Lista de marcas genéricas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta página lista de marcas comumente usadas ​​como sinônimos de produtos (marcas genéricas).

Algumas dessas marcas já deixaram claro sua oposição à sua utilização como nome comum (em particular por causa das consequências jurídicas que possam ter).

Lista de marcas antigas que se tornaram termos genéricos[editar | editar código-fonte]

A lista a seguir contém marcas que eram originalmente marcas legalmente protegidas, mas que posteriormente perderam proteção legal como marcas, tornando-se nome comum do produto ou serviço relevante, que é utilizada tanto pelos concorrentes como pelos consumidores públicos e comerciais. Algumas marcas mantêm proteção da marca em certos países, apesar de ter sido declarada genérica nos outros.

Aspirina
Continua a ser um nome da marca registrada da Bayer para ácido acetilsalicílico em cerca de 80 países, incluindo Canadá e muitos países da Europa, mas declarado genérico nos EUA.[1]
Celofane[2]
Ainda uma marca registada da Innovia Films Ltd na Europa e em muitas outras jurisdições. Originalmente marca da DuPont.[3]
Gelo seco (Dry ice)[4]
Marca registada pela Dry Ice Corporation of America em 1925.[5]
Heroína[6]
Marca registada pela Friedrich Bayer & Co em 1898.[7]
Querosene (Kerosene)[8]
Usado pela primeira vez em torno de 1852.
Lanolina
Marca registada como o termo para uma preparação de água e da cera de lã de carneiro.[9]
Linóleo
Revestimento de piso,[10] originalmente cunhado por Frederick Walton em 1864, e que dominava como genérico na sequência de um processo por violação de marca registrada em 1878; provavelmente o primeiro nome de produto a se tornar um termo genérico.[11]
Mimeógrafo
Originalmente marca registrada por Albert Dick.
Termos
Originalmente Thermos GmbH,[12] nome de marca para uma garrafa térmica; declarado genérico nos EUA em 1963.[13]
Touch-tone
sinalização de telefone Dual Tone Multi-Frequency; AT&T afirma: "antigamente uma marca registrada da AT&T".[14]
Videotape
Originalmente marca registrada por Ampex Corporation,[15] um fabricante do início dos gravadores de áudio e vídeo.
Yo-Yo
Continua nome comercial da Papa's Toy Co. Ltd. para o brinquedo que gira no Canadá, mas declarado genérico nos EUA em 1965.[16]
Zipper
Originalmente marca registrada por B.F. Goodrich.[17]

Lista de marcas protegidas frequentemente usadas como termos genéricos[editar | editar código-fonte]

As marcas desta lista ainda estão legalmente protegidas como marcas registradas, pelo menos em determinadas jurisdições, mas às vezes são usadas pelos consumidores em um sentido genérico. Ao contrário dos nomes da lista acima, esses nomes ainda são amplamente conhecidos pelo público como nomes de marcas, e não são utilizados pelos concorrentes.

