Lista de presidentes da Coreia do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem of South Korea.svg
Parte da série sobre
Política da
Coreia do Sul
Portal da Coreia do Sul

Esta é a lista dos presidentes da Coreia do Sul desde sua independência.

Nos termos da Constituição da Coreia do Sul, o Presidente da República da Coreia (Coreia do Sul) é o chefe de Estado e chefe de governo da República da Coreia. O presidente é também o comandante em chefe das Forças Armadas da Coreia do Sul.

O mandato presidencial é fixado em cinco anos desde 1988. Anteriormente era fixado em quatro anos de 1948 a 1972, seis anos de 1972 a 1981, e sete anos de 1981 a 1988. Desde 1981, o presidente é impedido de reeleição. O presidente deve ter pelo menos 40 anos de idade, viver na Coreia do Sul por cinco anos, e ter a cidadania sul-coreana.

Lista de presidentes da República da Coreia (1948 – atualmente)[editar | editar código-fonte]

      Conservador (atual: Partido Saenuri)       Liberal (atual: Nova Aliança Política para a Democracia)       Militar       Independente

Imagem Nome Mandato Período de governo Eleição presidencial Afiliação
Presidente da Primeira República
1 Rhee Syng-Man in 1956.jpg Rhee Syng-man
Yi Seungman
이승만 / 李承晩
(1875–1965)
1 24 de julho
1948
14 de agosto
1952
1948 — 91,8% NARRKI [ko] (1948-1951)
Partido Liberal (1951-1960)
2 15 de agosto
1952
14 de agosto
1956
1952 — 74,6%
3 15 de agosto
1956
27 de abril
1960
1956 — 70,0%
1960 — 97,0%
O único presidente da Primeira República da Coreia. A Guerra da Coreia ocorreu de 1950 a 1953. Forçado a renunciar na Revolução de Abril de 1960.
Durante este intervalo, o primeiro-ministro Heo Jeong (허정 / 許政) foi o presidente interino.
Presidente da Segunda República
2 Yun Bo-seon.jpg Yun Bo-seon
Yun Boseon
윤보선 / 尹潽善
(1897–1990)
4 12 de agosto
1960
24 de março
1962
1960 — 82,2% Partido Democrático (1960-1962)
Novo Partido Democrático (1962)
O único presidente da Segunda República da Coreia. Park Chung-hee assumiu o controle de facto sobre o país ao liderar o Golpe de Estado de 16 de Maio em 1961.
Presidente do Conselho Supremo para a Reconstrução Nacional
Park Chung-hee 1963's.png Park Chung-hee
Bak Jeonghui
박정희 / 朴正熙
(1917–1979)
24 de março
1962
17 de dezembro
1963
Presidente interino Militar
Park Chung-hee foi o líder de facto do país desde o Golpe de Estado de 16 de Maio em 1961, o que efetivamente derrubou a Segunda República da Coreia. Park também se tornou presidente interino após a renúncia de Yun Bo-seon em 1962.
Presidente da Terceira República
3 Park Chung-hee 1963's.png Park Chung-hee
Bak Jeonghui
박정희 / 朴正熙
(1917–1979)
5 17 de dezembro
1963
30 de junho
1967
1963 — 46,6% Partido Democrático Republicano
6 1 de julho
1967
30 de junho
1971
1967 — 51,4%
7 1 de julho
1971
26 de dezembro
1972
1971 — 53,2%
O único presidente da Terceira República da Coreia. Industrializou com sucesso a Coreia do Sul e melhorou a economia de forma significativa. Ele também propôs enormes políticas variadas, movimentos e pactos que ajudaram a construir a atual Coreia do Sul.
Presidentes da Quarta República
(3) Park Chung-hee 1963's.png Park Chung-hee
Bak Jeonghui
박정희 / 朴正熙
(1917–1979)
8 27 de dezembro
1972
26 de dezembro
1978
1972 — 99,9% Partido Democrático Republicano
9 27 de dezembro
1978
26 de outubro
1979
1978 — 99,9%
