)
Dona Clotilde (Angelines Fernández) Beatriz Loureiro
Senhor Barriga e Nhonho (Édgar Vivar) Gustavo Berriel
Godinez (Horácio Gómez Bolaños) Silton Cardoso / Duda Espinoza
Paty (Anna Lilian de la Macorra) Cecília Lemes
Senhor Calvillo (Ricardo de Pascual) Luiz Carlos de Moraes
Dono do Parque de Diversões (Abraham Stavans) Silton Cardoso / Yuri Calandrino
Narrador Daniel Müller / Gutemberg Barros (resumo em "Pintando a Vila, segunda parte")
  • Versão Brasileira: RioSound e DuBrasil, Rio de Janeiro e São Paulo
  • MÍDIA: Televisão (SBT)
  • Direção de Dublagem: Peterson Adriano
  • Tradução: Eduardo Gouvêa / Gustavo Berriel

Essa foi a terceira dublagem para a série El Chavo del Ocho.

El Chavo Kart (2014) BKS[editar | editar código-fonte]

El Chavo Kart (Chaves Kart no Brasil) é um jogo de corrida que se baseia na versão animada do Chaves. Sua jogabilidade é quase totalmente baseada nos jogos da série Mario Kart.[16] A maioria dos dubladores não são os mesmos nem da série original, nem da série animada. O Chaves é o único personagem que foi dublado pelo seu dublador da série animada, no caso, Tatá Guarnieri. E Quico foi o único personagem dublado pelo dublador da série original, no caso, Nelson Machado.

Som de Vera Cruz/Unidub (2018) - Multishow[editar | editar código-fonte]

Chaves e Chapolin[editar | editar código-fonte]

Após 34 anos de exclusividade no SBT, os direitos de televisão a cabo de Chaves e Chapolin são adquiridos pelo Grupo Globo. Os dois seriados humorísticos mexicanos estão sendo exibidos pelo canal a cabo Multishow. A grata novidade é que todos os episódios produzidos de ambas as séries de Roberto Bolaños foram comprados.[17]

Daniel Müller que fez a voz de Roberto Gomez Bolaños nos episódios inéditos exibidos pelo SBT em 2014, retorna na nova dublagem. Dos novos dubladores, Mauro Ramos, conhecido pela dublagem de Pumba em "O Rei Leão" e a segunda voz do personagem Shrek, assume a voz dos personagens de Rubén Aguirre, substituindo Osmiro Campos, falecido em 2015. Em 2012, Mauro fez a voz do Professor Girafales na parte musical de "O Festival da Boa Vizinhança - parte 4". Angelines Fernández, a Bruxa do 71, é dublada por Isaura Gomes, que substitui Beatriz Loureiro.[18]

Gustavo Berriel, atual dublador do Senhor Barriga e do Nhonho, retorna às séries para dar continuidade à voz de Edgar Vivar. No lugar de Silton Cardoso, falecido em 2014, assume o posto o dublador Alexandre Marconato, que fez a voz do ator nos DVDs da Amazonas Filmes e também dublou o Godinez na primeira temporada do desenho.[19]

Além deles, há o retorno de alguns dos dubladores clássicos. Carlos Seidl e Nelson Machado voltam a dublar o Seu Madruga e o Quico nessa dublagem, além de Marta Volpiani na Dona Florinda. Sandra Mara Azevedo e Cecília Lemes também presentes, dividem os personagens de Maria Antonieta de las Nieves (assim como fizeram nos episódios dublados na RioSound, em 2012).[20]

