Lockdown no Brasil em 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Lockdown no Brasil em 2021 diz respeito a iniciativas implantadas por alguns governadores e prefeitos brasileiros. Contrários às políticas adotadas pelo governo Jair Bolsonaro, os mandatários adotaram as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater a pandemia de COVID-19 no país, causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2).

Unidades federativas[editar | editar código-fonte]

Estado Isolamento total Isolamento parcial Data de início Data de término (previsão)
 Amapá Amapá 18 de março 31 de março
Calçoene
Cutias
Ferreira Gomes
Itaubal
Laranjal do Jari
Macapá
Mazagão
Oiapoque
Pedra Branca do Amapari
Porto Grande
Pracuúba
Santana
Serra do Navio
Tartarugalzinho
Vitória do Jari
Bahia Bahia  Caculé 1 de março 15 de março
Caetité
Candiba
Carinhanha.jpg Carinhanha
Feira da Mata
Guanambi
Ibiassucê
Igaporã
Iuiú
Jacaraci
Lagoa Real
Licínio de Almeida
Malhada
Matina
Mortugaba
Palmas de Monte Alto
Pindaí
Riacho de Santana
Rio do Antônio
Sebastião Laranjeiras
Tanque Novo
Urandi
 Araci 6 de março 10 de março
 Barrocas
Biritinga
Conceição do Coité
Euclides da Cunha
 Lamarão
Monte Santo
 Quijingue
 Retirolândia
 Santaluz
 São Domingos
Serrinha
Teofilândia
Tucano
Valente
Andorinha 8 de março
22 de março
10 de março
29 de março
Antônio Gonçalves
Campo Alegre de Lourdes
Campo Formoso
Cansanção
Canudos
Casa Nova
Curaçá
Filadélfia
Itiúba
Jaguarari
Juazeiro
Pilão Arcado
Pindobaçu
Ponto Novo
Remanso
Senhor do Bonfim
Sento Sé
Sobradinho
Uauá
Nordestina 22 de março 29 de março
Queimadas
 Ceará Mombaça 25 de fevereiro 1 de março
Santa Quitéria 11 de abril
Meruoca 26 de fevereiro 5 de março
Palhano 27 de fevereiro 7 de março
Pentecoste 5 de março 8 de março
Catarina 11 de abril
Fortaleza
Itapipoca 6 de março
Carnaubal 7 de março
Croatá
Guaraciaba do Norte
  Ibiapina
  Ipu
São Benedito
Tianguá
Ubajara
Viçosa do Ceará
Alcântaras 8 de março
Cariré
Coreaú
Forquilha
Graça
Groaíras
Massapê
Meruoca
Moraújo
Mucambo
Pacujá
Flag of None.svg Pires Ferreira
Flag of None.svg Reriutaba
Santana do Acaraú
Sobral
Uruoca
Varjota
Caucaia 12 de março
 Distrito Federal Brasília 1 de março 29 de março
 Espírito Santo Água Doce do Norte 24 de março 4 de abril
Barra de São Francisco
São Gabriel da Palha
Vila Pavão 26 de março
Afonso Cláudio 28 de março
Águia Branca
Alegre
Alfredo Chaves
Alto Rio Novo
Anchieta
Apiacá
Aracruz
Atílio Vivácqua
Baixo Guandu
Boa Esperança
Bom Jesus do Norte
Brejetuba
Cachoeiro de Itapemirim
Cariacica
Castelo
Colatina
Conceição da Barra
Conceição do Castelo
Divino de São Lourenço
Domingos Martins
Dores do Rio Preto
Ecoporanga
Fundão
Governador Lindenberg
Guaçuí
Guarapari
Ibatiba
Ibiraçu
Ibitirama
Iconha
Irupi
Itaguaçu
Itapemirim
Itarana
Iúna
Jaguaré
Jerônimo Monteiro
João Neiva
Laranja da Terra
Linhares
Mantenópolis
Marataízes
Marechal Floriano
Marilândia
Mimoso do Sul
Montanha
Mucurici
Muniz Freire
Muqui
Nova Venécia
Pancas
Pedro Canário
Pinheiros
Piúma
Ponto Belo
Presidente Kennedy
Rio Bananal
Rio Novo do Sul
Santa Leopoldina
Santa Maria de Jetibá
Santa Teresa
São Domingos do Norte
São José do Calçado
São Mateus
São Roque do Canaã
Serra
Sooretama
Vargem Alta
Venda Nova do Imigrante
Viana
Vila Valério
Vila Velha
Vitória
 Goiás Bandeira-ipameri.jpg Ipameri 19 de fevereiro 26 de fevereiro
Bandeira de Catalão.JPG Catalão 27 de fevereiro
Abadia de Goiás 1 de março 29 de março
Aparecida de Goiânia
Aragoiânia
Bela Vista de Goiás
Bonfinópolis
Flag of None.svg Caldazinha
Goiânia
Goianira
Hidrolândia
Nerópolis
Santo Antônio de Goiás
Trindade
Águas Lindas de Goiás 23 de março 30 de março
 Mato Grosso do Sul Coronel Sapucaia 13 de fevereiro 21 de fevereiro