O primeiro presidente da Quarta República da Coreia. Assassinado por Kim Jae-kyu, o diretor da Agência de Inteligência Central Coreana (KCIA).
Durante este intervalo, o primeiro-ministro Choi Kyu-hah (최규하 / 崔圭夏), foi o presidente interino.
4 Choi Kyu Hah.png Choi Kyu-hah
Choe Gyuha
최규하 / 崔圭夏
(1919–2006)
10 6 de dezembro
1979
16 de agosto
1980
1979 — 96,7% Independente
O segundo presidente da Quarta República da Coreia. Chun Doo-hwan assumiu o controle de facto sobre o país ao liderar o Golpe de Estado de 12 de Dezembro em 1979. Movimento de Democratização de Gwangju em 1980.
Durante este intervalo, o primeiro-ministro Pak Choong-hoon (박충훈 / 朴忠勋), foi o Presidente interino.
5 Chun Doo-hwan.png Chun Doo-hwan
Jeon Duhwan
전두환 / 全斗煥
(1931– )
11 1 de setembro
1980
25 de fevereiro
1981
1980 — 99,9% Partido da Justiça Democrática
O terceiro presidente da Quarta República da Coreia.
Presidente da Quinta República
(5) Chun Doo-hwan.png Chun Doo-hwan
Jeon Duhwan
전두환 / 全斗煥
(1931– )
12 25 de fevereiro
1981
24 de fevereiro
1988
1981 — 90,2% Partido da Justiça Democrática
O único presidente da Quinta República da Coreia.
Presidentes da Sexta República
6 Roh Tae-woo - cropped, 1989-Mar-13.jpg Roh Tae-woo
No Taeu
노태우 / 盧泰愚
(1932– )
13 25 de fevereiro
1988
24 de fevereiro
1993
1987 — 36,6%
8.282.738
Partido da Justiça Democrática
O primeiro presidente da Sexta República da Coreia e o primeiro presidente após a introdução de eleições diretas livres e justas. Roh continuou comprometido com reformas democráticas. Durante seu mandato foram realizados os Jogos Olímpicos de Verão de 1988, em Seul. Antes de assumir, atuou como general do exército sul-coreano, sendo um aliado e amigo do presidente anterior da Quinta República, Chun Doo-hwan.
7 Kim Young-sam.png Kim Young-sam
Gim Yeongsam
김영삼 / 金泳三
(1927–2015)
14 25 de fevereiro
1993
24 de fevereiro
1998
1992 — 42,0%
9.977.332
Partido Democrático Liberal (1993-1995)
Partido Nova Coreia (1995-1997)
O segundo presidente da Sexta República da Coreia. O primeiro ativista democrático a ser eleito presidente. Kim se esforçou para reformar o governo e economia. Ele teve o ex-presidente Chun Doo-hwan e Roh Tae-woo presos sob a acusação de corrupção e traição, ganhando condenações contra ambos, mais tarde perdoados com o conselho do então presidente eleito, Kim Dae-jung. Kim também concedeu anistia a milhares de presos políticos, e removeu as condenações de manifestantes pró-democracia que haviam sido presos durante o massacre de Gwangju, na sequência do Golpe de Estado de 12 de Dezembro. Liderou uma campanha anti-corrupção, exigindo que as autoridades militares e do governo publicassem seus registros financeiros, precipitando a renúncia de vários oficiais de alta patente e membros do gabinete.
8 Kim Dae-jung (Cropped).png Kim Dae-jung
Gim Daejung
김대중 / 金大中
(1925–2009)
15 25 de fevereiro
1998
24 de fevereiro
2003
1997 — 40,3%
10.326.275
Congresso Nacional para a Nova Política (1998-2000)
Partido Democrático do Novo Milênio (2000-2002)
O terceiro presidente da Sexta República da Coreia. O primeiro presidente liberal/centrista da Sexta República. Kim formulou e implementou a política Sunshine de envolvimento com a Coreia do Norte e foi o primeiro presidente sul-coreano a visitar a Coreia do Norte em 2000, reunindo-se com o líder norte-coreano Kim Jong-il em Pyongyang. Recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2000 "por seu trabalho pela democracia e direitos humanos na Coreia do Sul e no Lerte da Ásia em geral, e pela paz e reconciliação com a Coreia do Norte em particular."[1] Co-sediou a Copa do Mundo FIFA de 2002 com o país vizinho Japão.
