London Interbank Offered Rate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A London Interbank Offered Rate (ou LIBOR) é uma taxa de referência diária, calculada com base nas taxas de juros oferecidas para grandes empréstimos entre os bancos internacionais que operam no mercado londrino. É muito utilizada como taxa referencial nas transações internacionais.

Sua versão definitiva é de 1986. Na época, a British Bankers Association (Associação dos Banqueiros Britânicos) pediu que os maiores bancos compartilhassem informações diárias sobre as taxas de juros que pagariam, quando tomassem empréstimos de outros bancos. Depois de eliminados os valores extremos, uma taxa média era determinada para o dia.

Cálculos com Libor[editar | editar código-fonte]

Para efetuar cálculos com a Libor [1] é necessário se atentar a uma série de detalhes:

- Quando se tem uma sobre taxa (spread) sobre a taxa Libor este deve ser calculado como um spread aditivo.

- A taxa Libor é divulgada em 7 diferentes prazos: 1 dia (over), 1 semana, 1 mês, 2 meses, 3 meses, seis meses e um ano. Para períodos não exatos são utilizadas interpolações lineares.

- A Libor é divulgada em cinco diferentes moedas: Dólar, Euro, Libra, Yen e Franco Suíço.

- A característica mais particular da taxa Libor é que para sua perfeita especificação são necessárias duas datas: a data de divulgação (issue date ou fix date) e a data de aplicação da taxa (value date).


Manipulação da Libor[editar | editar código-fonte]

Desde o início de 2007, o Federal Reserve Bank e o Bank of England (os bancos centrais dos EUA e do Reino Unido) suspeitavam que houvesse sub-notificação da LIBOR. Em 2011, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou uma investigação criminal. Graças a vazamentos de e-mails entre banqueiros, soube-se que as taxas estavam sendo manipuladas.[2]


Em 18 de Outubro de 2019 , depois do Banco Central de Inglaterra ser implicado no caso da manipulação da LIBOR, a SFO (Serious Fraud Office) decide dar por concluido a investigação.

Neste caso, 13 traders e correctoras foram processados no UK, 6 foram processados pelo DOJ (US Department of Justice), outros 11 traders processados por manipular o EURIBOR (taxa na zona euro equivalente à LIBOR).

Barclays - $450 Milhões

UBS - $1.5 Bilhão

Royal Bank of Scotland - €250 Milhões

Deutsche Bank - €250 Milhões + $2.5 Bilhões

JP Morgan - $80 Milhões

Lloyds Banking Group - $370 Milhões

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.