Lista de figuras da mitologia grega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Estátua de Zeus em Olimpia, esculpida por Fidias.

O seguinte artigo é uma lista de deuses, deusas, semideuses e outras figuras ou personagens principais da mitologia grega e a religião grega antigas. (A lista não inclui as criaturas; para isso, veja [[Criaturas da mitologia grega]].)

Imortais[editar | editar código-fonte]

Os gregos criaram imagens de suas deidades para muitos propósitos. Os templos eram a casa das estátuas de um deus ou deusa, ou múltiplas deidades, e podiam ser decorados com cenas de diferentes passagens mitológicas. As imagens divinas eram comuns nas moedas, vasos de bebidas e outras vasilhas que eram pintadas com cenas de mitos gregos.

Deuses e deusas principais[editar | editar código-fonte]

Deidade Descrição
NAMA Aphrodite Syracuse.jpg Afrodite (Ἀφροδίτη, Aphroditē)

Deusa do amor, da beleza, do desejo, do sexo e do prazer. Ainda que casada com Hefesto teve muitos amantes, especialmente Ares, Adônis e Anquises. Era representada como uma mulher formosa e é a única deusa que aparece nua ou semi-nua. Os poetas alabavam o resplendor de seu sorriso e seu riso. Seus símbolos são as rosas e outras flores, a concha de vieira, e coroa de murta. Seus animais sagrados são as pombas e passeridae. Seu equivalente romano era Vénus.

Apollo, lira, dan angsa.jpg Apolo (Ἀπόλλων, Apóllōn)

Deus da música, das artes, do conhecimento, da cura, da peste, da profecia, da poesia,d a beleza varonil, do tiro com arco, e do sol. Ele é o filho de Zeus e Leto, e o irmão gêmeo de Artêmis. Como irmão e irmã, que se identificaram com o sol e a lua; Ambos utilizam um arco e uma sflecha. Nos primeiros mitos, Apolo luta contra com seu meio-irmão Hermes. Na escultura, Apolo era representado como um homem muito bonito, um jovem imberbe com o cabelo longo e um físico ideal. Ainda que era a realização do perfeccionismo, podia ser cruel e destrutivo, e seus amores eram raramente felizes; Um exemplo foi sua busca infrutuosa da ninfa do bosque Dafne, com seu grande ego que enfureceu a Eros (Cupido), o que causou que Apolo fosse disparado com uma flecha de amor e Dafne com uma flecha de chumbo do ódio. A ninfa transformou-se num laurel, deixando a Apolo para adorar a suas folhas. Seus atributos incluem a coroa de laurel e a lira. Aparece com frequência em companhia das Musas. Os animais sagrados de Apolo incluem os corços, cisnes, cigarras, falcões, corvos, corvos, raposas, ratos e serpentes. Seu equivalente romano também se chamava Apolo.

Ares Canope Villa Adriana b.jpg Ares (Ἄρης, Árēs)

Deus da guerra, do derramamento de sangue e da violência. O filho de Zeus e Hera, foi representado como um jovem imberbe, seja nu com um capacete e lança ou espada, ou como um guerreiro armado. Homero o retrata como de mau humor e pouco confiável, e geralmente representa o caos da guerra em contraste com Atenas, deusa da estratégia militar e da habilidade. Os animais sagrados de Ares são os abutres, serpentes venenosas, cães e javalis. Seu equivalente romano é Marte que pelo contrário era considerado como o antepassado digno do povo romano. O irmão de Hefesto, também teve um romance com sua esposa Afrodite, que Apolo revelou mais tarde a Hefesto.

Diane de Versailles Leochares.jpg Artêmis (Ἄρτεμις, Ártemis)

Deusa virgem da caça, do deserto, dos animais, das garotas jovens, do parto, da peste e da lua. Em tempos posteriores chegou-se a associar com os arcos e as  flechas. Era a filha de Zeus e Leto, e era irmã gêmea de Apolo. Com frequência era representada na arte como uma mulher jovem, vestida com um quíton curto até o joelho e equipado com um arco de caça e uma aljava de flechas. Seus atributos incluem lanças de caça, peles de animais, o cervo e outros animais selvagens. Seus animais sagrados são os cervos, ursos e javalis. Diana era seu equivalente romano.

7348 - Piraeus Arch. Museum, Athens - Athena - Photo by Giovanni Dall'Orto, Nov 14 2009.jpg Atena (Ἀθηνᾶ, Athēnâ)

Deusa da inteligência,d a habilidade, da paz, da guerra defensiva, da estratégia em batalha, do artesanato, e da sabedoria. Segundo a maioria das tradições, nasceu da cabeça de Zeus completamente formada e blindada. Era representada coroada com um capacete com crista, armada com escudo e uma lança, e usando uma égide sobre um vestido longo. Os poetas descrevem-na como "de olhos cinzas" ou de ter, olhos penetrantes especialmente brilhantes. Era uma patrona especial de Heróis como Odisseu. Também era a patrona da cidade de Atenas (que leva o nome dela) Seu símbolo é a oliveira. Normalmente mostrava-se acompanhada de seu animal sagrado, a coruja. Os romanos identificavam-na com Minerva.

Eleusinian hydria Antikensammlung Berlin 1984.46 n2.jpg Deméter (Δημήτηρ, Dēmētēr)

Deusa dos cereais, da agricultura e da colheita, do crescimento e da nutrição. Deméter é filha de Cronos e Rea e irmã de Zeus, com quem teve a sua filha Perséfone. Era uma das principais deidades dos mistérios eleusinos, nos quais seu poder sobre o ciclo da vida das plantas simbolizava o passo da alma humana através da vida até o outro mundo. Era representada como uma mulher madura, com frequência com coroa e levando maços de trigo e uma tocha. Seus símbolos eram a cornucopia, espigas de trigo, a serpente alada, e a vara de loto. Seus animais sagrados são os porcos e as serpentes. Ceres era seu equivalente romano.

Dionysos Louvre Ma87 n2.jpg Dionísio (Διόνυσος, Diónysos)/Baco (Βάκχος, Bákkhos)

Deus do vinho, da vintage, das festas, da loucura, do caos, da embriaguez, das drogas e dos êxtases. Era representado na arte tanta como um deus barbado de certa idade como um bonito afeminado, jovem de cabelo longo. Seus atributos incluem o tirso (bengala forrado de videira arrematada por uma pinha de pino), xícara para beber, videira de uva, e uma coroa de hera. Com frequência esta em companhia do tíaso, um séquito de assistentes, que incluía sátiros, ménades, e a seu velho tutor Sileno. A consorte de Dionísio era Ariadne. Seus Animais sagrados eram os golfinhos, serpentes, tigres e burros. Também se lhe conhecia como Baco e chegou a ser de uso comum entre os romanos.

Hades-et-Cerberus-III.jpg Hades (ᾍδης, Hádēs)/Plutão (Πλούτων, Ploutōn)

Rei do submundo e dos mortos, e o deus do arrependimento. Sua consorte era Perséfone. Seus atributos são a cornucopia, a chave, o cetro, e o cão de três cabeças Cérbero. A lechuza era seu animal sagrado. Era um dos três filhos de Cronos e Rea, e portanto soberano sobre um dos três reinos do universo, o submundo. Apesar de ser o deus Ctónico, no entanto, seu lugar entre os olímpicos é ambíguo. Nas religião mistérica e na literatura ateniense, faz-se referência a ele com o nome Plutão (Plouton, "o rico"), se referindo a Hades como o lugar onde estava o inframundo. Os romanos traduziram Plutão como Dis Pater ("Pai rico") ou Plutão.

Vulcan Coustou Louvre MR1814.jpg Hefesto (Ἥφαιστος, Hḗphaistos)

Deus deficiente do fogo,  da metalurgia, e dos  artesanatos. Não se conhece bem se era filho de Zeus e Hera ou só de Hera, era o ferreiro dos deuses e o marido da adúltera Afrodite. Era representado normalmente como um homem barbudo com martelo, pinças e bigorna, das ferramentas de um ferreiro, e às vezes montado num burro. Seus animais sagrados são o burro, o cão de guarda e a grulla. Entre suas criações encontra-se a armadura de Aquiles. Hefesto utiliza o fogo da fragua como uma força criativa, ainda que a seu equivalente romano Vulcano se lhe temia por seu potencial destrutivo e se associava com a energia vulcânica da terra.

Hera Campana Louvre Ma2283.jpg Hera (Ἥρα, Hḗra)

Rainha dos deuses e deusa do casal, das mulheres, do parto, dos herdeiros, dos reis e impérios. Era a esposa e irmã de Zeus e filha de Cronos e Rea. Pelo geral, era representada como uma mulher real na flor de sua vida, que levava uma diadema e véu e sustentando uma bengala com ponta de loto. Ainda que era a deusa do casal, as infidelidades de Zeus levaram-na às raias da loucura por ciúme e a vingança. Uma relação icônica foi a que teve com Alcmena, com o que teve a seu filho Hércules. Seus animais sagrados são a vaca, o peru real, e o cuco. Em Roma era conhecida como Juno.

Hermes Ingenui Pio-Clementino Inv544.jpg Hermes (Ἑρμῆς, Hērmēs)

Deus das fronteiras, das viagens, da comunicação,d o comércio, da linguagem e da escritura. Era filho de Zeus e Maia, Hermes é o mensageiro dos deuses, e um Psicopompo que conduz as almas dos mortos ao para além. Era representado seja como um jovem imberbe e bonito e atlético, ou como um homem barbudo mais velho. Seus atributos incluem a vara de heraldo ou caduceu, sandálias aladas, e um chapéu de viajante. Seus animais sagrados são a tartaruga, o carneiro, e o falcão. O equivalente romano era Mercúrio que estava mais estreitamente relacionado com os ofícios e comércio.

Hestia - Wellesley College - DSC09634.JPG Hestia (Ἑστία, Hestía)

Deusa virgem do lar, das lareiras e a castidade. Era uma das filhas de Rea e Cronos e irmã de Zeus. Não muito identificável na arte grega, onde aparece como uma mulher modestamente velada. Seus símbolos são o fogo do lar e a chaleira de água. Em algumas versões, renunciou a seu posto como um dos doze olímpicos a favor de Dioníso, e joga um papel muito pequeno nos mitos gregos. Seu equivalente Vesta, no entanto, foi uma importante divindade do estado romano.

