Lista de governadores das unidades federativas do Brasil (1983–1987)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Brasil.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Política.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.

Esta é uma lista dos governadores das 27 unidades federativas do Brasil durante o mandato 1983-1987.

Para efeito de informação foi considerada a extensão dos mandatos originalmente previstos em lei. No caso em tela eles se estenderam de 15 de março de 1983 a 15 de março de 1987.

Bandeira Estado Abreviação Governador Partido Mandato Notas
Bandeira do Acre.svg Acre AC Nabor Júnior PMDB 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira de Alagoas.svg Alagoas AL Divaldo Suruagy PDS 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira do Amazonas.svg Amazonas AM Gilberto Mestrinho PMDB 1983-1987
Bandeira da Bahia.svg Bahia BA João Durval PDS 1983-1987
Bandeira do Ceará.svg Ceará CE Gonzaga Mota PDS 1983-1987
Bandeira do Espírito Santo.svg Espírito Santo ES Gerson Camata PMDB 1983-1987 Eleito senador em 1986
Flag of Goiás.svg Goiás GO Iris Rezende PMDB 1983-1987 Ministro de estado em 1986
Bandeira do Maranhão.svg Maranhão MA Luís Rocha PDS 1983-1987
Bandeira de Mato Grosso.svg Mato Grosso MT Júlio Campos PDS 1983-1987 Eleito deputado em 1986
Bandeira de Mato Grosso do Sul.svg Mato Grosso do Sul MS Wilson Martins PMDB 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira de Minas Gerais.svg Minas Gerais MG Tancredo Neves PMDB 1983-1987 Eleito presidente em 1985
Bandeira do Pará.svg Pará PA Jader Barbalho PMDB 1983-1987
Bandeira da Paraíba.svg Paraíba PB Wilson Braga PDS 1983-1987 Renunciou em 1986
Bandeira do Paraná.svg Paraná PR José Richa PMDB 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira de Pernambuco.svg Pernambuco PE Roberto Magalhães PDS 1983-1987 Renunciou em 1986
Bandeira do Piauí.svg Piauí PI Hugo Napoleão PDS 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro RJ Leonel Brizola PDT 1983-1987
Bandeira do Rio Grande do Norte.svg Rio Grande do Norte RN José Agripino Maia PDS 1983-1987 Eleito senador em 1986
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Rio Grande do Sul RS Jair Soares PDS 1983-1987
Bandeira de Santa Catarina.svg Santa Catarina SC Esperidião Amin PDS 1983-1987
Bandeira do estado de São Paulo.svg São Paulo SP Franco Montoro PMDB 1983-1987
Bandeira de Sergipe.svg Sergipe SE João Alves Filho PDS 1983-1987

No início da década de 1980 o Brasil possuía vinte e três estados e pela primeira vez desde as eleições para governador ocorridas em 1965 (Alagoas, Goiás, Guanabara, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte e Santa Catarina) os brasileiros estavam aptos a eleger seus mandatários. Envolto em um ambiente onde a abertura política se mesclava a uma crise crônica na economia (dívida externa acima dos US$ 100 bilhões e um empréstimo do Fundo Monetário Internacional) o Regime Militar de 1964 estabeleceu uma série de regras destinadas a garantir sua vitória nos embates de novembro: sublegendas, vinculação de votos e proibição de coligações. Amparado por tais "salvaguardas" o governo João Figueiredo elegeu doze governadores contra dez das legendas de oposição, sendo que o PDS elegeu 49% dos deputados federais e 60% dos senadores (um terço das cadeiras estava em disputa) além de ter conquistado o maior número de prefeituras e eleito a maior bancada de vereadores.

Segundo a edição de 1986 do Almanaque Abril sete governadores pedessistas (Alagoas, Maranhão, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe) aderiram ao PFL até agosto do ano anterior.

Vitorioso em todos os estados do Nordeste o governo viu refluir seu poderio no centro-sul do país e na Amazônia onde predominou a força do PMDB e ainda viu o PDT conquistar o governo do Rio de Janeiro com Leonel Brizola. Em meio a tantas disputas ressalte-se o fato de que embora elevado ao patamar de estado ao final de 1981, Rondônia não pôde eleger seu governador pelo voto direto. Seus últimos governadores biônicos foram Jorge Teixeira (1979-1985) e a seguir Ângelo Angelim (1985-1987).

Dentre os nomes que compuseram essa cepa de governadores tivemos os de Divaldo Suruagy, o primeiro dentre os antigos governadores biônicos a retornar ao cargo pelo voto direto e Iris Rezende, nomeado Ministro da Agricultura em 1986, porém o mais notório foi Tancredo Neves que em 1985 foi eleito o primeiro presidente civil do país após vinte e um anos de governos militares.

Ver também[editar | editar código-fonte]