Longo prazo e curto prazo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em economia, o longo prazo é o período de tempo conceptual para o qual não temos fatores de produção fixos. Em contraste com o longo prazo, no curto prazo temos alguns fatores variáveis e outros fixos, relativamente ao nível de produção escolhido.

No longo prazo, as empresas alteram os níveis de produção em resposta ao lucro económico s ou perdas, e a terra, trabalho, bens de capital e empreendedorismo variam para chegar ao correspondente nível de produção associado ao equilíbrio de longo prazo. No caso simplificado da capacidade de uma fábrica como único fator fixo, uma empresa pode as seguintes essas alterações de longo prazo:

  • entrar numa indústria devido a lucros esperados
  • abandonar uma indústria devido às perdas
  • aumentar a sua capacidade de fabrico devido aos lucros
  • diminuir a sua capacidade de fabrico devido às perdas.
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.