Lista de representantes portugueses para o Óscar de melhor filme internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Desde 1980, Portugal é representado no Óscar de melhor filme internacional. Nenhuma das submissões da Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas constava na lista oficial dos cinco nomeados. Até a edição do Oscar 2021, Portugal havia submetido 37 filmes, detendo o recorde negativo do país que mais vezes submeteu filmes sem nunca ter sido nomeado.[1] A maioria dos filmes (nove) foram realizados por Manoel de Oliveira.[2]

Representantes[editar | editar código-fonte]

Ano Título Realizador Resultado
1980 Manhã Submersa Lauro António Não nomeado
1982 Francisca Manoel de Oliveira Não nomeado
1983 Sem Sombra de Pecado José Fonseca e Costa Não nomeado
1984 O Lugar do Morto António-Pedro Vasconcelos Não nomeado
1985 Ana Margarida Cordeiro e António Reis Não nomeado
1988 Tempos Difíceis João Botelho Não nomeado
1989 Os Canibais Manoel de Oliveira Não nomeado
1990 O Processo do Rei João Mário Grilo Não nomeado
1991 O Sangue Pedro Costa Não nomeado
1992 O Dia do Desespero Manoel de Oliveira Não nomeado
1993 Vale Abraão Manoel de Oliveira Não nomeado
1994 Três Palmeiras João Botelho Não nomeado
1995 A Comédia de Deus João César Monteiro Não nomeado
1997 Viagem ao Princípio do Mundo Manoel de Oliveira Não nomeado
1998 Inquietude Manoel de Oliveira Não nomeado
1999 Os Mutantes Teresa Villaverde Não nomeado
2000 Tarde Demais José Nascimento Não nomeado
2001 Camarate Luís Filipe Rocha Não nomeado
2002 O Delfim Fernando Lopes Não nomeado
2003 Um Filme Falado Manoel de Oliveira Não nomeado
2004 O Milagre Segundo Salomé Mário Barroso Não nomeado
2005 Noite Escura João Canijo Não nomeado
2006 Alice Marco Martins Não nomeado
2007 Belle Toujours Manoel de Oliveira Não nomeado
2008 Aquele Querido Mês de Agosto Miguel Gomes Não nomeado
2009 Um Amor de Perdição Mário Barroso Não nomeado
2010 Morrer Como Um Homem João Pedro Rodrigues Não nomeado
2011 José e Pilar Miguel Gonçalves Mendes Não nomeado
2012 Sangue do Meu Sangue João Canijo Não nomeado
2013 Linhas de Wellington Valeria Sarmiento Não nomeado
2014 E Agora? Lembra-me Joaquim Pinto Não nomeado
2015 As Mil e Uma Noites Miguel Gomes Não nomeado
2016 Cartas da Guerra Ivo Ferreira Não nomeado
2017 São Jorge[3] Marco Martins Não nomeado
2018 Peregrinação João Botelho Não nomeado[4]
2019 A Herdade Tiago Guedes Não nomeado[5]
2020 Vitalina Varela[nota 1] Pedro Costa Não nomeado[1]
2021 A Metamorfose dos Pássaros[8] Catarina Vasconcelos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Inicialmente, Listen, de Ana Rocha de Sousa, havia sido o escolhido pela Academia Portuguesa de Cinema como representante oficial de Portugal, mas foi rejeitado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood por conter mais de 50% dos diálogos em língua inglesa, o que é contrário às regras da categoria de melhor filme internacional. Para substituí-lo, a APC submeteu Vitalina Varela.[6][7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]