Louis Johnson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Louis Johnson
Louis Johnson em 1980.
Informação geral
Nascimento 13 de abril de 1955
Local de nascimento Los Angeles,  Califórnia
País  Estados Unidos
Morte 21 de maio de 2015 (60 anos)
Local de morte Las Vegas,  Nevada
Gênero(s) R&B · Funk · Soul · Jazz
Período em atividade 19732015

Louis Johnson (Los Angeles, 13 de abril de 1955Las Vegas, 21 de maio de 2015) foi um músico (guitarrista e baixista) norte-americano. Johnson ficou conhecido por sua participação no grupo The Brothers Johnson e por seu trabalho em vários álbuns das décadas de 1970 e de 1980, inclusive no "álbum mais vendido de todos os tempos": Thriller.[1] Seu instrumento de preferência era o baixo Music Man StingRay feito por Leo Fender especialmente para Johnson estrear e promover. Louis Johnson notabilizou-se pela sua técnica de slap no baixo. Ele foi ranqueado na 38ª colocação na lista da revista Bass Player entre os 100 maiores baixistas.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O trabalho de Louis Johnson aparece em gravações muito conhecidas de vários artistas famosos. Johnson tocou nos álbuns Off the Wall, Thriller e Dangerous de Michael Jackson, com destaque para os sucessos "Billie Jean" e "Don't Stop 'Til You Get Enough". Ele também tocou no álbum de George Benson, Give Me the Night e foi um dos três baixistas a trabalhar no álbum de 1979 de Herb Alpert, Rise, que incluiu a canção-título, que chegou ao Top 10 e foi vencedora do Grammy. Em função de seu estilo característico, Johnson foi apelidado "Thunder-Thumbs".[3] His slap bass playing arrived soon after Larry Graham brought it into the mainstream,[3] and both are considered the "grandfathers" of slap-bass playing.[carece de fontes?]

Suas linhas de baixo slap figuram com proeminência em seu trablalho com Stanley Clarke no álbum Time Exposure, em seu trabalho com Grover Washington Jr. (Hydra), George Duke (Guardian of the Light, Thief in the Night), Jeffrey Osborne (Jeffrey Osborne e Stay with Me Tonight). A linha de baixo para a canção de Michael McDonald "I Keep Forgettin' (Every Time You're Near)" tem sido sampleada como base para dezenas de canções de rap. Sem qualquer dedilhado, Johnson realiza uma complicada linha de baixo usando uma combinação de slap com a mão direita usando o polegar, fazendo um contraponto de slap com o dedo médio da mão esquerda fazendo o mute e criando assim um som percussivo, adicionado às notas do baixo. Seu estilo incorporou mais dedilhados em combinação com as batidas, resultando em um som único.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Louis Johnson faleceu em 21 de maio de 2015 aos 60 anos.[4]

Colaborações[editar | editar código-fonte]

Johnson gravou e se apresentou com os seguintes artistas, listados em ordem alfabética:

Trabalhos-solo[editar | editar código-fonte]

Ano Título Formato Gravadora Informações adicionais
1981 Passage Álbum A&M Álbum gospel, incluindo Louis Johnson, Valerie Johnson (ex-esposa) e o ex-vocalista e percussionista do Brothers Johnson, Richard Heath.
1985 "Kinky"/"She's Bad" Single Capitol Lançado somente na Europa. Coescrito por Tony Haynes.
1985 Evolution Álbum Capitol Lançado somente na Europa.
1985 Star Licks Master Sessions VHS Video Star Licks Productions Vídeo didático/instrucional de Louis Johnson relançado em DVD pela companhia Hal Leonard.[5]

Referências

  1. Bogdanov, Vladimir; Woodstra, Chris; Erlewine, Stephen Thomas (2003). All Music Guide to Soul: The Definitive Guide to R&B and Soul. [S.l.]: Hal Leonard Corporation. pp. 81–82. ISBN 9780879307448. Consultado em 1 de setembro de 2010 
  2. «The 100 Greatest Bass Players of All Time». bassplayer.com. NewBay Media 
  3. a b c Leslie, Jimmy (2011). «Louis Johnson». Bass Player (Slap Masters). p. 24. Consultado em 28 de junho de 2013 
  4. "Louis Johnson, Legendary Bassist, Dead at 60", The Boombox. Acesso em: 22 de maio de 2015.
  5. Hal Leonard Corporation – Closer Look Video. Halleonard.com. Acesso em 13 de agosto de 2011.