Lookin Ass

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Lookin Ass"
Single de Young Money com participação de Nicki Minaj
do álbum Young Money: Rise of an Empire
Lançamento 11 de março de 2014
Formato(s) Download digital
Gênero(s) Hip hop
Duração 2:41
Gravadora(s)
Composição
Produção Detail
Cronologia de singles de Young Money
"Trophies"
(2014)
Cronologia de singles de Nicki Minaj
"Clappers"
(2013)
"Pills N Potions"
(2014)

"Lookin Ass" (originalmente titulada como "Lookin Ass Nigga") é uma canção escrita pela rapper trinidiana-americana Nicki Minaj e o produtor americano Detail. Foi originalmente gravada por Minaj para o álbum de compilação da Young Money Entertainment Young Money: Rise of an Empire, e também irá fazer parte do seu terceiro álbum de estúdio The Pink Print. O vídeo para a canção foi lançado em 14 de fevereiro de 2014. A faixa é do gênero hip hop e foi produzida por Detail; sua letra critica os comportamentos estereotipados comumente associados com os homens.

Sua capa gerou polêmica por colocar uma imagem do falecido ativista Malcolm X junto ao termo depreciativo "nigga".[1][nota 1] Em 11 de março de 2014, "Lookin Ass" foi adicionada nas rádios urban contemporary dos Estados Unidos como o terceiro single oficial do Young Money: Rise of an Empire.[4] Foi enviada para estações de rádio rhythmic contemporary americanas em 18 de março de 2014,[5] duas semanas depois do single antecessor do álbum, "Trophies".

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2013, Minaj anunciou que seu então terceiro álbum de estúdio sem título seria "concentrado em rap", enquanto que seu disco anterior, Pink Friday: Roman Reloaded (2012) explorou elementos importantes da música pop.[6] Ela afirmou ainda que iria começar a escrever o material do projeto no final daquele ano, depois da conclusão do sua primeira longa-metragem The Other Woman (2014).[6] Minaj discutiu em uma entrevista como a canção "Lookin Ass Nigga" foi concebida:

O álbum foi mencionado no freestyle de Minaj de "Boss Ass Bitch" do grupo PTAF (Pretty Taking All Fades),[8] e o título oficial, The Pink Print, foi anunciado com a estréia de "Lookin Ass Nigga" em 12 de fevereiro.[9] A faixa ainda seria inserida no álbum de compilação da gravadora Young Money Entertainment, Young Money: Rise of an Empire.[10]

Composição[editar | editar código-fonte]

"Lookin Ass Nigga" é uma canção do gênero hip hop; começa com "uma persistente batida de piano e um lamento auto-sintonizado", depois Minaj começa a fazer rap criticando os homens,[11] que são referidos como lookin ass niggas.[12][nota 2] Seus versos destacam seu desgosto de homens que ficam olhando para suas nádegas, embelezam a sua estabilidade financeira, e exageram sua ligação com tráfico de drogas.[11] Latifah Maomé de HipHopWired sugeriu que Minaj "protegesse seu legado no rap rimando com força e raiva", em resposta a críticas anteriores que ela havia recebido por experimentar a música pop. Ela também observou que Minaj seguiu um "padrão semelhante em toda a rima" e "[empilhou] rimas multissílabas terminando cada verso com a controversa N-word".[14][nota 3]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

"Lookin Ass Nigga" tem geralmente recebido críticas favoráveis ​​dos profissionais de música. Rob Markman da MTV News brincou dizendo: "alguém se esqueceu de dizer a Nicki Minaj" que o rap é tradicionalmente liderado por homens, e elogiou que "esta versão 2014 de Nicki é muito mais ameaçadora do que qualquer coisa que já vimos" em relação aos seus projetos anteriores.[11]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Capa lançada por Minaj, com Malcolm X.

A capa não-oficial de "Lookin Ass Nigga" apresenta um retrato da ativista falecido Malcolm X segurando uma arma carabina M1 em sua residência no Queens, Nova Iorque em 1964. A colocação do termo depreciativo "nigga" ao lado de sua imagem gerou polêmica; Alvin Aqua Blanco of Blanco do HipHopWired declarou que "ao igualar um homem que literalmente morreu por essa causa - o avanço dos direitos humanos para as pessoas de cor - [ser exposto junto a esse termo,] está errado de várias formas".[16] Latifah Muhammad do mesmo site fez uma nota adicional sobre o lançamento do single durante Mês da História Negra Norte-Americana.[14] Minaj se desculpou em sua conta do Instagram, comentando que a imagem não foi feita como a capa oficial:

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2014, Minaj carregou fotos suas no Instagram onde ela estava na produção de um projeto sem aviso prévio; ela estava vestida com um "collant preto transparente e um protetor de mamilo na formato de estrela". Mais tarde, ela deu a entender que estava filmando um vídeo musical, comentando: "Nos bastidores. [Sendo] gravada por @grizzleemusic [sic]" em outra imagem carregada na rede social.[18]

