Lista de prefeitos de Campo Grande (Mato Grosso do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prefeito de Campo Grande
Brasão de Campo Grande.svg
Brasão de Campo Grande
Marquinhos Trad (cropped).jpg
No cargo
Marcos Trad

desde 1 de janeiro de 2017
Duração Quatro anos com direito a uma reeleição
Criado em 26 de agosto de 1899
Primeiro titular Francisco Mestre
Sucessão Através de sufrágio universal direto
Vice Adriane Lopes
Website www.campogrande.ms.gov.br

Esta lista de prefeitos de Campo Grande compreende todas as pessoas que tomaram posse definitiva da chefia do executivo municipal e exerceram o cargo como prefeitos titulares, além de prefeitos eleitos cuja posse foi em algum momento prevista pela legislação vigente.

Fundada em 1872, a cidade foi emancipada em 1899[1], e o governo do estado nomeou Francisco Mestre como primeiro intendente[2].

A Revolução de 1930 levou à deposição do intendente Antero Antonio de Barros. No mesmo dia que Getúlio Vargas tomou posse como presidente, o militar Deusdedit de Carvalho foi nomeado como prefeito da cidade[3]. Nessa década, o prefeito passou a ser eleito por votação secreta[4].

Durante alguns momentos da Era Vargas e na ditadura militar, o prefeito era indicado pelo governador. A eleição para o cargo só foi retomada em 1985[5].

Em março de 2014, o prefeito Alcides Bernal teve o mandato cassado pela Câmara Municipal[6]. O vice-prefeito Gilmar Olarte foi empossado[7], mas foi afastado no ano seguinte sob suspeita de ter articulado a cassação do antecessor[8]. Por fim, Bernal acabou retornando ao posto por decisão judicial[9].

Desde 2017, o prefeito de Campo Grande é Marcos Trad[10], eleito por sufrágio universal e em segundo turno[11].

Intendentes da vila e do distrito de Campo Grande[editar | editar código-fonte]

Com a emancipação, Campo Grande foi elevada à categoria de vila e posteriormente a distrito[12]. Doze intendentes foram nomeados ou eleitos nesse período.

Nome Imagem Início do mandato Fim do mandato Vice-intendente Notas
1 Francisco Mestre Sin foto.svg 27 de agosto de 1899 1º de novembro de 1904 [nota 1]
[2][3][13][14][15][16]
2 Manoel Inácio de Souza ManoelIgnacioDeSouza1932.jpg 1º de novembro de 1904 1º de janeiro de 1909 [2][3][13][14][15][16]
3 João Carlos Sebastião Sin foto.svg 1º de janeiro de 1909 8 de fevereiro de 1909 José Santiago [nota 2]
[3][13][14][15][16]
4 José Santiago Sin foto.svg 8 de fevereiro de 1909 1º de fevereiro de 1910 [nota 3]
[3][13][14][15][16]
5 Antônio Norberto de Almeida Sin foto.svg 1º de fevereiro de 1910 31 de dezembro de 1911 [nota 4]
[3][13][14][15][16]
6 José Santiago Sin foto.svg 1º de janeiro de 1912 31 de dezembro de 1914 [nota 5]
[3][13][14][15][16]
7 João Clímaco Vidal Sin foto.svg 1º de janeiro de 1915 19 de fevereiro de 1915 [nota 6]
[3][13][14][15][16]
8 Sebastião da Costa Lima Sin foto.svg 19 de fevereiro de 1915 21 de junho de 1917 Fernando Novais [3][13][14][15][16]
vago Brasão de Campo Grande, MS.png 21 de junho de 1917 6 de julho de 1917 [13][15]
9 Fernando Novais Sin foto.svg 6 de julho de 1917 1º de novembro de 1917 [3][13][14][15][16]
vago Brasão de Campo Grande, MS.png 1º de novembro de 1917 5 de janeiro de 1918 [13][15]
10 Leonel Velasco Sin foto.svg 5 de janeiro de 1918 20 de março de 1918 Vespasiano Barbosa Martins [nota 7]
[3][13][14][15][16]
11 Vespasiano Barbosa Martins Vespasiano Martins 1932.jpg 20 de março de 1918 5 de setembro de 1918 [nota 8]
[3][13][14][15][16][17][18]
12 Rosário Congro Rosário Congro.jpg 5 de setembro de 1918 11 de agosto de 1919 [nota 9]
[3][13][14][15][16][19]

Intendentes do município de Campo Grande[editar | editar código-fonte]

O distrito foi elevado à categoria de município em 1918, mantendo o cargo de intendente[12].