Nome de marca registada Nome genérico Proprietário da marca registrada Notas
Band-Aid Band-Aid Johnson & Johnson Muitas vezes utilizado como se genérico pelos consumidores no Canadá e nos EUA, embora ainda legalmente registrado.[18]
Coca refrigerante de Cola Coca-Cola Company Predominantemente utilizado no sul dos Estados Unidos para se referir a qualquer refrigerante, e não apenas uma cola. Ainda uma marca registrada.[19]
Colt Revólver Colt's Manufacturing Company Uma escolha comum de arma durante o Velho Oeste, foi usado para descrever quaisquer revólveres durante o século XIX, independentemente da marca.[20]
Ditafone Máquina de ditado Nuance Communications Até o momento, uma das cinco maiores marcas mais antigas sobreviventes dos EUA.[21]
Dolby Surround Surround sound Dolby Laboratories Muitas vezes, "Dolby Surround" é utilizado por consumidores em língua holandesa partes da Europa para se referir a qualquer sistema de som ambiente.
Google Motor de busca Google Inc. Ver: Googlar
Durex Fita adesiva (Australia, Brasil) 3M Usado no Brasil ("fita durex")[22] e algumas regiões da Austrália[23][24][25] como um nome genérico para uma fita adesiva.
iPod Tocador de mídia portátil Apple Inc. Oficialmente grafado como "iPod" com um i minúsculo e um P maiúsculo por Apple Inc.
Formica Madeira ou plástico laminado Formica Corporation, parte de Fletcher Building Amplamente utilizado para o produto genérico. Uma tentativa para ter a marca comercial anulada falhou em 1977.[26]
Jeep Veículo utilitário esportivo Chrysler A Chrysler recentemente tem utilizado "marca registrada de conscientização" para evitar propagandas da marca se torne um substantivo ou verbo genérico, incluindo declarações, tais como They invented ‘SUV’ because they can’t call them Jeep[27]
Jet Ski Moto aquática Kawasaki Usado universalmente para se referir a qualquer tipo de motos de água. Esta reportagem é um exemplo do uso.
Nutella pasta de chocolate avelã para espalhar sobre o pão Ferrero SpA Comumente utilizado para descrever muitos tipos de pasta de chocolate
Perspex vidro acrílico Lucite [28]
Photoshop Manipulação de fotos Adobe Systems Comumente usado como um verbo para descrever de forma genérica a manipulação digital ou a composição de fotografias.[29]
Ping Pong Tênis de mesa Parker Brothers Originalmente marca registrada por Jaques e Filho, foi mais tarde passada para Parker Bros. Uma série de organizações norte-americanas atualmente são obrigadas a se referir ao seu esporte como “tênis de mesa” como meio de proteção da marca registrada.[30][31]
Post-it recados adesivos 3M Muitas vezes usado pelos consumidores como se fosse genérico, mas ainda assim uma marca registrada legalmente reconhecida.[32]
Cotonetes haste flexível plástica com algodões nas duas extremidades Johnson & Johnson Muitas vezes usado pelos consumidores como se fosse genérico, mas ainda assim uma marca registrada legalmente reconhecida.[33]
Tupperware Recipientes de plástico para armazenamento de alimentos Earl Tupper preparação, armazenamento, retenção, e produtos que servem para a cozinha e casa, que foram introduzidas pela primeira vez ao público em 1946.
Vaselina gelatina de petróleo Unilever Muitas vezes usado pelos consumidores como se fosse genérico, mas ainda assim uma marca registrada legalmente reconhecida.[33]
Velcro Fixador ou Fecho de Contato (Hook-and-loop fastener, em inglês) Velcro Industries Utilizado como genérico, mas ainda assim marca registrada.[34] Muitas vezes usado como um verbo.[35]
Wap (wapear) Hidrolavadora de alta pressão Fresnomaq expressão usada para indicar o ato de utilizar a hidrolavadora de alta presão.
Walkman tocadores ou leitores de áudio portáteis Sony Corporation Foi muitas vezes usado genericamente para qualquer tocadores portátil estéreo, e em 2002 um tribunal austríaco decidiu que havia passado para uso comum,[36] mas ainda assim uma marca registrada legalmente reconhecida.[37]
Xerox Fotocopiadora ou "fazer uma fotocópia" Xerox A Xerox tem utilizado "marca registrada de conscientização" para evitar que a marca se torne um substantivo ou verbo genérico, incluindo declarações tais como "Você não pode fazer uma Xerox"[38] No entanto, é utilizado como uma palavra genérica para "fotocópia".

