Lista de municípios portugueses territorialmente descontínuos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta é uma lista de municípios portugueses que, ao contrário da regra geral[1], não têm continuidade territorial.

A descontinuidade territorial pode dever-se à existência de exclaves[2] ou enclaves. Excluem-se desta lista os municípios cuja descontinuidade territorial se deve a integrarem ilhas no seu território. De igual modo, não se listam os municípios em que partes do seu território estão separadas do resto do concelho devido à existência de albufeiras, lagoas ou rias (por exemplo, parte da freguesia de Tourém, no concelho de Montalegre).


Distrito de Coimbra[editar | editar código-fonte]

Distrito de Faro[editar | editar código-fonte]

Distrito da Guarda[editar | editar código-fonte]

Distrito de Setúbal[editar | editar código-fonte]

Distrito de Viseu[editar | editar código-fonte]

Notas e Referências

  1. Art.º 4.º, n.º 5 da Lei n.º 142/85, de 18 de Novembro (Lei-quadro da criação de municípios)
  2. Na lista não se assinalam os casos, mais comuns, da existência de um único exclave.

Ver também[editar | editar código-fonte]