Luís Milanesi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Luís Augusto Milanesi[1] (São Paulo) é um bibliotecário, escritor e professor universitário brasileiro. Seu livro mais popular é talvez O Que é Biblioteca da famosa série Primeiros Passos (reeditada em 2002 como Biblioteca). Foi diretor da Escola de Comunicação e Artes (ECA/USP) e Professor do Departamento de Biblioteconomia. Foi o criador do Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de São Paulo pela Secretaria de Estado e Cultura. Grande entusiasta das tecnologias digitais, tem sido um incentivador de sua implementação em bibliotecas, arquivos e afins, bem como a mudança nos paradigmas da biblioteca, da biblioteconomia e do bibliotecário, tornando-os mais adaptados para a realidade digital convergente contemporânea, o que inclui a chamada biblioteca digital.

Livros[editar | editar código-fonte]

A bibliografia de Luís Milanesi:[2]

Ano Livro Editora
1978 O paraíso via Embratel: o processo de integração de uma cidade do interior paulista na sociedade de consumo, 224 pp. Paz e Tera
1982 O que é Biblioteca, 107 pp. Brasiliense
1985 O obsceno: jornadas impertinentes, 220 pp. (co-autoria Jerusa Pires Ferreira) Hucitec
1986 Ordenar para desordenar: centros de cultura e bibliotecas públicas, 262 pp. Brasiliense
1988 Transicao bibliotecaria? Associacao Paulista de Bibliotecarios
1989 Ordenar para Desordenar Brasiliense
1990 Centro de cultura: forma e função Hucitec
1991 A casa da invenção: centros de cultura, 271 pp. Siciliano
1997 A casa da invenção: biblioteca centro de cultura Ateliê Editorial
2002 A formação do informador Informação & Informação
2002 Biblioteca, 116 pp. (reedição de: O Que é Biblioteca) Ateliê Editorial
2002 Dicionário Brasileiro de Insultos, 364 pp. Ateliê Editorial
2010 Lupe e paisagem ARS
2013 Biblioteca pública: do século XIX para o XXI Revista USP
2016 Current findings from research on professional librarian skills development and needs in Brazil Informação & Sociedade

Referências

  1. nota: em alguns livros o prenome é grafado ortograficamente como “Luiz
  2. «Luís Milanesi - Citações do Google Acadêmico». Google Acadêmico. Consultado em 14 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.