Luís Miguel Brito Garcia Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luís Miguel Brito)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Miguel
OIH
Miguel OIH
Miguel no Valencia em 2006
Informações pessoais
Nome completo Luís Miguel Brito Garcia Monteiro
Data de nasc. 4 de janeiro de 1980 (39 anos)
Local de nasc. Lisboa, Portugal Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Altura 1,75 m
Direito
Informações profissionais
Período em atividade 1999–2012 (13 anos)
Clube atual Aposentado
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
1989–1994
1994
1995
1995–1996
1996–1999
Portugal Sporting
Portugal Alverca
Portugal Loures
Portugal Olhanense
Portugal Estrela da Amadora
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2000
2000–2005
2005–2012
Total
Portugal Estrela da Amadora
Portugal Benfica
Espanha Valencia
0034 000(8)
0161 000(12)
0230 000(2)
0425 000(22)
Seleção nacional3
2000–2002
2003–2010
Total
Portugal Portugal Sub-21
Portugal Portugal Sub-23
Portugal Portugal
0022 000(4)
0059 000(1)
0059 000(5)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 07 de maio de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 07 de maio de 2019.

Medalhas
Prata Euro 2004 Futebol

Luís Miguel Brito Garcia Monteiro, conhecido simplesmente como Miguel OIH (Lisboa, 4 de Janeiro de 1980), é um ex-futebolista português que atuava como lateral-direito.

Foi um lateral forte, rápido e com uma técnica notável, que se destacava pela chegada ao ataque. Jogou a maior parte da carreira no Benfica e no Valencia, onde disputou mais de 200 jogos oficiais pela esquipe espanhola e se tornou ídolo da torcida.

Pela Seleção Portuguesa, disputou 59 jogos oficiais e representou o país em duas Eurocopas e duas Copas do Mundo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Nascido em Lisboa, Miguel iniciou a sua carreira no Estrela da Amadora como ponta. No dia 30 de abril de 1999, ele fez sua estreia no time principal jogando 17 minutos em uma derrota por 2 a 1 contra o Boavista. Em seguida, jogou 28 partidas da Primeira Liga na sua segunda temporada pela equipe, tendo papel fundamental para que o time permanecesse na primeira divisão.

Benfica[editar | editar código-fonte]

Transferiu-se para o Benfica no verão de 2000, jogando inicialmente como meia aberto pela direita e depois de volta à lateral, posição em que viria a fazer sucesso. Na temporada 2004-05, disputou 22 jogos, marcou 2 gols e ajudou o Benfica a conquistar o título da Primeira Liga, encerrando assim um jejum de 11 anos.

No dia 5 de julho de 2004, foi feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

Valencia[editar | editar código-fonte]

Por 7,5 milhões de euros, transferiu-se para o Valencia em agosto de 2005. Após se adaptar e virar titular absoluto da equipe, em setembro de 2007 ele renovou seu contrato por mais cinco anos. Ajudou os Los Che a vencerem a Copa do Rei 2007–2008, atuando os 90 minutos na final que terminou em vitória de 3 a 1 contra o Getafe.

Já na temporada 2009-10, Miguel sofreu concorrência com a contratação de Bruno, mas ainda assim disputou 25 partidas e ajudou o Valencia a terminar em terceiro lugar no Campeonato Espanhol, voltando a disputar a Liga dos Campeões.

Em maio de 2012, resolveu anunciar a aposentadoria após o término do seu contrato.

Seleção Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Portuguesa contra a Itália, no dia 12 de fevereiro de 2003. Esteve presente na Eurocopa de 2004, ficando em segundo lugar após perderem a final para a Grécia. Posteriormente foi convocado para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Já na Eurocopa de 2008, foi reserva de Bosingwa e só disputou um jogo (derrota de 2 a 0 para a Suíça).

Apesar de uma temporada irregular pelo Valencia, foi convocado para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. Foi um dos três laterais usados durante as quatro partidas de Portugal na competição, e atuou na fase de grupos na goleada por 7-0 contra a Coreia do Norte.

No dia 9 de setembro de 2010, o jogador, então com 30 anos, anunciou sua aposentadoria da Seleção.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Benfica[editar | editar código-fonte]


Valência[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Miguel Brito Garcia Monteiro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 7 de julho de 2014 


Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre futebolistas portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.