Lista do Patrimônio Mundial em Singapura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Localização dos Sítios do Patrimônio Mundial em Singapura.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) propôs um plano de proteção aos bens culturais do mundo, através do Comité sobre a Proteção do Património Mundial Cultural e Natural, aprovado em 1972.[1] Esta é uma lista do Patrimônio Mundial existente em Singapura, especificamente classificada pela UNESCO e elaborada de acordo com dez principais critérios cujos pontos são julgados por especialistas na área. Singapura, uma vibrante cidade-Estado do sudeste asiático, ratificou a convenção em 19 de junho de 2012, tornando seus locais históricos elegíveis para inclusão na lista.[2]

O sítio Jardim Botânico de Singapura foi o primeiro local de Singapura incluído na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por ocasião da 39ª Sessão do Comitè do Património Mundial, realizada em Bona (Alemanha) em 2015.[3] Desde então, este sítio é o único bem de Singapura classificado como Patrimônio da Humanidade, sendo este de classificação Cultural.

Bens culturais e naturais[editar | editar código-fonte]

Singapura conta atualmente com os seguintes lugares declarados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO:

Sundial Garden in Singapore Botanic Gardens.jpg Jardim Botânico de Singapura
Bem cultural inscrito em 2015.
Localização: Região Central
Situado no coração da cidade de Singapura, o sítio demonstra a evolução de um jardim botânico colonial colonial britânico que se tornou uma moderna instituição científica de classe mundial usada tanto para a conservação quanto para a educação. A paisagem cultural inclui uma rica variedade de características históricas, plantações e edifícios que demonstram o desenvolvimento do jardim desde sua criação, em 1859. Tem sido um importante centro de ciência, pesquisa e conservação vegetal, notadamente em conexão com o cultivo de plantações de borracha, no Sudeste Asiático desde 1875. (UNESCO/BPI)[4]

Lista Indicativa[editar | editar código-fonte]

Em adição aos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, os Estados-membros podem manter uma lista de sítios que pretendam nomear para a Lista de Patrimônio Mundial, sendo somente aceitas as candidaturas de locais que já constarem desta lista.[5] Desde 2015, Singapura não possui locais na sua Lista Indicativa.[6]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências