London School of Economics

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura London Stock Exchange (LSE), veja Bolsa de Valores de Londres.
London School of Economics and Political Science (LSE)
Brasão da LSE
Lema Rerum cognoscere causas ("Conhecer a causa das coisas")
Fundação 1895
Tipo de instituição Pública
Localização Londres,  Reino Unido
Docentes 1,303
Presidente Craig Calhoun
Total de estudantes 7.518, sendo 3.615 de pós-graduação[1]
Campus Urbano
Página oficial http://www.lse.ac.uk
London school of economics logo with name.svg

A London School of Economics and Political Science (em português: Escola de Economia e Ciência Política de Londres), frequentemente chamada apenas de London School of Economics ou LSE, é uma universidade pública britânica e um dos mais prestigiosos centros de pesquisa acadêmica do mundo. Foi fundada em 1895 por membros da Fabian Society - Sidney Webb, Beatrice Webb, Graham Wallas e George Bernard Shaw.

Historia[editar | editar código-fonte]

A LSE juntou-se à Universidade de Londres em 1900. Seus primeiros diplomas foram concedidos em 1902. Atualmente, a LSE também é membro do Russell Group, do 1994 Group, da Association of Professional Schools of International Affairs (APSIA) e da European University Association.

A LSE está localizada em uma área central histórica de Londres conhecida como Clare Market. Tem cerca de 9,500 alunos em tempo integral, procedentes de 140 países, e aproximadamente 3.000 funcionários.[2] e uma receita total de £263.2 milhões em 2012/13, dos quais £23.7 milhões foram gastos em pesquisas.[3] A escola é organizada em 24 departamentos acadêmicos e 19 centros de pesquisa.[4][5] A biblioteca da LSE, a British Library of Political and Economic Science, tem mais de quatro milhões de volumes, 60.000 volumes de revistas científicas e 29.000 e-books, e é tida como a maior em sua área de especialidade.[6]

A Escola é considerada a principal universidade especializada nas ciências sociais do mundo. A qualidade do trabalho desenvolvido pela LSE é reconhecida por diversas métricas. O Research Excellence Framework, iniciativa do governo britânico concluída em 2014 para avaliar instituições acadêmicas, colocou a LSE como a universidade com a maior proporção de "world-leading research" no Reino Unido[7]. Seu prestígio é evidenciado também nos principais rankings mundiais de universidades realizados por empresas privadas. [8][9][10]

A edição de 2015 do QS World Rankings indica que a escola está entre as dez melhores do mundo em 11 das 12 áreas avaliadas[8]. Em 2013, 2014 e 2015 o mesmo ranking colocou a LSE como a segunda melhor do globo no campo das ciências sociais (atrás de Harvard) e quarta geral em termos de reputação entre empregadores. Já a última edição da Times Higher Education considera a LSE como a décima primeira melhor universidade no ramo das ciências sociais, a vigésima segunda em relação a reputação global e a trigésima quarta no ranking universal.[11]No Reino Unido, os principais rankings a colocam normalmente com a terceira melhor, atrás de Oxford e Cambridge.[10]

Alguns dos mais importantes pensadores do mundo do campo do direito, economia, filosofia, negócios, mídia e literatura passaram pela escola, como George Bernard Shaw, Karl Popper, Anthony Giddens, Friedrich Hayek e John Hicks. A LSE já teve entre alunos e professores 16 prêmios Nobel,[12] ao menos 37 líderes mundiais,[13] 6 vencedores do Pulitzer Prize [carece de fontes?] e membros da British Academy[carece de fontes?].

Referências

  1. «Table 0b - All students FTE by institution and level of study 2004/05» (Microsoft Excel spreadsheet). Higher Education Statistics Agency. Consultado em 2008-06-01. 
  2. «About LSE - Key facts». lse.ac.uk. Consultado em 19 December 2013. 
  3. «LSE financial statements» lse.ac.uk [S.l.] Consultado em 19 December 2013. 
  4. «Academic departments». lse.ac.uk. Consultado em 19 December 2013. 
  5. «Research centres». lse.ac.uk. Consultado em 19 December 2013. 
  6. «LSE Library annual report 2012/13». lse.ac.uk. Consultado em 19 December 2013. 
  7. London overtaking Oxbridge domination. Por Sean Coughlan. BBC, 18 de dezembro de 2014.
  8. a b Top Universities. London School of Economics and Political Science (LSE) Postgraduate
  9. The US-UK Fulbright Commission. Fulbright Partners. London School of Economics & Political Science (LSE)
  10. a b University guide 2016: London School of Economics and Political Science
  11. Times Higher Education World University Rankings 2014-2015
  12. «Nobel Prize Winners, LSE». London School of Economics. Consultado em 7 November 2013. 
  13. «World leaders- LSE facts». .lse.ac.uk. 6 October 2009. Consultado em 26 April 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre London School of Economics