Lolo Soetoro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lolo Soetoro
Nascimento 2 de janeiro de 1935
Bandungue
Morte 2 de março de 1987 (52 anos)
Jacarta
Sepultamento Indonésia
Cidadania Indonésia
Cônjuge Ann Dunham
Filho(s) Maya Soetoro-Ng
Alma mater
Ocupação geógrafo, executivo
Empregador Unocal Corporation
Religião Islão
Causa da morte insuficiência hepática

Lolo Soetoro (Bandungue, 2 de janeiro de 1935Jacarta, 2 de março de 1987) foi o padrasto do presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein Obama.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, durante a Revolução Nacional Indonésia (quando a nação, recém-liberta da ocupação militar japonesa, recusou-se a voltar ao domínio colonial neerlandês), o pai e o irmão mais velho de Lolo foram assassinados e tiveram sua casa queimada pelo exército neerlandês. Lolo escapou com sua mãe para o interior da ilha de Java, onde puderam sobreviver.

Conheceu a mãe de Barack Obama, Ann Dunham, quando os dois eram estudantes na Universidade do Havaí. Por volta de 1966 Lolo Soetoro e Ann Dunham se casaram mas Soetoro precisou regressar à Indonésia quando seus quando foi chamado pelo general Suharto em 1965 como diretor-sênior do exército para a derrubada do presidente Sukarno.[1]

Um ano depois, Ann Dunham e Barack (então com seis anos de idade), seguiram para a Indonésia, para viver com Soetoro. Ali, a família teve como residência o bairro de Menteng Dalam, em Jacarta. Em 1970, Soetoro e Ann Dunham tiveram uma filha, Maya Kassandra Soetoro-Ng.

Após retornar à Indonésia, Soetoro primeiro trabalhou para o exército como um geologista e depois trabalhou como consultor para relações do governo com a petroleira Mobil Oil. Obama descreve Soetoro como tendo sido um homem de boas maneiras, temperamento calmo e de relacionamento fácil, e escreve sobre as dificuldades com as quais Soetoro teve de lidar quando ele retornou da Indonésia ao Havaí.

Durante os tempos em que a família viveu na Indonésia, Ann Dunham desenvolveu um grande interesse pela cultura do país, enquanto Soetoro se tornou "mais ocidental" em sua "aparência". Separaram-se em 1972 após apenas seis anos de casamento; Ann Dunham voltou ao Hawaii, para onde Obama já havia seguido, um ano antes, para viver com seus avós maternos. Soetoro e Duhnam viram-se periodicamente durante a década de 1970, mas não voltaram a viver juntos. Divorciaram-se oficialmente em 1980.

Embora muçulmano, seus amigos e vizinhos referem-se a ele como um "espírito livre". Morreu em 1987, aos 52 anos de idade, devido a uma doença no fígado.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.