Outros casos amplamente utilizados no Brasil[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bayer Co. v. United Drug Co., 272 F. 505 (S.D.N.Y. 1921), Berkman Center for Internet & Society at Harvard University, accessed March 25th, 2011
  2. Cellophane: Definitions from Dictionary.com
  3. «Mills, Turansky, & Griffith». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de maio de 2008 
  4. «dry ice. The American Heritage Dictionary of the English Language: Fourth Edition. 2000». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 31 de janeiro de 2009 
  5. «Dry Ice – Who Invented Dry Ice?». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 15 de março de 2009 
  6. heroin – Definitions from Dictionary.com
  7. Online Etymology Dictionary
  8. kerosene – Definitions from Dictionary.com
  9. Jaffe v. Evans & Sons, Ltd., U.S. (New York Supreme Court, Appellate Division, First Department March 21, 1902).
  10. «linoleum. The American Heritage Dictionary of the English Language: Fourth Edition. 2000». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 15 de abril de 2005 
  11. Powell, Jane; Linda Svendsen (2003). Linoleum. [S.l.]: Gibbs Smith. p. 23. ISBN 1-58685-303-1 
  12. Thermos.com
  13. King-Seeley Thermos Co. v. Aladdin Indus., Inc., 321 F.2d 577 (2d Cir. 1963); see also this PDF Arquivado em 9 de fevereiro de 2006, no Wayback Machine.
  14. «Centrex Service». Consultado em 24 de janeiro de 2008 
  15. [1]
  16. Donald F. Duncan, Inc. v. Royal Tops Mfg. Co., 343 F.2d 655 (7th Cir. 1965)
  17. zipper – Definitions from Dictionary.com
  18. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Butters
  19. In the South, a 'coke' could be a Pepsi Arquivado em 9 de maio de 2008, no Wayback Machine., accessed August 17, 2008
  20. [2]
  21. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome wwwfspmayjun0621
  22. «3M Brasil: Informações Corporativas». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 14 de março de 2006 
  23. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Room
  24. Riezebos, Rik; H. J. Riezebos, Bas Kist, Gert Kootstra (2003). Brand management: a theoretical and practical approach. [S.l.]: Pearson Education. p. 109. ISBN 0-273-65505-1 
  25. Hicks, Wynford (2004). Quite Literally: Problem Words and How to Use Them. [S.l.]: Routledge. p. 61. ISBN 0-415-32019-4 
  26. Lowa, John; Keith Bloisb (2002). «The evolution of generic brands in industrial markets: the challenges to owners of brand equity». Industrial Marketing Management. 31 (5): 385–392. doi:10.1016/S0019-8501(00)00131-0 
  27. [3]
  28. http://www.itma.org.uk/save/164/Best_practice.pdf[ligação inativa]
  29. «The Photoshopping Of The President». Consultado em 10 de maio de 2012. Arquivado do original em 25 de setembro de 2009 
  30. [4]
  31. [5]
  32. [6]
  33. a b List of Unilever products, accessed August 26, 2008
  34. Freeman, Allyn; Bob Golden (1997). Why Didn't I Think of That: Bizarre Origins of Ingenious Inventions We Couldn't Live Without. [S.l.]: Wiley. pp. 99–104. ISBN 0-471-16511-5. Consultado em 9 de maio de 2008 
  35. "Velcro." The Oxford English Dictionay. 2nd ed. 1989.
  36. Danit, Lidor (7 de junho de 2002). «Sony Trademark Takes a Walk, Man». Wired.com 
  37. http://www.walkmancentral.com/faq
  38. Ginsburg 2001, pp. 317–318, 322
  39. Duralex
  40. "Em 1954 nascia a "Synteko Comercial Técnica e Importadora Ltda." que em seus primeiro passos importava da Europa a tecnologia de vernizes para piso de madeira." Sinteko Arquivado em 13 de agosto de 2013, no Wayback Machine.
  41. Vedacit fabricado por Otto Baumgart S.A.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ginsburg, Jane C.; Litman, Jessica; Kevlin, Mary L.; Litman, Jessica; Kevlin, Mary L. (2001). «Trademark and Unfair Competition Law». New York, NY: Foundation Press (harv) 

Fontes Externas[editar | editar código-fonte]