Nome Imagem Início do mandato Fim do mandato Vice-intendente Observações
13 Antônio Norberto de Almeida Sin foto.svg 11 de agosto de 1919 20 de janeiro de 1920 Arnaldo Estêvão de Figueiredo [nota 10]
[3][13][14][15][16]
14 Arnaldo Estêvão de Figueiredo Arnaldo Estevao de Figueiredo.jpg 20 de janeiro de 1920 1º de janeiro de 1921 [nota 11]
[3][13][14][15][16][20]
15 Arlindo de Andrade Gomes Sin foto.svg 1º de janeiro de 1921 31 de dezembro de 1924 ? [3][13][14][15][16][21]
16 Arnaldo Estevão de Figueiredo Arnaldo Estevao de Figueiredo.jpg 2 de janeiro de 1924 31 de dezembro de 1926 ? [3][13][14][15][16][20]
17 Jonas Corrêa da Costa Sin foto.svg 1º de janeiro de 1927 1º de abril de 1929 Manoel Joaquim de Morais [3][14][15][16]
18 Inácio Franco de Carvalho Sin foto.svg 1º de abril de 1929 31 de dezembro de 1929 ? [3][14][15][16]
19 Antonio Antero de Barros Sin foto.svg 1º de janeiro de 1930 10 de outubro de 1930 ? [nota 12]
[3][14][15][16]
20 Mário Pinto Peixoto da Cunha Sin foto.svg 10 de outubro de 1930 3 de novembro de 1930 [nota 13]
[3][13][14][15][16]

Prefeitos da cidade de Campo Grande[editar | editar código-fonte]

  Prefeitos eleitos diretamente
  Vice-prefeitos ou representantes do Poder Legislativo que assumiram após morte, renúncia, exoneração ou cassação do mandato do titular
  Prefeitos nomeados e/ou que assumiram de forma extraordinária não prevista em lei
Prefeito(a) Período e duração do mandato Partido Vice-prefeito (a) Forma de acesso ao cargo Notas e referências
Era Vargas (Segunda República e Terceira República; 1930–1945)
21 Deusdedit de Carvalho Sin foto.svg 3 de novembro de 1930
até
2 de dezembro de 1930
(29 dias)
militar Nomeado pelo interventor federal em Mato Grosso Antônio Menna Gonçalves [3][14][15][16][22]
22 Cesar Bacchi de Araújo Sin foto.svg 2 de dezembro de 1930
até
18 de janeiro de 1931
(1 mês e 17 dias)
militar Nomeado pelo interventor federal Antônio Menna Gonçalves [nota 14]
[3][14][15][16][23]
23 Valdomiro Siqueira Sin foto.svg 18 de janeiro de 1931
até
25 de junho de 1931
(5 meses e 8 dias)
Nomeado pelo interventor federal Antônio Menna Gonçalves [3][14][15][16]
24 Vespasiano Barbosa Martins Vespasiano Martins 1932.jpg 25 de junho de 1931
até
10 de julho de 1932
(1 ano e 15 dias)
Nomeado pelo interventor federal Artur Antunes Maciel [nota 15]
[3][14][15][16][17][18]
25 Arthur Jorge Mendes Sobrinho Sin foto.svg 10 de julho de 1932
até
11 de outubro de 1932
(4 meses e 4 dias)
Nomeado pelo governador do revolucionário Estado de Maracaju Vespasiano Barbosa Martins [3][14][15][16][24][25]
26 Ytrio Corrêa da Costa Sin foto.svg 11 de outubro de 1932
até
29 de dezembro de 1933
(1 ano, 1 mês e 18 dias)
Nomeado pelo interventor federal Leônidas Antero de Matos [3][14][15][16]
27 Pacífico Lopes de Siqueira Sin foto.svg 29 de dezembro de 1933
até
1º de novembro de 1934
(10 meses e 3 dias)
Nomeado pelo interventor federal Leônidas Antero de Matos [3][14][15][16]
28 Vespasiano Barbosa Martins Vespasiano Martins 1932.jpg 1º de novembro de 1934
até
17 de outubro de 1935
(11 meses e 16 dias)
Nomeado pelo interventor federal César de Mesquita Serva [3][14][15][16][17][18]
29 Antônio Luís Almeida Boaventura Sin foto.svg 17 de outubro de 1935
até
13 de janeiro de 1937
({1 ano, 2 meses e 27 dias)
Nomeado pelo governador de Mato Grosso Mário Correia da Costa [3][13][14][15][16]
30 Lourival Azambuja Sin foto.svg 13 de janeiro de 1937
até
15 de março de 1937
(2 meses e 2 dias)
Nomeado pelo governador Mário Correia da Costa [3][14][15][16]
31 Juvenal Vieira de Almeida Sin foto.svg 15 de março de 1937
até
27 de março de 1937
(12 dias)
Nomeado pelo interventor federal Manuel da Silva Pires [3][14][15][16]
32 Eduardo Olímpio Machado Sin foto.svg 27 de março de 1937
até
12 de agosto de 1941
(4 anos, 4 meses e 18 dias)
Eleito em data desconhecida [nota 16]
[3][13][14][15][16][26]
33 Demósthenes Martins Sin foto.svg 13 de agosto de 1941
até
1º de setembro de 1941
(19 dias)
Nomeado pelo interventor federal Júlio Müller [15][16]
34 Vespasiano Barbosa Martins Vespasiano Martins 1932.jpg 1º de setembro de 1941
até
12 de setembro de 1942
(1 ano e 11 dias)
Nomeado pelo interventor federal Júlio Müller [3][14][15][16][17][18]
35 Demósthenes Martins Sin foto.svg 12 de setembro de 1942
até
11 de abril de 1945
(2 anos, 6 meses e 29 dias)
Nomeado pelo interventor federal Júlio Müller [3][14][15][16]
36 Joaquim Teodoro de Faria Sin foto.svg 12 de abril de 1945
até
6 de junho de 1947
(2 anos, 1 mês e 24 dias)
Nomeado pelo interventor federal Júlio Müller [3][14][15][16]
Quarta República Brasileira (1945–1964)
37 Carlos Hugueney Filho Sin foto.svg 6 de junho de 1947
até
1º de dezembro de 1947
(5 meses e 25 dias)
Nomeado pelo governador Arnaldo Estêvão de Figueiredo [3][14][15][16][27]
38 Fernando Correia da Costa Fernando Correia da Costa.jpg 1º de dezembro de 1947
até
30 de janeiro de 1951
(3 anos, 1 mês e 28 dias)
União
Democrática Nacional

(UDN)
Arthur de Vasconcelos Eleito em data desconhecida [3][14][15][16][28][29]
39 Ary Coelho Sin foto.svg 31 de janeiro de 1951
até
21 de novembro de 1952
(1 ano, 9 meses e 20 dias)
Partido
Social Democrático

(PSD)
Eleito em 3 de outubro de 1950 [nota 17]
[3][14][15][16][30]
40 Mário Carrato Sin foto.svg 22 de novembro de 1952
até
26 de dezembro de 1952
(1 mês e 4 dias)
? Assumiu interinamente após a morte do titular na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16]
41 Nelson Borges de Barros Sin foto.svg 27 de dezembro de 1952
até
26 de janeiro de 1953
(29 dias)
? Assumiu interinamente após a morte do titular na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16]
42 Wilson Fadul Deputado (MT) Wilson Fadul.tif 26 de janeiro de 1953
até
30 de janeiro de 1955
(1 ano, 11 meses e 26 dias)
Partido
Trabalhista Brasileiro

