Lokua Kanza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lokua Kanza
Lokua Kanza em Innsbruck, 2010
Informação geral
Nome completo Pascal Lokua Kanza
Nascimento 21 de abril de 1958
Origem Bukavu
País  República Democrática do Congo
Página oficial http://www.lokua-kanza.com/

Lokua Kanza ( Bukavu, 21 de abril de 1958) é um cantautor e arranjador congolês.

Nascido na província de Kivu, na parte oriental da atual República Democrática do Congo (à época, Congo belga), Pascal Lokua Kanza é filho de pai mongo (congolês) e mãe tutsi (ruandesa), sendo o primogênito dos oito filhos do casal. Em 1964, a família se transfere para Kinshasa, instalando-se em uma área de classe média, onde permanece até que o pai until the day when Pascal, um comandante de navio, morre. Sua mãe é então obrigada a se mudar para uma área bem mais pobre da cidade, e Pascal tem que trabalhar para sustentar a família. Ele aprende a cantar nos coros de igreja e experimenta a guitarra em conjuntos de rumba. Apesar das dificuldades, consegue completar seus estudos no Conservatório de Kinshasa,[1] que incluem teoria musical, harmonia e composição, enquanto aperfeiçoava suas habilidades práticas como instrumentista.

Em 1984, Lokua Kanza deixa seu país para se instalar na França, onde se inscreve em uma das maiores escolas europeias de jazz e colabora com artistas de renome, como os congoleses Ray Lema, Papa Wemba e o camaronês Manu Dibango. [1]

En 1992, grava seu primeiro álbum solo, Lokua Kanza, com grande sucesso de crítica. É contratado por uma grande gravadora e passa a se apresentar na primeira parte de concertos de artistas renomados, como Youssou N’Dour e Patrick Bruel. [1]Dois concertos no Auditorium des Halles, no centro de Paris, bastaram para torná-lo um grande sucesso na França. Em 2005, lançou Plus Vivant, em cuja tournée mundial veio ao Brasil pela primeira vez.

Em suas canções, o compositor se utiliza de diversos línguas africanas (lingala, swahili, kinyarwanda) e europeias francês, inglês - e surpreende pelo refinamento e sofisticação musical A qualidade do seu trabalho tem seduzido artistas de horizontes culturais muito distintos, como Youssou N'Dour e Patrick Bruel. Com Ismaël Lô, Baaba Maal e Geoffrey Oryema, Lokua Kanza garante brilhantemente a renovação da música africana. Ele é conhecido por seu estilo soulful, atípico na cena musical congolesa, na qual predomina o gênero soukous.

Lokua Kanza no Brasil[editar | editar código-fonte]

Lokua Kanza morou por dois anos no Rio de Janeiro. Tornou-se conhecido do público brasileiro sobretudo por suas parcerias com Djavan, Vanessa da Mata, Ney Matogrosso, Chico César, Regina Spósito (agora Regina Souza), Ana Carolina e Vander Lee. Teve músicas suas gravadas pelas cantoras Luiza Possi e Gal Costa. Também fez um show com Zeca Baleiro no Rock in Rio 2011.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Lokua Kanza (1993, Universal)
  • Wapi Yo (1995, BMG) Wapi Yo (1995, BMG)
  • 3 (1998, Universal) 3 (1998, Universal)
  • Toyebi Te (2002, Universal) Toyebi Te (2002, Universal)
  • Toto Bona Lokua (2004, No Format Collection) com Richard Bona & Gerald Toto Toto
  • Plus Vivant (2005, Universal) Plus Vivant

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]