Personagem Dublador
Chaves, Chapolin e demais personagens de Roberto Gómez Bolaños Daniel Müller
Quico, Quase Nada e demais personagens de Carlos Villagrán Nelson Machado
Seu Madruga, Racha Cuca e demais personagens de Ramón Valdés Carlos Seidl
Chiquinha, Dona Neves e demais personagens de Maria Antonieta de las Nieves Sandra Mara Azevedo (episódios de 1972, 1973, 1975 e 1977)
Cecília Lemes (episódios de 1976, 1978 e 1979)
Dona Florinda, Pópis, Rosa, a Rumorosa e demais personagens de Florinda Meza Marta Volpiani / Sarah Regina (canções)
Dona Clotilde e demais personagens de Angelines Fernández Isaura Gomes
Senhor Barriga, Nhonho e demais personagens de Edgar Vivar Gustavo Berriel
Professor Girafales e demais personagens de Rubén Aguirre Mauro Ramos
Godinez e demais personagens de Horácio Gómez Bolaños Alexandre Marconatto
Malicha e demais personagens de María Luisa Alcalá Zayra Zordan
Sr. Calvillo e demais personagens de Ricardo de Pascual Luiz Carlos de Moraes
Roupa Velha (José Luis Fernández) Gutemberg Barros
Dona Edwiges, a Louca da Escadaria (Janet Arceo) Larissa de Lara
Seu Furtado (José Antônio Mena) Eudes Carvalho
Soldado em "Chapolin - A Fonteira" (José Antônio Mena) Peterson Adriano
Marido em "Chapolin - A Fonteira" (Edgar Wald) Cafi Balloussier
Paciente Galã em "Dr. Chapatin: Fila e fichas no hospital" (José Luis Amaro) Carlos Viegas
Menina Mentirosa em "Chapolin - Quando os Brinquedos Voam" (Rocío Prado) Lhays Macêdo
Empregada em "Chapolin - O Anel Mágico" (Eugenia da Silva) Roberta Nogueira
Escrava em "Chapolin - Quem disse que Sansão não tinha um jeito de tonto" (Yula Pozo) Isabela Quadros
Jorge Gutiérrez Zamora Daniel Müller (aberturas) e Peterson Adriano (resumos de sagas)

Esta é a quarta dublagem para a série Chaves e a terceira dublagem para a série Chapolin.

Dubladores mortos[editar | editar código-fonte]

Do elenco de dublagem brasileiro dos programas de Chespirito e Kiko, alguns já morreram:

Referências

  1. Mauricio Trilha. «Vila do Chaves». Consultado em 3 de outubro de 2012 
  2. a b c d e f g h i j k l http://www.casadadublagem.16mb.com/materias_30adddc.html
  3. Livro "Versão Brasileira" por Nelson Machado, Editora Machado Produções 2004
  4. http://www.casadadublagem.16mb.com/materias_chaves.html
  5. «SBT deve mudar todos os dubladores do desenho do "Chaves"». Portal ohaYO!. 10 de outubro de 2006 
  6. a b «Em primeira mão: o outro lado da dublagem do desenho "Chaves"». Portal ohaYO!. 11 de outubro de 2006 
  7. «Desenho animado "Chaves" estréia dia primeiro de janeiro no SBT». Portal ohaYO!. 28 de dezembro de 2006 
  8. «Godinez terá o mesmo dublador no desenho e no DVD de "Chaves"». Portal ohaYO!. 3 de janeiro de 2007 
  9. «Exclusivo: 2ª temporada do desenho "Chaves" já está sendo dublada». Portal ohaYO!. 23 de janeiro de 2007 
  10. «A nova voz da Bruxa do 71». Portal ohaYO!. 26 de novembro de 2007 
  11. «Godinez com nova voz no Brasil». Portal ohaYO!. 3 de março de 2008 
  12. «Os novos dubladores do Chaves». Portal ohaYO!. 17 de setembro de 2008 
  13. Thi Gervasio. «Guia Folha». Consultado em 3 de outubro de 2012 
  14. http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/dublador-nao-quer-mais-fazer-a-voz-do-seu-madruga-no-sbt/2012/05/21-139691.html
  15. https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=10201752616965573&id=1485557559&comment_id=58669267&offset=0&total_comments=12&notif_t=share_reply CANÇÕES
  16. «"Chaves Kart" chega às lojas brasileiras por R$ 100». UOL. 19 de junho de 2014 
  17. https://ambrosia.com.br/noticias/globo-adquire-chaves-e-chapolin-e-exibe-episodios-ineditos-no-multishow/
  18. https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2018/04/24/chaves-no-multishow-reune-novos-e-antigos-dubladores-confira-o-elenco.htm
  19. https://natelinha.uol.com.br/noticias/2018/04/24/multishow-reune-elenco-original-e-novos-nomes-para-dublagem-de-chaves-e-chapolin-116332.php
  20. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2018/04/com-misto-de-vozes-originais-e-novatos-multishow-divulga-lista-de-dubladores-de-chaves