Lista de espaçonaves tripuladas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta é uma lista de naves espaciais tripuladas, incluindo estações espaciais, ordenadas por nação e série em ordem cronológica. Programas cancelados são listados no fim.

Comparação[editar | editar código-fonte]

Comparação entre as naves espaciais tripuladas e seus veículos de lançamento de diversas nações.

Naves espaciais atuais[editar | editar código-fonte]

Soyuz-TMA=
Shenzhou

Orbital[editar | editar código-fonte]

Rússia[editar | editar código-fonte]

  • Soyuz (1967–presente) 2 ou 3 pessoas para a órbita terrestre;[1] As quarta e quinta gerações ainda são operadas pela Federação Russa.

República Popular da China[editar | editar código-fonte]

  • Shenzhou (2003–presente) Nave baseada na Soyuz, com o colapso da URSS, a Federação Russa vendeu projetos relacionado ao Programa Soyuz, que modificado por chineses deu origem a sua própria nave espacial tripulada. Pode levar até 3 pessoas a órbita terrestre.

Estações Espaciais[editar | editar código-fonte]

Estação Espacial Internacional
Ver artigo principal: Estação Espacial

Naves tripuladas anteriores[editar | editar código-fonte]

Orbital[editar | editar código-fonte]

União Soviética-Rússia[editar | editar código-fonte]

Nave Apollo 17
  • Vostok (1961–1963) Primeira nave tripulada do Mundo, para uma única pessoa.[2]
  • Voskhod (1964–1965) Derivada da Vostok para 2 ou 3 pessoas.[3]
  • TKS (1970s; nunca voou tripulada) Nave cargueira para estações Almaz capaz de voo tripulado[carece de fontes?] (usada somente como módulos adicionais para estações Salyut 6 e 7)
  • Buran (1988; nunca voou tripulada) Ônibus Espacial soviético-russo, similar ao estado-unidense.

Estados Unidos da América[editar | editar código-fonte]

Estações Espaciais[editar | editar código-fonte]

Suborbital[editar | editar código-fonte]

Propostos ou em desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Orbital[editar | editar código-fonte]

Orion sendo testado no solo.
Dragon durante uma missão não tripulado de carga a ISS

Rússia[editar | editar código-fonte]

  • Federatsiya (em desenvolvimento) nave espacial para a órbita terrestre com capacidade para 4 pessoas.

Estados Unidos da América[editar | editar código-fonte]

  • Nave da Golden Spike Company (proposta para voo orbital ao redor da Lua).
  • Orion (em desenvolvimento) 4 pessoas para além da órbita terrestre[carece de fontes?]
  • SpaceX Dragon V2 Nave para 7 pessoas (sendo modificada para carregar tripulação)[10]
  • Sierra Nevada Dream Chaser Avião espacial para 7 pessoas (em desenvolvimento)[10]
  • Boeing's CST-100 Nave para 7 pessoas e voo orbital (em desenvolvimento)[10]
  • Nave espacial da Blue Origin (em desenvolvimento)[10]
  • Excalibur Almaz nave espacial comercial (em desenvolvimento)

Europa[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

  • HTV-R Versão tripulada do Veículo de Transferência H-II (proposto)

Índia[editar | editar código-fonte]

Irã[editar | editar código-fonte]

Reino Unido[editar | editar código-fonte]

  • Skylon (avião espacial reutilizável e não tripulado, com versão tripulada proposta, em desenvolvimento)

Ilha de Man[editar | editar código-fonte]

Suborbital[editar | editar código-fonte]

SpaceShipTwo com nave mãe no hangar

Rússia[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos da América[editar | editar código-fonte]

Canadá[editar | editar código-fonte]

  • DreamSpace Group XF1 (suborbital, proposta)[13]

Romênia[editar | editar código-fonte]

  • Stabilo (suborbital, em desenvolvimento)
  • Orizont (suborbital, em desenvolvimento)

Dinamarca[editar | editar código-fonte]

França[editar | editar código-fonte]

Reino Unido[editar | editar código-fonte]

Argentina[editar | editar código-fonte]

AATE VESA "Gauchito"[carece de fontes?]

Uganda[editar | editar código-fonte]

African Space Research Program (veículo suborbital da Uganda) "African Skyhawk" (em desenvolvimento), "Dynacraft Spaceship" (projeto)[carece de fontes?]

Cancelado[editar | editar código-fonte]

Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA)[editar | editar código-fonte]

Parceria entre NASA / Força Aérea dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Parceria entre NASA / Agência Espacial Europeia (ESA)[editar | editar código-fonte]

  • X-38 (cancelado em 1999) veículo de resgate de tripulação para a ISS.

Programa espacial soviético[editar | editar código-fonte]

  • Soyuz 7K-VI Zvezda[14] (1962-1968; veículo de pesquisa militar)
  • Soyuz 7K-L1 (1967–1970) parte do programa soviético abandonado de voo lunar [carece de fontes?]
  • Soyuz L3 spacecraft (fim dos anos 1960s e início dos anos 1970s); parte do programa soviético abandonado de voo lunar (o LOK carregaria dois cosmonautas para a órbita lunar ao redor da Lua, agindo como uma nave mãe para o alunissador LK, que levaria um cosmonauta para a superfície. [carece de fontes?]
  • Spiral-EPOS (também conhecido como EPOS – acrônimo russo para Aeronave Orbital Experimental para Passageiros - cancelado em 1976)[15]
  • Buran (1976-1988) cancelado após um voo não tripulado[16]
  • Strelec (Archer; 1979 - 1991) nave espacial militar.[17]
  • Zarya (projeto cancelado em 1989)
  • MAKS (projeto cancelado em 1991)

Agência Federal Russa (RKA)[editar | editar código-fonte]

  • Kliper (fundos cortados pelo governo russo em 2006)

Agência Espacial Europeia (ESA)[editar | editar código-fonte]

Estações espaciais[editar | editar código-fonte]

Administração Espacial Nacional da China (CNSA)[editar | editar código-fonte]

Reino Unido[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

Agência Nacional de Desenvolvimento Espacial (NASDA)[editar | editar código-fonte]

Outras agências do Japão[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Gatland, pp.148-165
  2. Gatland, pp.109-115
  3. Gatland, pp.131-113
  4. Gatland, pp.148, 151-165
  5. Gatland, pp.166-185, 266-275
  6. Gatland, pp.190, 278-280
  7. Gatland, pp.191, 207, 283, 284
  8. Gatland, pp.229-246
  9. Long, Tony (19 de julho de 2007). «July 19, 1963: Cracking the 100-Kilometer-High Barrier ... in a Plane». Advance Publications. Consultado em 18 de novembro de 2011. 
  10. a b c d Ferster, Warren (18 de abril de 2011). «NASA Announces CCDev 2 Awards». Imaginova Corp. Consultado em 18 de novembro de 2011. 
  11. «printer friendly page ATV evolution: Advanced Reentry Vehicle (ARV)». European Space Agency. 25 de março de 2010. Consultado em 18 de novembro de 2011. 
  12. [1]
  13. «Canadian space flight dreams live on». CBC News. Consultado em 5 de março de 2017. 
  14. [2]
  15. [3]
  16. [4]
  17. [5]

Referências[editar | editar código-fonte]