Luís Miguel Brito Garcia Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luís Miguel Brito)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Miguel
OIH
Miguel OIH
Miguel no Valencia em 2006
Informações pessoais
Nome completo Luís Miguel Brito Garcia Monteiro
Data de nasc. 4 de janeiro de 1980 (40 anos)
Local de nasc. Lisboa, Portugal
Nacionalidade português
Altura 1,75 m
destro
Informações profissionais
Período em atividade 1999–2012 (13 anos)
Clube atual aposentado
Posição lateral-direito
Clubes de juventude
1989–1994
1994
1995
1995–1996
1996–1999
Sporting
Alverca
Loures
Olhanense
Estrela da Amadora
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2000
2000–2005
2005–2012
Estrela da Amadora
Benfica
Valencia
0034 000(0)
0161 000(12)
0233 000(2)
Seleção nacional3
2000–2002
2003–2010
Portugal Sub-21
Portugal
0022 000(4)
0059 000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 7 de maio de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 7 de maio de 2019.

Medalhas
Prata Euro 2004 Futebol

Luís Miguel Brito Garcia Monteiro, conhecido simplesmente como Miguel OIH (Lisboa, 4 de Janeiro de 1980), é um ex-futebolista português que atuava como lateral-direito.

Foi um lateral forte, rápido e com uma técnica notável, que se destacava pela chegada ao ataque. Jogou a maior parte da carreira no Benfica e no Valencia, onde disputou mais de 200 jogos oficiais pela esquipe espanhola e se tornou ídolo da torcida.

Pela Seleção Portuguesa, disputou 59 jogos oficiais e representou o país em duas Eurocopas e duas Copas do Mundo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Nascido em Lisboa, Miguel iniciou a sua carreira no Estrela da Amadora como ponta. No dia 30 de abril de 1999, ele fez sua estreia no time principal jogando 17 minutos em uma derrota por 2 a 1 contra o Boavista. Em seguida, jogou 28 partidas da Primeira Liga na sua segunda temporada pela equipe, tendo papel fundamental para que o time permanecesse na primeira divisão.

Benfica[editar | editar código-fonte]

Transferiu-se para o Benfica no verão de 2000, jogando inicialmente como meia aberto pela direita e depois de volta à lateral, posição em que viria a fazer sucesso. Na temporada 2004-05, disputou 22 jogos, marcou dois gols e ajudou o Benfica a conquistar o título da Primeira Liga, encerrando assim um jejum de onze anos.

No dia 5 de julho de 2004, foi feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

Valencia[editar | editar código-fonte]

Por 7,5 milhões de euros, transferiu-se para o Valencia em agosto de 2005.[2] Após se adaptar e virar titular absoluto da equipe, em setembro de 2007 ele renovou seu contrato por mais cinco anos. Ajudou os Los Che a vencerem a Copa do Rei 2007–08, atuando os 90 minutos na final que terminou em vitória de 3 a 1 contra o Getafe.

Já na temporada 2009-10, Miguel sofreu concorrência com a contratação de Bruno, mas ainda assim disputou 25 partidas e ajudou o Valencia a terminar em terceiro lugar no Campeonato Espanhol, voltando a disputar a Liga dos Campeões.

Em maio de 2012, resolveu anunciar a aposentadoria após o término do seu contrato.

Seleção Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Portuguesa contra a Itália, no dia 12 de fevereiro de 2003. Esteve presente na Eurocopa de 2004, ficando em segundo lugar após perderem a final para a Grécia. Posteriormente foi convocado para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Já na Eurocopa de 2008, foi reserva de Bosingwa e só disputou um jogo (derrota de 2 a 0 para a Suíça).

Apesar de uma temporada irregular pelo Valencia, foi convocado para a Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul. Foi um dos três laterais usados durante as quatro partidas de Portugal na competição, e atuou na fase de grupos na goleada por 7 a 0 contra a Coreia do Norte.

No dia 9 de setembro de 2010, o jogador, então com 30 anos, anunciou sua aposentadoria da Seleção.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Benfica[editar | editar código-fonte]

Valencia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Miguel Brito Garcia Monteiro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 7 de julho de 2014 
  2. «Valencia assegura contratação do português Miguel». NSC Total. 19 de agosto de 2005. Consultado em 12 de dezembro de 2019 


Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre futebolistas portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.