(PTB)
Eleito em pleito suplementar [3][14][15][16][31][32]
43 Marcílio de Oliveira Lima Sin foto.svg 31 de janeiro de 1955
até
30 de janeiro de 1959
(4 anos)
União
Democrática Nacional

(UDN)
Dinamérico Inácio de Souza Eleito em 3 de outubro de 1954 [3][14][15][16][33]
44 Wilson Barbosa Martins Wilson Barbosa senador.jpg 31 de janeiro de 1959
até
24 de janeiro de 1963
(3 anos, 11 meses e 24 dias)
União
Democrática Nacional

(UDN)
Luiz Alexandre de Oliveira Eleito em 3 de outubro de 1958 [3][14][15][16][34][35][36]
Luiz Alexandre de Oliveira Sin foto.svg 24 de janeiro de 1963
até
30 de janeiro de 1963
(6 dias)
? Vice-prefeito, assumiu após o afastamento do titular por motivo de doença [3][14][15][16]
45 Mendes Canale Mendes Canale (17503254998).jpg 31 de janeiro de 1963
até
30 de janeiro de 1967
(4 anos)
PSD (até 1965)
ARENA (após 1965)
Nelson Trad Eleito em 7 de outubro de 1962 [3][14][15][16][37]
Quinta República Brasileira (1964–1985)
46 Plínio Martins Plínio Barbosa Martins.jpg 31 de janeiro de 1967
até
30 de janeiro de 1970
(4 anos)
Movimento
Democrático Brasileiro

(MDB)
Hélio Mandetta Eleito em 15 de novembro de 1966 [3][14][15][16][38]
47 Mendes Canale Mendes Canale (17503254998).jpg 31 de janeiro de 1970
até
30 de janeiro de 1973
(4 anos)
Aliança
Renovadora Nacional

(ARENA)
Mário Caldas Eleito em 1969 [3][14][15][16][37]
48 Levy Dias Sin foto.svg 31 de janeiro de 1973
até
30 de janeiro de 1977
(4 anos)
Aliança
Renovadora Nacional

(ARENA)
? Eleito em 1972 [3][14][15][16][39][40]
49 Marcelo Miranda Sin foto.svg 31 de janeiro de 1977
até
29 de junho de 1979
(2 anos, 4 meses e 28 dias)
Aliança
Renovadora Nacional

(ARENA)
Alberto Cubel Brull Eleito em 1976 [nota 18]
[3][14][15][16][41][42]
50 Albino Coimbra Filho Sin foto.svg 29 de junho de 1979
até
7 de novembro de 1980
(1 ano, 4 meses e 9 dias)
ARENA (até 1979)
PDS (após 1979)
Assumiu interinamente após a renúncia do titular na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16][43][44]
51 Leon Denizart Conte Sin foto.svg 7 de novembro de 1980
até
19 de novembro de 1980
(12 dias)
Partido
Democrático Social

(PDS)
Assumiu interinamente na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16]
52 Levy Dias Sin foto.svg 19 de novembro de 1980
até
6 de abril de 1982
(1 ano, 4 meses e 18 dias)
Partido
Democrático Social

(PDS)
Nomeado pelo governador de Mato Grosso do Sul Pedro Pedrossian [nota 19]
[3][14][15][16][39][40][45]
53 Valdir Pires Cardoso Sin foto.svg 6 de abril de 1982
até
12 de maio de 1982
(1 mês e 6 dias)
Partido
Democrático Social

(PDS)
Assumiu interinamente após a renúncia do titular na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16][46]
54 Heráclito de Figueiredo Sin foto.svg 12 de maio de 1982
até
14 de março de 1983
(10 meses e 2 dias)
Partido
Democrático Social