9 Roh Moo-hyun - cropped headshot, 2004-Oct-26.jpg Roh Moo-hyun
No Muhyeon
노무현 / 盧武鉉
(1946–2009)
16 25 de fevereiro
2003
12 de março
2004
2002 — 48,91%
12.014.277
Partido Democrático do Novo Milênio (2003)
Durante este intervalo, o primeiro-ministro Goh Kun (고건 / 高建) foi o Presidente interino.
14 de maio
2004
24 de fevereiro
2008
Reintegrado por falha de impeachment Nosso Partido Aberto [Nosso Partido Aberto] (2004-2007)
O quarto presidente da Sexta República da Coreia. O segundo presidente liberal/centrista da Sexta República. Roh deu continuidade da política Sunshine de engajamento com a Coreia do Norte. O primeiro presidente da Sexta República julgado por impeachment. Roh planejou criar uma capital administrativa, mas ele sofreu um revés por decisão da Suprema Corte de que a mudança da capital era inconstitucional. Ao invés disso, Roh optou por um centro administrativo. Atuou como membro da Assembleia Nacional por Dong-gu (Busan) (1988-1992). Cometeu suicídio em 2009.
10 Sebastián Piñera - Lee Myung-bak (cropped).jpg Lee Myung-bak
Yi Myeongbak
이명박 / 李明博
(1941– )
17 25 de fevereiro
2008
24 de fevereiro
2013
2007 — 48,7%
11.492.389
Grande Partido Nacional (2008-2012)
Partido Saenuri [Partido Nova Fronteira] (2012-2013)
O quinto presidente da Sexta República da Coreia. Lee implementou uma política mais dura em relação à Coreia do Norte, através da Doutrina MB. Reverteu o regime de importação de carne dos EUA em 2008, juntamente com uma série de protestos anti-importação de carne bovina dos Estados Unidos. Tentou reduzir o desenvolvimento de Sejong em um centro de educação, ciência e negócios, em vez de centro administrativo nacional com o apoio e respaldo do ex-primeiro-ministro Chung Un-chan. Conflitos crescentes com a Coreia do Norte resultaram no naufrágio do Cheonan e bombardeamento de Yeonpyeong. Lee também tornou-se o primeiro presidente sul-coreano a visitar Dokdo, o que intensificou ainda mais as tensões com o Japão em 2012, antes do final de seu mandato. Atuou como membro da Assembleia Nacional por Jongno-gu (1996-1998), e Prefeito de Seul (2002-2006).
11 Park Geun-hye (cropped).jpg Park Geun-hye
Bak Geunhye
박근혜 / 朴槿惠
(1952– )
18 25 de fevereiro
2013
10 de março[2]
2017
2012 — 51,6%
15.773.128
Partido Saenuri [Partido Nova Fronteira]
A sexta presidente da Sexta República da Coreia do Sul. Park é filha do ex-presidente Park Chung-hee, e ela é a primeira presidente mulher da Coreia do Sul. Atuou como membra da Assembleia Nacional por Dalseong (1998-2012), por Representação Proporcional (2012). Foi afastada temporariamente de seu cargo em Dezembro de 2016 e em Março de 2017, definitivamente.
-11 Hwang Kyo-ahn December 2016.jpg Hwang Kyo-ahn
Bak Geunhye
황교안
(1957– )
(interino) 10 de março
2017
no cargo Independente
Como Primeiro-Ministro, assumiu interinamente a Presidência do País após o Impeachment da títular.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «The Nobel Peace Prize 2000». Nobel Foundation. Consultado em 20 de outubro de 2008 
  2. «Presidente da Coreia do Sul sofre impeachment meses após escândalo». O Globo. 9 de março de 2017