 Minas Gerais Patos de Minas 15 de fevereiro 4 de março
Além Paraíba 13 de março 28 de março
Bueno Brandão 27 de março
2 de abril 4 de abril
Campo do Meio 27 de março 5 de abril
Pará Pará Alenquer 1 de fevereiro 21 de fevereiro
Almeirim
Belterra
Curuá
Faro
Juruti
Mojuí dos Campos
Monte Alegre
Óbidos
Placas
Prainha
Santarém
Terra Santa
Ananindeua 15 de março 29 de março
Belém
Benevides
Flag of Marituba.svg Marituba
Muaná
Bandeira sao sebastiao da b.JPG São Sebastião da Boa Vista
Santa Bárbara do Pará
Bandeira de Baião.gif Baião 16 de março
São Caetano de Odivelas
Moju 30 de março
Abaetetuba 17 de março 31 de março
Cametá
Salvaterra
Igarapé-Miri 18 de março 22 de março
Bandeira ponta de pedras.JPG Ponta de Pedras
Afuá 19 de março 26 de março
Vigia 1° de abril
Santo Antônio do Tauá 20 de março 27 de março
Parauapebas 21 de março 28 de março
Canaã dos Carajás 24 de março 4 de abril
Itaituba 26 de março 29 de março
Altamira 27 de março 4 de abril
Ban bagre.JPG Bagre 7 de abril
Breves
Bandeira kurralinho.png Curralinho
Bandeira Melgaco.JPG Melgaço
Bandeira portel.JPG Portel
Bragança 6 de abril 13 de abril
Santa Bárbara do Pará 8 de abril 15 de abril
Paragominas 10 de abril
17 de abril
24 de abril
11 de abril
18 de abril
25 de abril
Conceição do Araguaia 4 de junho 14 de junho
 Paraná Matinhos 25 de fevereiro 10 de março
Curitiba 13 de março 5 de abril
Flag of None.svg Bela Vista do Paraíso 15 de março 22 de março
Bandeira Campo-Largo.png Campo Largo 16 de março 5 de abril
Colombo
Bandeira de Pinhais.jpg Pinhais
Alvorada do Sul 18 de março 22 de março
Assaí
Lupionópolis
Flag of None.svg Prado Ferreira
Flag of None.svg Primeiro de Maio
Sertanópolis
Ponta Grossa 28 de março
São José dos Pinhais 5 de abril
Bandeira almirante tamandare.jpg Almirante Tamandaré 19 de março
Bandeira araucaria.jpg Araucária
Campina Grande do Sul
Fazenda Rio Grande
Bandeira de Piraquara.png Piraquara
Quatro Barras
Bandeira de Umuarama - PR.svg Umuarama 25 de março 29 de março
Foz do Iguaçu 27 de março
 Pernambuco Afogados da Ingazeira 24 de março 28 de março
Brejinho
Carnaíba
Iguaracy
Ingazeira
Itapetim
Quixaba
Santa Terezinha
São José do Egito
Sertânia
Solidão
Tabira
Tuparetama
 Rio de Janeiro Campos dos Goytacazes Campos dos Goytacazes 20 de março 28 de março
Rio das Ostras 23 de março 4 de abril
São João da Barra 24 de março 31 de março
Niterói 26 de março 8 de abril
Rio de Janeiro
 Rio Grande do Sul Tupanciretã 25 de fevereiro 1 de março
 Santa Catarina Chapecó Chapecó 22 de fevereiro 28 de fevereiro
 São Paulo Américo Brasiliense 21 de fevereiro 27 de fevereiro
Araraquara
Santa Lúcia
Boa Esperança do Sul 22 de fevereiro 24 de fevereiro
Capão Bonito 11 de março 15 de março
Guareí 15 de março 19 de março
Altinópolis 17 de março 21 de março
Bady Bassitt
Barrinha
Batatais
Brodowski
Ibirá
Jaboticabal
Jales
Mira Estrela
Monte Aprazível
Nova Aliança
Nova Granada
Orlândia
Palestina
Ribeirão Preto
Sales
Santa Cruz da Esperança
Guapiaçu 31 de março
Icém
São José do Rio Preto
Itaporanga 19 de março 21 de março
26 de março 28 de março
Valentim Gentil 20 de março 28 de março
Álvares Florence 21 de março
Américo de Campos
Cardoso
Cosmorama
Floreal
Magda
Parisi
Pontes Gestal
Riolândia
Votuporanga
Cerqueira César 22 de março 5 de abril
Bertioga 23 de março 4 de abril
Cubatão
Guarujá
Itanhaém
Mongaguá
Peruíbe
Praia Grande
Santos
São Vicente
Registro 25 de março
Conchas 26 de março
Embu-Guaçu
Laranjal Paulista
Águas de São Pedro 27 de março
Charqueada
Ipeúna
Piracicaba
Santa Maria da Serra
São Pedro
Guaíra 1 de abril 7 de abril
Batatais 15 de maio 31 de maio
Bebedouro 20 de maio 30 de maio
Ribeirão Preto 27 de maio 2 de junho
Franca 10 de junho
Araraquara 20 de junho 27 de junho

