Localiza Hertz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Localiza)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localiza
Razão social Localiza Rent a Car S.A.
Empresa de capital aberto
Cotação BM&F Bovespa: RENT3
Pink Sheets: LZRFY
Atividade aluguel de veículos
Gênero Sociedade Anônima
Fundação 1973
Sede Belo Horizonte, MG
Presidente Eugênio Pacelli Mattar
Empregados 7 000
Produtos aluguel de carros e vans
gestão de frotas
venda de veículos
Valor de mercado Aumento R$ 29.926,93 bilhões (Out/2019)[1]
Lucro Aumento R$ 659.20 milhões (2018)[2]
LAJIR Aumento R$ 1,181 bilhões (2014)
Faturamento Aumento R$ 7.895.804 bilhões (2018)[3]
Website oficial www.localiza.com/

Localiza Hertz, um dos braços da Localiza (que é também composta pela Localiza Seminovos e Localiza Gestão de Frotas), é uma rede brasileira de lojas especializadas em aluguel de automóveis, atuante nas principais cidades e aeroportos do Brasil e também em diversos países da América Latina, como Argentina, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Peru, Uruguai e Chile. A sede da empresa fica na cidade de Belo Horizonte no estado de Minas Gerais no Brasil.[4][5]

A empresa abriu o seu capital na Bovespa em 20 de maio de 2005[6] e conseguiu arrecadar cerca de 284 milhões de reais.[7]

Foi fundada em 1973, na época do primeiro choque do petróleo, com seis fuscas usados e comprados a crédito,[8] e atualmente possui mais de 7.200 funcionários,[9] cerca de 590 agências[10] e em julho de 2018 tinha uma frota total de mais de 193.200 veículos.[11]

Em 1985, passaram a adotar a estratégia de franchising como resposta à crise da dívida externa de 1983. O resultado foi o fortalecimento da marca Localiza com a ampliação da presença no mercado.

A Localiza passou a vender seus carros seminovos diretamente ao consumidor final. Essa modalidade de venda permitiu à empresa reduzir seus custos de depreciação e gerar receita para a renovação de sua frota de aluguel.

O empresário Salim Mattar, um dos sócios da Localiza e ex-presidente do conselho de administração, foi escolhido em 23 de novembro de 2018 para comandar a Secretaria de Privatizações, uma das secretarias ligadas ao Ministério da Economia a ser criado no governo de Jair Bolsonaro.[12]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências