Lista do Patrimônio Mundial em Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Localização do Patrimônio Mundial em Angola.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) propôs um plano de proteção aos bens culturais do mundo, através do Comité sobre a Proteção do Património Mundial Cultural e Natural, aprovado em 1972.[1] Esta é uma lista do Patrimônio Mundial existente em Angola, especificamente classificada pela UNESCO e elaborada de acordo com dez principais critérios cujos pontos são julgados por especialistas na área. Angola, país que mescla uma relevante herança cultural pré-europeia com o legado artístico e cultural lusitano, ratificou a convenção em 7 de novembro de 1991, tornando seus locais históricos elegíveis para inclusão na lista.[2]

O sítio Mabanza Congo foi o primeiro local de Angola incluído na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por ocasião da 41ª Sessão do Comitè do Património Mundial, realizada em Cracóvia (Polónia) em 2017.[3] Desde a mais recente adesão à lista, Angola totaliza 1 sítio classificado como Patrimônio da Humanidade, sendo este de classificação cultural.

Bens culturais e naturais[editar | editar código-fonte]

Angola conta atualmente com os seguintes lugares declarados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO:

Um grupo carnavalesco desfilando em Mbanza Kongo.jpg Mabanza Congo: Vestígios da Capital do Antigo Reino do Congo
Bem cultural inscrito em 2017.
Localização: Bengo
A cidade de Mbanza Kongo, localizada em um planalto a uma altitude de 570 metros, foi a capital política e espiritual do Reino de Kongo, um dos maiores estados constituídos do sul da África entre os séculos XI4 e XIX. A área histórica cresceu ao redor da residência real, da corte habitual e da árvore santa, bem como dos lugares funerários reais. Quando os portugueses chegaram no século XV, eles adicionaram edifícios de pedra construídos de acordo com os métodos europeus à conurbação urbana existente construída em materiais locais. Mbanza Kongo ilustra, mais do que em qualquer lugar da África subsaariana, as profundas mudanças causadas pela introdução do cristianismo e a chegada dos portugueses à África Central. (UNESCO/BPI)[4]

Lista Indicativa[editar | editar código-fonte]

Em adição aos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, os Estados-membros podem manter uma lista de sítios que pretendam nomear para a Lista de Patrimônio Mundial, sendo somente aceitas as candidaturas de locais que já constarem desta lista.[5] Desde 2017, Angola possui 13 locais na sua Lista Indicativa.[6]

Sítio Imagem Localização Ano Dados UNESCO Descrição
Fortaleza de São Miguel Luanda Skyline (19851823958).jpg Luanda 1996 Cultural: (iv) "A Fortaleza de São Miguel foi estabelecida na antiga montanha de São Paulo, próximo à ponte da Ilha de Luanda. É a primeira edificação defensiva construída em Angola e Paulo Dias de Novais, o primeiro Governador de Angola que desembarcou em Luanda em 1575, foi o comendador da obra. É uma grande área murada com fortificações e contra-fortes em forma poligonal."
Fortaleza de São Pedro da Barra Fortaleza Luanda.JPG Luanda 1996 Cultural "A Fortaleza de São Pedro da Barra, situada no antigo Morro de Kassandama, atualmente no bairro de Ngola Kiluange de Luanda. Em 1663, o Rei de Portugal ordenou a construção de uma forte defesa na Barra de Luanda."

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências