Lolita (termo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lolita é o apelido de uma das personagens principais do romance de Vladimir Nabokov, Lolita. O nome real de Lolita é Dolores, com quem o narrador, Humbert Humbert, desenvolve uma obsessão sexual.[1] No próprio livro, "Lolita" é especificamente o apelido de Humbert para Dolores. No entanto, "Lolita" e "loli" passaram a ser utilizados como uma referência geral a uma jovem mulher sedutora ou sexualmente atraente.[2]

No mercado da pornografia, lolita é usado para se referir a uma jovem, frequentemente aquela que alcançou recentemente a idade de consentimento, ou parece ser mais jovem do que a idade de consentimento.

Etimologia e termos relacionados[editar | editar código-fonte]

Ninfeta[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Ninfeta

Uma ninfeta é uma menina ou jovem mulher sexualmente atraente. O primeiro registro do uso do termo "ninfeta", definido pelo The Century Dictionary como "uma pequena ninfa",[3] foi de Michael Drayton em Poly-Olbion I. xi. Argt. 171 (1612): "Das ninfetas esportivas lá Em Wyrrall, e em Delamere".

Em Lolita, "ninfeta" foi usado para descrever as meninas entre 9 e 14 anos com as quais o protagonista é atraído,[4] uma ninfeta arquetípica sendo a personagem de Dolores Haze. Nabokov na voz de seu narrador Humbert, primeiro descreve essas ninfetas na seguinte passagem:

Quero agora expor uma ideia. Entre os limites de idade de nove e catorze anos, virgens há que revelam a certos viajores enfeitiçados bastante mais velhos do que elas, sua verdadeira natureza—que não é humana, mas nínfica (isto é, diabólica). A essas criaturas singulares proponho dar o nome de "ninfetas".

O leitor terá notado que substituo a noção de espaço pela de tempo. De fato, gostaria que ele visse "nove" e "catorze" como os pontos extremos—as praias refulgentes e os róseos rochedos—de uma ilha encantada onde vagam essas minhas ninfetas cercadas pelas brumas de vasto oceano.[4]

Para Humbert, uma ninfeta está nos primeiros estágios da puberdade: "O estágio inicial do desenvolvimento da mama aparece mais cedo (10,7 anos)".[4] Quando ele encontra uma prostituta que alega ter 18 anos, Humbert não a considera mais uma ninfeta, embora seu corpo ainda é de certa forma infantil.[4]

Núbil[editar | editar código-fonte]

Núbil refere-se a uma jovem mulher que está pronta ou apta para o casamento em virtude da sua idade ou maturidade.[5] Nos últimos tempos, tem sido usado para se referir a uma jovem mulher sexualmente atraente.[6]

Acredita-se que os traços da palavra no inglês tem suas raízes em 1642 na referência de ser "casadoura" (como dito de uma mulher), a partir do francês nubile. Suas raízes históricas, porém, podem ser ainda atribuídas ao latim nubilis, também significando "casadoura", que é a partir da haste de nubere que significa "tomar como marido".

Em 1973 foi usado pela primeira vez no sentido de "sexualmente atraente".[7] A palavra pode referir-se a uma ninfeta no contexto de uma jovem mulher sexualmente atraente.

Fauno[editar | editar código-fonte]

O termo fauno, inventado por Nabokov e também utilizado por Humbert Humbert, é usado para descrever um menino em contrapartida de uma ninfeta, da mesma maneira que os faunos mitológicos eram homólogos das ninfetas. O termo aparece no romance duas vezes:

Quando eu e ela éramos crianças, não via em minha pequena Annabel uma ninfeta. Eu era um de seus pares, um jovem fauno por méritos próprios, habitando aquela mesma ilha de tempo fantasmagórico.[4]

...deparei com os olhos negros e fixos de duas belas e estranhas crianças, um fauno e uma ninfeta, cujos traços idênticos (cabelos negros e lisos, rostos exangues) denotavam que eram irmãos ou mesmo gêmeos.[4]

O termo fauno também é usado em Fogo Pálido.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Nabokov, Vladimir. Lolita. New York: Vintage International, 1955. ISBN 0-679-72316-1.
  2. lolita in Merriam-Webster Dictionary
  3. Search The Century Dictionary at http://www.global-language.com/CENTURY/
  4. a b c d e f Nabokov, Vladimir (1991). : Alfred Appel. The Annotated Lolita Random House [S.l.] ISBN 0679727299. 
  5. "Nubile - definition of nubile by The Free Dictionary". TheFreeDictionary.com. 
  6. "Nubile - Definition of nubile by Merriam-Webster". 
  7. "Online Etymology Dictionary". 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]