(PDS)
Nomeado pelo presidente João Figueiredo [3][14][15][16][47]
55 Nelly Bacha Sin foto.svg 14 de março de 1983
até
20 de maio de 1983
(3 meses e 6 dias)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Assumiu interinamente após a exoneração do titular na qualidade de presidente da Câmara Municipal [3][14][15][16][48]
56 Lúdio Coelho Lúdio Martins Coelho.jpg 20 de maio de 1983
até
31 de dezembro de 1985
(2 anos, 7 meses e 11 dias)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Nomeado pelo governador Wilson Barbosa Martins [3][14][15][16][49][50]
Sexta República Brasileira (1985–presente)
57 Juvêncio da Fonseca Juvêncio da Fonseca (cropped).jpg 1º de janeiro de 1986
até
31 de dezembro de 1988
(3 anos)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Francisco Maia Eleito em 15 de novembro de 1985 [3][14][15][16][51][52]
58 Lúdio Coelho Lúdio Martins Coelho.jpg 1º de janeiro de 1989
até
31 de dezembro de 1992
(4 anos)
Partido
Trabalhista Brasileiro

(PTB)
Marilu Guimarães Eleito em 15 de novembro de 1988 [3][14][15][16][49][50]
59 Juvêncio da Fonseca Juvêncio da Fonseca (cropped).jpg 1º de janeiro de 1993
até
31 de dezembro de 1996
(4 anos)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Heráclito de Figueiredo Eleito em 15 de novembro de 1992 (2º turno) [3][14][15][16][51][52]
60 André Puccinelli Puccinelli04072007.jpg 1º de janeiro de 1997
até
31 de dezembro de 2004
(8 anos)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Oswaldo Possari Eleito em 31 de outubro de 1996 (2º turno) e reeleito em 1º de outubro de 2000 (1º turno) [3][14][15][16][53][54][55]
61 Nelson Trad Filho Nelson trad filho.jpg 1º de janeiro de 2005
até
31 de dezembro de 2012
(8 anos)
Partido do
Movimento Democrático Brasileiro

(PMDB)
Marisa Serrano (2005-2006)
Nenhum (2006-2008)
Edil Albuquerque (2009-2012)
Eleito em 3 de outubro de 2004 (1º turno) e reeleito em 5 de outubro de 2008 (1º turno) [3][56][57]
62 Alcides Bernal Alcides Bernal.jpg 1º de janeiro de 2013
até
12 de março de 2014
(1 ano, 2 meses e 11 dias)
Partido
Progressista

(PP)
Gilmar Olarte Eleito em 28 de outubro de 2012 (2º turno) [nota 20]
[3][58][6]
63 Gilmar Olarte Gilmar Olarte (cropped).jpg 13 de março de 2014
até
25 de agosto de 2015
(1 ano, 5 meses e 12 dias)
Partido
Progressista

(PP)
Vice-prefeito, assume em virtude da cassação do mandato do titular [nota 21]
[3][7][8]
64 Alcides Bernal Alcides Bernal prefeito.jpg 25 de agosto de 2015
até
31 de dezembro de 2016
(1 ano, 4 meses e 6 dias)
Partido
Progressista

(PP)
Prefeito reconduzido ao cargo por decisão judicial [9]
65 Marcos Trad Marquinhos Trad (cropped).jpg Desde
1º de janeiro de 2017
(1 anos e 8 meses até o momento)
Partido
Social Democrático

(PSD)
Adriane Lopes Eleito em 30 de outubro de 2016 (2º turno) [10]

