Lockheed Explorer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Explorer
Avião
Descrição
Tipo / Missão Exploração
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Lockheed
Quantidade produzida 4
Desenvolvido de Lockheed Vega
Primeiro voo em abril de 1928 (91 anos)
Tripulação 1
Especificações
Dimensões
Comprimento 8,38 m (27,5 ft)
Envergadura 14,78 m (48,5 ft)
Altura 2,49 m (8,17 ft)
Área das asas 29,08  (313 ft²)
Alongamento 7.5
Peso(s)
Peso vazio 1 395 kg (3 080 lb)
Peso carregado 4 086 kg (9 010 lb)
Propulsão
Motor(es) Pratt & Whitney Wasp
Potência (por motor) 450 hp (336 kW)
Performance
Velocidade máxima 265 km/h (143 kn)
Alcance (MTOW) 8 850 km (5 500 mi)
Razão de subida 6.1 m/s

O Lockheed Explorer foi o avião de madeira de menor sucesso produzido pela Lockheed. A fuselagem do Vega foi combinada com uma asa cantilever baixa. O assento para um único piloto ficava em uma cabine de pilotagem aberta atrás da asa.

Projeto e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Os trabalhos no Explorer foram iniciados em 1927 por Sir Hubert Wilkins como uma aeronave para ser utilizada na exploração da Antarctica. Entretanto, esta configuração foi julgada não prática e Wilkins optou por usar um Vega equipado com flutuadores. A aeronave incompleta foi colocada em uso em uma tentativa de um voo sem paradas entre o Japão e os Estados Unidos, financiado por um revendedor de madeira chamado John Buffelen e alguns membros da Câmara de Comércio de Tacoma. Com o nome City of Tacoma (Cidade de Tacoma), a primeira tentativa de cruzar o Oceano Pacífico terminou em desastre quando os tanques de combustível que foram enchidos além do limite derramaram na decolagem. Duas tentativas posteriores com Explorers mais novos também terminaram em falha.

A asa de um Explorer acidentado foi incorporado na fuselagem de um Orion pelo aviador Wiley Post, resultando em um híbrido Orion-Explorer comumente chamado de 'Wiley's Bastard' (Bastardo de Wiley) e 'Aurora', apesar de o próprio Post se referir à sua aeronave apenas por seu número de série. A aeronave, com nariz pesado, se acidentou após uma falha de motor logo após a decolagem próximo a Point Barrow no dia 15 de Agosto de 1935, tirando a vida de Post e do humorista Will Rogers.

Lockheed construiu um total de quatro Explorers, todos destruídos em acidentes.

Variantes[editar | editar código-fonte]

4 Explorer
Aeronave de assento único monomotor, equipado com um motor radial Pratt & Whitney Wasp de 450-hp (336-kW). Construído para voos trans-pacífico sem paradas entre o Japão e os Estados Unidos; duas aeronaves construídas.
7 Explorer
Versão atualizada do 4 Explorer, equipada com um motor radial Pratt & Whitney Wasp C; duas aeronaves construídas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lockheed Explorer
Notas
Bibliografia
  • Francillon, René J. (1982). Lockheed Aircraft since 1913 1ª ed. Londres: Putnam. ISBN 0-370-30329-6 
  • Francillon, René J. (1987). Lockheed Aircraft since 1913. Annapolis: Naval Institute Press