0035MAN Poseidon.jpg Poseidon (Ποσειδῶν, Poseidōn)

Deus do mar, dos rios, das inundações, das secas e dos terramotos. É um dos filhos de Cronos e Rea e irmão de Zeus eHades. Governa um dos três reinos do universo como rei do mar e das águas. Na arte clássica, representa-se-lhe como um homem maduro de aparência robusta com uma barba, com frequência exuberante, e portando um tridente. O cavalo e o delfim (golfinho) são seus animais sagrados. Estava casado com Anfitrite e algumas histórias especificam um romance com Medusa que a levou a dar à luz Pégaso, de seu pescoço, quando Perseu cortou sua cabeça. Seus símbolos são o tridente, o cavalo, os delfims, peixes e o touro. Seu equivalente romano era Netuno.

Jupiter Smyrna Louvre Ma13.jpg Zeus (Ζεύς, Zeus)

Rei e pai dos deuses, o governante do monte Olimpo e deus do céu, do tempo, dos trovões, dos relâmpagos, da lei, da ordem e da justiça. Era o filho menor de Cronos e Rea. Derrotou a seu pai Cronos e ganhou a soberania dos céus para si mesmo. Na arte, foi representado como um homem real, maduro com uma figura robusta e barba escura. Seus atributos habituais são o cetro real e o relâmpago, e seus animais sagrados são o águia e o touro. Seu homólogo romano Júpiter, também conhecido como Jove, era a deidade suprema dos romanos.

Divindades primordiais[editar | editar código-fonte]

Nome Antiga Grécia Nome portugês Descrição
Αἰθήρ (Aithḗr) Éter O deus da atmosfera superior e a luz.
Ἀνάγκη (Anánkē) Ananque  A deusa da inevitabilidade, a compulsão e a necessidade.
Χάος (Cháos) Caos O nada do qual tudo o demais surgiu. Descrito como um vazio.
Χρόνος (Chrónos) Crono (Cronos) O deus do tempo. Não deve se confundir com o Titã Crono (Cronos), o pai de Zeus, Poseidon e Hades.
Ἔρεβος (Érebos) Érebo O deus da escuridão e da sombra.
Ἔρως (Eros) Eros O deus do amor e da atração.
Ὕπνος (Hypnos) Hipnos A personificação do sonho.
Nῆσοι (Nē̂soi) As Nesoi As deusas das ilhas e do mar.
Οὐρανός (Ouranós) Urano O deus dos céus (Pai dos Céus); pai dos titãs.
Γαῖα (Gaîa) Gea Personificação da terra (Mãe Terra); mãe dos titãs.
Οὔρεα (Oúrea) Os Óreas Os deuses das montanhas.
Φάνης (Phánēs) Fanes O deus da procriação nos mistérios órficos.
Πόντος (Póntus) Ponto O deus do mar, pai dos peixes e as outras criaturas marinhas.
Τάρταρος (Tártaros) Tártaro O deus da parte mais profunda e escura do inframundo, que também se conhecia como o Tártaro em si.
Θάλασσα (Thálassa) Talassa Personificação do mar e consorte de Ponto.
Θάνατος ("Thánatos") Tânatos Deus da morte. Irmão de Hipnos (sonho) e em alguns casos Moros (condenação).
Ἡμέρα (Hēméra) Hemera A deusa do dia.
Νύξ (Nýx) Nix A deusa da noite.
Νέμεσις (Némesis) Nêmesis A deusa da retribuição.

Titãs[editar | editar código-fonte]

Os Titãs representam-se na arte grega com menos frequência que os olímpicos.

Nome grego Nome em português Descrição
Os Doze Titãs
Κοῖος (Koîos) Céos Titã do intelecto e do eixo dos céus ao redor do qual giravam as constelações.
Κρεῖος (Kreîos) Crio O menor dos doze Titãs individualizados, era o pai de Astreo, Pás e Perses.
Κρόνος (Crónos) Cronos O líder dos Titãs, que derrotou a seu pai Urano só para ser derrotado a sua vez por seu filho, Zeus. Não deve se confundir com a Crono, o deus do tempo.
Ὑπερίων (Hyperíōn) Hiperión Titãs da luz. Com Tea, era o pai de Helios (o Sol), Selene (a Lua), e Eos (a Aurora).
Ἰαπετός (Iapetós) Jápeto Titãs da mortalidade e pai de Prometeus, Epimeteo, Menoécio e Atlas.
Mνημοσύνη (Mnēmosýnē) Mnemósine Titânide da memória e da lembrança, e a mãe das Musas.
Ὠκεανός (Ōceanós) Oceano Titã de todos os rios oceânicos ao redor da terra, a fonte de toda a água doce da Terra.
Φοίβη (Phoíbē) Febe Titânide do ‘brilho’ do intelecto e da profecia, e consorte de Céos.
Ῥέα (Rhéa) Rea Titânide da fertilidade, da maternidade e dos bosques da montanha. Era irmã e consorte de Cronos, e mãe de Zeus, Hades, Poseidon, Hera, Démeter, e Hestia.
Τηθύς (Tēthýs) Tetis Titânide da água doce, e a mãe dos rios, dos mananciais, dos arroios, das fontes e das nuvens.
Θεία (Theia) Tea Titânide da vista e da luz brilhante do céu azul. Era consorte de Hipérion, e mãe de Hélios, Selene e Éos.
Θέμις (Thémis) Têmis Titânide da lei divina e da ordem.
Outros Titãs
Ἀστερία (Astería) Astéria Titânide dos oráculos noturnos e das estrelas fugazes.
Ἀστραῖος (Astraîos) Astreu Titã do entardecer, das estrelas e dos planetas, e da arte da astrologia.
Ἄτλας (Átlas) Atlas Titã obrigado a levar aos céus sobre seus ombros por Zeus. Também era filho de Jápeto.
Αὔρα (Aúra) Aura Titânide da brisa e do ar fresco da manhã.
Κλυμένη (Clyménē) Clímene Titânide do renome, da fama e da infâmia, e esposa de Jápeto.
Διώνη (Deiṓnē) Dione Titânide do Oráculo de Dodona.
Ἥλιος (Hḗconfusões) Hélios Titã do sol e guardião dos juramentos.
Σελήνη (Selḗnē) Selene Titânide da lua.
Ἠώς (Ēṓs) Eos Titânide do amanhecer (aurora).
Ἐπιμηθεύς (Epimētheús) Epimeteu Titã da improvisação, o pai de desculpas.
Εὐρυβία (Eurybía) Euribia Titánide do domínio dos mares e consorte de Ceo.
Εὐρυνόμη (Eurynómē) Eurínome Titânide dos prados húmidos e pastizales, e a mãe dos três Cárites com Zeus.
Λήλαντος (Lēlantos) Lelanto Titã do ar e da habilidade do caçador ao espreito de presa. Era a contraparte masculina de Leto.
Λητώ (Lētṓ) Leto Titânide da maternidade e a mãe dos gêmeos olímpicos, Artêmis e Apolo.
Μενοίτιος (Menoítios) Menoécio Titã da ira violenta, da ação precipitada, e da mortalidade humana. Assassinado por Zeus.
Μῆτις (Mē̂tis) Métis Titânide dos bons conselhos, do assessoramento, do planejamento, da astúcia e da sabedoria. Mãe de Atena.
Ὀφίων (Ophíōn) Órion Um Titã maior, em algumas versões mitológicas, que governou a Terra com sua consorte Eurínome antes de que Crono o derrotasse.
Πάλλας (Pállas) Pás Titã da arte da guerra. Foi assassinado por Atena durante a Titanomaquia.
Πέρσης (Pérsēs) Perses Titã da destruição.
Προμηθεύς (Promētheús) Prometeus Titã da previsão e do conselho astuto, e criador da humanidade.
Στύξ (Stýx) Estige Titânide do rio Estige, do inframundo, e a personificação do ódio.

Gigantes[editar | editar código-fonte]

Gigantes primigênios[editar | editar código-fonte]

Estes Gigantes eram os filhos de Gaia (a Terra), nascidos do sangue que caiu quando Urano (o Céu) foi castrado por seu filho, o Titã, Crono e incluem a:

  • Ágrio (Ἄγριος), um gigante que foi assassinado pelas Moiras.
  • Alcioneu (Ἀλκυονεύς), um dos caudilhos da Gigantomaquia, morto por Herácles.
  • Ctonio (Χθονιος).
  • Clitio (Κλυτίος), assassinado por Hécate com suas tochas.
  • Encélado (Ἐγκέλαδος), assassinado por Atena, dizia-se que estava enterrado baixo o Monte Etna em Sicília.
  • Efialtes (Ἐφιάλτης), de acordo com Apolodoro, foi cegado pelas setas de Apolo e Hércules.
  • Eurimedón (Ευρυμέδων), era um rei dos Gigantes e pai de Peribea.
  • Éurito (Εὔρυτος), foi assassinado por Dionísio com seu tirso.
  • Gratión (Γρατίων), foi assassinado por Artêmis.
  • Hipólito (Ἱππόλυτος), foi assassinado por Hermes, quem levava posto o capacete de Hades, que lhe fez invisível.
  • León (Λεων), possivelmente um dos Gigantes, mortos por Héracles.
  • Mimas (Μίμας), de acordo com Apolodoro, foi assassinado por Hefesto, segundo outros por Zeus ou Ares.
  • Pás (Πάλλας), de acordo com Apolodoro, foi esfolado por Atena, que utilizou sua pele como um escudo.
  • Polibotes (Πολυβώτης), morro por Poseidon.
  • Porfirión (Πορφυρίων), um dos líderes dos Gigantes, morto por Zeus.
  • Toante (Θοων), foi assassinado pelas Moiras.

