Litargírio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Litargírio é o nome comercial ( CAS 1317-36-8 ) do óxido de chumbo(*) ( PbO ) com grau de pureza de 99,8%. É um sólido, na forma de pó, densidade de 9,53 g/cm3, insolúvel em água, inodoro (sem cheiro), e altamente tóxico.[1]

É usado principalmente na indústria para refinamento de óleos, separação de ouro e prata na mineração, produção de tintas, esmaltes, vernizes , vulcanização da borracha crua, e na fundição de vidros e cerâmicas.[1]

Na natureza, o litargírio é um mineral secundário de PbO de estrutura cristalina tetragonal proveniente da ustulação oxidante do PbS, em jazidas de galena:[1]


2 PbS + 3 O2 ------> 2 PbO + 2 SO2


Foi descrito pela primeira vez como mineral em 1917 quando encontrado no Condado de San Bernardino, Califórnia, USA.[1]

Historicamente o produto 'litargírio' se refere ao nome 'óxido de chumbo', sendo na realidade o óxido de chumbo II (óxido plumboso ou monóxido de chumbo).[1]

Referências

  1. a b c d e * Palache, C., H. Berman, and C. Frondel (1944) Dana’s system of mineralogy, (7th edition), v. I, 514–515