Amapá[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 no Amapá

Em 16 de março, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), anunciou que o Estado adotará o lockdown a partir das 6h de 18 de março, com endurecimento de restrições em relação aos serviços não essenciais. As medidas valerão até 24 de março. O Estado foi classificado na fase “roxa” de classificação de riscos, a mais grave.[1]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na Bahia

Após a lotação total dos leitos na cidade de Guanambi, a prefeitura local decretou a situação de bloqueio que se iniciará em 1° de março e se estendeu por 15 dias.[2] Em 5 de março, a prefeitura de Serrinha e mais 14 cidades decretaram o fechamento das atividades não essenciais para conter o avanço do vírus.[3] Em 7 de março, as regiões de Juazeiro e Senhor do Bonfim decretaram o bloqueio total válido por 3 dias.[4] Em 18 de março, ambas regiões decretaram um novo lockdown tendo início em 22 de março e permanecendo por 7 dias. A ampliação das medidas restritivas nas duas regiões foi definida pelo Governo do Estado e prefeituras na tentativa de frear a disseminação da Covid-19.[5]

Ceará[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 no Ceará

Após um crescimento de casos e mortes em Mombaça, no dia 24 de fevereiro, o prefeito Orlando Filho anunciou a situação de bloqueio total na cidade; as medidas funcionarão entre o dia 25 de fevereiro e 1° de março.[6] No dia seguinte foi a vez do município de Santa Quitéria decretar lockdown, as medidas ocorrem entre o dia 25 até 4 de março.[7][8] Nos dias seguintes foram as vezes de Meruoca, Palhano, Pentecoste, Catarina e Itapipoca decretar o isolamento total.[9][10][11][12][13]

Em 4 de março, após uma reunião envolvendo 18 municípios da Região Norte foi anunciado lockdown em todos esses municípios mantendo apenas o funcionamento dos serviços essenciais. A decisão foi motivada pela rápida disseminação do novo coronavírus em todo o Estado e pelo iminente colapso do sistema público de saúde na região.[14]

No mesmo dia, o prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT) e o governador Camilo Santana (PT), e o secretário de saúde do estado, Dr. Cabeto, durante uma transmissão online para divulgar adoção de lockdown na capital. As autoridades anunciaram nessa a imposição de novo lockdown em Fortaleza, sendo o primeiro em 2021. A medida visa a frear o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Durante transmissão ao vivo nas redes sociais, foram feitas recomendações para outros municípios com situação grave no Estado. As novas medidas restritivas na capital cearense permitem o funcionamento somente do comércio considerado essencial. O decreto teve início em 5 de março. [15] No dia seguinte foi a vez de 9 municípios da Serra da Ibiapaba anunciarem o lockdown para conter o avanço da Pandemia.[16] Em 11 de março, o município de Caucaia também anunciou o isolamento total, seguindo o decreto de Fortaleza.[17]

Distrito Federal[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de fevereiro, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou o que o lockdown decretado ia durar inicialmente 15 dias, com o retorno das atividades "aos poucos". A medida tem a intenção de evitar o avanço da pandemia do novo coronavírus no DF. Em 8 de março o decreto foi prorrogado por mais uma semana.[18][19][20]

Espírito Santo[editar | editar código-fonte]

Em 23 de março, o prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos (PSD), decretou lockdown com toque de recolher para tentar conter o avanço de Covid-19. O município é considerado epicentro da variante inglesa chamada de B.1.1.7.[21] No dia seguinte Água Doce do Norte e São Gabriel da Palha também decretarem lockdown.[22][23]

Em 25 de março, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou durante pronunciamento que o estado adotará lockdown a partir de domingo (28), com endurecimento de restrições em relação aos serviços essenciais. As medidas valerão por uma semana. Os principais motivos para as restrições foram o alto número de internações e de mortes por conta do novo coronavírus, a lotação de leitos de UTI e de unidades de saúde, apontou o governador.[24]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 em Goiás

Em uma situação de calamidade, o município de Ipameri decretou lockdown total; ocorrido entre 19 e 26 de fevereiro.[25] No dia 19 de fevereiro, foi a vez de Catalão aderir o isolamento total para evitar o avanço da pandemia.[26]

Em 26 de fevereiro, foi anunciado um lockdown em Goiânia e região metropolitana. A medida, que visa conter o avanço do novo coronavírus, foi acertada durante uma reunião emergencial entre prefeitos e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), além de representantes do Fórum Empresarial. Apenas atividades essenciais relacionadas à alimentação como supermercados, mercearias e serviços de delivery poderão funcionar.[27] Em 23 de março, Águas Lindas de Goiás entrou em lockdown por 1 semana.[28]

Mato Grosso do Sul[editar | editar código-fonte]

Após entrar na faixa cinza o município de Coronel Sapucaia decretou lockdown para conter o avanço da Covid, mantendo apenas as farmácias, clínicas em regime de urgência, distribuidoras de gás, postos de gasolinas, serviços funerários, serviços públicos, hospitais e os postos de saúde.[29]

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

Após o aumento de casos e mortes na cidade, a prefeitura de Patos de Minas decretou lockdown total, restrigindo diversas áreas do comércio; o decreto ocorreu entre 15 de fevereiro e 4 de março.[30] Em 13 de março, a prefeitura de Além Paraíba também decretou lockdown.[31]

Em 25 de março, a prefeitura de Bueno Brandão, no Sul de Minas, decretou a suspensão de todas as atividades econômicas por dois finais de semana. Durante o decreto, só poderão funcionar farmácias, atendimentos de urgência e emergência na área de saúde humana e animal, serviços funerários e postos de combustíveis. Enquanto, os estabelecimentos do setor de alimentação e os fornecedores de água mineral e de gás só poderão efetuar entrega em domicílio (delivery).[32]

No dia seguinte, a prefeitura de Campo do Meio, também no sul mineiro, decretou medidas mais duras de restrição no combate a Covid-19. O documento entrou em vigor no sábado (27) e tem validade de 10 dias. Durante esse período, serviços essenciais e não essenciais estão proibidos de funcionar presencialmente. Segundo a prefeitura, a decisão foi tomada devido ao grande número de casos de Covid-19.[33]

Pará[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 no Pará

No dia 30 de janeiro, o governador do estado do Pará, Helder Barbalho, decretou lockdown em 13 municípios da região oeste do Pará, depois do aumento de casos e internações na região além da falta de cilindros de oxigênio em alguns desses municípios.[34]

Em 13 de março, o governador anuncia um segundo lockdown em 5 cidades da Região Metropolitana de Belém, incluindo a capital Belém devido ao colapso da rede de saúde pública e privada na capital paraense e para evitar que aconteça o mesmo na rede pública estadual.[35]

Em 15 de março, a cidade de Cametá também anunciou o isolamento total das atividades após a Grande Belém também ter decretado lockdown.[36] Também entraram em lockdown as cidades de Muaná e São Sebastião da Boa Vista.[37]

Em 16 de março, foi a vez de Abaetetuba também anunciar o isolamento total com o objetivo de evitar um colapso na rede de saúde pública.[38] São Caetano de Odivelas, Moju e Salvaterra também anunciaram a paralisação total das atividades não essenciais por sete dias, sendo estendido depois por quatorze dias.[39][40]

Em 19 de março, a cidade de Afuá anunciou um lockdown parcial, restringindo a circulação de pessoas das 18h ás 6h.[41]

Em 21 de março, a cidade de Parauapebas decide aderir ao Lockdown de sete dias após a ocupação de leitos de UTI chegar a 100%.[42] Em 24 de março, a cidade de Canaã dos Carajás, no sudeste do estado, decretou 'lockdown' como medida de enfrentamento ao novo coronavírus. Apenas serviços essenciais podem funcionar no município. A medida vale por 12 dias.[43]

Em 27 de março, a cidade de Altamira também adere ao lockdown por sete dias devido a falta de leitos de UTI.[44] Itaituba também decreta lockdown a pedido do Ministério Público devido ao crescimento no número de casos de COVID, iniciando ás 21h do dia 26 até ás 6h do dia 29.[45] As cidades de Bagre, Breves, Curralinho, Melgaço e Portel também entraram em um lockdown de dez dias por conta da falta de estrutura e pelo fato do único hospital da região do Marajó estar no limite, além do alto número de casos confirmados nesses municípios.[46]

A cidade de Bragança decretou lockdown no dia 6 de abril após um crescimento preocupante no número de casos da Covid-19.[47] Em Paragominas foi decretado lockdown apenas aos finais de semana como forma de conter o crescimento de casos de COVID-19.[48]

Em 8 de abril, a cidade de Santa Bárbara do Pará entra novamente em lockdown a pedido do Ministério Público.[49]

Em 4 de junho, a cidade de Conceição do Araguaia anuncia lockdown até o dia 14 de junho, depois que o sistema de saúde da cidade entrou em colapso.[50]

Paraná[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 no Paraná

Após dobrar os casos em um período de 60 dias, a cidade Matinhos decretou bloqueio emergencial, restrigindo suas entradas, o comércio e o litoral do município; o decreto valeu por 14 dias.[51]

Em 12 de março, o prefeito Rafael Greca (DEM) anunciou o isolamento total na capital Curitiba por 9 dias.[52] Outras cidades da região também seguiram Curitiba e decretaram lockdown, como Colombo, Pinhais, Campo Largo e São José dos Pinhais.[53][54][55][56]

Em 16 de março, Ponta Grossa publicou um decreto anunciando um lockdown por 11 dias entre 18 e 28 de março, suspendendo o transporte público.[57]

Em 18 de março, Bela Vista do Paraíso e mais 6 cidades da região Norte também optaram pelo isolamento total.[58][59] No dia 19, a cidade de Curitiba prorrogou o lockdown por mais 7 dias, além disso o decreto passa a valer em mais 7 cidades da região metropolitana.[60]

Em 23 de março, a Prefeitura de Umuarama, no noroeste do Paraná, anunciou que vai aumentar as restrições de circulação e funcionamento do comércio a partir do dia 25. As lojas deverão ficar fechadas e mercados deverão funcionar apenas com delivery. Segundo o anúncio da prefeitura, apenas farmácias poderão funcionar na cidade por cinco dias.[61] Em 27 de março, Foz do Iguaçu entrou em lockdown válido por um fim de semana.[62]

Pernambuco[editar | editar código-fonte]

Em 19 de março, durante uma reunião que contou com a presença do governador Paulo Câmara (PSB), do secretário estadual de saúde, André Longo, e do presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, foi decretado lockdown total na região do Pajeú na mesorregião do Sertão Pernambucano, isso se deve em razão do colapso no sistema de saúde provocado pelo aumento no número de casos da covid-19. Segundo foi definido, o bloqueio terá início em no dia 24 e durará por 4 dias. Inicialmente, está previsto apenas o funcionamento de farmácias e postos de combustíveis, os estabelecimentos comerciais também poderão funcionar com o formato de delivery.[63]

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Em 19 de março, a Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, anunciou o fechamento do comércio da cidade, no qual começou em no dia seguinte. A decisão foi tomada durante reunião do Gabinete de Crise, após os leitos de UTI Covid-19 públicos e privados atingirem 100% de ocupação. Ainda de acordo com a Prefeitura, além do comércio, restaurantes, bares e academias também deverão permanecer fechados. A medida vai durar até o dia 28 de março.[64]

