Luís Capoulas Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Capoulas Santos
Retrato oficial de Luís Capoulas Santos
Ministro(a) de Flag of Portugal.svg Portugal
Período XIII e XIV Governos Constitucionais
  • Ministro da Agricultura,
    do Desenvolvimento Rural e das Pescas
Antecessor(a) Fernando Gomes da Silva
Sucessor(a) Armando Sevinate Pinto
Dados pessoais
Nascimento 22 de agosto de 1951 (67 anos)
Montemor-o-Novo, Portugal
Partido Partido Socialista
Profissão Funcionário Público

Luís Manuel Capoulas Santos GCMAIC (Montemor-o-Novo, 22 de agosto de 1951) é um funcionário público e político português.

Ocupou diversos cargos em governos portugueses. Actualmente é Ministro da Agricultura, Florestas e do Desenvolvimento Rural.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciado em Sociologia pela Universidade de Évora, foi professor do ensino secundário e presidente do Conselho Diretivo da Escola Secundária de Montemor-o-Novo, antes de ingressar na carreira técnica superior do Ministério da Agricultura.

Eleito vereador da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo[1] nas eleições autárquicas de 1976, seria, posteriormente, eleito deputado à Assembleia da República, nas eleições legislativas de 1991 e de 1995, em ambas as ocasiões eleito pelo Círculo Eleitoral de Évora. Entretanto tornava-se também presidente da Federação Distrital de Évora do Partido Socialista, a partir de 1993.[2]

Nos governos de António Guterres Capoulas Santos foi Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural de 1995 a 1998, ano em que passou a Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, em substituição de Fernando Gomes da Silva.[3]

Foi eleito deputado ao Parlamento Europeu, nas eleições europeias de 2004 e 2009, cumprindo dez anos nesse cargo, em que foi membro da Comissão de Agricultura e Desenvolvimento Rural, relator da PAC e vice-presidente da Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana.[4]

Atualmente mantém-se como presidente da Distrital de Évora do PS,[5] exercendo igualmente o mandato de membro da Assembleia Municipal de Évora, eleito em 2013.[6]

Surge de regresso ao cargo de Ministro da Agricultura, no XXI Governo Constitucional, chefiado por António Costa.[7]

Em 2012 era filiado na maçonaria na Loja do Ocidente, do Grande Oriente Lusitano[8][9][10]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Fernando Gomes da Silva
Ministro da Agricultura,
do Desenvolvimento Rural e das Pescas

XIII e XIV Governos Constitucionais
1998 – 2002
Sucedido por
Armando Sevinate Pinto
Precedido por
Assunção Cristas
(como ministra da Agricultura e do Mar)
Ministro da Agricultura,
Florestas e Desenvolvimento Rural

XXI Governo Constitucional
2015 – presente
Sucedido por
Em funções
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Maçonaria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.