Lista de torcidas organizadas do Esporte Clube Vitória

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta é uma lista de torcidas organizadas do Esporte Clube Vitória, tanto as atuais quando as já antigas.

A cantora Ivete Sangalo, torcedora do clube, no Barradão.[1][2]
Atuais
  • Torcida Uniformizada Os Imbatíveis: fundada em 20 de outubro de 1997 por quatro torcedores que idealizavam uma torcida mais atuante e que honrasse e defendesse sempre o Esporte Clube Vitória em qualquer situação, e criaram essa que é hoje a maior e mais conhecida torcida do Leão.[3][4][5][6]
  • Torcida Camisa 12 do Vitória: nasceu da união de duas torcidas do clube, a Leões da Fiel e a Torcida Jovem Rubro-Negra, em 2008, visando dar mais apoio ao time e gerar mais interesse em uma torcida renovada e mais ativa.[3][7][8]
  • Torcida Uniformizada Viloucura.[6][9][10]
  • Torcida Uniformizada Comando Vermelho e Preto: criada em 1997.[11]

Extintas

  • Batucada: fundada nos anos 40, foi uma das primeiras torcida organizadas do Brasil.[12]
  • O Barão de Mococoff: principal nome das lideranças individuais na torcida rubro-negra, Osvaldo Hugo Sacramento, o Barão de Mococoff, liderou os gritos que vinham das arquibancadas. Foi sucedido por Natal Silvani e, mais tarde, por Alvinho Barriga Mole e Rosicleide Aquino.[12]
  • Vanguarda Rubro-Negra: foi a primeira torcida do Vitória a ter ações e formatos das torcidas organizadas vistas hoje no país. Fundada em 1976, era liderada por Jurandir,e os irmãos Manta, Antonio e João. Tinha faixas bastante famosas como as com os dizeres: "Com o Vitória onde ele estiver" e "Até que a morte nos separe".[12]
  • Jovem Rubro-Negra: fundada em 17 de julho de 2003, da fusão de parte da Viloucura com a Mancha Rubro-Negra.[3][13]
  • Torcida Leões da Fiel: era a mais antiga torcida organizada em atividade no Vitória, fundada em 27 de fevereiro de 1984. Apresentava cerca de 15.000 membros cadastrados. Em 1993, recebeu o prêmio de melhor torcida do Brasil pela Revista Placar, devido ao fato de ser uma torcida muito ativa nos estádios. Em 1995, 1996 e 1997, foi tricampeã da Taça Zuza Ferreira, concedida pela TV Bahia em parceria com a Federação Baiana. Neste evento foi escolhida melhor torcida do campeonato baiano destes anos. Estes bons trabalhos renderam patrocínios como o do Excel Econômico, COT, Vitalmed, Fiat, Mesbla Veículos, Coral, Insinuante, TAM, entre outros.[13] Nos anos 2000, não mais com a mesma força devido ao surgimento de outras torcidas mais ativas, acabou perdendo muitos integrantes e atritos internos eram cada vez mais frequentes. Assim, junto à Torcida Jovem Rubro-Negra, formou a Camisa 12.[13]

Referências

  1. «Ivete Sangalo, torcedora fervorosa do Vitória». ECV News Vitória. Consultado em 20 de julho de 2012. Arquivado do original em 14 de março de 2014 
  2. Lindomar Assis (4 de novembro de 2011). «Jogadores do Vitória pedem apoio de Ivete Sangalo no Barradão». Esportes Terra.com. Consultado em 20 de julho de 2012 
  3. a b c Lucas Serra (1 de janeiro de 2009). «Torcidas do Esporte Clube Vitória». ecvitorianoticias. Consultado em 21 de março de 2014 
  4. «ENTREVISTA DO MÊS: FERNANDO BAIA DA BANDA TIHUANA». osimbativeis.com.br. Consultado em 29 de outubro de 2010. Arquivado do original em 26 de setembro de 2011 
  5. «HISTÓRIA». osimbativeis.com.br. Consultado em 29 de outubro de 2010 
  6. a b «APOIO - Líderes de torcidas são recebidos por dirigentes antes do treino no CT». ecvitoria.com. 4 de abril de 2014. Consultado em 5 de abril de 2014 
  7. Perfil da Torcida
  8. «A Camisa 12 do Vitória». camisa12dovitoria.com.br. Consultado em 29 de outubro de 2010 
  9. «Viloucura comemora 10 anos de vida.». canalecvitoria.com.br. Agosto de 2008. Consultado em 29 de outubro de 2010 
  10. Tainara Figueiredo (26 de abril de 2013). «Viloucura protesta contra a diretoria do Vitória». Metro1. Consultado em 21 de março de 2014 
  11. «Perfil da Torcida no Facebook». Consultado em 21 de março de 2014 
  12. a b c «Organizadas brilham no Vitória desde os anos 40». BarradaoOnline.com.br. Consultado em 8 de abril de 2010 
  13. a b c «Um pouco de cada». BarradaoOnline.com.br. Consultado em 8 de abril de 2010