Em 22 de março, os prefeitos da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), e de Niterói, Axel Grael (PDT), fizeram um anúncio conjunto de novas medidas restritivas para conter o crescente número de casos de Covid-19. Nas duas cidades, o comércio e as demais atividades não essenciais entre elas, atendimento presencial em bares e restaurantes serão proibidos de funcionar a partir do dia 26 se estendendo até 4 de abril, quando as medidas serão reavaliadas. Também serão fechadas escolas, creches e universidades. Nesse período, fica suspenso o funcionamento de quaisquer serviços e atividades. Farmácias e supermercados somente poderão funcionar por meio do sistema de entregas (delivery), devendo ser mantidos fechados para acesso do público ao seu interior. A abertura parcial de portas, portões e afins, bem como o atendimento ao público externo no interior, com ou sem horário marcado, e na porta do estabelecimento, estão proibidos.[65] No mesmo dia, a Prefeitura de Rio das Ostras publicou um novo decreto endurecendo as medidas de combate à Covid-19 na cidade. De acordo com o município, desde o dia 19, a localidade está com 100% de ocupação nos leitos clínicos e de UTI e vive a iminência da falta de medicamentos específicos para intubação de pacientes e a possível falência do sistema funerário. O documento publicado restringe, até o dia 4 de abril, o funcionamento de bares, quiosques, depósitos de bebidas, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e similares. Esses estabelecimentos podem funcionar apenas nos modos delivery e drive-thru. O decreto ainda estabelece proibição de permanência em praias, praças, lagoas, lagos, rios, parques e mirantes. Academias, estúdios e similares não devem funcionar. Também não estão liberadas as manifestações religiosas presenciais dentro de templo de qualquer natureza. Continuam permitidas as práticas esportivas individuais à céu aberto, a realização de cultos, missas ou qualquer manifestação religiosa de forma online, e o atendimento individual de aconselhamento espiritual ou confissões, desde que não promovam aglomerações e sigam todas as medidas de prevenção.[66] Também no mesmo dia, Prefeitura de São João da Barra, no Norte Fluminense, publicou um novo decreto em que estabelece regras rígidas para tentar conter o avanço da Covid-19 na cidade. O município trata a medida como um lockdown. As restrições começaram a valer dois dias depois e se estende por 7 dias, mas podem ser alteradas ou prorrogadas caso seja necessário, segundo a Prefeitura. O Hospital de Campanha Covid-19 da cidade chegou a 85% de ocupação dos leitos de UTI no fim de semana anterior, percentual que ainda não tinha sido atingido.[67]

Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

Para freiar o contágio da Covid-19, o município de Tupanciretã decretou o bloqueio total, mantendo apenas os serviços essenciais; o decreto valeu entre os dias 25 de fevereiro e 1° de março.[68]

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

Após entrar em colapso, a prefeitura de Chapecó decretou lockdown, mantendo apenas as atividades essenciais; a medida ocorreu entre 22 e 28 de fevereiro.[69]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Após 5 dias com a ocupação total dos leitos, a cidade de Araraquara decretou bloqueio de emergência mantendo apenas o funcionamento das farmácias e estabelecimentos de saúde, o bloqueio aconteceu entre 21 e 27 de fevereiro.[70]

Em 11 de março, o município de Capão Bonito decretou lockdown de cinco dias mantendo apenas o funcionamento das farmácias, postos de gasolina e estabelecimentos de saúde.[71]

Em 14 de março, uma reunião de emergência aprovou lockdown em São José do Rio Preto entre 17 e 21 de março, o decreto também valerá para as cidades da região do município. Supermercados poderiam trabalhar somente por sistema de delivery e o transporte público não pôde funcionar.[72][73][74] No dia seguinte a cidade de Guareí decretou um bloqueio total válido por 4 dias tendo medidas mais restritivas devido ao aumento do número de casos e internações por Covid-19, com o objetivo de tentar conter a propagação da pandemia do coronavírus.[75]

Em 16 de março, Ribeirão Preto e mais 7 cidades da região anunciaram lockdown por cinco dias, entre 17 e 21 de março, fazendo até padarias e mercados fecharem as portas.[76][77] Um dia depois a cidade de Itaporanga, decretou o bloqueio das atividades válidos pelos 2 próximos fins de semana.[78] Em 17 de março, a Prefeitura de Valentim Gentil decretou lockdown total no municipio que teve início dia 20 e durando por 8 dias. As medidas restritivas integram um decreto publicado pelo prefeito Adilson Segura (PSDB) numa edição extra do Diário Oficial. O decreto suspende as atividades presenciais no comércio, nas indústrias e até em serviços considerados essenciais, como os supermercados. O documento também proibe a circulação de pessoas e veículos pelo municipio e a retirada de produtos nos estabelecimentos (o take away) durante o período de vigência do lockdown.[79] Em 18 de março, foi a vez de Cerqueira César decretar lockdown para freiar o aumento de casos as medidas teriam início em 22 de março.[80]

Em 19 de março, o Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) aprovou em uma reunião virtual, a implantação de lockdown nos nove municípios da região. As restrições valem por 13 dias tendo início dia 23. Será permitido apenas a circulação de pessoas e veículos para a compra de remédios, atendimento ou socorro médico de pessoas ou animais, embarque e desembarque em terminal rodoviário, atendimento de urgências e necessidades inadiáveis, bem como a prestação de serviços permitida no decreto.[81] No mesmo dia, a Prefeitura de Votuporanga e mais 9 cidades anunciou medidas mais restritivas que a fase emergencial do Plano São Paulo para frear o avanço do novo coronavírus. Entre as principais, estão a suspensão do serviço de transporte coletivo e a proibição de atendimento presencial em supermercados, mercados e similares. De acordo com a prefeitura, os serviços e outros, como açougues, padarias, restaurantes e lanchonetes, poderão trabalhar apenas no sistema delivery, das 6h às 23h.[82][83]

Em 22 de março, o prefeito de Piracicaba, Luciano Almeida, anunciou durante uma live pelas redes sociais da Prefeitura, detalhes do plano de combate à Covid-19 no município, sendo um dele o isolamento total que será colocado em prática de no dia 27, com duração de 9 dias. O plano tem como objetivo a redução da circulação de pessoas e, consequentemente, redução do contágio da doença.[84] Dois dias depois, durante uma reunião mas 5 municípios seguiram o decreto de Itapetininga, e anunciaram o fechamento das atividades consideradas não essenciais.[85]