Notas

  1. Nomeado em 1899, foi eleito vice em 1902. Com a recusa do titular Bernardo Franco Baís em tomar posse, Mestre permanece no cargo por mais dois anos.
  2. Renunciou ao cargo.
  3. Vice-intendente, assumiu após renúncia do titular.
  4. Ausentou-se do cargo duas vezes. A intendência foi ocupada interinamente por Nilo Javari Barem, entre 10 de setembro e 19 de outubro de 1910; e por Apulcro Brasil, entre 20 de dezembro de 1910 e 18 de fevereiro de 1911.
  5. O intendente eleito, José Alves Quito, não tomou posse devido à uma crise política. Assume, então, José Santiago e Enoch Vieira de Almeida, mas Enoch afasta-se posteriormente. José Santiago, então, cumpre todo este mandato.
  6. Renunciou ao cargo.
  7. Divide o cargo com Sebastião da Costa Lima, até deixar o posto.
  8. Vice-intendente, assumiu após renúncia do titular. Divide o cargo com Sebastião da Costa Lima e depois com João Pedro de Souza.
  9. Intendente nomeado após anulações das eleições de 1917. O fato marca o fim da dualidade de poder.
  10. Renunciou ao cargo.
  11. Vice-intendente, assumiu após renúncia do titular.
  12. Deposto após a Revolução de 1930.
  13. Militar, assume após a Revolução de 1930.
  14. Renunciou ao cargo.
  15. Renunciou ao cargo.
  16. Renunciou ao cargo.
  17. Morto no exercício do mandato.
  18. Renunciou ao cargo.
  19. Renunciou ao cargo.
  20. Teve o mandato cassado em 12 de março de 2014.
  21. Afastado do cargo em 25 de agosto de 2015.