Outros gigantes[editar | editar código-fonte]

  • Os Aloídas (Ἀλῳάδαι), dois gigantes gémeos, Oto (Ότος) e Efialtes (Εφιάλτης), que tentaram subir ao Olimpo empilhando montanhas umas sobre as outras.
  • Anax (Αναξ), eram gigantes da ilha de Lade perto de Mileto em Lídia, Anatólia.
  • Anteo (Ἀνταῖος), um gigante de Líbia que lutava a morte contra todos os que o visitavam até que foi morto por Héracles.
  • Antífates (Ἀντιφάτης), o rei dos gigantes devoradores de homens conhecidos como Lestrigões que conheceu Odisseu em suas viagens.
  • Argos Panoptes (Ἄργος Πανόπτης), um gigante de cem olhos encarregado da vigilância de Io.
  • Astério (Αστεριος), um gigante de Lídia.
  • Os Cíclopes (maiores), três gigantes de um olho que forjaram os raios de Zeus, o tridente de Poseidon e o capacete de Hades
  • Os Ciclopes (menores), uma tribo de gigantes de um  olho antropófagos que pastoreava os rebanhos de ovelhas na ilha de Sicília
    • Polifemo (Πολύφημος), um ciclope que capturou Odisseu e seus homens, só para ser superado e cegado pelo herói.
  • Os Gegenees (Γηγενέες), uma tribo de gigantes de seis braços que lutaram com os argonautas na montanha dos ursos em Misia.
  • Gerião (Γηρυών), um gigante de três corpos que habitava na ilha vermelha de Eriteia.
  • Os Hecatónquiros (Ἑκατόγχειρες), ou Centimanos (Latim), os seres de cem mãos, deuses gigantes das tormentas violentas e os furacões. Três filhos de Urano e Gaia, a cada um com sua própria personalidade.[1]
    • Briareo (Βριάρεως) ou Egeón (Αἰγαίων), O Vigoroso.
    • Coto (Κόττος), O Furioso.
    • Giges (Γύγης), O de grandes extremidades.
  • Os Lestrigones (Λαιστρυγόνες), uma tribo de gigantes devoradores de homens que encontrou Odisseu em suas viagens.
  • Caco (Κακος), um gigante Latino que cuspia fogo morto por Héracles.
  • Crisaor (Χρυσαωρ), um gigante nascido do pescoço da górgona decapitada Medusa.
  • Fio (Ὑλλος), um gigante de Lídia.
  • Órion (Ὠρίων), um gigante caçador de homens que Zeus colocou entre as estrelas como a constelação de Órion.
  • Talos (Τάλως), um gigante de bronze forjado por Hefesto, e dado por Zeus a sua amante Europa como seu protetor pessoal.
  • Ticio (Τίτυος), um gigante morto por Apolo e Artêmis quando tentou violar a sua mãe Latona.
  • Tifão (Τυφῶν), uma gigante-tormenta monstruoso e imortal que tratou de lançar um ataque ao monte Olimpo mas foi derrotado pelos olímpicos e encarcerado nos fossos do Tártaro.

Conceitos personificados[editar | editar código-fonte]

  • Achlys (Ἀχλύς), espírito da morte-nevoeiro, personificação da tristeza e da miséria
  • Adefagia (Ἀδηφαγία), espírito da saciedade e a gula
  • Adicia (Ἀδικία), o espírito da injustiça e a maldade
  • Ergia (Ἀεργία), o espírito da ociosidade, da preguiça, da indolência
  • Agon (Ἀγών), espírito da concorrência, que possuía um altar em Olímpia, sede dos Jogos Olímpicos.
  • Aidos (Αἰδώς), espírito da modéstia, reverência e respeito
  • Aisa (Αἴσα), personificação da grande quantidade e do destino
  • Alala (Ἀλαλά), espírito do grito de guerra
  • Alastor (Ἀλάστωρ), espírito das vinganças familiares e vingança em general
  • Aleteia (Ἀλήθεια), o espírito da verdade, da veracidade e da sinceridade
  • A Algea (Ἄλγεα), espíritos da dor e sofrimento
    • Achos (Ἄχος) "angústia, a angústia"
    • Ania (Ἀνία) "dor, a angústia"
    • Lupe (Λύπη) "a dor, a pena, a tristeza"
  • Alke (Ἀλκή), espírito da destreza e coragem
  • Amekhania (Ἀμηχανία), espírito da impotência e falta de meios
  • As anfilogías (Ἀμφιλογίαι), espíritos das controvérsias, do debate e da contenção
  • Anaideia (Ἀναίδεια), espírito da crueldade, impudica, e impiedade
  • As Androctasias (Ἀνδροκτασίαι), espíritos dos massacres no campo de batalha
  • Angelia (Ἀγγελία), espírito das mensagens, notícias e proclamas
  • Ápate (Ἀπάτη), espírito do engano e da fraude
  • Afeleia (Ἀφέλεια), espírito da singeleza
  • Aporía (Ἀπορία), espírito da dificuldade, a perplexidade, a impotência e a falta de meios
  • As Arae (Ἀραί), espíritos das maldições
  • Areté (Ἀρετή), o espírito da virtude, a excelência, a bondade e valentia
  • Ate (Ἄτη), o espírito da ilusão, o enamoramento, a loucura cega, imprudência, e a ruína
  • Bía (Βία), o espírito da força, o poder, a força física e a coação
  • Kairós (Καιρός), espírito da oportunidade
  • Coro (Κόρος), espírito da saciedade
  • Deimos (Δεῖμος), espírito do temor, medo e o terror
  • Diz (Δίκη), espírito de justiça, julgamento justo e os direitos estabelecidos pelo costume e a lei
  • Dolos (Δόλος), espírito da fraude, o engano, o ardil e as más artes
  • Disnomia (Δυσνομία), o espírito da anarquia e a má constituição civil,
  • Disebia (Δυσσέβεια), o espírito da impiedade
  • Irene (Εἰρήνη), a personificação da paz e da riqueza
  • Ekecheiria (Ἐκεχειρία), espírito da trégua, armísticio, e o cesse de todas as hostilidades; honrado nos Jogos Olímpicos
  • Eleos (Ἔλεος), espírito da piedade, caridade e compaixão
  • Elpis (Ἐλπίς), espírito da esperança e expectativa
  • Epifron (Ἐπίφρων), espírito da prudência, sagacidade, consideração e o esmero
  • Eris (Ἔρις), espírito de luta, a discórdia, a discórdia e a rivalidade
Eros
  • Os Erotes (ἔρωτες)
    • Anteros (Ἀντέρως), deus do amor correspondido
    • Eros (Ἔρως), deus do amor e as relações sexuais
    • Hedilogos (Ἡδύλογος), deus do falar doce e a adulação
    • Hímero (Ἵμερος), deus do desejo sexual
    • Poto (Πόθος), deus do desejo sexual, o anseio e o desejo
  • Eucleia (Εὔκλεια), o espírito da honorabilidade e da glória
  • Eulabeia (Εὐλάβεια), espírito da discreção, cautela e circunspecção
  • Eunomia (Εὐνομία), deusa da ordem e a conduta legal
  • Eufema (Εὐφήμη), o espírito das palavras de bom augúrio, aclamação, elogios, aplausos e gritos de triunfo
  • Eupraxia (Eὐπραξία), espírito da boa reputação e boa conduta
  • Eusebia (Eὐσέβεια), espírito da piedade, a lealdade, do dever e do respeito filial
  • Eutenea (Εὐθενία), espírito da prosperidade e a abundância
  • Gelos (Γέλως), o espírito do riso
  • Geras (Γῆρας), o espírito da velhice
  • Harmonía (Ἁρμονία), deusa da harmonia e a concordia
  • Hebe (Ήβη), deusa da juventude
  • Hedoné (Ἡδονή), espírito do prazer, desfrute e deleite
  • Heimarmene (Εἵμαρμένη), personificação do destino
  • Homados (Ὅμαδος), espírito do fragor da batalha
  • Homonoeia (Ὁμόνοια), espírito da concordia, da unanimidade, e da unidade da mente
  • Horco (Ὅρκος), espírito dos juramentos
  • Hormes (Ὁρμή), espírito do impulso ou esforço (para fazer uma coisa), o afã, o estabelecimento de um mesmo em movimento, e começar uma ação
  • Hibris (Ὕβρις), o espírito da conduta escandalosa
  • Hipnos (Ὕπνος), deus do sonho
Hermes vê a Hipnos e Tánatos levando ao morto Sarpedão do campo de batalha de Troia.
  • Os hisminas (Ὑσμῖναι), espíritos da luta e do combate
  • Yoque (Ἰωκή), espírito da busca na batalha
  • Kakia (Kακία), espírito do vício e maldade moral
  • Kalokagathia (Καλοκαγαθία), espírito da nobreza
  • As Keres (Κῆρες), espírito da morte violenta ou cruel
  • Coalemo (Κοάλεμος), o espírito da estupidez e necedade
  • Cratos (Κράτος), espírito da fortaleza, força, poder e governo soberano
  • Cidoimos (Κυδοιμός), espírito do fragor da batalha, confusão, barulho e agitação
  • Leteo (Λήθη), espírito de falta de cor e o esquecimento, e do rio do mesmo nome
  • Limos (Λιμός), espírito de fome e inanición
  • As Litae (Λιταί), espíritos da oração
  • Lisa (Λύσσα), o espírito da raiva, a fúria e a raiva nos animais
  • Os Macas (Μάχαι), espíritos da luta e do combate
  • Manias (Μανία), espírito ou espíritos da loucura e frenesi
  • As Moiras, ou "sinas" (Μοίραι)
    • Cloto (Κλωθώ), o fuso do fio da vida
    • Láquesis (Λάχεσις), o medidor do fio da vida
    • Átropos (Άτροπος), a mais severa da roda da vida
  • Momus (Μῶμος), espírito de burla, da culpa e da censura
  • Moros (Μόρος), o espírito da fatalidade
  • Os neikea (τὰ Νείκη), espíritos das rinhas, brigas e queixas
  • Némesis (Νέμεσις), deusa da vingança, o equilíbrio, a justa indignação, e a retribuição
  • Niké (Νίκη), deusa da vitória
  • Nomos (Νόμος), o espírito da lei
  • Ezis (Ὀϊζύς), o espírito da aflição e a miséria
  • Os Oniros (Ὄνειροι), espíritos dos sonhos
    • Epiales (Ἐπιάλης), espírito dos pesadelos
    • Morfeu (Μορφεύς), deus dos sonhos, que toma a forma dos seres humanos
    • Fantaso (Φάντασος) espírito dos sonhos de fantasia, que toma forma dos objetos inanimados
    • Fobétor (Φοβήτωρ) ou Icelos (Ἴκελος), o espírito dos pesadelos, que toma forma de animais
  • Palioxis (Παλίωξις), espírito do bico de costas, voo e a retirada da batalha
  • Peitarquia (Πειθαρχία), espírito da obediência
  • Peito (Πειθώ), o espírito da persuasão e a sedução
  • Penia (Πενία), espírito da pobreza e necessidade
  • Pentos (Πένθος), espírito da tristeza, luto, e o lamento
  • Pepromene (Πεπρωμένη), personificação da quota do destino, similar a Heimarmene
  • Feme (Φήμη), espírito do rumor, relatório e chismes
  • Filofrósine (Φιλοφροσύνη), espírito da amizade, amabilidade, e os bem-vindos
  • Filotes (Φιλότης), espírito da amizade, o afeto e as relações sexuais
  • Fobos (Φόβος), espírito do temor, pânico, voo, e a derrota de batalha
  • Os Fonos (Φόνοι), espíritos do assassinato, homicídio e massacre
  • Frice (Φρίκη), espírito do horror e medo trémulo
  • Ptono (Φθόνος), o espírito da inveja e do ciúme
  • Pistis (Πίστις), espírito da confiança, honestidade e boa fé
  • Poine (Ποίνη), espírito da vingança, da vingança que  recompensa, castigo e pena pelo delito de assassinato e homicídio
  • Polemos (Πόλεμος), personificação da guerra
  • Ponos (Πόνος), espírito do trabalho duro e o esforço
  • Poros (Πόρος), o espírito da conveniência, os meios de levar a cabo ou proporcionar, artificio e o dispositivo
  • Praxidice (Πραξιδίκη), espírito da justiça exigente
  • Proioxis (Προίωξις), espírito da investida, do avanço ou ataque nas batalhas
  • Profasis (Πρόφασις), espírito das desculpas e súplicas
  • Os Pseudologos, espíritos das mentiras
  • Ptokhenia (Πτωχεία), espírito da mendicidade
  • Sóter (Σωτήρ), espírito masculino da segurança, a conservação, e a libertação de todo mau
  • Soteria (Σωτηρία), personificação feminina da segurança, da conservação e da libertação de todo mau
  • Sofrósine (Σωφροσύνη), espírito da moderação, do autocontrole, da temperança, da moderação e discreção
  • Tecné (Τέχνη), personificação da arte e a habilidade
  • Tánatos (Θάνατος), o espírito da morte e a mortalidade
  • Traso (Θράσος), o espírito da audácia
  • Tique (Τύχη), deusa da fortuna, da casualidade, da providência, e do destino
  • Zelo (Ζῆλος), espírito da rivalidade extrema, da emulação, da inveja, do ciúme