A produção final foi dirigida por Nabil Elderkin,[19] e foi lançado através do site de hip hop WorldStarHipHop em 12 de fevereiro de 2014.[9] O vídeo monocromático tem locação em uma seção vazia de terra perto de uma cadeia de montanhas. Minaj é vista sugestivamente posando ao longo do clipe e segurando um fuzil de assalto em várias ocasiões. São mostradas cenas de homens olhando para ela que são intercaladas ao longo do clipe; Minaj atira neles no final do vídeo.[20]

Desempenho nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2013) Melhor
posição
 Estados Unidos - Bubbling Under Hot 100 Singles (Billboard)[21] 4
 Estados Unidos - Hot R&B/Hip-Hop Songs (Billboard)[22] 28
 Estados Unidos - Rap Songs (Billboard)[23] 16

Notas

  1. O termo "nigga" vem da palavra do português/espanhol negro e descende do latim niger.[2] É uma forma ofensiva de se referir as pessoas afro-americanas.[3]
  2. Lookin ass nigga é um termo derivado da gíria lookin ass, usada por rappers de Chicago, nos Estados Unidos. Significa "idiota", "estúpido" ou "imbecil".[13]
  3. N-word (tradução literária: "palavra com n") é o modo que revistas, jornais e portais virtuas nos Estados Unidos se referem ao termo nigga ou nigger,[15] que é extremamente ofensivo para pessoas afro-americanas.[3]

Referências

  1. «Nicki Minaj Apologizes for Attaching Malcolm X to 'Lookin Ass Nigga'» (em inglês). Spin. 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 25 de março de 2014 
  2. Pilgrim, David (setembro de 2001). «Nigger and Caricatures» (em inglês). Consultado em 19 de junho de 2007 
  3. a b Kevin Aldridge, Richelle Thompson e Earnest Winston (5 de agosto de 2001). «The evolving N-word» (em inglês). Enquirer. Consultado em 25 de maio de 2014 
  4. «Urban/UAC Future Releases» (em inglês). All Access Music Group. Consultado em 5 de março de 2014. Cópia arquivada em 5 de março de 2014 
  5. «Top 40 Rhythmic Future Releases» (em inglês). All Access Music Group. Consultado em 5 de março de 2014. Cópia arquivada em 16 de março de 2014 
  6. a b Ramirez, Erika (28 de maio de 2013). «Nicki Minaj Will 'Focus On Rap' For Upcoming Album». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  7. Cooper, Roman (17 de fevereiro de 2014). «Nicki Minaj Explains How "Lookin Ass Nigga" Was Recorded» (em inglês). Hip Hop DX. Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  8. «New Music: Nicki Minaj ft. PTAF - Boss Ass Bitch Remix» (em inglês). MyPinkFriday. 8 de fevereiro de 2014. Consultado em 17 de fevereiro de 2014 
  9. a b «Nicki Minaj - Lookin Ass Nigga» (em inglês). WorldStarHipHop. 12 de fevereiro de 2014. Consultado em 17 de fevereiro de 2014 
  10. Ramirez, Erika (12 de fevereiro de 2014). «Nicki Minaj Debuts Video For New Song, 'Lookin' Ass Ni--a': Watch». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  11. a b c Markman, Rob (12 de fevereiro de 2014). «See What Nicki Minaj Does With Machine Guns In 'Lookin Ass N---a' Video» (em inglês). MTV News. Viacom  Parâmetro desconhecido |acessodaata= ignorado (ajuda)
  12. «Nicki Minaj - Lookin Ass Nigga» (em inglês). HipHopDX. 12 de fevereiro de 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  13. «I don't know my history Lookin' Ass Niggas (thoughts on Nicki Minaj's wack cover photo)» (em inglês). Bryant Cross. 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 26 de maio de 2014 
  14. a b Muhammad, Latifah (12 de fevereiro de 2014). «Lookin' Ass Ni**a: 15 Twitter Reactions To Nicki Minaj's New Single» (em inglês). HipHopWired. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  15. «White Man Lips Off, Gets K.O.Ed!» (em inglês). Shot 97. 13 de julho de 2013. Consultado em 26 de maio de 2014 
  16. Alvin Aqua Blanco (12 de fevereiro de 2014). «Nicki Minaj Uses Malcolm X Image For Artwork, Offends Many» (em inglês). HipHopWired. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  17. «Nicki Minaj apologises for using image of Malcolm X to promote new song» (em inglês). NME. 15 de fevereiro de 2014. Consultado em 27 de maio de 2014 
  18. Toomey, Alyssa (10 de fevereiro de 2014). «Nicki Minaj Shares Super-Sexy BTS Pics on Instagram—Take a Look!» (em inglês). E! NBCUniversal. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  19. «Overly Talended Wielder Of B&W Has Directed Nicki Minaj's New 'Lookin Ass' Video Clip» (em inglês). Pedestrian.tv. 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  20. Grow, Korey (12 de fevereiro de 2014). «Nicki Minaj Pulls Out the Big Guns for 'Lookin Ass N---a' Clip». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media, LLC. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  21. «Young Money - Chart History » The Hot 100» (em inglês). Billboard. Consultado em 29 de maio de 2014 
  22. «Young Money - Chart History » R&B/Hip-Hop Songs» (em inglês). Billboard. Consultado em 29 de maio de 2014 
  23. «Young Money - Chart History » Rap Songs» (em inglês). Billboard. Consultado em 29 de maio de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]