Lista de partidos políticos da Coreia do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem of South Korea.svg
Parte da série sobre
Política da
Coreia do Sul
Portal da Coreia do Sul

Este artigo lista os partidos políticos da Coreia do Sul. O país possui um sistema multi-partidário[1][2][3][4] em que os partidos políticos têm a chance de ganhar o poder sozinhos.

Partidos atuais[editar | editar código-fonte]

Principais partidos[editar | editar código-fonte]

Atualmente três partidos políticos estão presentes na 19ª Assembleia Nacional:

Partido Número de Assentos na
Assembleia Nacional
Líder Posição Observações
  Partido Saenuri (NFP - Partido da Nova Fronteira)
새누리당 / 새누리黨
Saenuridang
158 Kim Moo-sung Centro-direita[5][6][7] à Direita[8] ver: Conservadorismo na Coreia do Sul
Conservador; anteriormente chamado Grande Partido Nacional.
  Nova Aliança Política para a Democracia (NPAD)
새정치민주연합/ 새政治民主聯合
Saejeongchi Minju Yeonhap
130 Moon Jae-in Centro[9] à Centro-esquerda[10] ver: Liberalismo na Coreia do Sul
Liberal; resultou da fusão do Partido Democrático e do minoritário Partido da Nova Visão Política.
Partido da Justiça 
정의당 / 正義黨
Jeongeuidang
5 Chun Ho-sun Centro-esquerda ver: Progressismo na Coreia do Sul
Progressista; separado do Partido Progressista Unificado.

Notas:

  1. Todos os dados estão atualizados até 31 de janeiro de 2015.
  2. Até 31 de janeiro de 2015, o número total de representantes é de 300.
  3. Até 31 de janeiro de 2015, dois representantes são independentes.
  4. Até 31 de janeiro de 2015, cinco representantes perderam suas posições devido a várias razões e serão reeleitos pela eleição suplementar marcada para 29 de abril de 2015.

Partidos extra-parlamentares[editar | editar código-fonte]

Partidos extintos[editar | editar código-fonte]

Linha do tempo dos principais partidos políticos

Partidos conservadores[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Conservadorismo na Coreia do Sul

Partidos liberais[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Liberalismo na Coreia do Sul

Partidos progressistas[editar | editar código-fonte]

Partidos verdes[editar | editar código-fonte]

Partidos ilegais/banidos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Economist, June 5, 2008, South Korea: Summer of discontent -- President Lee Myung-bak's first 100 days have not gone according to plan, Accessed Oct 19, 2013, “...none of South Korea's political parties seems to be trusted by a public concerned about rising prices and the uncertain economic outlook...”
  2. The Economist, April 1, 2004, Print edition, South Korea: South by south-east: Regionalism could be on its way out, Accessed Oct 19, 2013, “...The Millennium Democratic Party (MDP), ... has traditionally had its stronghold in the Cholla region, while the conservative Grand National Party (GNP), ...”
  3. The Economist, print edition, April 11, 2008, South Korea's election: A narrow victory for the business-friendly centre-right, Accessed Oct 19, 2013, Note: four parties are listed in this article about the 2008 election: “...The centre-right Grand National Party (GNP) ... The Liberty Forward Party (LFP), ... won 18 seats. ... United Democratic Party (UDP). ... won 152 seats in 2004, ... United New Democratic Party (UNDP) ...”
  4. The New York Times, August 21, 2006, Post-Koizumi, dream of a two-party system, Accessed Oct. 18, 2013, quote: “...This is positive. A two-party system isn't here yet, but it's a kind of dream we have...”
  5. Webster, Edward; Lambert, Rob; Beziudenhout, Andries (2011), Grounding Globalization: Labour in the Age of Insecurity, Blackwell Publishing 
  6. Manyin, Mark E. (2003), South Korean Politics and Rising "Anti-Americanism": Implications for U.S. Policy Toward North Korea (PDF), Congressional Research Service 
  7. The Economist, print edition, April 11, 2008, South Korea's election: A narrow victory for the business-friendly centre-right, Accessed Oct 19, 2013.
  8. Oum, Young Rae (2008), Korean American diaspora subjectivity: Gender, ethnicity, dependency, and self-reflexivity, ProQuest, p. 144 
  9. Kang, Jiwon (2 de março de 2014). «[강지원의 뉴스! 정면승부] "국가지도자 추구하는 안철수, 의원 2명인 곳에서 뜻 펼치긴 어려워"-민주당 설훈 의원» (em coreano). YTN. Consultado em 1 de abril de 2014 
  10. Chae, Jongwon (31 de março de 2014). «안보·경제민주화 양축…金·安 공동대표 가능성» (em coreano). Maeil Economy. Consultado em 1 de abril de 2014 
  11. Yonhap News Agency, 19 de dezembro de 2014, [1], “...South Korea's Constitutional Court on Friday ordered the dissolution of a pro-North Korean minor opposition party...”

Ligações externas[editar | editar código-fonte]