Deidades do inframundo[editar | editar código-fonte]

  • Anfiarao (Ἀμφιάραος), um herói da guerra dos Sete contra Tebas que se converteu num espírito oracular do inframundo após sua morte
  • Angelos (Ἄγγελος), uma filha de Zeus e Hera, que se converteu numa deusa inframundo
  • Ascálafo (Ἀσκάλαφος), o filho de Acheron e Orphne que tendiam jardins do submundo, antes de ser transformado em uma coruja por Demeter
  • Cerbero (Κέρβερος), o cão de três cabeças que guardava as portas do Hades
  • Caronte (Χάρων), barquero do Hades
  • Empusa (Ἔμπουσα), um espírito submundo monstruoso ou espíritos com enlameado cabelo, a perna de uma cabra e uma perna de bronze. Também são servos de Hécate.
  • Érebo (Ἔρεβος), o deus primigênio da escuridão, seus nevoeiros rodearam o inframundo e encheram os ocos da terra
  • As Erinias (Ἐρινύες), as Fúrias, deusas da retribuição, conhecidas como "As benévolas"
    • Alecto (Ἀληκτώ), o incessante
    • Tisífone (Τισιφόνη), vingador de assassinato
    • Megera (Μέγαιρα), o zeloso
  • Hécate (Ἑκάτη), deusa da magia, da bruxaria, da noite, da lua, dos fantasmas, e da nigromancia
  • Juízes dos Mortos
    • Éaco (Αἰακός), o ex-rei mortal de Egina, guardião das chaves de Hades e juiz dos homens de Europa
    • Minos (Μίνως), o ex-rei mortal de Creta e juiz da votação final
    • Radamantis (Ῥαδάμανθυς), ex-legislador mortal e juiz dos homens de Ásia
  • Ceutonirao (Κευθόνυμος), um espírito do inframundo e pai de Menetes
  • Cronos (Κρόνος), deposto rei dos Titãs; após sua libertação do Tártaro foi nomeado rei da ilha da Santísima
  • Lâmia (Λάμια), um espírito do inframundo vampírica ou espíritos no comboio de Hécate
  • As Lámpades (Λαμπάδες), ninfas do inframundo com tochas
    • Gorgira (Γοργύρα)
    • Orfne (Ορφνη), uma ninfa lâmpade de Hades, mãe de Ascalafos
  • Macaria (Μακαρία), filha de Hades e deusa da morte bendita (que não deve confundir com a filha de Héracles)
  • Melinoe (Μελινόη), filha de Zeus e Perséfone quem presidiu as propiciações oferecidos aos fantasmas dos mortos
  • Menecio (Μενοίτης), um espírito do inframundo que pastoreaba os arremabhados de Hades
  • Mormo (Μορμώ), um espírito do inframundo temível ou espíritos no comboio de Hécate
  • Nix (Νύξ), a deusa primigênita da noite
  • Hades (Ἑσπερίδες) deus do inframundo e todas as coisas embaixo da terra
  • Perséfone (Περσεφόνη), rainha do inframundo, esposa de Hades e deusa de crescimento de primavera
  • Rios do Inframundo
    • Aqueronte (Αχέρων), o rio da dor
    • Cócito (Kωκυτός), o rio de pranto
    • Lete (Λήθη), o rio do esquecimento
    • Flegetonte (Φλεγέθων), o rio de fogo
    • Estigia (Στύξ), o rio dos juramentos
  • Tártaro (Τάρταρος), o deus primigenito da escuridão e do céu tormentoso do Hades
  • Tánatos (Θάνατος), o espírito da morte e ministro de Hades

Divindades do mar[editar | editar código-fonte]

  • Egeão (Αιγαίων), deus das tormentas marinhas violentos e aliado dos Titãs
  • Aqueloo (Αχειλος), o espírito do mar em forma de tubarão 
  • Bentesicime (Βενθεσικύμη), filha de Poseidon, que residia em Etiópia
  • Brizo (Βριζώ), deusa patroa dos marinheiros, que enviava sonhos proféticos
  • Ceto (Κῆτώ), deusa dos perigos do oceano e de monstros marinhos
  • Caribdis (Χάρυβδις), um monstro marinho e o espírito de redemoinhos e a maré
  • Cimopolea (Κυμοπόλεια), uma filha de Poseidon casada com o gigante Briareo
  • Delfim (Δέλφιν), o líder dos delfins, Poseidon colocou-o no céu como a constelação Delphin
  • Eidotea (Ειδοθέα), ninfa marinha profética e filha de Proteo
  • Glauco (Γλαῦκος), deus do mar do pescador
  • Gorgonas (Γοργόνες), três espíritos monstruosas de mar
    • Esteno (Σθεννώ)
    • Euryale (Εὐρυάλη)
    • Medusa (Μέδουσα), a única mortal das três
  • As Grayas (Γραῖαι), três antigos espíritos do mar que personificavan a espuma branca do mar; compartilharam um olho e um dente entre elas
  • As Harpias (Ηάρπυιαι), espíritos maléficos com corpo de ave e rosto de mulher
    • Aelo (Αελλώ) ou Aellope (Αελλώπη) ou Aellopous (Αελλόπους)
    • Ocípete (Ωκυπέτη) ou Ocypode (Ωκυπόδη) ou Ocythoe (Ωκυθόη)
    • Podarge (Ποδάργη) ou Podarke (Ποδάρκη)
    • Celeno (Κελαινώ)
  • Os Hipocampos (´Ιππόκαμπος), uma raça de seres marinhos metade cavalo e metade peixe
  • Hydros (Ὑδρος), deus primordial das águas
  • Carcino (Καρκίνος), um cangreijo gigante que se aliou com o Hydra contra Héracles. Quando morreu, Hera colocou no céu como a constelação Câncer.
  • Ladón (Λάδων), uma serpente de mar de cem cabeças que custodiava os confins ocidentais do mar e as ilhas de ouro e as maçãs das Hespérides
  • Leucótea (Λευκοθέα), uma deusa do mar que ajudava a marinheiros em apuros
  • As Nereidas (Νηρηίδες), ninfas do mar
    • Tétis (Θέτις), líder das Nereidas que presidiu o desove da vida marinha no mar
    • Aretusa (Αρετούσα), uma filha de Nereu que se transformou numa fonte
    • Galatea (Γαλήνη), deusa do mar em acalma
    • Psámate (Πσαμάθη), deusa das praias de areia
  • Nereu (Νηρέας), o idoso do mar, e o deus da rica generosidade do mar em peixes
  • Nerites (Νερίτης), um espírito do mar que se transformou num marisco por Afrodite
  • Oceano (Ὠκεανός), Titã deus do rio que rodeia a Terra-Oceano, a fonte de toda a água doce da Terra
  • Palaemon (Παλαίμων), um jovem deus do mar que ajudava a marinheiros em apuros
  • Forcis (Φόρκυς), deus dos perigos ocultos das profundidades
  • Ponto (Πόντος), deus primigenito do mar, o pai dos peixes e outras criaturas marinhas
Poseidon e Anfitrite enquadradas por Erotes e cavalgando numa quadriga puxados por hipocampos; embaixo deles há pescadores trabalhando, com ninfas e criaturas do mar nas águas (era romana do mosaico)
  • Proteo (Πρωτεύς), um profético velho deus do mar que mudava de forma, e ​​o pastor das focas de Poseidon
  • Poseidon (Ποσειδῶν), rei do mar e senhor dos deuses do mar; também deus de rios, inundações e secas, terramotos, e os cavalos
  • Anfitrite (Αμφιτρίτη), deusa do mar e consorte de Poseidón
  • Escila (Σκύλλα), monstruosa deusa do mar
  • As Sirenas (Σειρῆνες), ninfas do mar, que atraíam os marinheiros a sua morte com seus cantos
    • Aglaope (Αγλαόπη) ou Aglaophonos (Αγλαόφωνος) ou Aglaopheme (Αγλαοφήμη)
    • Himerope (Ίμερόπη)
    • Leucosia (Λευκοσία)
    • Ligeia (Λιγεία)
    • Molpe (Μολπή)
    • Parthenope (Παρθενόπη)
    • Peisinoe (Πεισινόη) ou Peisithoe (Πεισιθόη)
    • Raidne (Ραίδνη)
    • Teles (Τέλης)
    • Thelchtereia (Θελχτήρεια)
    • Thelxiope (Θελξιόπη) ou Thelxiepeia (Θελξιέπεια)
  • Os Telquines (Τελχινες), espíritos marinhos nativos da ilha de Rodes; os deuses mataram-lhes quando se converteram à magia negra
  • Tétis (Τηθύς), Titânide deusa das fontes de água doce, e a mãe dos rios, mananciais, arroios, fontes, e as nuvens
  • Talasa (Θάλασσα), deusa primigenita do mar e consorte de Ponto
  • Taumas (Θαῦμας), deus das maravilhas do mar
  • Toosa (Θόοσα), deusa das correntes rápidas
  • Triteia (Τριτεια), filha de Tritão e colega de Ares
  • Tritão (Τρίτων), filho e heraldo de Poseidon, teria um  dorso de um humano e a pescoço de um peixe
  • Tritones (Τρίτωνες), espíritos com o torso de um humano e o pescoço de um peixe

