Luís Valente de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Valente de Oliveira
Luís Valente de Oliveira
Ministro(a) de  Portugal
Período IV Governo Constitucional
  • Ministro da Educação e
    Investigação Científica

X Governo Constitucional

  • Ministro do Plano e da
    Administração do Território

XI Governo Constitucional

  • Ministro do Planeamento e da
    Administração do Território

XII Governo Constitucional

  • Ministro do Planeamento e da
    Administração do Território

XV Governo Constitucional

  • Ministro das Obras Públicas,
    Transportes e Habitação
Dados pessoais
Nascimento 29 de agosto de 1937 (79 anos)
São João da Madeira
Alma mater Universidade do Porto
Partido Partido Social Democrata

Loudspeaker.svg? Luís Francisco Valente d' Oliveira GCCGCIHGCIPComNSC (São João da Madeira, 29 de agosto de 1937[1]) é um académico e político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciado em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e doutorado pela mesma Faculdade em 1973, Valente de Oliveira é também diplomado em Planeamento e Desenvolvimento Regional pelo Institute of Social Studies da Haia, Holanda (1969) e tem um Master of Science em Planeamento de Transportes pelo Imperial College da Universidade de Londres (1971).

Dedicado à carreira académica, em 1980 tornou-se professor catedrático na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.[2] Além de professor, dirigiu o gabinete técnico e de gestão da Comissão de Planeamento Regional do Norte entre 1973 e 1978, tendo sido presidente da Comissão de Coordenação da Região Norte entre 1979 e 1985.

Militante do Partido Social Democrata, exerceu diversas funções governativas: ministro da Educação e Investigação Científica entre 1978 e 1979; ministro do Planeamento e da Administração do Território entre 1985 e 1995; ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação em 2002 e 2003.[3]

Entre outros cargos, foi também administrador e vice-presidente da Associação Empresarial de Portugal, vice-presidente do Conselho Geral da Escola de Gestão do Porto, administrador não-executivo da Parque Expo, administrador executivo da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, membro do conselho de administração da Fundação de Serralves e administrador da Fundação AEP.[3]

É membro não-executivo do Conselho de Administração da Mota-Engil, presidente do Conselho de Fundadores da Casa da Música, coordenador europeu das Autoestradas do Mar e presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Publicou mais de duas dezenas de livros e mais de duas centenas de artigos sobre temas relacionados com a sua área de especialização académica e com as responsabilidades políticas que tem exercido, nomeadamente:

  • Regionalização. Porto: ASA, 2005.[4]
  • Novas considerações sobre a regionalização. Porto, ASA, 1997.[5]
  • Bloco de Notas sobre muito do que devemos fazer para preparar o futuro. Porto: ASA, 1995.[6]
  • Desenvolvimento e administração do território: discursos. Lisboa: 1986.[7]
  • Esquemas teóricos e modelos de estruturas espaciais urbanas. Porto: FEUP, 1972[8]

Distinções[editar | editar código-fonte]

Em 2013 foi nomeado Chanceler do Conselho das Ordens de Mérito Civil,[9] sucedendo no cargo ao Embaixador António Pinto da França, entretanto falecido.[10][11] Terminou o mandato em 2016, sendo sucedido por Maria Helena Nazaré, nomeada pelo Presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Ordens honoríficas nacionais[12]
Ordens honoríficas estrangeiras[13]
Doutoramentos honoris causa

Referências

  1. «Valente de Oliveira». Correio da Manhã 
  2. «Universidade distingue Luís Valente de Oliveira». up.pt. 24 de março de 2012. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  3. a b c d e «Nota biográfica» (pdf). UTAD. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  4. «Regionalização». Bertrand. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  5. «Novas considerações sobre a regionalização». Wook. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  6. «Bloco de Notas sobre muito do que devemos fazer para preparar o futuro». stanford.edu. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  7. «Desenvolvimento e administração do território: discursos». amazon.com. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  8. «Esquemas teóricos e modelos de estruturas espaciais urbanas». UP. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  9. «Decreto do Presidente da República n.º 96/2013.» (pdf). Diário da República, 1.ª série — N.º 149. 5 de agosto de 2013. p. 4615. Consultado em 30 de outubro de 2014 
  10. Agência Lusa (1 de agosto de 2013). «Valente de Oliveira nomeado Chanceler das Ordens de Mérito Civil». Revista Lux. Consultado em 30 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 20 de junho de 2014 
  11. «Ordens do Mérito Civil». Presidência da República Portuguesa. Consultado em 5 de março de 2015 
  12. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Francisco Valente de Oliveira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 22 de junho de 2014 
  13. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Luís Valente de Oliveira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 22 de junho de 2014 
  14. «Valente de Oliveira: Doutor Honoris Causa pela UTAD». Bimensário Notícias de Vila Real. 16 de junho de 2013. Consultado em 22 de junho de 2014. Cópia arquivada em 22 de junho de 2014 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luís Valente de Oliveira
Precedido por
Carlos Lloyd Braga
(como ministro da Educação e Cultura)
Ministro da Educação e Investigação Científica
IV Governo Constitucional
1978 – 1979
Sucedido por
Luís Veiga da Cunha
(como ministro da Educação)
Precedido por
Ernâni Lopes
(como ministro das Finanças e do Plano)
Ministro do Plano e da Administração do Território
X Governo Constitucional
1985 – 1987
Sucedido por
o próprio
(como ministro do Planeamento e da Administração do Território)
Precedido por
o próprio
(como ministro do Plano e da Administração do Território)
Ministro do Planeamento e da Administração do Território
XI e XII Governos Constitucionais
1987 – 1995
Sucedido por
João Cravinho
Precedido por
José Sócrates
(como ministro do Equipamento Social, por delegação de funções)
Ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação
XV Governo Constitucional
2002 – 2003
Sucedido por
António Carmona Rodrigues