Lista de membros do gabinete de Dilma Rousseff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta lista contém o rol daqueles que integram o gabinete do governo Dilma Rousseff ordenados pela data em que foram anunciados para seus respectivos cargos.

Primeiro mandato[editar | editar código-fonte]

Relação de ministros do governo de Dilma Rouseff, empossados em 1 de janeiro de 2011:[1]

Substituições[editar | editar código-fonte]


Antonio Palocci, Alfredo Nascimento, Wagner Rossi, Pedro Novais, Orlando Silva Jr., Carlos Lupi e Mário Negromonte deixaram as pastas devido a acusações de irregularidades. Ideli Salvatti e Luiz Sérgio Oliveira trocaram as pastas para equilibrar o governo depois da saída de Palocci da Casa Civil. Nelson Jobim pediu demissão após criticar o governo. Fernando Haddad deixou a pasta para disputar o governo do município de São Paulo em 2012 e Aloizio Mercadante o substituiu no Ministério da Educação, deixando o Ministério da Ciência.

Iriny Lopes deixou a pasta para disputar o governo do município de Vitória em 2012. O petista Luiz Sérgio Oliveira foi substituído por Marcelo Crivella do Partido Republicano Brasileiro (PRB) para dar maior participação a esse pequeno partido, um aliado do governo que não possuía nenhuma pasta. Afonso Florence foi substituído por Pepe Vargas no Ministério do Desenvolvimento Agrário. O Palácio do Planalto disse que o ministro deixava o cargo "para se dedicar a projetos importantes para seu Estado, a Bahia".[19] Após receber diversas críticas, a gestão da ministra da cultura Ana de Hollanda foi considerada conturbada, o que levou à sua substituição pela senadora Marta Suplicy.[18]

Foto oficial da presidente Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer com os 37 ministros empossados, 1 de janeiro de 2011.

Segundo mandato[editar | editar código-fonte]

Para o seu segundo mandato, a presidente Dilma anunciou a renovação dos seguintes ministérios e secretarias com status de ministério:[20][21][22][23][24]

Os seguintes ministros continuaram ocupando as mesmas pastas do primeiro mandato de Dilma:[24]

Ainda no início de fevereiro do primeiro ano do segundo mandato, a presidente anunciou a primeira substituição de ministros. Roberto Mangabeira Unger assumiu a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência no lugar de Marcelo Neri. Mangabeira Unger já havia sido titular da pasta em duas outras ocasiões durante o Governo Lula,[25] reassumindo o cargo em 5 de fevereiro de 2015.[26]

Cid Gomes deixou o Ministério da Educação em 18 de março de 2015 em meio a uma crise com deputados no Congresso Nacional.[27] Na mesma data, Luiz Cláudio Costa, secretário-executivo na pasta, assumiu interinamente o cargo. No dia 27 de março, o professor Renato Janine Ribeiro foi anunciado como sucessor de Cid Gomes no Ministério da Educação.[28] Na mesma data, foi também anunciada a substituição de Thomas Traumann, então Secretário de Comunicação Social da Presidência, por Edinho Silva, ex-prefeito de Araraquara e político filiado ao PT.[29]

Em 16 de abril de 2015 Henrique Eduardo Alves assumiu o Ministério do Turismo, substituindo Vinicius Lages.[30] Também em 16 de abril, Pepe Vargas assumiu a Secretaria de Direitos Humanos, substituindo Ideli Salvatti.[31] Vargas ocupou até 7 de abril a extinta Secretaria de Relações Institucionais.[32] Em 4 de dezembro de 2015, Eliseu Padilha deixou a Secretaria de Aviação Civil.[33]

Em 3 de março de 2016 José Eduardo Cardozo assumiu a Advocacia-Geral da União, substituindo Luís Inácio Adams.[34]

Na mesma data Wellington César Lima e Silva assumiu o Ministério da Justiça, substituindo José Eduardo Cardozo que assumiu a AGU,[34] e Luiz Navarro de Brito assumiu a Controladoria Geral da União substituindo Carlos Higino[34]

A Secretaria de Relações Institucionais foi extinta por Dilma Rousseff em 7 de abril de 2015. Suas atribuições foram transferidas para a vice-presidência da República. A decisão foi tomada depois de um convite recusado por Eliseu Padilha (PMDB) para ser o titular da Secretaria.[35]