Divindades do céu[editar | editar código-fonte]

  • Aquelois (Ἀχελωΐς), "a que lava a dor a distância", uma deusa menor lunar
  • Eolo (Aiolos) (Αίολος), deus dos ventos.
  • Éter (Αιθήρ), deus primigenio do ar superior
  • Electriona (Αλεκτρονα), deusa solar da manhã ou do acordar
    • Aparctias (Απαρκτίας), outro nome para o vento do norte (não identificado com Boreas)
    • Afeliotes (Αφηλιώτης), deus do vento do este
    • Argestes (Αργέστης), outro nome para o oeste ou o vento do noroeste
    • Caicias (Καικίας), deus do vento do nordeste
    • Circios (Κίρκιος) ou Thraskias (Θρασκίας), deus do vento do norte-noroeste
    • Euronoto (Ευρονότος), deus do vento sudeste
    • Lips (Λίψ), deus do vento do sudoeste
    • Skeiron (Σκείρων), deus do vento do noroeste
  • Zeus (Ζεύς), o rei do céu e deus olímpico do céu, das nuvens, dos trovões e dos relâmpagos
  • Hera (Ήρα), rainha do céu e a deusa olímpica das constelações de ar e estelar
  • Apolo, deus olímpico do sol, da luz, do conhecimento, da música,d a cura, e das artes
  • Ártemis, deusa olímpica da caça, dos animais selvagens, do terreno virgem, dos nascimentos, da virgindade e das donzelas
  • Arce (Άρκη), mensageira dos Titãs e irmã gêmea de Íris
  • Astreu (Ἀστραῖος), Titã deus das estrelas e dos planetas, da arte da astrologia e do entardecer.
  • Os Astra Planeta (Αστρα Πλανετοι), deuses das cinco estrelas errantes ou planetas
  • Aura (Αὖρα), deusa da brisa e do ar fresco da madrugada
    • As Auras (Αὖραι), ninfas da brisa fresca
  • Caos (Χάος), a nada da qual todo o demais surgiu, também representa a baixa atmosfera que rodeava a terra
  • Quíone (Χιόνη), deusa da neve e a filha de Bóreas
  • Urano (Ουρανός), deus primogênito dos céus
  • Helios (Ἥλιος), Titã deus do sol e guardião dos juramentos
  • Selene (Σελήνη), Titã deusa da lua
  • Eos (Ἠώς), Titã deusa da aurora
  • Hemera (Ημέρα), deusa primogênita do dia
  • Nix, deusa da noite
  • As Hespérides, ninfas que representavam um cúmulo de estrelas na constelação de Tauro e se associaram com a chuva
  • Íris (Ίρις), deusa do arco íris e mensageira divina
  • As Néfeles (Νεφήλαι), ninfas das nuvens
  • Pandia (Πανδία), filha de Zeus e Selene
  • Ersa (Ἕρση), deusa do orvalho da manhã
  • Anemos, deuses dos ventos
    • Bóreas (Βορέας), deus do vento do norte e do inverno
    • Euro (Εύρος), deus do oriente de má sorte ou o vento sudeste
    • Noto (Νότος), deus do vento do sul
    • Zéfiro (Ζέφυρος), deus do vento do oeste
  • As Plêiades (Πλειάδες), deusas da constelação Plêiades

Divindades da terra[editar | editar código-fonte]

  • Etna (Αἴτνη), deusa do vulcão Etna em Sicília
  • Anfictionis (Αμφικτυονίς), deusa do vinho e da amizade entre as nações, uma forma local de Deméter
  • As Antusas (Ανθούσαι), ninfas das flores
  • Aristeu (Ἀρισταῖος), deus da apicultura, da criação de animais domésticos, do cultivo da oliveira e da caça
  • Átis (Άττις), deus da vegetação e consorte de Cibeles
  • Britomartis (Βριτόμαρτις), deusa cretense da caça e as redes utilizadas para pesca-a, a caça de aves e a caça menor
  • Os Cabiros (Κάβειροι), deuses ou espíritos que presidiram os mistérios das ilhas de Lemnos e Samotracia
  • Os Centauros (Κένταυροι), uma raça de seres metade homem e metade cavalo
  • Os Cercopes (Κέρκοπες), um par de irmãos arteiros e ladrões
    • Acmón (Ακμών)
    • Pasalo (Πάσσαλος)
  • Cloria (Χλωρίς), deusa das flores e esposa de Céfiro
  • Comus (Κόμος), deus da festa, da folia
  • Corimbo (Κόρυμβος), deus da fruta da hera
  • Os Curetes (Κουρέτες), guardiães do infante Zeus no monte Ida, às vezes confundem-se com os coribantes
  • Cibeles (Κυβέλη), uma deusa frígia da montanha associada a Rea
  • Os Dáctilos (Δάκτυλοι) "dedos", deidades menores que representam originalmente os dedos de uma mão
    • Acmón (Ακμών)
    • Damnameneo (Δαμναμενεύς)
    • Delas (Δήλας)
    • Epimedes (Επιμήδης)
    • Heracles (que não deve confundir com o herói Héracles)
    • Jasio (Ιάσιος)
    • Kelmis (Κελμις)
    • Skythes (Σκύθης)
  • Dioníso (Διόνυσος), deus olímpico do vinho, bebados, e da vegetação selvagem
  • As Dríades (Δρυάδες), ninfas das árvores e os bosques
  • Gaia (Γαία), deusa primigênita da Terra
  • As Epimélides (Επιμελίδες), ninfas de pastagens de montanha e protetores dos rebanhos de ovelhas
  • As Hamadríade (Αμαδρυάδες), ninfas dos robles
  • Hecatero (Ηεκατερος), deus menor do hekateris (uma dança rústica de mãos se movendo rapidamente) e talvez da habilidade das mãos em geral
  • Hefesto (Ήφαιστος), deus olímpico da metalurgia
  • Hermes (Ερμής), deus olímpico dos rebanhos e manadas, das estradas e marcos, e o deus dos ladrões.
  • As Horas (Ώρες), deusas da ordem da natureza e das estações
    • As deusas da ordem natural
      • Eunomia (Ευνομία), o espírito da boa ordem, e a primavera deusa de pastos verdes
      • Dice O crescimento da primavera (Δίκη), espírito de justiça
      • Irene (Ειρήνη), espírito de paz e deusa da primavera
    • As deusas de crescimento de primavera
      • Talo (Θαλλώ), deusa de brotes de primavera e brote-los, identificado com Eirene
      • Auxo (Αυξώ), deusa de crescimento de primavera
      • Carpo (Καρπώ), deusa dos frutos veraniegos
    • As deusas de bem-estar
      • Ferusa (Φέρουσα) "o que traz"
      • Euporia (Ευπορίη) "abundância"
      • Ortosia (Ορθοσίη) "prosperidade"
    • As deusas das partes naturais do tempo e as horas do dia
      • Auge (Αυγή), a primeira luz da manhã
      • Anatole (Ανατολή) ou Anatolia (Ανατολία), a saída do sol
      • Música ou Musia (Μουσική), a hora da manhã da música e o estudo
      • Gimnástica (Γυμναστίκή) ou Gimnasia (Γυμνασία), a hora da manhã da ginástica / exercício
      • Ninfe ou Ninfes (Νυμφή), a hora da manhã das abluções (banhar-se, lavar)
      • Mesembria (Μεσημβρία), ao meio-dia
      • Espondé (Σπονδή), libaciones derramadas após o almoço
      • Elete ou Telete, a oração, a primeira das horas de trabalho pela tarde
      • Acte ou Acme (Ακτή) ou Cipris (Κυπρίς), comer e o prazer, a segunda das horas de trabalho pela tarde
      • Hesperis (Έσπερίς), pela tarde
      • Disis (Δύσις), posta do sol
      • Arctos (Άρκτος), céu noturno, constelação
    • As deusas das estações do ano
      • Eiar (Είαρ), primavera
      • Theros (Θέρος), verão
      • Pthinoporon (Φθινόπωρον), outono
      • Cheimon (Χειμών), inverno
  • Coribantes (Κορύβαντες), os bailarinos com crista que adoravam a Cibeles
    • Damneo (Δαμνεύς) "o que domestica (?)"
    • Idaios (Ιδαίος) "do monte Ida"
    • Kirbas (Κύρβας), cujo nome é provavelmente uma variante de Korybas, singular para "Korybantes"
    • Okitoos (Ωκύθοος) "o que se executa com rapidez"
    • Primneo (Πρυμνεύς) "das zonas mais baixas (?)"
    • Pyrrhichos (Πυρῥιχος), deus de dança-a rústica
  • As Ménades (μαινάδες), ninfas enloquecidas no séquito de Dioniso
    • Mete (Μέθη), ninfa da embriaguez
  • As Melíades (Μελίαι), ninfas do mel e o fresno
  • As Náyades (Ναιάδες), ninfas de água doce
  • As Nymphai Hyperboreioi (Νύμφαι Υπερβόρειοι), que presidian aspectos do tiro com arco
    • Hekaerge (Εκαέργη), representada distanciando-se
    • Loxo (Λοξώ), a trajetória representada
    • Oupis (Ουπις), objetivo representado
  • As Oréades (Ὀρεάδες), ninfas das montanhas
    • Adrastea (Αδράστεια), uma babá do bebé Zeus
    • Eco (Ηχώ), uma ninfa que nunca amaldiçoou a falar, salvo para repetir as palavras de outros
  • As Oceânides (Ωκεανίδες), ninfas de água doce
    • Beroe (Βερόη), uma ninfa de Beirut, a filha de Afrodite e Adônis, quem foi cortejada por tanto Dionísos e Poseidon
    • Calipso (Καλυψώ)
    • Clitia (Κλυτίη)
    • Idía (Ειδυια), a mais jovem das Oceanides
    • Estigia (Στύξ)
  • Os Ourea (Ούρος), deuses primigênitos das montanhas
  • A Palicos (Παλικοί), um par de deuses rústicos que presidiu os géiseres e águas termais em Sicília
  • (Πάν), deus dos pastores, os pastos, e a fertilidade
  • Os Oceânidas (Ποταμοί), deuses dos rios
  • Príapo (Πρίαπος), deus menor da fertilidade dos jardins
  • Rea (Ῥέα), a grande mãe e a rainha das montanhas
  • Os Sátiro s (Σάτυροι), espíritos de fertilidad rústicos
  • Sileno (Σειληνός), um antigo deus rústico de dança a do lagar
  • Telete (Τελέτη), deusa da iniciação nas orgías de Baco
  • Zagreo (Ζαγρεύς), nos mistérios órficos, a primeira encarnação de Dioníso

