Lista de governadores de Mato Grosso do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Governador de Mato Grosso do Sul
Bandeira do governador do estado de Mato Grosso do Sul.svg
Pavilhão do governador de
Mato Grosso do Sul
CDR - Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo - Reinaldo Azambuja Silva (22757417290).jpg
No cargo
Reinaldo Azambuja

desde 1 de janeiro de 2015
Duração 4 anos
Criado em 1 de janeiro de 1979
Primeiro titular Harry Amorim Costa
Website http://www.ms.gov.br/

Esta é uma lista de governadores do estado de Mato Grosso do Sul (criado em plena ditadura militar brasileira, através da Lei Complementar nº 31, de 11 de outubro de 1977 e instalado a partir de 1º de janeiro de 1979, com a cisão da parte sul do Mato Grosso, sendo Campo Grande, a sua capital).

  mandatários eleitos por votação direta
  mandatários que assumiram o governo por serem vice-governadores
  mandatários eleitos por votação indireta ou que assumiram na qualidade de representantes do Poder Legislativo
  mandatários nomeados diretamente pelo governo central em épocas de convulsão político-social e ditadura militar
Nome Imagem Início do mandato Fim do mandato Partido Observações Referências e notas
Regime Militar (1964-1985)
1 Harry Amorim Costa Harry Amorim Costa.jpg 1º de janeiro de 1979 12 de junho de 1979 ARENA Governador nomeado pelo Presidente da República [1][2]
Londres Machado Londres Machado.jpg 13 de junho de 1979 30 de junho de 1979 ARENA Assumiu o cargo de governador como presidente da Assembleia Legislativa [3]
2 Marcelo Miranda Soares Marcelo Miranda Soares.jpg 30 de junho de 1979 28 de outubro de 1980 ARENA Governador eleito pelo Colégio Eleitoral [1][4][5]
Londres Machado Londres Machado.jpg 28 de outubro de 1980 7 de novembro de 1980 ARENA Assumiu o cargo de governador como presidente da Assembleia Legislativa [3]
3 Pedro Pedrossian Pedro Pedrossian.jpg 7 de novembro de 1980 14 de março de 1983 PDS Governador eleito pelo Colégio Eleitoral [1][6][7]
Nova República (1985-presente)
4 Wilson Barbosa Martins Wilson Barbosa senador.jpg 15 de março de 1983 14 de maio de 1986 PMDB Governador eleito em sufrágio universal [1][8][9]
5 Ramez Tebet Rameztebet.jpg 14 de maio de 1986 14 de março de 1987 PMDB Vice-governador eleito em sufrágio universal, assumiu o cargo de governador [1][10]
6 Marcelo Miranda Soares Marcelo Miranda Soares.jpg 15 de março de 1987 14 de março de 1991 PMDB Governador eleito em sufrágio universal [1][5]
7 Pedro Pedrossian Pedro Pedrossian.jpg 15 de março de 1991 31 de dezembro de 1994 PTB Governador eleito em sufrágio universal [1][6]
8 Wilson Barbosa Martins Wilson Barbosa senador.jpg 1º de janeiro de 1995 31 de dezembro de 1998 PMDB Governador eleito em sufrágio universal [1][8]
9 Zeca do PT ZecaPT.jpg 1º de janeiro de 1999 31 de dezembro de 2006 PT Governador eleito e reeleito em sufrágio universal [1][11]
10 André Puccinelli Puccinelli04072007.jpg 1º de janeiro de 2007 31 de dezembro de 2014 PMDB Governador eleito e reeleito em sufrágio universal [1][12][13]
11 Reinaldo Azambuja Reinaldo Azambuja (recorte).jpg 1º de janeiro de 2015 atualidade PSDB Governador eleito em sufrágio universal [14]

Ex-governadores vivos[editar | editar código-fonte]

Atualmente, cinco ex-governadores estão vivos:

Além destes, o ex-governador interino e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Londres Machado, está vivo aos 75 anos.

Referências

  1. a b c d e f g h i j «Ex-governadores de Mato Grosso do Sul». Consultado em 7 de julho de 2016 
  2. «Harry Amorim Costa». Consultado em 7 de julho de 2016 
  3. a b Araújo, Willams (22 de fevereiro de 2016). «Recordista de mandatos no País, Londres prepara sua volta à Assembleia». O Progresso. Consultado em 7 de julho de 2016. (...) Ele foi por duas vezes governador interino de Mato Grosso do Sul 
  4. «Marcelo Miranda Soares». Consultado em 7 de julho de 2016 
  5. a b Bonifácio, Valdelice (11 de outubro de 2011). «MS 34 anos: "Aceitar a nomeação para governar o novo Estado foi um erro", diz Marcelo Miranda». Capital News. Consultado em 7 de julho de 2016. (...) Ele foi o segundo nome escolhido para governador do recém-criado estado de Mato Grosso do Sul dois anos após a divisão do Mato Grosso Uno ocorrida em 1977 
  6. a b Dos Santos, Aline (13 de agosto de 2013). «Aos 85, Pedrossian fala da paixão pela política e como "fez muita coisa"». Campo Grande News. Consultado em 7 de julho de 2016. (...) Em 1980, foi nomeado para comandar Mato Grosso do Sul, posto que retomou em 1991, quando foi eleito nas urnas 
  7. «Pedro Pedrossian». Consultado em 7 de julho de 2016 
  8. a b Aline Machado e Carlos Guessy (13 de agosto de 2014). «Depois de 'burburinho' Proncor desmente morte do ex-governador Wilson Barbosa Martins». Top Mídia News. Consultado em 7 de julho de 2016. Wilson Barbosa Martins foi (...) governador de 1983 a 1986 (...) e governador, pela segunda vez, de 1995 a 1998 
  9. «Wilson Barbosa Martins». Consultado em 7 de julho de 2016 
  10. G1. «Morre o senador Ramez Tebet». Consultado em 7 de julho de 2016 
  11. Morel, Lucia (9 de outubro de 2012). «MS: Zeca do PT, de governador a vereador mais votado». Terra. Consultado em 7 de julho de 2016. (...) Antes de ser eleito governador por dois mandatos (1998-2002/2002-2006), José Orcírio foi eleito vereador em 1988, mas em 1990 voltou para o Sindicato dos Bancários, como presidente da entidade 
  12. Terra. «André Puccinelli é eleito governador do MS». Consultado em 7 de julho de 2016 
  13. UOL Eleições. «André Puccinelli é reeleito em primeiro turno no Mato Grosso do Sul». Consultado em 7 de julho de 2016 
  14. Hass Carazzai, Estelita (26 de outubro de 2014). «Tucano Reinaldo Azambuja é eleito governador de Mato Grosso do Sul». Folha de S.Paulo. Consultado em 7 de julho de 2016. (...) Quem venceu as eleições no Estado foi o candidato que pregava a "mudança", o tucano Reinaldo Azambuja 

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Em 1932, houve uma primeira e breve divisão do estado de Mato Grosso, então chamado o sul de "estado de Maracaju", governado por Vespasiano Barbosa Martins. O estado foi dissolvido com o fim da Revolução Constitucionalista de 1932;
  • Harry Amorim Costa foi nomeado em 1978 para liderar a instalação do estado recém-criado. Costa foi demitido ad nutum pelo então presidente João Baptista Figueiredo em junho de 1979;
  • Londres Machado assumiu duas vezes o cargo na condição de presidente da Assembléia Legislativa;
  • Ramez Tebet era vice-governador de Wilson Barbosa Martins, que deixou o cargo antes do fim do seu mandato.

Ver também[editar | editar código-fonte]