Em 23 de março, o prefeito de Laranjal Paulista, Alcides de Moura Campos Júnior (PSD), anunciou em suas redes sociais o bloqueio total no município tendo início em 26 de março e se estendendo por 10 dias.[86] Os municípios de Conchas e Embu-Guaçu também optaram pelo fechamento total.[87][88]

Em 24 de março, a Prefeitura de Registro, no interior paulista, decretou medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid-19. A administração definiu como lockdown o período de 25 de março à 4 de abril. De acordo com a prefeitura, as novas medidas foram determinadas devido à aceleração dos números de casos confirmados e óbitos por Covid-19, ao índice de isolamento social muito abaixo do recomendado e à alta taxa de ocupação de leitos em hospitais públicos e particulares da região do Vale do Ribeira.[89]

Em 1° de abril, a cidade de Guaíra entrou em lockdown.[90]

Em 13 de maio, o prefeito de Batatais, Juninho Gaspar (PP), decretou lockdown no município entre os dias 15 e 31 de maio. Supermercados poderiam atender somente por sistema de delivery entre os dias 18 e 31 de maio.[91]

Em 17 de maio, o prefeito de Bebedouro, Lucas Seren (DEM), decretou lockdown no município entre os dias 20 e 30 de maio.[92]

Em 24 de maio, os municípios de Franca e Ribeirão Preto decretaram lockdown com fechamento total de todo o comércio e serviços, incluindo supermercados. O período de lockdown em Franca foi entre os dias 27 de maio e 10 de junho.[93] Já em Ribeirão Preto, esse período foi entre os dias 27 e 31 de maio, sendo prorrogado até 2 de junho.[94][95]

