Lockheed AC-130

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lockheed AC-130
Avião
Um AC-130H em 2007.
Descrição
Tipo / Missão Aeronave militar de apoio a forças terrestres
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Lockheed
Boeing
Quantidade produzida 47 unidade(s)
Custo unitário AC-130H: US$ 132,4 milhões
AC-130U: US$ 190 milhões (2002)
Primeiro voo em AC-130A: 1996
Introduzido em AC-130A: 1968
AC-130H: 1969
Aposentado em AC-130A: 1995
AC-130H: 2015
Variantes AC-130A Spectre
AC-130E Spectre
AC-130H Spectre
AC-130U Spooky II
AC-130J Ghostrider
AC-130W Stinger II
Tripulação 13
Especificações
Dimensões
Comprimento 29,8 m (97,8 ft)
Envergadura 40,4 m (133 ft)
Altura 11,7 m (38,4 ft)
Área das asas 162,2  (1 750 ft²)
Alongamento 10.1
Peso(s)
Peso carregado 55 520 kg (122 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 4 x turboélices Allison T56-A-15
Performance
Velocidade máxima 480 km/h (259 kn)

O Lockheed AC-130 é uma aeronave de combate fortemente armada, cuja principal função é dar apoio a tropas terrestres. Este avião carrega uma série de potentes armas ligadas a sofisticados sensores e sistemas de mira, controle e navegação. Devido ao seu grande tamanho e por voar em baixa altitude (em média a mais ou menos 2,200 km) ele normalmente é utilizado principalmente para operações noturnas.[1]

Esta aeronave é uma variante do transportador C-130 Hercules. O corpo do avião é feito pela Lockheed Martin, enquanto a Boeing é responsável por sua conversão para uma aeronave de combate armada de apoio.[2] O AC-130A Gunship II foi feito para substituir o AC-47 Gunship I durante a Guerra do Vietnã. Somente a Força Aérea dos Estados Unidos possui este avião no seu inventário, utilizando as variantes AC-130U Spooky e AC-130W Stinger II[3] para apoio aéreo próximo, interdição e força de proteção, com o AC-130J Ghostrider vindo depois. Suas principais tarefas, além de proteção próxima tropas em terra, também incluem escolta de comboios e operações urbanas. As missões de interdição aérea consistem em busca de alvos aleatórios para bombardear. Sua frota está espalhada pelos Estados Unidos e por suas bases pelo mundo.[4] Uma de suas principais funções atualmente, especialmente na Guerra ao Terror, é apoiar o Comando de Operações Especiais (SOCOM).[5]

O AC-130 Spectre é fortemente armado em qualquer de suas variantes, com armas como o canhão de 20 mm M61 Vulcan, o Bofors 40 mm e o canhão 105 mm M102. A atualização no AC-130U "Spooky" traz um canhão de 25 mm GAU-12 Equalizer no lugar do de 20 mm, além de um sistema aprimorado de controle de fogo e maior capacidade de munição. O AC-130W vem com um canhão 30 mm, mísseis AGM-176 Griffin e bombas GBU-39 SDB.[6]

Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gibbons-Neff, Thomas (5 de outubro de 2015). «Afghan forces requested airstrike on hospital». The Washington Post. Consultado em 10 de outubro de 2015 
  2. AC-130U Gunship page. Boeing.
  3. «MC-130W Dragon Spear». Air Force Special Operations. Consultado em 10 de outubro de 2015 
  4. «Fact sheet». AF. Consultado em 11 de outubro de 2015 
  5. «AC-130H/U Gunship» (fact sheet). US: Air Force. 30 de julho de 2010. Cópia arquivada em 10 de outubro de 2015 
  6. "AC-130W Stinger II". USAF, dezembro de 2013.