Divindades da agricultura[editar | editar código-fonte]

  • Adonis (Άδωνις), um deidade referente à vida, morte e renacimiento
  • Afaya (Αφαία), deusa menor da agricultura e a fertilidade
  • Carme (Κάρμη), um espírito de Creta que presidia a festa da colheita
  • Carmanor (Καρμάνωρ), um cretense deus das colheitas
  • Crisótemis (Χρυσόθεμις), deusa de um festival da colheita, a filha de Deméter e Carmanor
  • Ciamites (Κυαμίτης), semidios do grão
  • Deméter (Δημήτηρ), deusa da fertilidade, a agricultura, o grão e a colheita
  • Despoina (Δέσποινη), filha de Poseidon e Deméter, deusa dos mistérios em Arcadia
  • Dioniso (Διόνυσος), deus da viticultura e o vinho
  • Eunosto (Εύνοστος), deusa do molino de farinha
  • Hestia (Ἑστία), deusa virginal do lar do lar quem presidiu a cozimento de pã, comida estável da humanidade
  • Perséfone (Περσεφόνη), rainha do inframundo, esposa de Hades e deusa de crescimento de primavera
  • Filomelo (Φιλόμελος), semideus agrícola inventor da carreta e o arado
  • Pluto (Πλοῦτος), deus da riqueza, incluindo a riqueza agrícola, filho de Deméter
  • Triptólemo (Τριπτόλεμος), deus da agricultura que ensinou a agricultura aos gregos

Divindades da saúde[editar | editar código-fonte]

  • Apolo, deus da saúde e a medicina
  • Asclepio (Ασκληπιός), deus da cura
    • Aceso (Ἀκεσώ), deusa da cura de feridas e a cura de doenças
    • Egle (Αἴγλη), deusa da boa saúde radiante
    • Epione (Ἠπιόνη), deusa do calmante de dor
    • Higía (Ὑγεία), deusa da limpeza e o bom estado de saúde
    • Yaso (Ἰασώ), deusa de curas, remédios, e os modos de cura
    • Panacea (Πανάκεια), deusa da cura
    • Telesforo (Τελεσφόρος), semidiós de convalecencia, que "levou a cumprimento" recuperação de uma doença ou lesão

Outras divindades[editar | editar código-fonte]

  • Acratopotes (Ἀκρατοπότης), deus do vinho sem misturar
  • Adrastea (Αδράστεια), filha de Ares e Afrodita, ou um epíteto de Némesis
  • Agdistis (Ἄγδιστις), deidade hermafrodita frigia
  • Alexiares e Aniceto (Αλεξιαρης e Ανικητος), filhos gémeos de Héracles que presidiram a defesa dos povos e cidadelas fortificadas
  • Afrodito (Ἀφρόδιτος), deidade hermafrodita chipriota
  • Astraea (Αστραία), deusa virgen da justiça
  • Auxo (Αυξησία) e Damia (Δαμία), duas deusas da fertilidade locais
  • As Cárites (Χάριτες), deusas do encanto, a beleza, a natureza, a criatividade humana e a fertilidade
    • Aglaya (Αγλαΐα), deusa da beleza, do enfeito, do esplendor e da glória
    • Eufrósine (Εὐφροσύνη), deusa da alegria e das bromas
    • Talia (Θάλεια), deusa das celebrações festivas e banquetes ricos e luxuosos
    • Hegemona (Ηγεμόνη) "domínio"
    • Antea (Άνθεια), deusa de flores e coroas de flores
    • Pasítea (Πασιθέα), deusa de descanso e relaxamento
    • Cleta (Κλήτα) "a gloriosa"
    • Faenna (Φαέννα) "o brilhante"
    • Eudaimonia (Ευδαιμονία) "felicidade"
    • Eutimia (Ευθυμία) "de bom humor"
    • Calleis (Καλλείς) "beleza"
    • Paidia (Παιδία) "jogo, a diversión"
    • Pandaisia ​​(Πανδαισία) "banquete para todos"
    • Pannichis (Παννυχίς) "de toda a noite (festa)"
  • Ceraon (Κεραων), semi-deus da comida, especialmente a mistura de vinho
  • Criso (Χρύσος), espírito das riquezas de ouro
  • Circe (Κίρκη), deusa-bruxa de Eea
  • Daemones Ceramici (Δαίμονες Κεραμικοί), cinco espíritos malévolos que plagiado o oleiro do artesão
    • Syntribos (Σύντριβος), o destruidor
    • Smaragos (Σμάραγος), o acelerador
    • Asbetos (Ασβετος), o queimador
    • Sabaktes (Σαβάκτης), o destruidor
    • Omodamos (Ωμόδαμος), o horneador
  • Deipneo (Δειπνεύς), semi-deus da preparação das comidas, especialmente a elaboração do pão
  • Eiresione (Ειρεσιώνη), personificação do ramo de oliveira
  • Ilitía (Εἰλείθυια), deusa do parto
  • Enyalio (Ενυάλιος), menor deus da guerra
  • Enio (Ἐνυώ), deusa da guerra destrutiva
  • Harpócrates (Ἁρποκράτης), deus do silêncio
  • Hermafrodito (Ἑρμάφρόδιτός), deus da hermafroditas e os homens afeminados
  • Himeneo (Ὑμέναιος), deus do casal e as festas matrimoniais
  • Ichnaea (Ιχναία), deusa de rastreamento
  • Iynx (Ιύνξ), deusa do encanto amoroso
  • Matton (Μάττων), semi-deus da comida, especialmente o amassado da massa
  • As Musas (Μούσαι), deusas da música, o canto e dança-a, e a fonte de inspiração para poetas
    • Musas originais, filhas de Urano e Gaia
      • Aedea (Ἀοιδή), musa da canção
      • Arche (Αρχή), musa das origens
      • Meletea (Μελέτη), musa da meditação e a prática
      • Mnemea (Μνήμη), musa da memória
      • Telxínoe (Θελξινόη), musa "encantadora das mentes"
    • Musas do Olimpo, filhas de Zeus e Mnemósine
      • Calíope (Καλλιόπη), musa da poesia épica
      • Clio (Κλειώ), musa da história
      • Euterpe (Ευτέρπη), musa da poesia musical
      • Erato (Ερατώ), musa da poesia lírica
      • Melpómene (Μελπομένη), musa da tragédia
      • Polimnia (Πολυμνία) ou (Πολύμνια), musa da poesia sagrada
      • Terpsícore (Τερψιχόρη), musa de dança-a e a poesia coral
      • Talía (Θάλεια), musa do teatro
      • Urania (Ουρανία), musa da astronomia
    • Musas mais jovens, filhas de Apolo
      • Cefiso (Κεφισσώ)
      • Apolonis (Απολλωνίς)
      • Boristenis (Βορυσθενίς)
      • Hipate (Υπάτη) personifica à corda superior ou nota superior
      • Mese (Μέση) personifica à corda média ou nota média
      • Nete (Νήτη) personifica a primeira corda ou a nota mais baixa
    • Polymatheia (Πολυμάθεια), musa dos conhecimentos
  • Palestra (Παλαίστρα), deusa da luta livre
  • Rhapso (Ραψώ), deusa menor ou ninfa cujo nomeie ao que parece refere-se à costura

Mortais[editar | editar código-fonte]

Mortais deificados[editar | editar código-fonte]

  • Aquiles (Ἀχιλλεύς), herói da guerra de Troia e uma personagem central na Ilíada de Homero.
  • Éaco (Αἰακός), um rei de Egina, designado como Juiz dos Mortos no inframundo após sua morte.
  • Eolo (Αἴολος), filho de Hípotes, que Zeus converteu em rei imortal dos ventos.
  • Anfiarao (Ἀμφιάραος), um herói da guerra dos Sete contra Tebas que se converteu num espírito oracular do inframundo após sua morte.
  • Ariadna (Αριάδνη), uma princesa cretense que se converteu na esposa imortal de Dionísio.
  • Aristeo (Ἀρισταῖος), um herói de Tesália, seus inventos o imortalizaram como o deus da apicultura, fabricação de queijos, a criação de animais domésticos, o cultivo da oliveira, e a caça.
  • Asclépio (Ἀσκληπιός), um médico de Tesália que foi abatido por Zeus, e recuperado mais tarde por seu pai Apolo.
  • Atis (Ἄττις), um amante de Cibeles, que se lhe concedeu a imortalidade como uma de seus assistentes.
  • Bolina (Βολίνα), uma mulher mortal transformada numa ninfa imortal por Apolo.
  • Dióscuros, os gêmeos mortais Dioscuros; após a morte de Castor, seu irmão imortal Pólux compartilhou sua divindade com ele com o fim de que pudessem permanecer juntos.
  • Endimión (Ἐνδυμίων), amante de Selene, concedeu-se-lhe sonho eterno pelo qual nunca envelhecia ou morria.
  • Ganimedes, Herói troiano e amante de Zeus, a quem deu-se-lhe a imortalidade e nomeou-se-lhe copero dos deuses.
  • Glauco (Γλαῦκος), deus dos pescadores do mar, fez-se imortal após comer uma erva mágica.
  • Hemitea (Ἡμιθέα) e Partenos (Παρθένος), princesas da Ilha de Naxos que saltaram ao mar para escapar da ira de seu pai; Apolo transformou-as em semi-deusas.
  • Heracles (Ἡρακλῆς) ou Hércules, o mais célebre dos heróis gregos.
Atena servindo uma bebida a Héracles, que leva a pele do León de Nemea
  • Lámpsace (Λαμψάκη), uma princesa dos bébrices honrada como deusa por sua assistência aos gregos.
  • Minos (Μίνως), um rei de Creta, designado como Juiz dos Mortos no inframundo após sua morte.
  • Ino (Ἰνώ), uma princesa de Tebas que se converteu em deusa do mar Leucótea.
  • AsLeucipodes (Λευκιππίδες), esposas dos Dioscuros; Febe (Φοίβη), esposa de Pólux e Hilaíra (Ἱλάειρα ), esposa de Castor.
  • Oritía (Ὠρείθυια), uma princesa ateniense sequestrado por Bóreas e convertida em deusa dos ventos frios racheados de montanha.
  • Palemón (Παλαίμων), um príncipe de Tebas, convertido em deus do mar junto com sua mãe, Ino.
  • Filonoe (Φυλονόη), filha de Tindáreo e Leda, feita imortal por Artêmis.
  • Psique (Ψυχή), deusa do alma.

Heróis[editar | editar código-fonte]

  • Abdero, herói que ajudou a Herácles durante seu oitavo trabalho, quando foi assassinado pelas Yeguas de Diomedes.
  • Eneas (Αινείας), um herói da guerra de Troia e progenitor do povo romano.
  • Ájax o Grande (Αίας ο Μέγας), um herói da guerra de Troia e o rei de Salamina.
  • Ájax o Menor (Αίας ο Μικρός), um herói da guerra de Troia e líder do exército de Lócrida.
  • Anfitrião (Αμφιτρύων), geral tebano que resgatou a Tebas da zorra teumesia; sua esposa era Alcmena mãe de Herácles.
  • Belerofonte, herói que matou à Quimera.
  • Crisipo, um herói divino de Elis.
  • Dédalo, criador do laberinto e um grande inventor, até que o rei Minos lhe atrapou em sua própria criação.
  • Diomedes, um rei de Argos e herói da guerra de Troia.
  • Eleusis, herói epônimo da cidade de Eleusis.
  • Eunosto, um herói de Beocia.
  • Héctor, herói da guerra de Troia, encarregado da defesa da cidade.
  • Yolao, sobrinho de Héracles que ajudou a seu tio num de seus doze trabalhos.
  • Jasão, líder dos Argonautas.
  • Meleagro, um herói que navegou com os argonautas e matou ao javali de Calidão.
  • Odisseu, um herói e rei de Ítaca cujas aventuras são objeto da Odisseia de Homero; também jogou um papel finque durante a guerra de Troia.
  • Orfeo, um músico e poeta legendário que tratou de recuperar a sua esposa morrida do Inframundo.
  • Pandião, o herói epônimo da tribo grega Pandionídeos, supõe-se que é um dos legendários reis atenienses Pandión I ou Pandión II.
  • Perseu (Περσεύς), filho de Zeus e o rei-fundador de Micenas e assassino da Górgona Medusa.
  • Teseu, filho de Poseidon e um rei de Atenas e assassino da Minotauro.

Mulheres notáveis[editar | editar código-fonte]

  • Alcestis (Άλκηστις), filha de Pelias e esposa de Admeto, que era conhecida por sua devoção a seu marido.
  • Amimone, a única filha de Danao que se negou a matar a seu marido, escapando assim o castigo de suas irmãs.
  • Andrómaca (Ανδρομάχη), esposa de Héctor.
  • Andrómeda (Ανδρομέδα), esposa de Perseu, que foi colocado entre as constelações após sua morte.
  • Antígona (Αντιγόνη), filha de Édipo e Yocasta.
  • Aracne (Αράχνη), uma tecedora experiente, transformada por Atena numa aranha por sua blasfêmia.
  • Ariadna (Αριάδνη), filha de Minos, rei de Creta, que ajudou a Teseu na derrota do Minotauro e se converteu na esposa de Dionísio.
  • Atalanta (Αταλάντη), veloz heroína que participou na caça de javali de Calidón.
  • Briseida, uma princesa de Lirneso, tomada por Aquiles como troféu de guerra.
  • Céneo, anteriormente Cênis, uma mulher que se transformou num homem e se converteu num poderoso guerreiro.
  • Casandra, uma princesa de Troia condenada a ver o futuro e que nunca fosse crida.
  • Casiopea (Κασσιόπεια), rainha de Æthiopia e mãe de Andrómeda.
  • Clitemnestra, irmã de Helen e esposa infiel de Agamenom.
  • Dánae, a mãe, junto a Zeus, de Perseu.
  • Dejanira, a terceira esposa e assassina involuntária de Héracles.
  • Electra, filha de Agamenom e Clitemnestra, ajudou a seu irmão Orestes na vingança na contra-mão de sua mãe pelo assassinato de seu pai.
  • Europa, uma mulher fenícia, sequestrada por Zeus.
  • Hécuba (Ἑκάβη), esposa de Príamo, rei de Troia, e mãe de dezenove de seus filhos.
  • Helena, filha de Zeus e Leda, cujo sequestro provocou a Guerra de Troia.
  • Hermíone (Ἑρμιόνη), filha de Menelau e Helena; esposa de Neoptólemo, e mais tarde de Orestes.
  • Ifigenia, filha de Agamenom e Clitemnestra; Agamenom sacrificou-a a Artêmis com o fim de apaziguar à deusa.
  • Ismene, irmã de Antígona.
  • Jocasta, mãe e esposa de Edipo.
  • Medeia, uma feiticeira esposa de Jasão, quem matou a seus próprios filhos para castigar a Jasão por sua  infidelidade.
  • Medusa, uma mulher mortal transformada numa horrível górgona por Atena.
  • Níobe, uma filha de Tántalo, que se declarou superior a Leto, o que provocou que Artêmis e Apolo matassem a seus catorze filhos.
  • Pandora, a primeira mulher.
  • Penélope, leal esposa de Odisseu
  • Fedra, filha de Minos e esposa de Teseu.
  • Políxena, a filha menor de Príamo, sacrificada ao espírito de Aquiles.
  • Sêmele, mãe mortal de Dionisio.
  • Tracia, a filha de Oceano e Partenope, e irmã de Europa.

Reis[editar | editar código-fonte]