Em 17 de junho, a cidade de Araraquara decretou novo lockdown entre os dias 20 e 27 de junho.[96]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Oliva, Gabriela (16 de março de 2021). «Governador do Amapá determina lockdown no Estado por 7 dias». Poder 360. Consultado em 19 de março de 2021 
  2. «Guanambi entra em lockdown segunda-feira para conter avanço da Covid-19». G1. 24 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  3. «Covid-19: Serrinha e cidades da região terão medidas restritivas a partir de sábado na Bahia; veja lista». G1. 5 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2020 
  4. «Regiões de Juazeiro e Senhor do Bonfim terão lockdown parcial a partir desta segunda-feira». Bahia de Valor. 7 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 
  5. «Governo anuncia lockdown parcial nas regiões de Senhor do Bonfim e Juazeiro». Correio 24 horas. 18 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 
  6. «Mombaça, no interior do Ceará, decreta lockdown a partir desta quinta-feira (25)». Diário do Nordeste. 24 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  7. «Santa Quitéria decreta lockdown de serviços não essenciais». 25-02-2021. Diário do Nordeste. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  8. «Lockdown em Santa Quitéria é prorrogado até o dia 8 de março». Diário do Nordeste. 4 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  9. «Meruoca se torna a terceira cidade a decretar lockdown no Ceará após aumento de casos da Covid-19». Diário do Nordeste. 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  10. «Cidade de Palhano, no interior do Ceará, decreta lockdown». Diário do Nordeste. 2 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  11. Melo, Carol (3 de março de 2021). «Pentecoste decreta lockdown por quatro dias para combater avanço da Covid». Diário do Nordeste. Consultado em 19 de março de 2021 
  12. «Catarina, município do Sertão cearense, decreta lockdown». Diário do Nordeste. 4 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  13. Brisa, Mateus (5 de março de 2021). «Itapipoca entra em lockdown neste sábado, 6». O Povo. Consultado em 19 de março de 2021 
  14. Facundo, Matheus (4 de março de 2021). «Sobral e mais 17 municípios do Norte do Ceará decidem decretar lockdown». Diário do Nordeste. Consultado em 19 de março de 2021 
  15. «Fortaleza decreta lockdown de 14 dias para frear casos de covid-19». Poder 360. 4 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 
  16. Brisa, Mateus (5 de março de 2021). «Municípios da Ibiapaba decretam lockdown e articulam compra de vacinas». O Povo. Consultado em 19 de março de 2021 
  17. Damasceno, Bruna (11 de março de 2021). «Caucaia decreta lockdown a partir desta sexta-feira (12)». Diário do Nordeste. Consultado em 20 de março de 2021 
  18. Moura, Renata (26 de fevereiro de 2021). «DF entra em lockdown para conter avanço da Covid-19». Agência Brasília. Consultado em 19 de março de 2021 
  19. Lázaro, Natália (28 de fevereiro de 2021). «Ibaneis volta atrás e lockdown no Distrito Federal terá duração de 15 dias». UOL. Consultado em 19 de março de 2021 
  20. Lilian Tahan e Isadora Texeira (8 de março de 2021). «Ibaneis prorroga lockdown por uma semana e restrição valerá até 22/3». Metrópoles. Consultado em 19 de março de 2021 
  21. Junquilho, Roberto (23 de março de 2021). «Barra de São Francisco tem lockdown e toque de recolher até segunda-feira». Século Diário. Consultado em 24 de março de 2021 
  22. Drumond, Amanda (23 de março de 2021). «Mais uma cidade capixaba decreta lockdown e proíbe até circulação de ônibus». Tribuna Online. Consultado em 25 de março de 2021 
  23. Henrique Castro, João (24 de março de 2021). «Contrário à quarentena, prefeito decreta lockdown em São Gabriel da Palha». A Gazeta. Consultado em 25 de março de 2021 
  24. «Espírito Santo anuncia lockdown em todo o Estado a partir de domingo». Poder 360. 25 de fevereiro de 2021. Consultado em 26 de março de 2021 
  25. Ketelbey, Domingos (19 de fevereiro de 2021). «Em situação de calamidade, Ipameri decreta lockdown por oito dias». Diário de Goiás. Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  26. «Prefeitura decreta lockdown de oito dias em Catalão». Sagres Online. 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 
  27. «Goiânia e região metropolitana terão lockdown de 7 dias a partir de segunda». Correio Braziliense. 26 de fevereiro de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  28. Schwingel, Samara (22 de março de 2021). «Covid-19: Águas Lindas de Goiás ficará em lockdown por uma semana». Correio Braziliense. Consultado em 24 de março de 2021 
  29. «Município de MS decreta 'lockdown' após aumento de casos de Covid-19». G1. 13 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  30. «Prefeitura de Patos de Minas acata recomendação de lockdown e restringe atividades para conter avanço da Covid-19». G1. 17 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  31. «LOCKDOWN PELOS PRÓXIMOS 7 DIAS. COMPREENDA O DECRETO». Prefeitura de Além Paraíba. 13 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  32. «Bueno Brandão decreta lockdown aos finais de semana e feriados». Estado de Minas. 25 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  33. «Prefeitura de Campo do Meio endurece medidas de restrição e fecha serviços essenciais por 10 dias». G1. 27 de março de 2021. Consultado em 29 de março de 2021 
  34. Frias, Ronan (30 de janeiro de 2021). «Covid-19: Governo do Pará decreta lockdown na região do Baixo Amazonas». Agência Pará. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  35. «Governador atualiza medidas restritivas e decreta lockdown na Grande Belém». O Liberal. 13 de março de 2021. Consultado em 13 de março de 2021 
  36. «Cametá toma medidas mais rígidas de circulação de pessoas a partir de quarta-feira, 17». G1. 15 de março de 2021. Consultado em 16 de março de 2021 
  37. «Decreto Nº 163/2021» (PDF). Prefeitura Municipal de São Sebastião da Boa Vista. 15 de março de 2021. Consultado em 27 de março de 2021 
  38. Reis, Igor (16 de março de 2021). «Abaetetuba decreta lockdown e Barcarena instala barreiras». Diário Online. Consultado em 17 de março de 2021 
  39. Assunção, Camila (16 de março de 2021). «Lockdown em Moju inicia nesta terça-feira(16)». Portal Tailândia. Consultado em 17 de março de 2021 
  40. «Operação 'Lockdown' é deflagrada no município de Salvaterra, no Marajó». G1. Consultado em 18 de março de 2021 
  41. «Decreto Nº 118/2021» (PDF). Prefeitura de Afuá. 19 de março de 2021 
  42. ASCOM, Karine Gomes. «Parauapebas entra em lockdown por sete dias a partir de domingo, 21». :: Prefeitura de Parauapebas ::. Consultado em 24 de março de 2021 
  43. «Canaã dos Carajás, no PA, decreta 'lockdown' para combater Covid-19». G1. 24 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  44. «Órgãos recomendam 'lockdown' em nove cidades da região Xingu, que está sem leitos de UTI no PA». G1. Consultado em 27 de março de 2021 
  45. «A pedido do Ministério Público, Justiça determina restrição de circulação em Itaituba, no PA». G1. Consultado em 27 de março de 2021 
  46. «Cinco cidades do Marajó entram em lockdown a partir deste sábado». www.romanews.com.br. Consultado em 27 de março de 2021 
  47. Online, DOL-Diário (5 de abril de 2021). «Bragança decreta lockdown a partir de terça-feira (6) | DOL - Diário Online». https://www.diarioonline.com.br. Consultado em 5 de abril de 2021 
  48. «Decreto 023.2021 republicado em 07 de abril de 2021» (PDF). Prefeitura de Paragominas. 7 de abril de 2021. Consultado em 8 de abril de 2021 