Referências

  1. Vasconcelos, Nícholas (25 de agosto de 2012). «Campo Grande, 113 anos: quem somos?». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  2. a b c Rocha, Leonardo (26 de agosto de 2017). «Chico Mestre, o primeiro prefeito da cidade, tinha fama de 'bom gestor'». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi bj bk bl Maymone, Gabriel (1 de janeiro de 2017). «Marcos Trad assume o cargo hoje e será o 63º prefeito de Campo Grande». Correio do Estado. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  4. Burema, Danúbia (28 de outubro de 2012). «História: cidade elegeu neste domingo 17º prefeito pelo voto». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  5. Secundo, Laureano (24 de agosto de 2016). «Ser prefeito de Campo Grande garante futuro político». Diário Digital. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  6. a b Da Mata, Fernando (13 de março de 2014). «Por 23 votos a 6, prefeito de Campo Grande é cassado pela Câmara». G1 MS. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  7. a b Rafael, Hélder (13 de março de 2014). «Em posse, Olarte pede perdão e pacto de amor por Campo Grande». G1 MS. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  8. a b Fernandes, Luiz Felipe (25 de agosto de 2015). «Justiça afasta prefeito e presidente da Câmara de Campo Grande». UOL. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  9. a b Maymone, Gabriel (25 de agosto de 2015). «Tribunal de Justiça determina volta de Alcides Bernal à prefeitura de Campo Grande». Correio do Estado. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  10. a b «Trad toma posse e diz que capital de MS ficará em ordem em até 14 meses». G1 MS. 1 de janeiro de 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  11. Lima, Flavia (30 de outubro de 2016). «Campo Grande: Marquinhos Trad é eleito prefeito». Valor Econômico. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  12. a b «Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Histórico» (PDF). 3 páginas. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  13. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u Carlos Alexandre Barros Trubiliano (2015). «A Fundação do Homem Público nos Primórdios do Coronelismo em Campo Grande» (PDF). Revista Espacialidades. 8 (1). 17 páginas. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  14. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh Campo Grande - 100 Anos de Construção. Campo Grande: Matriz. 1999 
  15. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi bj bk 100 anos do Legislativo de Campo Grande. Campo Grande: Câmara Municipal de Campo Grande. 2005 
  16. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi «Prefeitos/Intendentes». Arquivo Histórico de Campo Grande. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  17. a b c d «Vespasiano Barbosa Martins». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  18. a b c d «Nos 40 anos de MS, confira 40 personalidades que fizeram história no Estado». Midiamax. 11 de outubro de 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  19. «Rosário Congro». Academia Mato-Grossense de Letras. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  20. a b «Arnaldo Estêvão de Figueiredo». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  21. Arruda, Ângelo (27 de abril de 2016). «Texto de 1921 fala sobre Campo Grande e de uma política que teima em não mudar». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  22. «Olarte homenageia ex-prefeitos com Alvorada Festiva na casa de Juvêncio». Midiamax. 25 de agosto de 2014. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  23. «Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul». Acrissul. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  24. Davis, Helton (10 de julho de 2016). «'Estado de Maracaju' completaria hoje 84 anos de criação». A Crítica de Campo Grande. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  25. Filho, Dante (22 de junho de 2017). «Wilson 100 anos - Entrevista Exclusiva (2): 100 anos - Wilson trabalhou como censor na Era Vargas». Blog do Dante Filho. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  26. Neto, Almeida (26 de dezembro de 2015). «Perto de terminar mais um ano em que Campo Grande 'quase' teve três prefeitos». Midiamax. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  27. Alves, Gerciane (25 de maio de 2015). «Clodoaldo Hugueney, sobrinho de ex-prefeito da Capital, morre aos 72 anos». Midiamax. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  28. «Fernando Correia da Costa». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  29. Abbud, Bruno (3 de abril de 2017). «Fernando Corrêa da Costa, o homem por trás da avenida». O Livre. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  30. Moura, Ludyney (10 de agosto de 2014). «Capital já teve assassinato, renúncia por "honra" e cassação de prefeitos». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  31. «Wilson Fadul». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  32. Kempfer, Ângela (18 de outubro de 2011). «Morre no RJ ex-prefeito de Campo Grande Wilson Fadul, aos 91 anos». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  33. «Marcílio de Oliveira Lima». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  34. «Wilson Barbosa Martins». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  35. Filho, Dante (23 de junho de 2017). «Entrevista exclusiva (3) 100 anos: Wilson na prefeitura de Campo Grande». Blog do Dante Filho. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  36. De Souza, Thiago (15 de junho de 2017). «Sessão Solene celebra 100 anos de vida do ex-governador Wilson Barbosa Martins». Top Mídia News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  37. a b «Antônio Mendes Canale». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  38. «Plínio Martins». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  39. a b «Levy Dias». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  40. a b Sanchez, Izabela (11 de junho de 2017). «Juíza determina saída de famílias sem-terra de fazenda de ex-prefeito». Midiamax. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  41. «Marcelo Miranda Soares». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  42. Cordeiro Chagas, Wagner (12 de junho de 2017). «MS 40 Anos: O governo Marcelo Miranda Soares (Arena-PDS 1979-1980)». Marco Eusébio - Entrelinhas da Notícia. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  43. «Albino Coimbra Filho». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  44. «Apartamentos entregues na Capital são responsáveis pela mudança da qualidade de vida de várias famílias». A Tribuna News. 10 de novembro de 2012. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  45. «Ex-prefeitos dão aula para novos secretários de Campo Grande». G1 MS. 28 de dezembro de 2016. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  46. Nonato de Souza, Paulo (17 de dezembro de 2016). «Morre Valdir Pires Cardoso, ex-prefeito de Campo Grande, aos 68 anos». Campo Grande News. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  47. «Morre Heráclito Figueiredo, ex-prefeito de Campo Grande». Midiamax. 1 de março de 2010. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  48. «Rose poderá ser a primeira prefeita eleita de Campo Grande». MS Notícias. 1 de agosto de 2016. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  49. a b «Lúdio Coelho». CPDOC-FGV. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  50. a b «Morre Lúdio Martins Coelho, aos 88 anos». O Progresso. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  51. a b «Juvêncio da Fonseca». CPDOC-FGV. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  52. a b «Ex-senador e ex-prefeito Juvêncio da Fonseca passa mal e é internado em Campo Grande». G1 MS. 7 de novembro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  53. «André Puccinelli». CPDOC-FGV. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  54. Ferreira, Marta (28 de outubro de 2012). «De 1996 a 2012, o paralelo entre duas eleições». Campo Grande News. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  55. «Puccinelli vence com 68,13% dos votos». Folha de S. Paulo. 2 de outubro de 2000. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  56. «PMDB mantém controle da capital». UOL. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  57. Naves de Oliveira, João (5 de outubro de 2008). «Nelson Trad é reeleito em Campo Grande com 71% dos votos». Estadão. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  58. Queiroz, Tatiane (1 de janeiro de 2013). «Prefeito Alcides Bernal e vereadores tomam posse em Campo Grande». G1 MS. Consultado em 1 de dezembro de 2017.