O Segundo Gabinete Dilma Rousseff em 1 de janeiro de 2015.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Presidência da República. «Ministros». Presidência da República Federativa do Brasil. Consultado em 12 de fevereiro de 2011 
  2. «Palocci deixa governo; Gleisi Hoffmann assume Casa Civil». Último Segundo, IG. 7 de junho de 2011. Consultado em 10 de junho de 2011 
  3. a b «Ideli Salvatti assume o ministério das Relações Institucionais». O Dia Online. 10 de junho de 2011. Consultado em 10 de junho de 2011 [ligação inativa] 
  4. «Novo ministro dos Transportes tem perfil técnico e 35 anos na pasta». R7. 11 de julho de 2011. Consultado em 20 de julho de 2011 
  5. «Jobim pede demissão do Ministério da Defesa; Celso Amorim assume». Reuters Brasil. 4 de agosto de 2011. Consultado em 4 de agosto de 2011 
  6. Aquino, Yara (18 de agosto de 2011). Governo confirma nome de Mendes Ribeiro Filho para o Ministério da Agricultura. Agência Brasil, acesso em 18 de agosto de 2011
  7. «Ministro do Turismo entrega carta de demissão; presidenta Dilma aceita pedido». Planalto. 14 de setembro de 2011. Consultado em 14 de setembro de 2011 
  8. «Deputado do PMDB do Maranhão é o novo ministro do Turismo». Correio do Brasil. 14 de setembro de 2011. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  9. Globo.com. 27 de outubro de 2011 http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/10/governo-anuncia-aldo-rebelo-como-novo-ministro-do-esporte.html. Consultado em 27 de outubro de 2011  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  10. http://www.extralagoas.com.br/noticia/879/site/2011/12/05/manchetes-dos-principais-jornais-do-pais-de-segunda-feira-5-de-dezembro-de-2011.html
  11. a b Novos ministros da Educação e Ciência e Tecnologia tomam posse. Jornal Floripa. Acessado em 28/01/2012.
  12. Negromonte pede demissão e líder do PP assume Cidades. Correio do Brasil. Acessado em 03/02/2012.
  13. «Eleonora Menicucci toma posse na pasta das Mulheres nesta sexta». Folha.com. 9 de fevereiro de 2012. Consultado em 19 de fevereiro de 2012 
  14. «Crivella assume Ministério da Pesca nesta sexta-feira». Notíciasbr. 1 de março de 2012. Consultado em 1 de março de 2012 
  15. «Novo ministro do Desenvolvimento Agrário assume em clima de insatisfação». Jornal do Brasil. 14 de março de 2012. Consultado em 14 de março de 2012 
  16. «Dilma confirma Brizola Neto como ministro do Trabalho». UOL. 30 de abril de 2012. Consultado em 30 de abril de 2012 
  17. «Planalto oficializa indicação de Brizola Neto para pasta de Trabalho». Folha.com. 30 de abril de 2012. Consultado em 30 de abril de 2012 
  18. a b «Marta assume Cultura após gestão turbulenta de Ana de Hollanda». Correio do Brasil. 13 de setembro de 2012. Consultado em 13 de setembro de 2012 
  19. «O troca-troca do Ministério de Dilma Rousseff». Estadão. 14 de março de 2012. Consultado em 14 de março de 2012 
  20. Novos ministros da área econômica do governo federal são anunciados
  21. Dilma anuncia 13 novos nomes da reforma ministerial
  22. «Palácio do Planalto anuncia sete novos ministros». G1. 29 de dezembro de 2014. Consultado em 29 de dezembro de 2014 
  23. Planalto anuncia Juca Ferreira como novo ministro da Cultura
  24. a b «Dilma anuncia últimos 14 ministros; veja lista completa». Terra. 31 de dezembro de 2014. Consultado em 31 de dezembro de 2014 
  25. Filipe Matoso (3 de fevereiro de 2015). «Mangabeira Unger é anunciado novo ministro de Assuntos Estratégicos». G1. Consultado em 28 de março de 2015 
  26. «Dilma empossa Mangabeira Unger como novo ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos». 5 de fevereiro de 2015. Consultado em 28 de março de 2015 
  27. «Após bate-boca na Câmara, Cid Gomes deixa ministério da Educação». O Estadão Política. 18 de março de 2015. Consultado em 18 de março de 2015 
  28. Filipe Matoso (27 de março de 2015). «Professor Renato Janine Ribeiro é o novo ministro da Educação». G1. Consultado em 28 de março de 2015 
  29. Rafael Moraes Moura e Ricardo Della Coletta (27 de março de 2015). «Edinho Silva é escolhido para Secretaria de Comunicação da Presidência». Estadão. Consultado em 28 de março de 2015 
  30. Filipe Matoso (16 de abril de 2015). «Henrique Alves toma posse como novo ministro do Turismo». Portal G1. Consultado em 17 de abril de 2015 
  31. Laboissière, Paula (16 de abril de 2015). «Pepe Vargas assume Secretaria de Direitos Humanos». Agência Brasil. Consultado em 26 de abril de 2015 
  32. Matoso, Filipe (7 de abril de 2015). «Presidência anuncia saída de Vargas; Temer fica na articulação política». G1. Consultado em 26 de abril de 2015 
  33. Eliseu Padilha deixa o cargo de ministro da Secretaria de Aviação Civil
  34. a b c Filipe Matoso (3 de março de 2016). «Novos ministros de Justiça, AGU e CGU tomam posse nesta quinta». G1. Consultado em 4 de março de 2016 
  35. «Ministro peemedebista recusa convite de Dilma e vice assume articulação política». O Estado de S. Paulo. 7 de abril de 2015