  49. «Santa Bárbara do Pará entra em 'lockdown' nesta quinta, 8». G1. Consultado em 8 de abril de 2021 
  50. «Conceição do Araguaia, no PA, decreta medidas mais restritivas contra o coronavírus». G1. Consultado em 7 de junho de 2021 
  51. Ritz, Josianne (24 de fevereiro de 2021). «Matinhos decreta lockdown por 14 dias após casos de Covid-19 dispararem». Bem Paraná. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  52. «Curitiba restringe circulação e endurece restrições por nove dias; Greca fala em 'lockdown'». G1. Consultado em 13 de março de 2021 
  53. «Colombo decreta lockdown até domingo, 21». Jornal de Colombo. 15 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  54. «Decreto de lockdown é publicado em Pinhais; saiba o que pode funcionar». Rádio Banda B. 15 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  55. «Decreto mais rígido é válido a partir das 00h desta terça-feira (16)». Folha de Campo Largo. 15 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  56. «São José dos Pinhais publica decreto e terá lockdown de sexta a domingo; veja as regras». Paraná Portal. 15 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  57. «Covid-19: Prefeitura de Ponta Grossa suspende transporte público e decreta 'lockdown' a partir de quinta-feira (18)». G1. Consultado em 18 de março de 2021 
  58. «Bela Vista do Paraíso decreta 'lockdown', fecha mercados e proíbe circulação de pessoas». G1. 15 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  59. «Covid-19: sete cidades do norte do Paraná adotam medidas mais restritivas e fecham mercados». G1. 18 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  60. «Covid-19: Curitiba prorroga medidas restritivas da bandeira vermelha e libera drive-thru em restaurantes até 28 de março». G1. 19 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2021 
  61. «Umuarama fecha comércio e proíbe atendimento presencial em mercados a partir de quinta-feira (25), diz prefeitura». G1. 23 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  62. «Covid-19: Foz do Iguaçu tem 'lockdown' neste final de semana; veja como vai funcionar». G1. 26 de março de 2021. Consultado em 27 de março de 2021 
  63. Arruda, Rute (19 de março de 2021). «Municípios do Sertão do Pajeú, em Pernambuco, entrarão em lockdown ainda neste mês». NE10. Consultado em 20 de março de 2021 
  64. «Prefeitura anuncia fechamento do comércio após ocupação de leitos de UTI Covid-19 chegar a 100% em Campos, no RJ». G1. 19 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  65. Mello, Igor (22 de março de 2021). «Rio e Niterói fecharão comércio e serviços não essenciais a partir de sexta». UOL. Consultado em 24 de março de 2021 
  66. «Rio das Ostras, RJ, aumenta restrições para evitar colapso na saúde e sistema funerário». G1. 23 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  67. «Com 85% de ocupação dos leitos de UTI, São João da Barra, RJ, fecha comércio não essencial a partir de quarta-feira». G1. 22 de março de 2021. Consultado em 27 de março de 2021 
  68. Vieira, Amanda (24 de fevereiro de 2021). «Tupanciretã decreta lockdown e restringe circulação de pessoas e funcionamento de serviços essenciais». GaúchaZH. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  69. «Lockdown parcial em Chapecó: veja o que mudou até domingo». Portal ND. 22 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  70. «Araraquara inicia lockdown de 60 horas e fecha até supermercados». Poder360. 21 de fevereiro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  71. «Capão Bonito decreta lockdown e limita funcionamento de comércio por cinco dias». Itapetininga e Região: G1. 11 de março de 2021. Consultado em 12 de março de 2021 
  72. «'Lockdown' para tentar conter o coronavírus em Rio Preto começa na quarta-feira, diz prefeitura». G1. Consultado em 15 de março de 2021 
  73. «ÁUDIO: São José do Rio Preto anuncia lockdown com suspensão dos serviços de ônibus e supermercados fechados». Diário do Transporte. 16 de março de 2021. Consultado em 16 de março de 2021 
  74. Arbulu, Rafael (16 de março de 2021). «Lockdown de São José do Rio Preto será adotado por 11 cidades do interior de SP». Olhar Digital. Consultado em 18 de março de 2021 
  75. Martins, Ana Cláudia (17 de março de 2021). «Guareí e Capão Bonito decretam lockdown para tentar conter o coronavírus». Jornal Cruzeiro. Consultado em 19 de março de 2021 
  76. «Ribeirão Preto vai fechar até padarias e mercados para conter Covid; prefeito fala em lockdown». G1. Consultado em 17 de março de 2021 
  77. «Outras sete cidades da região de Ribeirão Preto decretam lockdown». A Cidade ON. 16 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  78. «Itaporanga (SP) decreta Lockdown neste final de semana, 19 a 22, e no próximo, 26 a 29/03». ItapoNews. 17 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 
  79. Spadoni, Pedro (17 de março de 2021). «Valentim Gentil decreta lockdown total até 28 de março». A Cidade. Consultado em 25 de março de 2021 
  80. «Prefeito de Cerqueira César justifica adoção de 'lockdown': 'Estamos escolhendo quem pode ser internado». G1. 18 de março de 2021. Consultado em 19 de março de 2021 
  81. Lima, Isabela (19 de março de 2020). «Baixada Santista adota lockdown a partir de terça-feira». G1. Consultado em 20 de março de 2020 
  82. «Votuporanga adota medidas mais restritivas para frear avanço da Covid». G1. 19 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  83. Spadoni, Pedro (24 de março de 2021). «Ao menos 10 cidades da região aderem ao lockdown, além de Votuporanga». A Cidade. Consultado em 25 de março de 2021 
  84. «Prefeito de Piracicaba (SP) anuncia restrições severas a partir de sábado (27)». Piranot. 22 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  85. «Prefeitos se reúnem e decidem por lockdown regional». Prefeitura de São Pedro. 24 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  86. «Laranjal Paulista decreta 'lockdown' para conter o aumento de novos casos da Covid-19». G1. 23 de março de 2021. Consultado em 24 de fevereiro de 2021 
  87. «Conchas decreta 'lockdown' para evitar novos casos de Covid-19». G1. 24 de março de 2021. Consultado em 25 de março de 2021 
  88. Marques, Jessica (23 de março de 2021). «Embu-Guaçu (SP) decreta lockdown e restringe operação do transporte coletivo». Diário do Transporte. Consultado em 25 de março de 2021 
  89. «Registro, SP, anuncia medidas mais restritivas para controlar pandemia de Covid-19». G1. 24 de março de 2021. Consultado em 29 de março de 2021 
  90. «Cidade da região de Ribeirão Preto entra em lockdown». A Cidade ON. 2 de abril de 2021. Consultado em 9 de abril de 2021 
  91. «Batatais, SP, fecha supermercados e decreta confinamento de 15 a 31 de maio para conter casos de Covid». G1. Consultado em 16 de maio de 2021 
  92. «Bebedouro, SP, aumenta restrições contra a Covid-19 de 20 a 30 de maio, diz prefeito». G1. Consultado em 21 de maio de 2021 
  93. «Franca, SP, fecha comércio e restringe funcionamento de supermercados para conter a Covid-19». G1. Consultado em 26 de maio de 2021 
  94. «Ribeirão Preto, SP, vai fechar supermercados e suspender transporte coletivo por 5 dias para conter a Covid». G1. Consultado em 26 de maio de 2021 
  95. «Prefeitura de Ribeirão Preto, SP, prorroga fase emergencial restritiva por mais dois dias». G1. Consultado em 7 de junho de 2021 
  96. «Araraquara vai iniciar novo confinamento de uma semana a partir deste domingo; veja regras». G1. Consultado em 18 de junho de 2021