Lista de europeus campeões da Copa Libertadores da América

Esta é uma lista boa. Clique aqui para mais informações.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jorge Jesus (foto), um dos três treinadores europeus campeões da Copa Libertadores da América.

Esta é a lista de pessoas nascidas em países europeus que conseguiram sagrar-se campeões da Copa Libertadores da América, a principal competição de futebol entre clubes profissionais da América do Sul, organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) desde 1960.[1][2] Trata-se de uma lista bem restrita, visto que, de acordo com a revista Placar, até a edição de 2017, apenas dezoito atletas nascidos na Europa haviam disputado partidas pela competição.[3] Até o momento, apenas seis pessoas conseguiram o título da Libertadores, sendo três como futebolistas e três como treinadores.[4][5]

Os dois primeiros jogadores a serem campeões da Libertadores atuavam por equipes da Argentina, sendo que ambos foram radicados neste país e revelados por estas equipes. O primeiro, Christian Rudzky, nasceu na Checoslováquia, em 1946, mas mudou-se para a Argentina aos quinze anos de idade.[6] Já o italiano Dante Mircoli, nascido em 1947, passou a morar na Argentina ainda na infância, sendo revelado pelo Independiente, obtendo nacionalidade argentina.[7] Em 2019, o espanhol Pablo Marí tornou-se o terceiro europeu a ser campeão, sendo o primeiro por uma equipe de outro país.[8] Diferentemente dos outros dois atletas, Mari iniciou a carreira na Europa e posteriormente transferiu-se para o futebol sul-americano.[9]

Três treinadores europeus conseguiram sagrar-se campeões da Copa Libertadores da América:[4] o croata Mirko Jozić, em 1991, dirigindo o Colo-Colo, do Chile;[4][5] e os portugueses Jorge Jesus, em 2019, à frente do Flamengo;[10] e Abel Ferreira, na edição de 2020, sob o comando do Palmeiras.[11]

Outras duas pessoas estiveram perto de conquistarem a competição, ao chegarem na final e serem derrotadas, sendo uma como futebolista e uma como treinador. O húngaro Béla Guttmann foi vice-campeão dirigindo o Peñarol, em 1962.[12] Já em 2015, o atacante francês André-Pierre Gignac foi vice-campeão da Libertadores defendendo a equipe do Tigres, do México.[6]

Lista[editar | editar código-fonte]

# Pessoa Função Posição
(caso jogador)
Edição Clube Ref
1
República ChecaArgentina Christian Rudzky
Jogador
Volante
Argentina Estudiantes de La Plata [6]
2
ItáliaArgentina Dante Mircoli
Meio-campista
Argentina Independiente [7]
3
JugosláviaCroácia Mirko Jozić
Treinador
Chile Colo-Colo [4]
4
Espanha Pablo Marí
Jogador
Zagueiro
Brasil Flamengo [8]
5
Portugal Jorge Jesus
Treinador
[10]
6
Portugal Abel Ferreira Brasil Palmeiras [11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Quem são os Libertadores da América?». Mundo Estranho. 7 de julho de 2017. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  2. «Libertadores». Conmebol. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  3. «Europa na América: Quantos europeus jogaram a Libertadores?». Veja. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  4. a b c d «Desbravador no Flamengo, Jorge Jesus encara Libertadores por feito raro: europeu "reconquistar" aAmérica». Globo Esporte. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  5. a b «Os europeus campeões da Libertadores». Alambrado. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  6. a b c «André-Pierre Gignac: o primeiro francês em disputar a final da Copa Libertadores». CONMEBOL. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  7. a b «Los italianos que jugaron en el fútbol argentino» (em espanhol). El Intransigente. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  8. a b «Pablo Marí hace historia: primer español que gana la Copa Libertadores». Marca.com (em espanhol). 23 de novembro de 2019. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  9. «Flamengo anuncia zagueiro espanhol Pablo Marí: "Clube gigantesco. Agora sou Mengão"». Globo Esporte. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  10. a b «Jorge Jesus é o segundo técnico europeu campeão da Libertadores». Goal. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  11. a b «Conheça a história de Abel Ferreira, o técnico campeão da Libertadores com o Palmeiras». Globo Esporte. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  12. «O ano dos técnicos europeus na América do Sul». PVC. Consultado em 30 de dezembro de 2020