  • Abante, um rei de Argos.
  • Acasto, um rei de Iolco que navegou com os Argonautas e participou na caça do javali de Calidômio.
  • Acrisio, um rei de Argos.
  • Acteo, primeiro rei de Ática.
  • Admeto (Άδμητος), um rei de Feras que navegou com os Argonautas e participou na caça do javali de Calidômio.
  • Adrasto (Άδραστος), um rei de Argos e um dos sete contra Tebas.
  • Éaco (Αιακός), um rei da ilha de Egina no golfo Sarónico; após sua morte, converteu-se num dos três juízes dos mortos no inframundo.
  • Eetes, um rei da Cólquida e pai de Medeia.
  • Egeo (Αιγεύς), um rei de Atenas e pai de Teseu.
  • Egimio, um rei de Tesalia e progenitor dos Dorios.
  • Egisto (Αίγισθος), amante de Clitemnestra, com quem conspirou para assassinar a Agamenom apoderando-se do reinado de Micenas.
  • Egipto (Αίγυπτος), um rei de Egipto.
  • Esón, pai de Jasão e legítimo rei de Iolco, cujo trono foi usurpado por seu meio-irmão Pelias.
  • Etlio (Αέθλιος), primeiro rei de Elis.
  • Etolo (Αιτωλός), um rei de Elis.
  • Agamenom (Ἀγαμέμνων), um rei de Micenas e general dos exércitos gregos durante a guerra de Troia.
  • Agástenes, um rei de Elis.
  • Agénor (Αγήνωρ), um rei de Fenícia.
  • Alcínoo (Αλκίνους or Ἀλκίνοος), um rei de Esqueria.
  • Alcmeão, um rei de Argos e um dos Epígonos.
  • Aleo, um rei de Tegea.
  • Anfiarao (Ἀμφιάραος), um vidente e rei de Argos, que participou na caça de javali de Calidômio e a guerra dos Sete contra Tebas.
  • Anfictião (Ἀμφικτύων), um rei de Atenas.
  • Anfião e Zeto, filhos gémeos de Zeus e reis de Tebas, que construíram as muralhas da cidade.
  • Ámico, filho de Poseidon e rei dos Bébrices.
  • Anaxágoras (Ἀναξαγόρας), um rei de Argos.
  • Anquises (Αγχίσης), um rei de Dardania e pai de Aeneas.
  • Arcésio, um rei de Ítaca e pai de Laertes.
  • Argeu, um rei de Argos.
  • Argos, um filho de Zeus e rei de Argos.
  • Assáraco, um rei de Dardânia.
  • Astério, um rei de Creta.
  • Atamante (Ἀθάμας), um rei de Orcômeno.
  • Atreu (Ἀτρεύς), um rei de Micenas e pai de Agamenão e Menelau.
  • Augias (Αυγείας), um rei de Elis.
  • Autesião, um rei de Tebas.
  • Bias, um rei de Argos.
  • Busíris, um rei de Egipto.
  • Cadmo, rei fundador de Tebas.
  • Car, um rei de Mégara.
  • Catreu, um rei de Creta, profetizou a morte nas mãos de seu próprio filho.
  • Cécrope, um rei autótone de Atenas.
  • Ceiso, um rei de Argos.
  • Céleo, um rei de Eleusis.
  • Céfalo, um rei de Fócida que matou acidentalmente a sua própria esposa.
  • Cefeu, um rei de Etiópia.
  • Cefeu, um rei de Tegea e um Argonauta.
  • Carnabon, um rei dos Getas.
  • Cíniras, um rei de Chipre e pai de Adônis.
  • Codro, um rei de Atenas.
  • Corinto, rei fundador de Corinto.
  • Cranau, um rei de Atenas.
  • Creonte, um rei de Tebas, irmão de Jocasta e tio de Edipo.
  • Creonte, um rei de Corinto que foi hospitalário com Jasão e Medeia.
  • Cres, um dos primeiros reis de Creta.
  • Cresfontes, um rei de Mesene e descendente de Héracles.
  • Creteu, rei fundador de Yolco.
  • Criaso, um rei de Argos.
  • Cilarabes, um rei de Argos.
  • Cinortas, um rei de Esparta.
  • Cícico, rei dos doliones, erroneamente assassinado pelos argonautas.
  • Dánao, um rei de Egipto e pai dos Danaides.
  • Dardanus, rei fundador de Dardano, e filho de Zeus e Electra.
  • Deifontes, um rei de Argos.
  • Demofoonte, um rei de Atenas.
  • Diomedes, um rei de Argos e herói da guerra de Troya.
  • Équemo, um rei de Arcádia.
  • Equeto, um rei de Epiro.
  • Eetión, um rei de Tebas Hipoplacia e pai de Andrómaca.
  • Electrião, um rei de Tirinto e Micenas; filho de Perseu e Andrómeda.
  • Elefenor, um rei dos abantes de Eubea.
  • Elêusis, rei epónimo de Eleusis, Ática.
  • Épafo, um rei de Egipto e fundador da cidade de Mênfis.
  • Epopeu, um rei de Sicião
  • Erecteu, um rei de Atenas
  • Ergino, um rei de Orcómeno em Boecia.
  • Erictonio, um rei de Atenas, nascido da violação de Hefesto a Atena.
  • Eteocles, um rei de Tebas e o filho de Edipo; ele e seu irmão Polinices se mataram entre si.
  • Etéocles, um rei de Orcômeno.
  • Eurotas, um rei de Esparta.
  • Euristeu, um rei da Argólida.
  • Gelanor, um rei de Argos.
  • Heleno, adivinho e irmão gêmeo de Casandra, quem mais tarde converteu-se em rei de Epiro.
  • Hipótoo, um rei de Elêusis.
  • Hirieu, um rei de Boecia.
  • Ilo, rei fundador de Troia.
  • Laertes, pai de Odisseu e rei dos cefalenios; navegou com os argonautas e participou na caçada de javali  de Calidomio.
  • Laomedonte, um rei de Troia e pai de Príamo.
  • Licaão, um desonesto rei de Arcádia que foi transformado por Zeus num lobo.
  • Licurdo, um rei de Arcádia.
  • Licurdo, um rei de Nemeia.
  • Macedno, um rei de Macedônia.
  • Megareo, um rei de Tebas.
  • Melampo, um adivinho e curandeiro legendário e rei de Argos.
  • Melanto, um rei de Messénia.
  • Mêmnon, um rei de Etiópia que lutou no lado de Troya durante a guerra de Troia.
  • Menelau, um rei de Esparta e o marido de Helena.
  • Menesteu, um rei de Atenas que lutou no lado de Grécia durante a guerra de Troia.
  • Midas, um rei de Frigia ao que se lhe concedeu o poder de converter qualquer coisa em ouro ao a tocar.
  • Minos, um rei de Creta; após sua morte, converteu-se num dos juízes dos mortos no inframundo.
  • Miles, um rei de Lacônia.
  • Nestor, um rei de Pilos que navegou com os argonautas, participou na caçada de javali de Calidomio e brigou contra os exércitos gregos na guerra de Troia.
  • Nicteu, um rei de Tebas.
  • Odisseu, um herói e rei de Ítaca cujas aventuras são objeto da Odisseia de Homero; também jogou um papel finque durante a Guerra de Troia.
  • Ébalo, um rei de Esparta.
  • Édipo, um rei de Tebas destinado a matar a seu pai e casar com sua mãe.
  • Eneo, um rei de Calidão.
  • Enomau, um rei de Pisa.
  • Enopião, um rei da ilha de Quíos.
  • Ogiges, um rei de Tebas.
  • Óicles, um rei de Argos.
  • Oileu, um rei de Locris.
  • Orestes, um rei de Argos e filho de Clitemnestra e Agamenon; matou a sua mãe em vingança pela morte de seu pai.
  • Oxintes, um rei de Atenas.
  • Pandion I, um rei de Atenas.
  • Pandion II, um rei de Atenas.
  • Peleu, rei dos Mirmidão e pai de Aquiles; navegou com o argonautas e participou na caçada de javali de Calidão.
  • Pélias, um rei de Yolco e usurpador do trono que lhe corresponde de Aesão.
  • Pélope, um rei de Calca e fundador da Casa de Atreo.
  • Penteu, um rei de Tebas, que proibiu o culto de Dionisio e foi destronado por Ménades.
  • Perseu (Περσεύς), rei fundador de Micenas e assassino da górgona Medusa.
  • Fineu, um rei de Tracia.
  • Flégias, um rei dos Lápitas.
  • Fénix, rei fundador de Fenicia.
  • Foroneu, um rei de Argos.
  • Fileu, um rei de Elis.
  • Pirítoo, rei dos lápitas e marido de Hipodâmia, em cujo casamento se iniciou a Batalha de lapitas e centauros.
  • Piteu, um rei de Trezena e avô de Teseu.
  • Pólibo, um rei de Corinto.
  • Polinices, um rei de Tebas e filho de Édipo; ele e seu irmão Etéocles se mataram.
  • Príamo, rei de troiano durante a Guerra de Troia.
  • Preto, um rei de Argos e Tirinto.
  • Pilades um rei de Fócida e amigo de Orestes.
  • Radamantis, um rei de Creta; após sua morte, converteu-se em juiz dos mortos no Inframundo.
  • Reso, um rei de Trácia, que pôs do lado troiano na Guerra de Troia.
  • Sarpedão, um rei de Licia e o filho de Zeus que lutou no lado dos gregos durante a Guerra de Troia.
  • Sitão, um rei de Trácia. 
  • Tálao, um rei de Argos, que navegou com os argonautas.
  • Tegirio, um rei de Tracia.
  • Télamo, um rei de Salamina e pai de Ajax; navegou com os argonautas e participou na caçada de javali de Calidão.
  • Télefo, um rei de Misia e filho de Héracles.
  • Témeno, um rei de Argos e descendente de Herácles.
  • Teucro, rei fundador de Salamia que lutou ao lado dos gregos durante a Guerra de Troia.
  • Teutamides, um rei de Larissa.
  • Teutrante, um rei de Misia.
  • Tersandro, um rei de Tebas e um dos Epígonos.
  • Teseu, um rei de Atenas e assassino do Minotauro.
  • Tiestes, um rei de Micenas e irmão de Atreo.
  • Tisâmeno, um rei de Argos, Micenas, e Esparta.
  • Tindareo, um rei de Esparta.

Adivinhos[editar | editar código-fonte]

  • Anfíloco (Αμφίλοχος), um adivinho irmão de Alcmeon que morreu na Guerra dos Sete contra Tebas.
  • Anio, filho de Apolo que profetizou que a Guerra de Troia ganhar-se-ia em seu décimo ano.
  • Branco, um adivinho filho de Apolo.
  • Calcas, um poderoso e célebre adivinho que ajudou aos gregos durante a Guerra de Troia.
  • Carno, an acarnanio um adivinho e amante de Apolo.
  • Caria, um adivinho e amante de Dionísio.
  • Casandra, uma princesa de Troia condenada a ver o futuro, e que ninguém a cresse.
  • Ennomo, um vidente de Misia , assassinado por Aquiles durante a Guerra de Troia.
  • Haliterses, um vidente de Ítaca que advertiu aos pretendentes de Penélope do regresso de Odisseu.
  • Héleno, vidente e irmão gêmeo de Casandra, quem mais tarde converteu-se em rei deEpiro.
  • Yamo, um filho de Apolo que poesia o dom da profecia, fundou os Yámidas.
  • Idmon, um vidente que navegou com os argonautas.
  • Manto, vidente e a filha de Tirésias.
  • Melampo, um adivinho e curandeiro legendário e rei de Argos.
  • Mopso, o nome de dois videntes legendarios.
  • Poliido, um adivinho de Corinto que salvou a vida de Glauco.
  • Telemo, um vidente que previu que o ciclope Polifemo seria cegado por Odisseu.
  • Teoclimeno, um profeta de Argos.
  • Tiresias, um adivinho cego de Tebas.

Amazonas[editar | editar código-fonte]

Aquiles e Pentesilea, finais do século V a. C.)
  • Aegea, uma rainha das Amazonas.
  • Aella (Ἄελλα), uma amazona que foi morta por Herácles.
  • Alcibie (Ἀλκιβίη), uma guerreira amazônica, morta por Diomedes em Troia.
  • Antandre (Ἀντάνδρη), uma guerreira amazônica, morta por Aquiles em Troia.
  • Antíope (Ἀντιόπη), uma filha de Ares e irmã de Hipólita.
  • Areto (Ἀρετώ), uma Amazona.
  • Asteria (Ἀστερία), uma amazona que foi morta por Herácles.
  • Bremusa (Βρέμουσα), uma guerreira amazônica, morrida por Idomeneo em Troia.
  • Celeno (Κελαινώ), uma guerreira amazônica, morta por Herácles.
  • Eurípile (Εὐρυπύλη), um líder das Amazonas que invadiu Nino e Babilônia.
  • Hipólita (Ἱππολύτη), uma rainha das Amazonas e filha de Ares.
  • Hipótoe (Ἱπποθόη), uma guerreira amazônica, morrida por Aquiles em Troia.
  • Ifito (Ἰφιτώ), uma amazona que serviu a Hipólita.
  • Lampedo (Λαμπεδώ), uma rainha amazona que governou com sua irmã Marpesia.
  • Marpesia (Μαρπεσία), uma rainha amazona que governou com sua irmã Lampedo.
  • Melanipe (Μελανίππη), uma filha de Ares e irmã de Hipólita e Antíope.
  • Molpadia (Μολπαδία), uma amazona que matou a Antíope.
  • Mirina (Μύρινα), uma rainha das Amazonas.
  • Oritia (Ὠρείθυια), uma rainha das Amazonas.
  • Otrera (Ὀτρήρα), uma rainha das Amazonas, consorte de Ares e mãe de Hipólita.
  • Pantariste (Πανταρίστη), uma amazona que lutou com Hipólita contra Herácles.
  • Pentesilea (Πενθεσίλεια), uma rainha das Amazonas que lutou na Guerra de Troia do lado de Troia.

Prisioneiros do Tártaro[editar | editar código-fonte]

  • As Danaides, quarenta e nove filhas de Dánao que assassinaram a seus maridos e foram condenados a levar eternamente água em jarras rompidas.
  • Ixión, um rei dos lápitas que tentou violar a Hera e estava atado a uma roda de fogo no Tártaro.
  • Sísifo, um rei de Tesália que tratou de enganar à morte e foi condenado eternamente a rodar uma pedra à cume de uma colina, só para a ver rodar de novo para abaixo.
  • Tántalo, um rei de Anatólia, que matou a seu filho Pélope e o serviu de comida aos deuses; foi castigado com o tormento da fome, com a comida e a bebida eternamente pendurando fora de seu alcance.

Veja-se também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. New Larousse Encyclopedia of Mythology.

Enlaces externos[editar | editar código-fonte]