Lista de governadores das unidades federativas do Brasil (1999–2003)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Brasil.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Política.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.

Esta é uma lista dos governadores das 27 unidades federativas do Brasil durante o mandato 1999-2003.

Para efeito de informação foi considerada a extensão dos mandatos originalmente previstos em lei. No caso em tela eles se estenderam de 1º de janeiro de 1999 a 1º de janeiro de 2003. Nesse pleito houve a primeira experiência envolvendo o instituto da reeleição para cargos executivos.

Bandeira Unidade federativa Abreviação Governador Partido Mandato Notas
Bandeira do Acre.svg Acre AC Jorge Viana PT 1999-2003
Bandeira de Alagoas.svg Alagoas AL Ronaldo Lessa PSB 1999-2003
Bandeira do Amapá.svg Amapá AP João Capiberibe PSB 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira do Amazonas.svg Amazonas AM Amazonino Mendes PFL 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira da Bahia.svg Bahia BA César Borges PFL 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira do Ceará.svg Ceará CE Tasso Jereissati PSDB 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira do Distrito Federal (Brasil).svg Distrito Federal DF Joaquim Roriz PMDB 1999-2003
Bandeira do Espírito Santo.svg Espírito Santo ES José Inácio Ferreira PSDB 1999-2003
Flag of Goiás.svg Goiás GO Marconi Perillo PSDB 1999-2003 Renunciou à Câmara
Bandeira do Maranhão.svg Maranhão MA Roseana Sarney PFL 1999-2003 Reeleita em 1º turno
Bandeira de Mato Grosso.svg Mato Grosso MT Dante de Oliveira PSDB 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira de Mato Grosso do Sul.svg Mato Grosso do Sul MS Zeca do PT PT 1999-2003
Bandeira de Minas Gerais.svg Minas Gerais MG Itamar Franco PMDB 1999-2003
Bandeira do Pará.svg Pará PA Almir Gabriel PSDB 1999-2003 Reeleito em 2º turno
Bandeira da Paraíba.svg Paraíba PB José Maranhão PMDB 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira do Paraná.svg Paraná PR Jaime Lerner PFL 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira de Pernambuco.svg Pernambuco PE Jarbas Vasconcelos PMDB 1999-2003
Bandeira do Piauí.svg Piauí PI Mão Santa PMDB 1999-2003 Reeleito em 2º turno
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro RJ Anthony Garotinho PDT 1999-2003
Bandeira do Rio Grande do Norte.svg Rio Grande do Norte RN Garibaldi Alves Filho PMDB 1999-2003 Reeleito em 1º turno
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Rio Grande do Sul RS Olívio Dutra PT 1999-2003
Bandeira de Rondônia.svg Rondônia RO José Bianco PFL 1999-2003
Bandeira de Roraima.svg Roraima RR Neudo Campos PPB 1999-2003 Reeleito em 2º turno
Bandeira de Santa Catarina.svg Santa Catarina SC Esperidião Amin PPB 1999-2003 Renunciou ao Senado
Bandeira do estado de São Paulo.svg São Paulo SP Mário Covas PSDB 1999-2003 Reeleito em 2º turno
Bandeira de Sergipe.svg Sergipe SE Albano Franco PSDB 1999-2003 Reeleito em 2º turno
Bandeira do Tocantins.svg Tocantins TO Siqueira Campos PFL 1999-2003 Reeleito em 1º turno

Bem-sucedido ao assegurar a vitória de Fernando Henrique Cardoso em primeiro turno, o instituto da reeleição animou vinte e três dos vinte e sete governadores a concorrerem a um novo mandato sendo que quinze lograram êxito. Nesta estatística incluimos Siqueira Campos que renunciou ao cargo para permitir a candidatura do filho ao Senado. Em sua ausência o Tocantins foi governado por Raimundo Pires que não disputou um novo mandato.

Dentre os reeleitos cinco trocaram de partido (Amazonas, Mato Grosso, Paraná, Roraima e Tocantins) sendo que dos governadores eleitos em 1994 dois renunciaram ao cargo para disputar as eleições (Bahia e Goiás) e outros dois (Espírito Santo e Mato Grosso do Sul) não disputaram qualquer cargo nas eleições de 1998.

Na Bahia o vice-governador tomou posse e disputou a reeleição, mas em Goiás Naphtali Alves de Sousa não almejou um novo mandato e ainda entregou o governo a Helenês Cândido, presidente da Assembléia Legislativa, após ser escolhido conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Todos os eleitos em outubro de 1998 tomaram posse no primeiro dia do ano seguinte exceto o paulista Mário Covas que por razões de saúde foi substituído pelo vice-governador Geraldo Alckmin e retornou ao poder somente em 10 de janeiro de 1999. Mário Covas viria a falecer em 6 de março de 2001.

O governador do Piauí foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral em 6 de novembro de 2001 sob a acusação de abuso do poder econõmico durante a campanha eleitoral.

Ver também[editar | editar código-fonte]